A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Poder de Mercado: Monopólio e Monopsônio

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Poder de Mercado: Monopólio e Monopsônio"— Transcrição da apresentação:

1 Poder de Mercado: Monopólio e Monopsônio
Capítulo 10 Poder de Mercado: Monopólio e Monopsônio 1

2 Tópicos para Discussão
Monopólio Poder de Monopólio Fontes do Poder de Monopólio Custos Sociais do Poder de Monopólio Chapter 10 2

3 Tópicos para Discussão
Monopsônio Poder de Monopsônio Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste Chapter 10 2

4 Competição Perfeita Revisão da Competição Perfeita P = CMgLP = CMeLP
Lucros normais ou lucro econômico zero no longo prazo Grande número de compradores e vendedores Produto homogêneo Informação perfeita Empresa tomadora de preço Chapter 10 3

5 Competição Perfeita P Mercado P Empresa Individual D S CMeLP CMgLP P0
q0 CMeLP CMgLP Q0 P0 D = RMg = P Q Q 3

6 Monopólio Monopólio 1) Um vendedor – muitos compradores
2) Um produto (ausência de bons substitutos) 3) Barreiras à entrada Chapter 10 3

7 Monopólio O monopolista representa o lado da oferta do mercado e tem controle total sobre as quantidades ofertadas. Os lucros serão máximos no nível de produção onde a receita marginal é igual ao custo marginal. Chapter 10 3

8 Monopólio Cálculo da receita marginal
Na condição de único produtor, o monopolista se baseia na demanda de mercado para determinar os níveis de produção e preço. Suponha uma empresa com a seguinte demanda pelo seu produto: P = 6 - Q Chapter 10 3

9 Receita Total, Receita Marginal e Receita Média
Receita Receita Receita Preço Quantidade Total Marginal Média P Q R RMg RMe $6 0 $ 5 1 5 $5 $5 Chapter 10

10 Receita Média e Receita Marginal
$ por unidade produzida 7 6 Receita Marginal Receita Média (Demanda) 5 4 3 2 1 1 2 3 4 5 6 7 Produção Chapter 10

11 Monopólio Observações
1) Para que as vendas aumentem, é necessário que o preço caia 2) RMg < P 3) Comparação com a competição perfeita Em competição perfeita, o aumento das vendas não dependia da redução do preço RMg = P Chapter 10 3

12 Monopólio Decisão de Produção do Monopolista
1) Os lucros são máximos no nível de produção onde RMg = CMg 2) As funções de custo são idênticas Chapter 10 3

13 Decisão de Produção do Monopolista
Maximização do lucro quando a receita marginal é igual ao custo marginal Decisão de Produção do Monopolista Se a empresa produzir abaixo do nível para o qual RMg = CMg, a redução na receita será maior do que a redução no custo (RMg > CMg). Se a empresa produzir acima do nível para o qual RMg = CMg, o aumento no custo será maior do que o aumento na receita (RMg < CMg) Chapter 10

14 Maximização do lucro quando a receita marginal é igual ao custo marginal
$ por unidade produzida D = RMe RMg CMg CMe P1 Q1 Lucro perdido P* Q* P2 Q2 Lucro perdido Quantidade Chapter 10

15 Decisão de Produção do Monopolista
Monopólio Decisão de Produção do Monopolista Um Exemplo Chapter 10 3

16 Decisão de Produção do Monopolista
Monopólio Decisão de Produção do Monopolista Um Exemplo Chapter 10 3

17 Decisão de Produção do Monopolista
Monopólio Decisão de Produção do Monopolista Um Exemplo Chapter 10 3

18 Decisão de Produção do Monopolista
Monopólio Decisão de Produção do Monopolista Um Exemplo Pode-se verificar que, ao igualar a receita marginal ao custo marginal, a empresa está maximizando o lucro, com P = $30 e Q = 10. Isso pode ser visualizado graficamente: Chapter 10 3

19 Exemplo de Maximização de Lucro
$ C t t' c c’ R 400 Lucros 300 200 150 100 50 5 10 15 20 Quantidade Chapter 10

20 Exemplo de Maximização de Lucro
Observações Inclinação de rr’ = inclinação de cc’; as curvas de custo e receita são paralelas ao nível de 10 unidades Lucros são máximos ao nível de 10 unidades P = $30, Q = 10, RT = P x Q = $300 CMe = $15, Q = 10, CT = CMe x Q = 150 Lucro = RT - CT $150 = $300 - $150 C $ r' 400 R 300 c 200 r 150 Lucros 100 50 c 5 10 15 20 Quantidade Chapter 10

