A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia 5S por Paulo Roberto Gil Cavina. Introdução O A Gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia 5S por Paulo Roberto Gil Cavina. Introdução O A Gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia 5S por Paulo Roberto Gil Cavina

2 Introdução O A Gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição. O A meta é a boa prestação de serviços, de forma eficiente e dinâmica para que o cliente fique satisfeito.

3 Introdução O Vivemos numa sociedade espantosamente dinâmica, instável e evolutiva. O Correrá sérios riscos quem ficar esperando para ver o que acontece. O A adaptação a essa realidade será, cada vez mais, uma questão de sobrevivência.

4 Num mundo como este, a única certeza estável é a certeza de que tudo vai mudar!

5 E como podemos alcançar a Qualidade que buscamos oferecer aos nossos clientes?

6 Introdução O Ferramentas de Gestão de Qualidade: O Gráfico de Pareto O Diagrama de Causa e Efeito (Ishikawa) O Histograma O Folha de Verificação O Gráfico de Dispersão O Fluxograma O Carta de Controle

7 Introdução O Metodologias de Gestão de Qualidade: O Seis Sigma O Kaizen O Total Productive Maintenance O SMED O Just In Time O Kanban O 5S

8 Introdução O Dentre as muitas ferramentas e metodologias que podem ser usadas pra implantar o Sistema da Qualidade Total numa empresa ou instituição é a Metodologia 5S. O A Metodologia 5S propõe cinco iniciativas, cinco ações que visam transformar o ambiente de trabalho: O 1º S – SEIRI – Senso de Utilização; O 2º S – SEITON – Senso de Arrumação; O 3º S – SEISO – Senso de Limpeza; O 4º S – SEIKETSU – Senso de Saúde e Higiene; O 5º S – SHITSUKE – Senso de Autodisciplina.

9 Metodologia

10 História O Não há uma convergência de informações sobre a real origem do 5S. O Supostamente criado pelo Dr. Kaoru Ishikawa, Engenheiro Químico japonês. O Foi criado com o objetivo de possibilitar um ambiente de trabalho mais favorável. O Teve início nos anos 50.

11 Objetivos O Melhoria do ambiente de trabalho; O Prevenção de acidentes; O Incentivo à criatividade; O Redução de custos; O Eliminação de desperdício; O Desenvolvimento do trabalho em equipe; O Melhoria das relações humanas; O Melhoria da qualidade de produtos e serviços.

12 Metodologia O O Método 5S é mais do que uma metodologia administrativa. O É uma proposta de reeducação, de recuperação de práticas e valores frequentemente esquecidos, mas certamente conhecidos e prezados por todos.

13 1º S - SEIRI – Senso de Utilização O Como fazer? O Separar os elementos necessários dos desnecessários e eliminar os desnecessários.

14 1º S - SEIRI – Senso de Utilização O Perguntas que devemos fazer: O Este material voltará a ser utilizado? O Estes objetos precisam ser mantidos por quanto tempo? O O que realmente é importante para que eu possa desempenha minhas funções? O Este material que sobrou, realmente, tem utilidade?

15 1º S – SEIRI – Senso de Utilização

16 2º S – SEITON – Senso de Arrumação O Como fazer? O Indicar um lugar adequado para cada coisa. O Liberar vias de acesso. O Identificar objetos, pontos críticos, painéis de controle, armários e gavetas através de etiquetas, placas, gravação, etc.

17 2º S – SEITON – Senso de Arrumação O Perguntas que devemos fazer: O Os equipamentos e materiais estão separados de forma adequada? O Documentos, materiais, pastas ou equipamentos são de fácil localização? O Salas, armários, gavetas e seus conteúdos são de fácil identificação, mesmo para aqueles que não utilizam o local com frequência?

18 3º S – SEISO – Senso de Limpeza O Como fazer? O Destino adequado aos resíduos. O Identificar locais e equipamentos que necessitam de atenção especial para limpeza. O Utilizar limpeza como forma de inspeção.

19 3º S – SEISO – Senso de Limpeza O Perguntas que devemos fazer: O Os membros da equipe colaboram para a manutenção? O Quais são as fontes de sujeira? O Áreas de uso comum, em especial, são mantidas pelos usuários? O Banheiro: fio dental, espelho, descarga, papéis no chão. O Copas, máquinas de café e bebedouros: copos descartáveis, talheres, palitos, líquidos no chão, etc.

20 4º S – SEIKETSU – Senso de Saúde e Higiene O Como fazer? O Atenção às rotinas de higiene das áreas comuns (banheiros, bebedouros, copas, vestiários, restaurante, etc.). O Eliminar as condições inseguras de trabalho - atentar para riscos ergonômicos. O Respeitar os colegas como pessoas e como profissionais.

21 4º S – SEIKETSU – Senso de Saúde e Higiene O Observar se: O Membros da equipe estão usando EPIs. O Os EPIs estão em condições de uso. O Os membros da equipe estão treinados nas práticas de primeiros socorros e sabem comunicar os acidentes/ incidentes/ desvios. O Os exames periódicos da equipe estão em dia.

22 5º S – SHITSUKE – Senso de Autodisciplina O Como fazer? O Cumprir os check lists e procedimentos das atividades. O Treinar e ensinar colegas a desenvolver as atividades seguindo os POs. O Conhecer e praticar as políticas e diretrizes da empresa. O Manter-se atualizado nas revisões dos POs.

23 5º S – SHITSUKE – Senso de Autodisciplina O Observar se: O Os sensos anteriores do Programa 5S vem sendo cumpridos. O Membros da equipe estão cumprindo os procedimentos, políticas e diretrizes da empresa. O Todos os membros participam dos treinamentos e reciclagens.

24 Recompensa

25 AUTODISCIPLINAORDENAÇÃO SAÚDE LIMPEZA UTILIZAÇÃO

26 “Somos o que repetidamente fazemos. A excelência portanto, não é um efeito, mas um hábito” Aristóteles

27


Carregar ppt "Metodologia 5S por Paulo Roberto Gil Cavina. Introdução O A Gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google