A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gabinete da Presidência Debates Brasilianas = 2010 O Banco do Nordeste e Propostas de Desenvolvimento Regional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gabinete da Presidência Debates Brasilianas = 2010 O Banco do Nordeste e Propostas de Desenvolvimento Regional."— Transcrição da apresentação:

1 Gabinete da Presidência Debates Brasilianas = 2010 O Banco do Nordeste e Propostas de Desenvolvimento Regional

2 Nordeste: Apontamentos I •Disparidades regionais mostram ainda um lento padrão de convergência. •Convivemos com lacunas em relação a pensamento estratégico no País. •A economia nordestina encontra-se integrada com a economia brasileira. •Acompanha a desenvoltura das exportações do País, com pauta menos diversiificada e em mercados menos dinâmicos, •Programas de incentivos fiscais tiveram efeito positivo: amadurecimento empresarial.

3 Nordeste: apontamentos II •Fluxos migratórios mostram uma reversão. •Queda no crescimento populacional. •Maior resistência às adversidades climáticas. •Abertura das fronteiras do cerrado tem gerado novas oportunidades de investimentos no agronegócio: efeitos de transbordamento. •Programas sociais e de inclusão tem gerado mercado interno. bolsa família/luz para todos/ MCMV… •Complexos industriais e agro industriais incompletos não retém renda e emprego.

4 Nordeste: apontamentos III •Circuitos financeiros são débeis, responsáveis por vazamentos (relação depósitos/crédito > 1). •Participação do crédito no PIB regional bastante inferior aos 45,5% do País. •Aumento da capacidade aquisitiva da população passou a atrair investimentos nas indústrias de bens de consumo e setor comercial. •Importância regional dos investimentos no PAC •O turismo deve passar por maiores avanços e capacitação. Investimentos para a Copa serão vultuosos e pontuais

5 Nordeste: Investimentos Estruturantes: Mudanças em Curso 1 •Mudanças climáticas deverão pautar linhas de inovação produtiva: baixo CO2, indústrias limpas. •Transnordestina: Eliseu Martins – Suape – Pecém. Investimentos destinados a dar capilaridade aos troncos: ferrovia,adutoras, gasodutos, linhas de transmissão, estradas vicinais. •Efeitos regionais decorrentes do Pré-sal. •Energias renováveis. •ZPES.

6 Nordeste: Investimentos Estruturantes: Mudanças em Curso 2 •Indústrias vinculadas a esforços de segurança nacional portadoras de tecnologia mais avançada. •Centro de disparos de foguetes de Alcantara. •Aviação regional e concessões privadas para aeroportos regionais. Necessidade de regulamentação. •Refinarias e Perspectivas de gaz e petróleo em terra: Maranhão, Piauí, Norte de MG. •Estaleiros e indústria metal-mecânica. •Indústrias de cimento, fosfato e mineração.

7 Nordeste: Investimentos Estruturantes: Mudanças em Curso 3 •Eficiencia energética e melhor utilização dos recursos hídricos. •Inclusão dos novos paradígmas da politica industriai: biotecnologia, nanotecnologia. •Agricultura Familiar: assistencia técnica, regularização fundiária,controle sanitário de zoonoses, abrangencia do seguro safra, máquinas e equipamentos adequados à escala da pequena produção. •Ampliação do microcrédito produtivo orientado

8 Nordeste: Investimentos Estruturantes: Mudanças em Curso 4 •Construção Civil •Comércio e Serviços. MPEs. •Eliminaçao de fatores de refreamento de caráter tributário, desoneração fiscal, incentivos vinculados a marcos ambientais •Criação da Empresa de Projetos do Nordeste. Integraçao de Projetos, PPPs,

9 Área de atuação: 1.775,4 mil Km 2 Municípios atendidos: (11 Estados) Quantidade de agências: 186 Nº de funcionários: BNB Semiárido: 977,6 mil Km 2 (62,9% do território do NE) Semiárido Nordeste: 1.554,3 mil Km 2