21 Exemplo de Maximização de Lucro
$/Q 40 CMg CMe RMe RMg Lucro 30 20 15 10 5 10 15 20 Quantidade Chapter 10

22 Exemplo de Maximização de Lucro
Observações CMe = $15, Q = 10, CT = CMe x Q = 150 Lucro = RT = CT = $300 - $150 = $150, ou Lucro = (P - CMe) x Q = ($30 - $15)(10) = $150 $/Q 40 CMg 30 CMe Lucro 20 RMe 15 10 RMg 5 10 15 20 Quantidade Chapter 10

23 Monopólio Uma Regra de Bolso para a Determinação de Preços
Gostaríamos de traduzir a condição de igualdade entre receita marginal e custo marginal numa regra de bolso, que pudesse facilmente ser aplicada na prática. Isso pode ser feito através dos seguintes passos: Chapter 10 3

24 Regra Prática para Determinação de Preços
Chapter 10 3

25 Regra Prática para Determinação de Preços
Chapter 10 3

26 Regra Prática para Determinação de Preços
Chapter 10 3

27 Regra Prática para Determinação de Preços
= markup sobre CMg como percentagem do preço (P-CMg)/P 8. O markup deveria ser igual ao inverso da elasticidade da demanda. Chapter 10 3

28 Regra Prática para Determinação de Preços
Chapter 10 3

29 Monopólio Comparação da determinação de preços sob monopólio e sob competição perfeita: Monopólio P > CMg Competição Perfeita P = CMg Chapter 10 3

30 Monopólio Comparação da determinação de preços sob monopólio e sob competição perfeita: Quanto mais elástica for a demanda, mais próximo o preço deverá estar do custo marginal. Se Ed for um número negativo grande, o preço deverá estar muito próximo ao custo marginal. Chapter 10 3

31 Decisão de Produção do Monopolista
Determinação do Preço do Medicamento Prilosec pelo Laboratório Merck-Astra Decisão de Produção do Monopolista 1995 Preço do Prilosec = $3,50/dose diária Preço do Tagamet e Zantac = $1,50 - $2,25/dose diária CMg do Prilosec = $0,30 – 0,40/dose diária Chapter 10

32 Decisão de Produção do Monopolista
Determinação do Preço do Medicamento Prilosec pelo Laboratório Merck-Astra Decisão de Produção do Monopolista Preço de $3,50 é consistente com a “regra de bolso para determinação de preços” Chapter 10

33 Monopólio Deslocamentos na Demanda
Na competição perfeita, a curva de oferta de mercado é determinada pelo custo marginal. No monopólio, o nível de produção é determinado pelo custo marginal e pelo formato da curva de demanda. Chapter 10 curva de oferta 3

34 Deslocamento da demanda resulta em variação de preço, mas o nível de produção permanece o mesmo
$/Q CMg D1 RMg1 P1 Q1= Q2 D2 RMg2 P2 Quantidade Chapter 10

35 Deslocamento da demanda resulta em variação no nível de produção, mas o preço permanece o mesmo
$/Q CMg D1 RMg1 RMg2 D2 P1 = P2 Q1 Q2 Quantidade Chapter 10

36 Monopólio Observações
Em geral, deslocamentos na demanda causam variações no preço e na quantidade. Um mercado monopolista não possui uma curva de oferta. Chapter 10 3

37 Monopólio Observações
Um monopolista pode ofertar diferentes quantidades ao mesmo preço. Um monopolista pode ofertar a mesma quantidade a diferentes preços. Chapter 10 3

38 Monopólio Efeito de um Imposto Determinação do efeito de um imposto:
No monopólio, o aumento do preço causado por um imposto pode, às vezes, ser superior ao valor do imposto. Determinação do efeito de um imposto: t = imposto específico CMg = CMg + t RMg = CMg + t : condição de determinação do nível ótimo de produção Chapter 10 3

39 Efeito de um imposto sobre o monopolista
$/Q Q1 P1 Aumento de P: P0P1 > valor do imposto D = RMe RMg Q0 P0 CMg + imposto t CMg Quantidade Chapter 10

40 Efeito de um imposto sobre o monopolista
Pergunta Suponha: Ed = -2 Qual seria a variação do preço ? Chapter 10

41 Efeito de um imposto sobre o monopolista
Resposta O que acontece com os lucros? Chapter 10

42 Monopólio Empresa com Múltiplas Instalações
A produção de muitas empresas ocorre em duas ou mais fábricas distintas, cujos custos operacionais podem ser diferentes. Chapter 10 3

