A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Rio de Janeiro, 25 de agosto de 2006 ESTATÍSTICAS SOBRE O USO DAS TIC NO BRASIL: A EXPERIÊNCIA DO IBGE Roberto Neves Sant’Anna IBGE – Diretoria de Pesquisas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Rio de Janeiro, 25 de agosto de 2006 ESTATÍSTICAS SOBRE O USO DAS TIC NO BRASIL: A EXPERIÊNCIA DO IBGE Roberto Neves Sant’Anna IBGE – Diretoria de Pesquisas."— Transcrição da apresentação:

1 1 Rio de Janeiro, 25 de agosto de 2006 ESTATÍSTICAS SOBRE O USO DAS TIC NO BRASIL: A EXPERIÊNCIA DO IBGE Roberto Neves Sant’Anna IBGE – Diretoria de Pesquisas

2 2 PRESSUPOSTOS 1) As Metas de Desenvolvimento do Milênio, lançadas em 2000 e adotadas por 189 países, contemplam no objetivo 8, que pretende “Fomentar uma associação mundial para o desenvolvimento”, a Meta 18: “Em colaboração com o setor privado, tornar disponíveis os benefícios das novas tecnologias, especialmente as da informação e das comunicações”

3 3 2) O Plano Plurianual 2004/2007 do governo brasileiro estabeleceu como desafio: “Ampliar o acesso à informação e ao conhecimento por meio das novas tecnologias, promovendo a inclusão digital e garantindo a formação crítica dos usuários” PRESSUPOSTOS

4 4 PRIMEIRO PASSO Com o objetivo de: •permitir o acompanhamento do grau de penetração de computadores e de telefones nos domicílios brasileiros, e de •responder, ainda que parcialmente, ao crescente interesse em dados sobre a influência das TIC na economia, O IBGE incluiu algumas variáveis em pesquisas domiciliares e de empresas

5 5 CENSO DEMOGRÁFICO •Universo: domicílios •Tamanho da amostra: domicílios •Variáveis TIC : existência no domicílio de Radio TV e videocassete Telefone Computador

6 6 Participação dos domicílios segundo a posse de alguns bens duráveis – Brasil 2000

7 7 PNAD - PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS 2001 a 2005 Periodicidade: anual Tamanho da amostra: domicílios Variáveis TIC: presença no domicílio de: Radio TV Telefone fixo e celular Computador Com acesso a internet

8 8 Proporção de domicílios com equipamentos TIC - Brasil

9 9 Proporção de domicílios com equipamentos TIC por classes de rendimento domiciliar – Brasil 2004

10 10 POF – PESQUISA DE ORÇAMENTOS FAMILIARES •Tamanho da Amostra – domicílios •Variáveis TIC : existência e gasto com: Radio TV Telefone fixo e celular Computador Com acesso a internet

11 11 Proporção dos gastos com telefone no total do gasto médio mensal familiar Brasil

12 12 Pesquisa Anual do Comércio - PAC •Universo: empresas •Tamanho da amostra: empresas •Desde 2000 levanta o sistema de comercialização do comércio varejista: -Através de máquinas automáticas -Em lojas -Fora de loja (quiosque, traillers, etc.) -Pela internet -Por correio -Porta a porta -Por televendas

13 13 SEGUNDO PASSO Com o objetivo de medir o acesso e utilização das TIC nas empresas e domicílios brasileiros, para a construção de indicadores compatíveis com as recomendações internacionais e as demandas nacionais, optou-se por planejar: 1) a realização de uma pesquisa de uso TIC nas empresas; e 2) a introdução de um módulo na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD.

14 14 NECESSIDADES PRIORITÁRIAS Durante o processo de planejamento, duas necessidades se destacaram: 1) de ordem técnica 2) de ordem financeira

15 15 ATIVIDADES TÉCNICAS Conhecer: •as orientações internacionais •experiências de outros países No segundo semestre de 2004 o IBGE recebeu duas missões técnicas: 1) OECD – Sr. Martin Schapper; e 2) INE-Espanha – Sr. Fernando Cortina Garcia e Srta. Belém Gonzáles Olmos

16 16 ATIVIDADES TÉCNICAS Participou: 1) Taller sobre la medición de la Sociedad de la Información en América Latina y el Caribe – CEPAL: 2004 no Chile e 2005 na República Dominicana 2) Cumbre Mundial para la Sociedad de la Información – ONU: 2005 em Genebra e 2006 em Paris

