A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CCB – Construtora Castelo Branco PS - 37 EM BUSCA DO FLUXO CONTÍNUO NA PRODUÇÃO DE EDIFÍCIOS ALTOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CCB – Construtora Castelo Branco PS - 37 EM BUSCA DO FLUXO CONTÍNUO NA PRODUÇÃO DE EDIFÍCIOS ALTOS."— Transcrição da apresentação:

1 CCB – Construtora Castelo Branco PS - 37 EM BUSCA DO FLUXO CONTÍNUO NA PRODUÇÃO DE EDIFÍCIOS ALTOS

2 RECONHECIMENTO  Ao Dr. Rui Castelo Branco pelo apoio, suporte e confiança depositada na sua equipe técnica;  Ao Professor Doutor Luis Fernando Heineck (UFSC); ao Engenheiro Consultor Pedro Eduardo Pereira; ao Professor Mestre José de Paula Barros Neto (UFC); pelo pioneirismo e disseminação do lean thinking na atividade de construção civil em nossa cidade (Fortaleza-CE);  A todo o corpo técnico da construtora castelo branco, pelo entusiasmo, dedicação e empenho aplicado na implantação, desenvolvimento e manutenção dos sistemas e processos;  Aos nossos operários por acreditarem e perceberem os benefícios e vantagens resultantes da nova mentalidade (Ganha x Ganha);  Á Comunidade da Construção/abcp em especial ao engenheiro Adriano Pessoa pela atenção e apoio que nos tem dispensado.  Á todas as empresas que colaboraram no nosso processo de Benchmarking, em especial ao Empresário e Engenheiro Francisco Eugenio Monetenegro da Rocha, fundador e incentivador do programa INOVACON – Programa de Inovação da Industria de Construção Civil no Estado do Ceara.

3 QUEM SOMOS? •CCB – Construtora Castelo Branco •17 Anos no Mercado de Fortaleza •08 Edifícios Residenciais multifamiliares em andamento distribuídos em 06 canteiros •Total de aproximadamente m² de área construída em execução

4 Alguns Fundamentos da Nossa Mentalidade

5 I - Alguns resultados financeiros observados (custo comparado: Fluxos erráticos x Fluxos contínuos) - Gráficos e planilhas; II - Durante a produção(em busca dos resultados)- Vídeo de 8 min.; III - Por trás da produção - PS- 37 (planejar,coordenar e monitorar a produção, conscientizar); IV - A intervenção externa na produção(disciplinando o cliente); V - Após a produção (atenção ao cliente - garantir o lucro da empresa); VI - O amanhã (kaizen- As pessoas); TRANSFORMAÇÃO DA MENTALIDADE

6 III - POR TRÁS DA PRODUÇÃO Alguns princípios do planejamento • Planejar centrado no homem que realiza a tarefa e não na tarefa que o homem realizará. • Não desvirtuar as ações e atitudes das pessoas se taticamente o óbvio é o caminho mais lógico a ser seguido. • Criar aquilo que realmente agrega valor ao todo ao invés de constranger as pessoas em nome de falsas eficiências. • Buscar maior conhecimento sobre relações humanas, pois nossa formação acadêmica de engenheiro é bastante deficiente no que refere-se as relações interpessoiais. • “A qualidade pessoal é a base de todas as outras qualidades.” • Promover o equilíbrio empresa x trabalhador. • Diminuir poder e delegar responsabilidades. • Promover um ambiente de trabalho agradável e propício a motivação das equipes de trabalho. • Pensar, diminuir ou eliminar improvisos. • Quanto mais ferramentas de controle menos controlado está. • Diminuir ou eliminar multitarefas. • Incentivar a polivalência. • Identificar e diminuir ou eliminar os gargalos da produção. • Antever a possibilidade de variabilidade no processo de produção.

7 III - POR TRÁS DA PRODUÇÃO PS - 37 • Layout do canteiro • Questionário de Contratação • Pressupor • Predeterminar (Ensaio de Recurso) •Subordinar • Produzir • 5S • Segurança Algumas ferramentas de planejamento e gestão

8 II - DURANTE A PRODUÇÃO •Diminuir o esforço humano •Diminuir ou eliminar fluxos •“O melhor transporte é o que não existe” •Incentivar a comunicação e o controle visual •Desbloquear o fluxo da informação •Diminuir ou eliminar multitarefas •Produçao puxada •Produçao protegida •“Um olho no fluxo, outro no desperdício” (Mike Rother) •“O simples e o óbvio convergem para o funcional” •Diminuir poder e delegar responsabilidades •5S – Promover um ambiente de trabalho agradável e propício a motivação das equipes de trabalho ALGUNS PRINCÍPIOS

9 Vídeo representativo dos nossos processos Ver Pasta Videos neste cd

10 IV – A INTERVENÇÃO EXTERNA DURANTE A PRODUÇÃO (DISCIPLINANDO O CLIENTE) Alguns Princípios • Antever possibilidades de variabilidade no processo produtivo; • Identificar e diminuir ou eliminar os gargalos de produção; • Planejar e eliminar os improvisos; • Adotar pulmão de três a quatro meses nos prazos de resposta