43 Monopólio Empresa com Múltiplas Instalações
Escolha do nível total de produção e da produção de cada fábrica: O custo marginal de cada fábrica deve ser igual. O custo marginal de cada fábrica deve ser igual à receita marginal. Chapter 10 3

44 Empresa com Múltiplas Instalações
Monopólio Empresa com Múltiplas Instalações Algebricamente: Chapter 10 3

45 Empresa com Múltiplas Instalações
Monopólio Empresa com Múltiplas Instalações Algebricamente : Chapter 10 3

46 Empresa com Múltiplas Instalações
Monopólio Empresa com Múltiplas Instalações Algebricamente: Chapter 10 3

47 Monopólio Algebricamente: Chapter 10 3

48 Produção com duas Fábricas
$/Q CMg1 CMg2 CMgT RMg* Q1 Q2 Q3 P* D = RMe RMg Quantidade Chapter 10

49 Produção com duas Fábricas
Observações: 1) CMgT = CMg1 + CMg2 2) Nível ótimo de produção: CMgT = RMg em QT e P RMg = RMg* RMg* = CMg1 at Q1, CMg* = CMg2 at Q2 CMg1 + CMg2 = CMgT Q1 + Q2 = QT RMg = CMg1 + CMg2 $/Q CMg1 CMg2 CMgT P* RMg* D = RMe RMg Q1 Q2 QT Quantidade Chapter 10

50 Poder de Monopólio A ocorrência de um monopólio é um fenômeno raro.
Entretanto, num mercado com muitas empresas, cada uma das quais se depara com uma curva de demanda negativamente inclinada, a produção será determinada de modo que o preço seja maior que o custo marginal. Chapter 10

51 Poder de Monopólio Cenário:
Quatro empresas com parcelas de mercado iguais (cada uma vende escovas de dente de um total de no mercado). Preço = $1.50. Chapter 10

52 A Demanda por Escovas de Dentes
$/Q $/Q 2,00 A curva de demanda para a Empresa A depende do grau de diferenciação do seu produto em relação aos demais, e também da forma de competição entre as empresas. Ao preço de $1.50, a elasticidade da demanda é -1.5. Demanda de Mercado 2,00 1,60 1,50 1,50 1,40 1,00 1,00 Quantidade QA 10.000 20.000 30.000 3.000 5.000 7.000

53 A Demanda por Escovas de Dentes
$/Q $/Q A Empresa A se depara com uma curva de demanda muito mais elástica devido à competição--Ed = -6. Ainda assim, a empresa tem algum poder de monopólio e seu preço é superior ao CMg. 2,00 Ao preço de $1,50, a elasticidade da demanda é –1,5. 2,00 DA RMgA 1,60 CMgA 1,50 1,50 1,40 Demanda de Mercado 1,00 1,00 Quantidade QA 10.000 20.000 30.000 3.000 5.000 7.000

54 Poder de Monopólio Medindo o Poder de Monopólio
Na competição perfeita: P = RMg = CMg Poder de Monopólio: P > CMg Chapter 10

55 Poder de Monopólio Índice de Lerner de Poder de Monopólio
L = (P - CMg)/P Quanto maior o valor de L (que se situa entre 0 e 1), maior o poder de monopólio. L pode ser expresso em função de Ed L = (P - CMg)/P = -1/Ed Ed é a elasticidade da demanda da empresa individual, e não do mercado Chapter 10

56 Poder de Monopólio O poder de monopólio não implica necessariamente a obtenção de lucros elevados. O lucro depende da relação entre custo médio e preço. Pergunta: Você seria capaz de citar alguma dificuldade na aplicação do índice de Lerner (L) à formulação de políticas públicas? Chapter 10

57 Poder de Monopólio Regra de Bolso para a Determinação de Preços
A regra vale para qualquer empresa com poder de monopólio Se Ed for grande, o markup será pequeno Se Ed for pequena, o markup será grande Chapter 10

58 Elasticidade da Demanda e Markup de Preço
$/Q $/Q CMg Q* P* P*-CMg Quanto mais elástica a demanda, menor o markup. RMe RMg RMe RMg Quantidade Quantidade

