A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA Criada através de Convênio: União, Estado e Município de Novo Hamburgo – RS – Brasil. Início das.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA Criada através de Convênio: União, Estado e Município de Novo Hamburgo – RS – Brasil. Início das."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA Criada através de Convênio: União, Estado e Município de Novo Hamburgo – RS – Brasil. Início das atividades: 12/04/1967

2 Map of Brazil

3 Ensino Médio e Educação Profissional:  Química, Mecânica, Eletrotécnica e Eletrônica.  Segurança do Trabalho, Automotivo e Design.  Cursos Técnicos Diurnos: integrados - 4 anos de duração mais estágio  Cursos Técnicos Noturnos: subseqüentes, para quem já tem concluído o ensino médio, mais 2 anos e meio. Ensino Superior – Convênios UERGS:  Tecnólogo em Automação Industrial.  Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia.  Engenharia em Energia e Desen volvimento Sustentável ÁREAS DE ATUAÇÃO

4 Projetos Integrados no Currículo Em 2007 introduzimos a disciplina de Projetos no currículo de todos os Cursos Exemplo – Programa Curricular Exemplo – Programa Curricular Curso Técnico em Mecânica Disciplinas do Curso Língua Portuguesa e Literatura Língua Inglesa Educação Artística Educação Física Projetos - Research Projects GeografiaHistóriaSociologiaFilosofiaMatemática Desenho Física Química Biologia CAD CAM Usinagem Metrologia Manutenção Mecânica Eletricidade Tecnologia dos Materiais e Ensaios Resistência dos Materiais Elementos de Máquinas Hidráulica e Pneumática Soldagem Controle Numérico Computadorizado Métodos e Processos Projetos Mecânicos Gestão e Empreendedorismo Estágio Curricular

5 Mas incerir a disciplina no Currículo dos Cursos não era suficiente. O que poderiamos fazer para integrarmos as disciplinas? O que poderiamos fazer para integrarmos as disciplinas? Trabalharmos com um Tema Integrador foi a solução que encontramos – a construção de um projeto que propiciasse um trabalho conjunto das disciplinas. Um trabalho de Interdisciplinaridade, que oportunizasse aos professores e alunos construção de novos conhecimentos e contribuisse para a formação do cidadão. Pois, são as situações que definem o sucesso da aprendizagem, ou seja os desafios que propomos aos alunos instigam a investigação, a formação de habilidades, como a tomada de decissão, trabalhar em grupo, o desenvolvimento da autonomia,..., QUE CONTRIBUI PARA A CIDADANIA.

6  Os alunos de 1ª série (14/15 anos) de todos os cursos técnicos integrados tem no currículo a disciplina de Projetos, onde se trabalha a Iniciação à Pesquisa : os princípios da metodologia de pesquisa - observação, elaboração de problema, hipótese, experimentação de pequeno porte, coleta e análise dos dados e conclusão. Os professores de Português orientam os alunos de como fazer os registros: caderno de campo, formatação de projeto e relatório. Uma vez que são 32 alunos em cada turma de primeira série, são constituídos 16 grupos, onde todos os professores orientam, independentemente da disciplina que ensinam, um certo número de projetos. O mais importante é motivar os professores a trabalhar em conjunto, concientizando que a pesquisa auxilia no processo de aprendizagem.  Os temas dos projetos envolvem diferentes disciplinas, constituindo-se em uma experiência de interdisciplinariedade. Os projetos de pesquisa exigem que os alunos visitem instituições(empresas, hospitais, universidades), entrevistando pesquisadores, empresários, educadores, etc. INCERSSÃO da PESQUISA – INCERSSÃO da PESQUISA – Por Série

7 Exemplo de Projeto Integrador no Currículo Tema Escolhido 2010 Projeto Transporte Ferroviário: os alunos tiveram de desenvolver um vagão que percorrece 6 metros, com subida e descida, engatasse outro vagão e retornasse ao local de partida. Como se integraram os professores: se reuniram no inicio do ano e definiram como trabalhariam, o que cada disciplina iria trabalhar e como iriam avaliar o desenvolvimento da proposta Atividades definidas para cada Disciplina: De Projetos: trabalhou a estrutura do projeto e do relatório, pesquisa bibliográgica, apresentação oral e escrita. De Física: conceitos de força, atrito e torque. De Português: referenciar pesquisas bibliográficas, elaboração e formatação do projeto e relatório.

