A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

6º DOMINGO DO TEMPO COMUM Levítico 13,1- 2.44-46; Salmo 32(31); 1Coríntios 10,31-11,1; Marcos 1,40-45 12 de fevereiro de 2012 Aprofundando os textos bíblicos:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "6º DOMINGO DO TEMPO COMUM Levítico 13,1- 2.44-46; Salmo 32(31); 1Coríntios 10,31-11,1; Marcos 1,40-45 12 de fevereiro de 2012 Aprofundando os textos bíblicos:"— Transcrição da apresentação:

1

2 6º DOMINGO DO TEMPO COMUM Levítico 13, ; Salmo 32(31); 1Coríntios 10,31-11,1; Marcos 1, de fevereiro de 2012 Aprofundando os textos bíblicos: Levítico 13, ; Salmo 32(31); 1Coríntios 10,31-11,1; Marcos 1,40-45

3

4

5 Irmãos, prosseguindo ocapitulo 1º do evangelista São Marcos Jesus continua com as curas e também com a libertação do povo colocando-o de volta a sociedade. O justo florescerá como a palmeira;

6 crescerá como o cedro do Líbano, plantado na casa do Senhor, nos átrios de nosso Deus (Sl 91, 13 s) Jesus cheio de compaixão, estende as mãos e devolve a saúde ao homem doente, aumentado nele o desejo de viver

7 Marcos apresenta o relato da cura do leproso como o resumo dos outros milagres narrados até este momento. Como a lepra se caracterizava por diversas enfermidades contagiosas de pele, o leproso era afastado da comunidade.

8 Contudo, o leproso se aproxima de Jesus e implora a cura, de joelhos, confiando no poder da salvação. Assim, a sua súplica é uma verdadeira profissão de fé em Jesus, o Salvador.

9 Movido de compaixão, Jesus rompe preconceitos, estende a mão, toca o leproso e devolve-lhe a saúde. Curado integralmente, o leproso é reintegrado na sua comunidade e se transforma numa testemunha da Boa Nova do Reino.

10 A 1°leitura apresenta-nos a legislação que definia a forma de tratar com os leprosos. Impressiona como, a partir de uma imagem deturpada de Deus, os homens são capazes de inventar mecanismos de discriminação e de rejeição em nome de Deus.reflete a situação de sofrimento e humilhação da pessoa por causa da doença e da exclusão.

11 O salmo ressalta que a confiança, na misericórdia e no perdão de Deus, possibilita celebrar a salvação com alegria e gratidão.

12 A 2ª leitura convida a glorificar a Deus através da vida e atividades cotidianas e terem como prioridade a glória de Deus e o serviço dos irmãos. O exemplo supremo deve ser o de Cristo, que viveu na obediência incondicional aos projetos do Pai e fez da sua vida um dom de amor, ao serviço da libertação dos homens.

13 2 Atualizando Jesus, com seu gesto compassivo, reintegrando o leproso na comunidade, acentua que ninguém é excluído da nova família dos filhos de Deus. Somos impelidos a ter a audácia do leproso para nos aproximarmos do Salvador e confiar a Ele nossa esperança de salvação.

14 A palavra de Deus na celebração A celebração de hoje nos faz experimentar a grande compaixão de Jesus, o Filho de Deus, que diante do sofrimento humano estende a mão e promove a cura. Que o Senhor em sua eterna bondade nos ajude a sermos sensíveis às necessidades dos sofredores e necessitados. REVISTA DE LITURGIA PORTAL DEHONIANOS (província portuguesa dos sacerdotes do coração de Jesus)

15 O ato de Jesus de se aproximar do leproso e de tocá-lo nos leva a nos perguntarmos: “Como você se posiciona perante “os leprosos” (marginalizados) da humanidade: fugir, aproximar-se ou procurar erguê-los como Jesus fez?” Ou o nosso coração está cheio de “lepra” faz com que nos afastemos dos outros e afastemos os outros? A “lepra” que mata é a vida sem amor pelo próximo: mata quem vive sem amor e mata quem precisa deste amor. Marineves

16


Carregar ppt "6º DOMINGO DO TEMPO COMUM Levítico 13,1- 2.44-46; Salmo 32(31); 1Coríntios 10,31-11,1; Marcos 1,40-45 12 de fevereiro de 2012 Aprofundando os textos bíblicos:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google