59 Markup de Preço: De Supermercados a Modelos de Jeans
Chapter 10

60 Markup de Preço: De Supermercados a Modelos de Jeans
Lojas de Conveniência Chapter 10

61 Markup de Preço: De Supermercados a Modelos de Jeans
Lojas de Conveniência As lojas de conveniência possuem maior poder de monopólio. Pergunta: Os lucros das lojas de conveniência são mais elevados que os lucros dos supermercados? Chapter 10

62 Markup de Preço: De Supermercados a Modelos de Jeans
Fabricante de Jeans de Marca Fabricante de jeans de marca Ed = entre -3 e -4 Preço: % acima do CMg CMg = $12 - $18/cada Preço no atacado= $18 - $27 Chapter 10

63 Preços de Fitas de Vídeo Gravadas
Título Preço no Varejo($) Título Preço no Varejo($) Purple Rain $29,98 Austin Powers $10,49 Caçadores da Arca Perdida 24,95 Vida de Inseto 17,99 Jane Fonda - Workout 59,95 Quem Vai Ficar com Mary 13,99 O Império Contra-ataca 79,98 Tae-Bo- Workout 24,47 A Força do Destino 24,95 Máquina Mortífera 4 16,99 Jornada nas Estrelas 24,95 Homens de Preto 12,99 Guerra nas Estrelas 39,98 Armageddon 15,86

64 Preços de Fitas de Vídeo Gravadas
O que você acha? Os produtores de videocassetes deveriam reduzir o preço de seus produtos para aumentar as vendas e a receita?

65 Fontes do Poder de Monopólio
Por que algumas empresas detém considerável poder de monopólio, enquanto outras têm pouco ou nenhum? O poder de monopólio de uma empresa depende da elasticidade da demanda com que se defronta a empresa. Chapter 10

66 Fontes do Poder de Monopólio
A elasticidade da demanda de uma empresa é determinada pelos seguintes fatores: 1) Elasticidade da demanda de mercado 2) Número de empresas 3) Interação entre empresas Chapter 10

67 Custos Sociais do Poder de Monopólio
A existência de poder de monopólio implica preços mais elevados e quantidades menores produzidas. Qual será o efeito do poder de monopólio sobre o bem-estar agregado de consumidores e produtores? Chapter 10

68 Peso Morto do Poder de Monopólio
B A Perda de excedente do consumidor Peso morto Devido ao preço mais alto, os consumidores perdem A+B e o produtor ganha A-C. C $/Q RMe RMg CMg Pm Qm QC PC Quantidade Chapter 10

69 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Obtenção de Renda Econômica As empresas podem estar dispostas a pagar pela obtenção de poder de monopólio Lobbies Propaganda Investimento em capacidade produtiva excedente Chapter 10

70 Custos Sociais do Poder de Monopólio
O incentivo a adotar práticas monopolistas depende do lucro a ser auferido. Quanto maior for a transferência dos consumidores para a empresa, maior será o custo social do monopólio. Chapter 10

71 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Exemplo Em 1996 a Archer Daniels Midland (ADM) conseguiu, através de lobby, que fossem aprovadas regulações para que a produção de etanol fosse feita exclusivamente a partir do milho Pergunta Qual seria a razão por trás disso? Chapter 10

72 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Regulação de Preço Lembre que, num mercado competitivo, a regulação de preço dava origem a um peso morto. Pergunta: O que deverá ocorrer num monopólio? Chapter 10

73 Regulamentação de Preços
RMe RMg Na ausência de regulação, o monopolista produz Qm e cobra Pm. P1 Q1 Curva de receita marginal quando o preço máximo é fixado em P1. Para níveis de produção acima de Q1 , as curvas de receita média e marginal originais permanecem válidas. P3 Q3 Q’3 Se o preço diminuirpara P3 a produção se reduzirá e surgirá uma escassez. $/Q CMg Pm Qm CMe Se o preço diminuir para PC a produção atingirá seu nível máximo QC e não haverá peso morto. P2 = PC Qc Para qualquer preço abaixo de P4 a empresa incorre em prejuízo. P4 Quantidade Chapter 10

74 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Monopólio Natural É o caso de uma empresa capaz de produzir a quantidade total ofertada por uma indústria a um custo inferior ao custo que seria obtido por várias empresas. Chapter 10

75 Regulamentação do Preço do Monopólio Natural
$/Q Monopólios naturais ocorrem devido à presença de significativas economias de escala Quantidade Chapter 10