8 De Química: poluição (componentes químicos). De Educação Artística: visual do vagão. De Geografia e História: história dos trens no Brasil e importância social. Acompanhamento e Avaliaçao da proposta: Reuniao dos professores uma vez por mês e nos Conselhos de Classe, onde avaliam as ações do projeto e planejam as novas atividades. Cada professores atribui um conceito ao trabalho de projeto, que soma-se ao conceito do trimestre. Até o momento trabalho está tendo muito êxito pois todos os professores, além de trabalharem seus conteúdos, falam a mesma línguagem sobre o projeto motivando os alunos na elaboração de sua pesquisa

9 Na 2ªSérie – Também está inserido no currículo a disciplina de Projetos. Onde trabalha-se: O projeto de pesquisa, com todas suas etapas (Apresentação, Introdução, Justificativa, Problema, Hipótese, Objetivos, Revisão Bibliográfica, Metodologia (delineamento experimental, o sistema de amostras, coleta de dados e tratamento estatístico), Cronograma, Orçamento, Conclusão e Bibliografia). -Caderno de Campo: Características, tipo de registro, inscrição, caneta, datas e títulos, ilustrações, correção do Assessor,... -Estrutura do Relatório: A partir da página de rosto até a bibliografia, glossário e anexos. Para a elaboração do Relatório nos baseamos nas normas brasileiras, que definem o modo de formatação (formato, margens, espaços, paginação, títulos dos capítulos, legendas, citações bibliográficas, ilustrações, figuras, desenha, tabelas, conclusões...). -Apresentação Em Display: Qual é a função do display, tipo de letra, tamanho da letra, cor de fundo, o conteúdo a ser exposto (ver sugestão de que é distribuído aos alunos), figuras, gráficos,... -Apresentação Oral: Em cada curso os alunos apresentam para a banca de professores no início da pesquisa, o projeto de pesquisa (proposta) e, no final do ano os resultados obtidos (apresentação em Power Point, relatório, caderno de campo, os protótipos se existem, etc.) As duas etapas são avaliadas como atividade das disciplinas.

10 3ªSérie. Cada curso constitui uma comissão de professores que irá coordenar o trabalho com projetos, cuja função é orientar os alunos sobre documentação, prazos, regras do Comitê de Revisão Institucional, formas de apresentação, a escolha do orientador, etc.... Os alunos escolhem o tema que será pesquisado e o professor orientador, elaboraram o projeto de investigação e enviam o plano de pesquisa e os formulários para avaliação do Comitê de Revisão Institucional. Os alunos trabalham sob a orientação do professor orientador e do professor de Língua Português, que auxilia na confecção do relatório;. Apresentação do projeto: oral e escrita. Em cada curso os alunos apresentam para a banca de professores no início da pesquisa, o projeto de pesquisa (proposta) e no final do ano, os resultados obtidos (apresentação em Power Point, relatório, caderno de campo, protótipos, se houver, etc...). Essas duas etapas são avaliadas como atividades das disciplinas. Cada curso constitui uma comissão de professores que irá coordenar o trabalho com projetos, cuja função é orientar os alunos sobre documentação, prazos, regras do Comitê de Revisão Institucional, formas de apresentação, a escolha do orientador, etc.... Os alunos escolhem o tema que será pesquisado e o professor orientador, elaboraram o projeto de investigação e enviam o plano de pesquisa e os formulários para avaliação do Comitê de Revisão Institucional. Os alunos trabalham sob a orientação do professor orientador e do professor de Língua Português, que auxilia na confecção do relatório;. Apresentação do projeto: oral e escrita. Em cada curso os alunos apresentam para a banca de professores no início da pesquisa, o projeto de pesquisa (proposta) e no final do ano, os resultados obtidos (apresentação em Power Point, relatório, caderno de campo, protótipos, se houver, etc...). Essas duas etapas são avaliadas como atividades das disciplinas