10 Ativos Administrados (Em R$ milhões) FNE Ativos Administrados* BNB * Considera os ajustes de consolidação

11 Crédito de Longo Prazo: ,6 •Industrial: 6.462,9 •Infraestrutura: 5.541,5 •Rural: ,4 •Comercial/Serviços: 3.696,4 •Financiamentos à Exportação 382,4 Crédito de Curto Prazo: 5.047,5 •Comercial: 4.524,4 •Câmbio: 523,1 Aplicações de Créditos 1 Posição: julho/2010 (1)Operações de crédito e outros créditos com características de operações de crédito Valores em R$ milhões

12 Inadimplência das operações (%) 1 FNE BNB (total) OUTRAS FONTES (1) Valor das parcelas com atraso superior a um dia sobre o saldo devedor total BNB – Ativo

13 Qualidade da carteira Percentual da soma dos créditos classificados nos Níveis de Risco AA, A, B e C em relação ao total BNB SFN (-20,6 p.p.)* (-18,0 p.p.) (-13,7 p.p.) (-8,3 p.p.) (-9,0 p.p.) (-5,9 p.p.) (-3,3 p.p.) * Diferença em pontos percentuais do BNB em relação ao Sistema Financeiro Nacional (SFN) (-4,5 p.p.) Fonte: BNB e site do Banco Central

14 Índice de Basileia 1 (%) (1) Índice de Basileia: Índice representado pela relação percentual do Patrimônio Líquido (PL) sobre os Ativos da instituição financeira ponderados pelos respectivos fatores de risco. O Banco Central estabeleceu um Índice de Basileia mínimo de 11%. 11%

15 Saldo de Aplicações de Crédito (Em R$ milhões) FNE Total (BNB + FNE): Curto e Longo Prazo * Participação do FNE no total do saldo de aplicações de crédito (76,2%)* (78,3%) (82,1%) (79,5%) (80,7%) (76,7%) (72,6%) Taxa nominal de crescimento ( ): 12,4% a.a. (73,8%)

16 Fonte: SISBACEN e BNB Operações de Crédito (%) BNB / Sistema Financeiro do Nordeste LONGO PRAZO CURTO PRAZO Curto + Longo Prazo: 33,6% Ranking FEBRABAN de Crédito Rural (exclui o Banco do Brasil) – junho/2010: 1º – BNB, saldo de R$ 17,3 bilhões 2º – Bradesco, saldo de R$ 12,5 bilhões 3º – Itaú Unibanco, saldo de R$ 4,8 bilhões

17 Ranking dos 20 maiores bancosSaldo Operações de Crédito (R$ milhões) 1º BB ,6 2º ITAU ,6 3º BRADESCO ,3 4º BNDES ,5 5º CEF ,3 6º SANTANDER ,3 7º VOTORANTIM ,3 8º BNB (com o FNE) ,3 9º HSBC ,7 10º SAFRA ,8 11º BANRISUL ,7 12º VOLKSWAGEN ,9 13º BASA (com o FNO) ,8 14º BIC 9.848,1 15º CITIBANK 9.740,8 16º BMG 7.551,8 17º ABC-BRASIL 6.339,1 18º BRDE 6.094,3 19º PANAMERICANO 5.876,0 20º BNP PARIBAS 5.849,6 Operações de crédito Ranking dos Bancos no Brasil – Junho/2010 Fontes: SISBACEN, BNB e site BASA. O BNB ficou em 6º lugar no Ranking de Originação – Curto Prazo divulgado pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) entre as principais instituições intermediárias em operações de mercado de capitais no Brasil, na sua publicação de maio de 2010.

18 686,9 990, , ,7 Operações Totais¹ Quantidade de operações contratadas (Em mil) 1.640, , , ,6 (jan-ago) (1) Longo Prazo: Financiamentos rurais, industriais, agroindustriais, infraestrutura e comércio/serviços. Curto Prazo: Empréstimos de microcrédito (Crediamigo), Crédito Direto ao Consumidor (CDC), capital de giro, desconto, câmbio e conta garantida Mercado de Capitais: operações; 2009 – 16 operações; 2010 (jan-ago) – 6 operações

19 2.034, , , ,4 Operações Totais 1 Valores contratados (R$ milhões) 7.479, , ,7 (1) Longo Prazo: Financiamentos rurais, industriais, agroindustriais, infraestrutura e comércio/serviços. Curto Prazo: Empréstimos de microcrédito (Crediamigo), Crédito Direto ao Consumidor (CDC), capital de giro, desconto, câmbio e conta garantida Mercado de Capitais ,1 (jan-ago)