76 Regulamentação do Preço do Monopólio Natural
Pm Qm Na ausência de regulação, o monopolista produz Qm e cobra Pm. $/Q RMe RMg PC QC Se o preço máximo fosse fixado em PC, a empresa teria prejuízo e abandonaria a indústria. CMg CMe Fixando-se o preço máximo em Pr obtém-se o maior nível possível de produção; o lucro é zero. Pr Qr Quantidade Chapter 10

77 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Regulação na Prática É muito difícil estimar as funções de custo e demanda da empresa, pois estas podem mudar de acordo com as condições de mercado, que encontram-se em constante evolução. Chapter 10

78 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Regulação na Prática De acordo com um método alternativo de formação de preço -- a regulação da taxa de retorno – os órgãos reguladores fixam um preço máximo com base na taxa de retorno esperada da empresa. P = CVMe + (D + T + sK)/Q, onde P = Preço, CVMe = custo variável médio D = depreciação, T = impostos s = taxa de retorno permitida, K = estoque de capital da empresa Chapter 10

79 Custos Sociais do Poder de Monopólio
Regulação na Prática O uso desse método requer a realização de audiências com participantes do mercado e especialistas, visando determinar os valores apropriados das variáveis relevantes. Esse processo cria uma “defasagem regulatória” que tanto pode beneficiar os produtores (conforme ocorrido nas décadas de 1950 & 1960) como os consumidores (décadas de 1970 & 1980). Pergunta Quem foi beneficiado na década de 1990? Chapter 10

80 Monopsônio Um monopsônio é um mercado no qual há um único comprador.
Um oligopsônio é um mercado com poucos compradores. Poder de monopsônio é a capacidade de um comprador afetar o preço do bem, fazendo com que este seja inferior ao preço que prevaleceria em um mercado competitivo. Chapter 10

81 Monopsônio Comprador competitivo Tomador de preço
P = Despesa marginal = Despesa média D = Valor marginal Chapter 10

82 Comparação entre o comprador competitivo e o vendedor competitivo
$/Q $/Q P* Q* CMg RMg = CMg P* = RMg P* = CMg D = VMg DMg = DMe P* Q* DMg = VMg em Q* DMg = P* P* = VMg RMe = RMg Quantidade Quantidade

83 Comprador Monopsonista
DMg S = DMe A curva de oferta de mercado é a curva de despesa média do monopsonista $/Q VMg Q*m P*m Monopsônio DMg > P & acima de S PC QC Competitivo P = PC Q = Qc Quantidade Chapter 10

84 Monopólio e Monopsônio
$/Q QC PC Monopólio Obs.: RMg = CMg; RMe > CMg; P > CMg RMe RMg CMg P* Q* Quantidade Chapter 10

85 Monopólio e Monopsônio
$/Q PC QC Monopsônio Obs.: DMg = VMg; DMg > DMe; VMg > P DMg VMg S = DMe Q* P* Quantidade Chapter 10

86 Monopólio e Monopsônio
RMg < P P > CMg Qm < QC Pm > PC Monopsônio DMg > P P < VMg Qm < QC Pm < PC Chapter 10

87 Poder de Monopsônio No caso de poucos compradores no mercado, estes são capazes de influenciar o preço que pagam (p.ex. na indústria automobilística). O poder de monopsônio lhes possibilita pagar um preço inferior ao valor marginal do produto. Chapter 10

88 Poder de Monopsônio O grau do poder de monopsônio depende de três fatores. 1) Elasticidade da oferta de mercado Quanto menos elástica for a oferta de mercado, maior será o poder de monopsônio. Chapter 10

89 Poder de Monopsônio O grau do poder de monopsônio depende de três fatores. 2) Número de compradores Quanto menor for o número de compradores, menos elástica será a oferta e maior será o poder de monopsônio. Chapter 10

90 Poder de Monopsônio O grau do poder de monopsônio depende de três fatores. 3) Interação entre os compradores Quanto menos intensa for a competição entre os compradores, maior será o poder de monopsônio. Chapter 10

91 Poder de Monopsônio: Oferta Elástica versus Oferta Inelástica
DMg $/Q $/Q P* Q* VMg - P* VMg Q* P* VMg - P* S = DMe DMg S = DMe Quantidade Quantidade

92 Peso Morto do Poder de Monopsônio
Determinação do peso morto no monopsônio Variação no excedente do vendedor = -A-C Variação no excedente do comprador = A - B Variação no bem-estar = A - C + A - B = -C - B Ocorre uma perda de eficiência dado que a quantidade comprada é menor $/Q DMg peso morto S = DMe B PC C A P* VMg Q* QC Quantidade Chapter 10