11 4ª Série Cada curso constitui uma comissão de professores que irá coordenar o trabalho com projetos, cuja função é orientar os alunos sobre documentação, prazos, regras do Comitê de Revisão Institucional, formas de apresentação, a escolha do orientador, etc Os alunos normalmente continuam a trabalhar com o tema selecionado na 3ª Série, mas com novas hipóteses, visando a qualificação da proposta. Neste ano, eles têm de repetir todo o processo: elaboração do projeto de investigação e enviar o plano de pesquisa e os formulários para aprovação pelo Comitê de Revisão Institucional. Os alunos trabalham sob a orientação do professor orientador e do professor de Língua Português, que auxilia na confecção do relatório; Apresentação do projeto: oral e escrita. Em cada curso os alunos apresentam para a banca de professores no início da pesquisa, o projeto de pesquisa (proposta) e no final do ano, os resultados obtidos (apresentação em PowerPoint, relatório, Caderno de campo, protótipos, se houver, etc...). Essas duas etapas são avaliadas com atividades das matérias. Apresentação do projeto: oral e escrita. Em cada curso os alunos apresentam para a banca de professores no início da pesquisa, o projeto de pesquisa (proposta) e no final do ano, os resultados obtidos (apresentação em PowerPoint, relatório, Caderno de campo, protótipos, se houver, etc...). Essas duas etapas são avaliadas com atividades das matérias.

12 ATIVIDADES DE PESQUISA - Sintetizando  Todos os cursos integrados de nível médio, trabalham com a pedagogia de projetos, a metodologia científica como metodologia de ensino. Na 3ª série e na 4ª série exigem a realização do Trabalho de Conclusão, sendo os mesmos apresentados para bancas de Avaliação. Iniciam na 3ª série e são concluídos na 4ª série.  Os projetos são apresentados no cursos e se selecionados, podem posteriormente fazer parte da FEICIT (Feira Interna de Ciência – 200 a 300 projetos), da MOSTRATEC (Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia – participam 40 projetos da Fundação Liberato) e da Intel ISEF (EUA), além de participarem de outros eventos científicos-tecnológicos externos.

13 ATIVIDADES DE PESQUISA - sintetizando  A Fundação Liberato disponibiliza Salas Especiais e Laboratórios para os alunos desenvolverem seus projetos;  A elaboração dos projetos de pesquisa desenvolve nos alunos uma atitude pró-ativa em relação a construção do conhecimento;  Os alunos ao definirem um problema para a pesquisa, devem associar à questões de ordem social, ambiental, tecnológica, desenvolvendo o compromisso com o coletivo e a cidadania.

14 DADOS SOBRE O CURSO DE METODOLOGIA DA PESQUISA PARA PROFESSORES DESENVOLVIDOS EM PARCERIA INTEL- MOSTRATEC - FEBRACE MODALIDADE DO CURSO 3 Módulos 40h Módulo 1 – 10h – presencial; Módulo 2 – 20h - prática a distância; Módulo 3 – 10h - avaliação e relatos da prática Local de realização dos cursos a) Grandes feiras: MOSTRATEC e FEBRACE b) Seminários, palestras solicitado pelas instituições (os ministrantes vão a instituição).

15 Como? Com um material teórico, modelos de relatórios, fotos de outras feiras e filmes (videoclipes). O quê? Concepções de conhecimento, que é pesquisa, a importância da pesquisa para o processo de aprendizado do aluno e para a sociedade, tipos de pesquisa, delimitação de tema principal de pesquisa, métodos e técnicas – metodologia, caderno de Campo, estatística, papel do orientador, papel do aluno e principalmente, o que a pesquisa desenvolve no aluno: habilidades, atitudes e valores, tomada de decisões e várias outras capacidades que o "aprender fazendo" auxilia na aprendizagem para a vida e para o aumento da qualidade de vida de outras pessoas. Número de cursos realizados = 25 Número de professores que fizeram o curso = Custo do curso por professor = R$ 23,41 ou U$ 13 (custo muito baixo) AVALIAÇÃO DO CURSO PELOS PROFESSORES 80% consideraram como Muito Bom (entre MB, B, S e I) 100% recomendaria o curso para outros colegas.