17 17 DE ORDEM FINANCEIRA Inicialmente, o IBGE pensou em realizar a Pesquisa TIC- Empresa e o módulo TIC-Domicílio na PNAD com os seus recursos. Mas, devido ao quadro de restrição orçamentária, não foi possível a realização das pesquisas Teve início, então um trabalho de busca de parcerias junto à órgãos governamentais responsáveis por executar políticas de informática e softwares

18 18 ESTÁGIO ATUAL - TIC DOMICÍLIO Foi estabelecida parceria com o Comitê Gestor da Internet no Brasil que possibilitou a implementação de Suplemento TIC na PNAD no segundo semestre de 2005.

19 19 SUPLEMENTO TIC NA PNAD 2005 •Tamanho da amostra: domicílios •Respondentes: pessoas •Abrangência: Todo Território Nacional •tipo de Coleta: entrevista pessoal •Período de Coleta: outubro à dezembro de 2005 •1ª divulgação: setembro de 2006 •2ª divulgação - Volume especial: segundo semestre de 2007

20 20 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Básico Anual 2) Questionário Suplementar TIC Todos os indicadores Core estão contemplados, exceto HH-6 Indivíduos que usaram um computador

21 21 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Básico Indicadores básicos • HH-1 domicílios com radio • HH-2 domicílios com TV • HH-3 domicílios com linha de telefone fixo • HH-4 domicílios com telefone celular • HH-5 domicílios com computador • HH-6 domicílios com acesso à Internet Indicador de referência •HH-R1 domicílios com energia elétrica

22 22 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC • 21 quesitos específicos • pessoas de 10 anos ou mais •Período de referência: últimos 3 meses

23 23 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC Indicadores básicos e extensos • HH-8 indivíduos que usaram a Internet em algum local (domicílio, escola, trabalho, etc.) nos últimos 3 meses

24 24 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC HH-9 local de acesso à Internet nos últimos 3 meses: •no trabalho •na escola •em em casa •centro público de acesso gratuito •em centro de acesso público pago •no domicílio de parentes, amigos ou em outro locais

25 25 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC HH-10 motivo de acesso á internet: •comunicação com outras pessoas •compra ou encomenda de bens e serviços •transações bancárias ou financeiras •interagir com autoridades públicas ou órgãos do governo •jornais ou revistas •atividades de lazer •buscar informações educação ou aprendizado •leitura de ou outros serviços

26 26 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC HH-11 telefone móvel celular para uso pessoal HH-12 tipo de conexão •Acesso discado •Banda larga

27 27 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC HH-13 freqüência de acesso nos últimos 3 meses (independente do local de acesso) •Pelo menos uma vez por dia •Pelo menos uma vez por semana, ma não todo dia •Pelo menos uma vez ao mês, mas não toda semana •Menos de uma vez por mês •Não sabe

28 28 INDICADORES TIC NA PNAD ) Questionário Suplementar TIC Principal motivo para não ter utilizado a Internet nos últimos 3 meses •Não acha necessário ou não quer •Não tem acesso a microcomputador para fazê-lo •Não sabe utilizar a internet •O computador existente no domicílio não está conectado à Internet •O custo do microcomputador é alto •O custo de utilização da internet é alto •outro motivo

29 29 INDICADORES TIC NA PNAD 2005 Vantagens de uma Pesquisa Suplementar TIC na PNAD •A PNAD permite formar perfil detalhado dos moradores por sexo, idade, escolaridade, situação de trabalho, rendimento, etc., assim como analisar o contexto familiar e as características do domicílio •o tamanho da amostra : domicílios

30 30 INDICADORES TIC NA PNAD 2005 Vantagens de uma Pesquisa Suplementar TIC na PNAD •A garantia de que a investigação TIC foi feita com todas as pessoas com 10 ou mais anos moradores dos domicílios onde foi realizada a pesquisa •o custo da pesquisa suplementar versus o custo de uma pesquisa específica

31 31 INDICADORES TIC NA PNAD 2005 Desvantagens de uma Pesquisa Suplementar TIC na PNAD •A Pesquisa Suplementar não pode ser muito extensa nem causar perturbação à Pesquisa Básica (à pesquisa principal)  Ela deve seguir a metodologia da Pesquisa Básica, já definida  Há uma grande demanda para inclusão de temas suplementares na PNAD. Isto dificulta a investigação contínua de um mesmo tema