93 Custos Sociais do Poder de Monopsônio
Monopólio Bilateral O monopólio bilateral é um caso raro. São mais comuns os mercados em que um pequeno número de vendedores, com algum poder de monopólio, se defrontam com poucos compradores, com algum poder de monopsônio. Chapter 10

94 Custos Sociais do Poder de Monopsônio
Pergunta O que deve acontecer com o preço nessa situação? Chapter 10

95 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Objetiva promover uma economia competitiva Baseia-se em regras e regulações que: Proíbem práticas que possam restringir a competição nos mercados Limitam as estruturas de mercado consideradas aceitáveis Chapter 10

96 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Lei Sherman (1890) Parágrafo 1 Proíbe contratos, combinações ou conspirações capazes de restringir o mercado Acordos explícitos visando restringir a produção ou fixar preços Conluio implícito através de “conduta paralela” Chapter 10

97 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Exemplos de Combinações Ilegais 1983 Seis empresas e seis executivos indiciados por conluio na determinação do preço de tubulações de cobre 1996 A empresa Archer Daniels Midland (ADM) foi julgada culpada de arranjos ilegais na fixação do preço da lisina – três pessoas foram condenadas à prisão em 1999 Chapter 10

98 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Exemplos de Combinações Ilegais 1999 As empresas Roche A.G., BASF A.G., Rhone-Poulenc e Takeda foram julgadas culpadas de arranjos ilegais na fixação do preço de vitaminas – as multas somaram mais de $1 bilhão. Chapter 10

99 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Lei Sherman (1890) Parágrafo 2 Torna ilegal a monopolização, ou tentativa de monopolização, de um mercado, e proíbe conspirações que visem a monopolização. Chapter 10

100 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Lei Clayton (1914) 1) Torna ilegal que uma empresa impeça os consumidores ou locadores de seus produtos de fazer aquisições de um concorrente 2) Proíbe a prática de preços predatórios Chapter 10

101 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Lei Clayton (1914) 3) Proíbe fusões e aquisições que impliquem “redução substancial da competição” ou que “tendam a criar um monopólio” Chapter 10

102 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Lei Robinson-Patman (1936) Proíbe a prática de discriminação de preço, caso esta possa resultar em redução da competição no mercado Chapter 10

103 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Lei da Comissão de Comércio Federal (“Federal Trade Commission Act”), de 1914, emendada em 1938, 1973 e 1975 1) Criou a Comissão de Comércio Federal (“Federal Trade Commission” - FTC) 2) Proíbe propagandas e embalagens enganosas, acordos com varejistas visando a exclusão de produtos concorrentes do mercado, e outras práticas Chapter 10

104 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Implementação da Legislação Antitruste 1) Divisão Antitruste do Departamento de Justiça Pertence ao poder executivo, de modo que sua atuação é influenciada pela administração no poder Possibilidade de multas a pessoas jurídicas e multas ou condenações à prisão para pessoas físicas Chapter 10

105 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Implementação da Legislação Antitruste 2) Comissão de Comércio Federal (FTC) Sua atuação pode envolver solicitações de entendimentos voluntários no sentido de cumprir a lei ou exigências formais de cumprimento da mesma Chapter 10

106 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Implementação da Legislação Antitruste 3) Processos Privados Ações por danos O queixoso pode ser compensado por danos triplicados Chapter 10

107 Limitação do Poder de Mercado: A Legislação Antitruste
Dois exemplos American Airlines – Acordos de fixação de preço Microsoft Poder de Monopólio Práticas predatórias Conluio Chapter 10

108 Resumo O poder de mercado é a capacidade que vendedores ou compradores têm de influenciar o preço de uma mercadoria. Há duas modalidades de poder de mercado: poder de monopólio e poder de monopsônio. Chapter 10

109 Resumo O poder de monopólio é determinado, em parte, pelo número de empresas competindo no mercado. O poder de monopsônio é determinado, em parte, pelo número de compradores que atuam no mercado. Chapter 10

110 Resumo O poder de mercado pode impor custos à sociedade.
Há casos em que economias de escala tornam o monopólio puro desejável. Dependemos da legislação antitruste para evitar que as empresas acumulem poder de mercado excessivo. Chapter 10

111 Monopólio e Monopsônio
Fim do Capítulo 10 Poder de Mercado: Monopólio e Monopsônio 1


Carregar ppt "Poder de Mercado: Monopólio e Monopsônio"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google