16

17 RESULTADOS:. aumento do número de feiras nas escolas, municípios, regionais e estaduais. • aumento do número de feiras afiliadas • aumento do número de estados participantes • aumento do número de projetos finalistas • aumento do número de projetos que se submeteram ao processo de seleção • melhoria da qualidade dos projetos • aumento do número de professores orientadores • aumento do número de prêmios recebidos pelo Brasil na Intel ISEF • inserção da disciplina de projetos nos currículos de várias escolas.

18 Exemplo do se que trabalha sobre Rol (Papel) do Orientador - É o apoio; - É o apoio; - Verifica se o projeto é viável, se atende aos princípios da ética; - Indica caminhos, contatos, bibliografias, metodologia, técnicas, testes, etc...; - Responsável pela segurança do aluno, monitora a experimentações; - Corrige o projeto e relatório; - Auxília o aluno no preenchimento da documentação necessária para CRC; - Auxilia na elaboração da apresentação - oral e exposição; - Verifica caderno de campo e sugere mudanças no processo de pesquisa, etc - Verifica se o projeto é viável, se atende aos princípios da ética; - Indica caminhos, contatos, bibliografias, metodologia, técnicas, testes, etc...; - Responsável pela segurança do aluno, monitora a experimentações; - Corrige o projeto e relatório; - Auxília o aluno no preenchimento da documentação necessária para CRC; - Auxilia na elaboração da apresentação - oral e exposição; - Verifica caderno de campo e sugere mudanças no processo de pesquisa, etc

19 Exemplo do que se trabalha sobre apresentação oral com os alunos -Tem que ser concisa, clara, objetiva e com vocabulário correto; -Tempo e tipo de público tem que ser respeitado; -Tem que ser concisa, clara, objetiva e com vocabulário correto; -Tempo e tipo de público tem que ser respeitado; - Evitar a improvisação; - Apresentar uma introdução rápida; - Na metodologia, não destacar detalhes em demasia; - Observar a pronúncia, dicção, não falar humilde, falar olhando para a frente, o tom da voz não pode ser monótono; - Evitar pausas para pensar, etc...; - Caracterizar com ênfase os resultados e discussão e a conclusão; - Evitar a improvisação; - Apresentar uma introdução rápida; - Na metodologia, não destacar detalhes em demasia; - Observar a pronúncia, dicção, não falar humilde, falar olhando para a frente, o tom da voz não pode ser monótono; - Evitar pausas para pensar, etc...; - Caracterizar com ênfase os resultados e discussão e a conclusão; - Apresentação de 3 a 5 minutos no máximo, - Apresentação de 3 a 5 minutos no máximo, -Deve deixar espaço para perguntas - respostas rápidas e curtas, etc -Deve deixar espaço para perguntas - respostas rápidas e curtas, etc

20

21 Treinamento com Estudantes Faça reuniões para motivar os alunos na escola; Palestras em outras escolas; Orientação de livros para estudantes. Exemplos de características que o pesquisador deve ter Para ser curioso e ter um espírito criativo; Querer a verdade, ser imparcial; Para ser responsável; Ter sensibilidade social;Tter o desejo de um conhecimento pertinente; Gostar de estudar; Ter concentração e ser persisitente; Gosta de desafios, resolução de problemas; Ter um espírito crítico; Ser paciente; Ser um observador; Trabalhar em grupo; Ter sagacidade, para discernir os fatos relevantes; Ser humilde para a correção de atitude; Querer aprender a aprender; Para ter coragem de inovar; Etc...