11 IV – A INTERVENÇÃO EXTERNA DURANTE A PRODUÇÃO (DISCIPLINANDO O CLIENTE) Algumas Ferramentas • Circular ao cliente em meio físico e eletrônico contendo projetos básicos e prazos para seu posicionamento em relação ao projeto básico; • Nomeação de um profissional para atendimento ao cliente e gerenciamento das alterações de projeto; • Apartamento modelo (projeto básico) para facilitar as decisões do cliente;

12 V - PÓS PRODUÇÃO Alguns Princípios • Satisfação do cliente; • Fixar a marca da empresa no mercado; • Garantir o lucro visando a retroalimentaçao dos investimentos;

13 V - PÓS PRODUÇÃO Algumas Ferramentas • Manual do usuário em cd interativo; • CCB Service; • Inspeção prévia da entrega das unidades por empresa de perícias técnicas e reinspeção no recebimento pelos clientes; V er Pasta: Manual interativo Ver Pasta: Disciplinando o Cliente

14 I - ALGUNS RESULTADOS FINANCEIROS OBSERVADOS APÓS 18 MESES DE ESTUDOS / IMPLANTAÇÃO / IMPLEMENTAÇÃO E REVISÕES. •A informação flui? •Os materiais fluem? •A mão de obra flui? FLUXOS ERRÁTICOS X FLUXO CONTÍNUO

15 A INFORMAÇÃO FLUI?

16 Equipamento ou método tradicional Equipamento ou método racionalizado QTDE Economia (R$) Mutirão para limpeza da obra Eleição dos prefeitos dos pavimentos 6 prefeitos ,60 Cimento e gesso descarregados em carrinho de mão ou na cabeça Cimento e gesso descarregados na rampa 682,02 ton ,12 Cerâmica e tijolos cerâmicos descarregados em carros de mão Cerâmica e tijolos cerâmicos descarregados em pallets 33,97 ton ,60 Coleta de entulho pelo guincho Coleta de entulho dentro do poço de exaustão m ,76 Bandejas de madeira usadas apenas uma vez Bandejas metálicas utilizáveis por quatro vezes 360 unid ,00 1 peneirador e 1 servente para abastecer o guincho Peneira elétrica e betoneira despejando no guincho 28 meses ,20 Total economizado com a racionalização de equipamentos e métodos (R$): ,28 OS MATERIAIS FLUEM?

17 Renda mensal do pedreiro (CP 02 – Alvenarias Periféricas) CP - 02 Custo de M. de Obra pago pela empresa por pav. X

18 Célula de Produção Fluxo Contínuo Planejado Fluxos Erráticos se realizados Fluxo Contínuo efetivamente realizado CP-02 alvenarias periféricas Ganho do pedreiro (R$)/mêsR$651,00R$511,85R$813,75 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,00R$ ,30R$94.102,80 CP-03 revestimento de gesso Ganho do gesseiro (R$)/mêsR$651,00R$511,85R$887,73 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$81.219,60R$99.470,80R$73.113,04 CP-04 contra piso Ganho do pedreiro (R$)/mêsR$651,00R$511,85R$744,00 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$12.846,00R$21.345,06R$12.007,71 CP-05 fachada Ganho do pedreiro (R$)/mêsR$903,00R$574,64R$972,46 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,93R$ ,89R$ ,94 CP-05.1 fachada interna Ganho do pedreiro (R$)/mêsR$693,00R$539,00R$808,50 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$25.708,90R$28.658,30R$23.289,20 CP-06 cerâmica de piso Ganho do pedreiro (R$)/mêsR$693,00R$519,75R$831,60 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$26.220,48R$30.692,64R$23.984,40 Custo total para os 22 pavimentos (R$)R$ ,91R$ ,99R$ ,09 A MÃO DE OBRA FLUI? - Custo comparado p/ seis células de produção de um total de vinte existente na obra (exceto instalações)

19 POSSÍVEIS AVANÇOS AVANÇOS ALCANÇADOS OUTRAS INDÚSTRIAS CONSTRUÇÃO CIVIL VI – O AMANHÃ (Roberto Linard)

20 VI – O AMANHÃ Alguns Princípios • Focos de resistência ainda persistem; • Kaizen (Melhoria Contínua) • O Last Planner (Eng.? Mestre? Pedreiro? Servente?) • O sistema de planejamento precisa se estender mais fortemente até os níveis de percepção dos operários • Enxergar os fatores subjetivos que podem afetar de forma positiva ou negativa o nível de produtividade do operário • No “PCP” ainda há muito por fazer, mas temos que nos conformar em dar uma pausa para nos dedicarmos a motivação e conscientização para não corrermos o risco de retrocesso no que já está implantado

21 VI – O AMANHÃ Algumas Ferramentas • Brainstorm • Benchmarking • Literatura • Cursos, palestras... • ?

22 “CONFIE NAQUELE QUE BUSCA A PERFEIÇÃO,” MAS DESCONFIE SE ELE A ENCONTRAR”

23


Carregar ppt "CCB – Construtora Castelo Branco PS - 37 EM BUSCA DO FLUXO CONTÍNUO NA PRODUÇÃO DE EDIFÍCIOS ALTOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google