20 Operações Totais¹ Contratações por funcionário² (Em R$ mil) ² A quantidade considerada de funcionários em cada ano é a média mensal ³ As informações de 2010 foram baseadas na estimativa de contratação global de R$ 25 bilhões no ano 1 Operações de Crédito (Curto e Longo Prazo) e Mercado de Capitais

21 Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) Valores contratados (R$ milhões) META 9.000,0 (jan-ago)

22 Ano FNE- Total % (1) FNE- PRONAF % (1) FNE-Não PRONAF % (1) ,977139, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , (jan-ago) , , ,9 Municípios com operações (1)Para os anos de 2003 a 2006: percentual em relação aos municípios pertencentes à área de atuação do FNE A partir de 2007: percentual em relação aos municípios da nova área de atuação do FNE (Lei Complementar nº 125, de 03/01/2007) FNE – Cobertura Espacial

23 FNE – Taxas de juros (anuais) PorteTaxa plena Com bônus de adimplência 15%25% SETOR RURAL Mini/Micro5,00%4,25%3,75% Pequeno6,75%5,74%5,06% Médio7,25%6,16%5,44% Grande8,50%7,23%6,38% DEMAIS SETORES Mini/Micro6,75%5,74%5,06% Pequeno8,25%7,01%6,19% Médio9,50%8,08%7,13% Grande10,00%8,50%7,50%

24 1) Exercícios de 89 a 90 - valores atualizados pelo BTN até 31/12/90 e, em seguida, pelo IGP-DI. 2) Exercício de 91 - valores atualizados pelo US$ (comercial venda) até e, em seguida, pelo IGP-DI 3) Exercícios de 92/95 - valores atualizados pelo IGP-DI 4) Exercícios a partir de valores mensais atualizados pelo IGP-DI Valores em R$ milhões de junho/2010 NOTAS FNE – Contratações Globais atualizadas 1989 a 2010 (jun) Total: R$ ,1 milhões (1º sem.)

25 (1) Inclui o Agroamigo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar 1 (PRONAF) Valores contratados (R$ milhões) META 1.312,0 (jan-ago)

26 Agroamigo (Programa de Microcrédito Rural) Valores contratados (R$ milhões) META 691,0 (jan-ago)

27 Participação do BNB-Pronaf no Brasil e Nordeste Fonte: site do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e BNB. BNB/NORDESTE BNB/BRASIL

28 Crediamigo (Programa de Microcrédito Produtivo Orientado) Valores contratados (R$ milhões) META Mercado Elegível: % Clientes Ativos:16,5% 2.000,0 (jan-ago)

29 Média diária de contratação (qde) Crediamigo (Programa de Microcrédito Produtivo Orientado) Inadimplência (%) do Programa (a partir de um dia) ago/2010dez/2003dez/2004dez/2005dez/2006dez/2007dez/2008 (jan-ago) dez/2009

30 Micro e Pequena Empresa - MPE Valores contratados (R$ milhões) MPE: receita operacional bruta anual até R$ mil. META 2.935,0 (jan-ago)

31 Crédito Comercial (1) e Câmbio Valores contratados (R$ milhões) (1) CDC, capital de giro, desconto de títulos, conta garantida (jan-ago)

32 Apoio à Pesquisa Quantidade de projetos (1) Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FUNDECI (2) Fundo de Desenvolvimento Regional – FDR (3) Fundo de Apoio às Atividade Sócio-econômicas do Nordeste – FASE (1º sem.)

33 Apoio à Pesquisa Valores contratados (R$ milhões) 4,1 6,0 7,6 11,6 17,6 (1) Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FUNDECI (2) Fundo de Desenvolvimento Regional – FDR (3) Fundo de Apoio às Atividade Sócio-econômicas do Nordeste – FASE 20,4 28,4 15,2 (1º sem.)

34 Cliente Consulta: –


Carregar ppt "Gabinete da Presidência Debates Brasilianas = 2010 O Banco do Nordeste e Propostas de Desenvolvimento Regional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google