22 Processo de Avaliação DEFINIÇÕES QUANTO ÀS CATEGORIAS DOS PROJETOS DE PESQUISA (Contribuição Profª Dalva Inês de Souza) Projetos de Pesquisa Científica referem-se à busca sistematizada de novos conhecimentos no campo das ciências, podendo ser pesquisa básica ou aplicada (VALERIANO, 1998). A OECD ( apud FINEP1, 2010) conceitua a pesquisa básica como o estudo teórico ou experimental original ou incremental que visa compreender fatos e fenômenos observáveis, sem ter em vista uso ou aplicação específica imediata e analisar propriedades, estruturas e conexões com vistas a formular e comprovar hipóteses, teorias, etc. observáveis, sem ter em vista uso ou aplicação específica imediata e analisar propriedades, estruturas e conexões com vistas a formular e comprovar hipóteses, teorias, etc. A pesquisa aplicada visa adquirir novos conhecimentos, com objetivo prático específico. A pesquisa aplicada operacionaliza as idéias. Usa conhecimento disponível e sua ampliação com vistas à solução de problemas específicos (FINEP, 2010).

23 Projetos Tecnológicos são aqueles de desenvolvimento experimental, que visam a materialização de um produto, protótipo ou processo ou instalação piloto ou um estudo de viabilização destes (adaptado de Valeriano(1998). Para a OECD (1993, p. 29 – apud FINEP, 2010), “Protótipo é um modelo original representativo tipo são representações ou cópias (...) É detentor de características essenciais do produto pretendido”. A pesquisa de desenvolvimento experimental parte de um conhecimento pré-existente e, através da pesquisa e/ou experiência prática busca a produção de novos materiais, produtos e aparelhagens, novos processos, sistemas e serviços ou aperfeiçoamento de sistemas, processos já existentes. Nos projetos tecnológicos também se situam os projetos de engenharia que, segundo Valeriano (1998), trata da execução de uma obra, fabricação de um produto, fornecimento de um serviço, execução de um processo.

24 PARÂMETROS SUGERIDOS PARA ATRIBUIÇÃO DE NOTAS: Dez: Excelente: o item avaliado supera as expectativas para o nível de formação. 8,5 a 9,5: Muito bom: o item avaliado foi plenamente atendido. 7,0 a 8,0: Bom: o item avaliado foi bem desenvolvido. 5,0 a 6,5: Regular: o item foi parcialmente atendido, pode ser significativamente melhorado. 4,0: Não atinge os requisitos: o item avaliado deixou a desejar, grandes modificações ou novas elaborações são necessárias. Item não se aplica (por alguma particularidade do projeto): justificar brevemente, no verso da Ficha de Avaliação, por que o item deve ser desconsiderado na avaliação. Diferentemente do item “Não atinge os requisitos”, quando é emitido este parecer sobre um item de avaliação, o mesmo deixa de ser considerado na nota final do trabalho (aplica-se uma média ponderada dos demais itens avaliados).

25 EMBASAMENTO DOS ITENS DE AVALIAÇÃO Categoria: PESQUISA CIENTÍFICA 1. PROBLEMA/HIPÓTESE (30) Delimitação do tema: O quanto o problema está bem delimitado e pode conduzir a uma solução viável? Relação hipótese/problema/objetivo: O quanto hipótese/problema/objetivo estão relacionados? Há concisão entre esses itens? Clareza na formulação: O quanto os problemas, hipóteses e objetivos apresentados transmitem claramente o que foi desenvolvido no trabalho? Originalidade: O quanto o projeto é original e demonstra criatividade na questão que levanta? Uma pesquisa criativa deve sustentar uma investigação e propor uma resposta original a uma questão levantada. Relevância social: O quanto o desenvolvimento do projeto pode vir a contribuir para o bem-estar social no contexto em que está inserido?

26 2. COLETA DE DADOS/METODOLOGIA (40) Metodologia utilizada: O método aplicado na pesquisa mostra-se adequado para obtenção dos resultados planejados? Seleção/aplicação de instrumentos de coleta: São utilizados instrumentos de coleta de dados adequados? Seleção da amostra (Amostragem): A amostragem selecionada é representativa para a obtenção dos resultados? Análise e interpretação dos dados: Os resultados são analisados criticamente, com base em dados estatísticos ou em outras metodologias adequadas? 3. CONCLUSÕES (30) Relação com o problema e objetivos: As conclusões apresentadas estão de acordo com o problema apresentado e com os objetivos do projeto? Pertinência com os resultados: Os resultados sustentam as conclusões apresentadas? Análise a partir das hipóteses elaboradas: As conclusões levam em conta as hipóteses apresentadas?