32 32 ESTÁGIO ATUAL - TIC EMPRESA •o IBGE já elaborou uma proposta básica de pesquisa sobre Acesso e Uso das TIC nas Empresas, cujas variáveis contemplam os indicadores core para TIC Empresa •continua em busca de parceria junto a organismos governamentais e não governamentais para sua realização

33 33 PROPOSTA - TIC EMPRESA PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS •Nº de informantes: empresas •Forma de captação: CATI e entrevistas pessoais (para as maiores empresas)   •Abrangência geográficaTodo Território Nacional •Nível de divulgação: Brasil •Tempo de realização: 16 meses •Formas de divulgação: publicação em papel, CD- ROM, na Internet e através de tabulações especiais

34 34 Captura das informações Como as informações da pesquisa são complexas e altamente especializadas é de fundamental importância a identificação do informante em cada empresa selecionada, ou seja, com domínio dos conceitos da pesquisa e detentor das informações requeridas Para assegurar a uniformidade no entendimento conceitual da pesquisa e na sua aplicação propõe-se entrevistas diretas com todas as empresas da amostra: •presenciais para as empresas de grande porte •por telefone para as demais empresas, através de sistema de entrevistas telefônicas assistidas por computador (Computer Assisted Telephone Interview - CATI) 

35 35 PROPOSTA - PESQUISA TIC EMPRESA Principais variáveis investigadas : 1) Infraestrutura TIC •número de computadores •de linhas telefônicas •tipo de acesso a Internet •redes utilizadas pela empresa •existência de página web.

36 36 PROPOSTA - PESQUISA TIC EMPRESA Principais variáveis investigadas: 2) Acesso às TIC •percentagem de empregados que utilizam computadores, •percentagem de empregados que acessam a Internet, •percentagem de empregados que desenvolvem software para uso interno da empresa •tipos de sistemas de informática utilizados

37 37 PROPOSTA - PESQUISA TIC EMPRESA Principais variáveis investigadas: 3) uso da Internet •finalidade •serviços disponíveis na pagina web •serviços de segurança •comércio eletrônico (compras, vendas, obstáculos) através da Internet ou mediante EDI ou de outras redes telemáticas distintas da Internet.

38 38 OUTROS TRABALHOS Estrutura da Oferta TIC Setor TIC •Definição e identificação – CNAE 2.0 •Mensuração – CEMPRE e Pesquisas Econômicas: –Indústria (produtor) –Comércio –Serviços

39 39 OUTROS TRABALHOS Estrutura da Oferta TIC Produtos TIC •Definição e identificação – ProdList e PAS Especial •Mensuração – Pesquisas Econômicas

40 40 •Avanço nos estudos metodológicos e das recomendações e experiências internacionais •Infraestrutura: cadastro de empresas permanentemente atualizado, rede de 533 Agências em todo País •Relação permanente com as empresas de elevada credibilidade   •Como pesquisa satélite do Sistema de Estatísticas Econômicas e portanto articulada com as pesquisas econômicas serão ampliadas as possibilidades analíticas da pesquisa •Usar a experiência do Instituto no levantamento de informações estatísticas afins •Inserção do Tema no programa regular de pesquisas da Instituição Vantagens de se Pesquisar TIC no IBGE

41 41 Amostras anuais das Pesquisas Econômicas  Pesquisas Econômicas Amostra Estrato certo Pesquisa Industrial Anual – Empresa Pesquisa Anual da Indústria da Construção Pesquisa Anual de Comércio Pesquisa Anual de Serviços Número de empresas Pesquisas Econômicas Amostra Estrato certo Pesquisa Industrial Anual – Empresa Pesquisa Anual da Indústria da Construção Pesquisa Anual de Comércio Pesquisa Anual de Serviços Número de empresas

42 42 O B R I G A D O P E L A A T E N Ç Ã O


Carregar ppt "1 Rio de Janeiro, 25 de agosto de 2006 ESTATÍSTICAS SOBRE O USO DAS TIC NO BRASIL: A EXPERIÊNCIA DO IBGE Roberto Neves Sant’Anna IBGE – Diretoria de Pesquisas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google