27 Categoria: PESQUISA TECNOLÓGICA 1. PROBLEMA (40) Definição clara do problema: A definição do problema está clara e sem ambiguidade? Alternativas de solução relacionando com teorias e conceitos tecnológicos: O(s) expositor(es) compreende(m) a ligação do projeto com pesquisas similares? Foi apresentada bibliografia científica? Originalidade: O projeto é original e demonstra criatividade na questão que levanta? Uma pesquisa criativa deve sustentar uma investigação e propor uma resposta original a uma questão levantada. Relevância Social: O quanto o desenvolvimento do projeto pode vir a contribuir para o bem-estar social no contexto em que está inserido?

28 2. ELABORAÇÃO DO PROJETO /METODOLOGIA (30) Conhecimento científico e tecnológico: O(s) expositor(es) conhece(m) as outras teorias? Possui (em) conhecimento de publicações científicas no assunto? Materiais e métodos: São utilizados os materiais adequados e métodos confiáveis? Análises e interpretações de dados: Os dados levantados são suficientes para sustentar as conclusões? sustentar as conclusões? 3. PRODUTO/PROCESSO (50) Definição do produto e/ou processo: O produto e/ou processo está definido claramente quanto às suas características técnicas, utilidades e aplicações? Construção do protótipo e/ou Gestão de processo: É construído um equipamento novo? É otimizado ou desenvolvido um novo processo? Resposta à necessidade inicial: A solução apresentada atende ao problema? A solução funciona? A meta está concluída dentro do planejamento previsto? Viabilidade técnica do projeto/Custo-benefício: A solução apresentada é viável do ponto de vista técnico e econômico? Nível de Inovação/ impacto técnico-científico: O produto e/ou processo é melhor do que soluções já existentes?

29 Itens de avaliação comuns às categorias de PESQUISA CIENTÍFICA e PESQUISA TECNOLÓGICA 4. RELATÓRIO SINTÉTICO (30) Clareza na redação: O relatório escrito apresenta adequadamente o que é desenvolvido no projeto? Uso da linguagem científica: A linguagem está adequada a um trabalho científico? Está de acordo com as especificidades da área de pesquisa? Conteúdo reflete o trabalho realizado: O relatório elaborado está de acordo com o projeto apresentado no estande e na entrevista? 5 APRESENTAÇÃO VISUAL (ESTANDE) (30) Originalidade/criatividade na apresentação: O estande apresenta atrativos que valorizam o conteúdo do trabalho? Adequação/clareza do texto: O estande é auto explicativo? Organização do estande: A organização do estande estava adequada para a apresentação de um projeto científico?

30 6. APRESENTAÇÃO ORAL (50) Domínio do assunto: O(s) expositor (es) demonstra(m) conhecimento pleno do assunto pesquisado? Clareza e desenvoltura: O(s) expositor(es) demonstra(m) naturalidade para apresentar o projeto e esclarecer eventuais questionamentos ? Capacidade de síntese: O(s) expositor(es) apresenta(m) o projeto com a objetividade desejada, destacando os pontos mais importantes para a obtenção dos resultados desejados? Uso adequado da linguagem: A linguagem está adequada à apresentação de um trabalho científico, com termos técnicos e linguagem formal recomendáveis? Disposição para defesa do trabalho: O quanto o(s) expositor(es) demonstra(m) entusiasmo ou motivação na apresentação do trabalho? Caderno de campo: Este item é verificado pelo Comitê de Revisão Científica, por meio de um check-list. Os avaliadores também podem, a seu critério, solicitar a consulta a esse documento para verificações. Não há uma atribuição de pontos para este item, mas o não atendimento a alguns critérios acarreta perda de pontos: a) Projetos s/ caderno de campo: perda de 20 pontos; b) Cadernos de campo com registros não condizentes (datas / nº de integrantes / local / metodologia / outros...): perda de 10 pontos.

31 Hélio Luiz Brochier MOSTRATEC


Carregar ppt "FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA Criada através de Convênio: União, Estado e Município de Novo Hamburgo – RS – Brasil. Início das."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google