A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO www.lasarohenrique.com.br.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO www.lasarohenrique.com.br."— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

2  É formado por:  testículos;  escroto (bolsa escrotal ou saco escrotal);  pênis;  vias espermáticas: epidídimos, canais (ductos) deferentes, uretra;  glândulas anexas: próstata, vesículas seminais, glândulas bulbouretrais.

3 T estículos  São as gônadas masculinas.  Estrutura:  Ductos ou túbulos seminíferos:  Células de Sertoli: sustentação.  Epitélio germinativo: formação dos espermatozóides.  Células intersticiais ou de Leydig: produção de testosterona.

4 Escroto ou bolsa escrotal  Afasta ou aproxima os testículos do corpo, mantendo-os a uma temperatura geralmente em torno de 1 a 3 °C abaixo da corporal  termorregulação.

5 Pênis  Formado por dois tipos de tecidos cilíndricos: 1- dois corpos cavernosos; 2- um corpo esponjoso  envolve e protege a uretra.  Glande: na extremidade do pênis  onde pode ser visualizada a abertura (óstio) da uretra.

6 Pênis  Prepúcio: pele que envolve e protege a glande  deve ser puxado e higienizado a fim de se retirar o esmegma  secreção sebácea espessa e esbranquiçada, com forte odor, que consiste principalmente de células epiteliais descamadas que se acumulam debaixo do prepúcio.

7 Pênis  Frênulo do prepúcio: prega mediana que passa da camada profunda do prepúcio à parte da face uretral adjacente ao óstio externo da uretra.  Fimose: quando a glande não consegue ser exposta devido ao estreitamento do prepúcio.  Circuncisão ou postectomia: procedimento cirúrgico para a correção da fimose.

8 Pênis - Ereção  No pênis em repouso a quantidade de sangue que entra e sai é a mesma.  Ereção: inundação dos corpos cavernosos e esponjoso com sangue, tornando o pênis rijo, com considerável aumento do tamanho  excitação sexual e durante o sono  é comum ereções noturnas durante o sono REM (sonhos)  fundamentais para preservar os corpos cavernosos e o mecanismo da ereção  oxigenação do pênis.

9 Vias Espermáticas  Epidídimos: dois tubos enovelados que partem dos testículos  armazenamento de espermatozóides.

10 Vias Espermáticas  Ductos deferentes: dois tubos que partem dos epidídimos, circundam a bexiga urinária e unem-se ao ducto ejaculatório, onde desembocam as vesículas seminais.

11 Vias Espermáticas  Uretra: canal destinado à saída de urina e de esperma  os músculos na entrada da bexiga se contraem durante a ereção para que nenhuma urina entre no sêmen e nenhum sêmen entre na bexiga  os espermatozóides não ejaculados são reabsorvidos pelo corpo dentro de algum tempo.

12 Glândulas Anexas  Próstata: glândula localizada abaixo da bexiga urinária  secreta substâncias alcalinas que neutralizam a acidez da urina e ativa os espermatozóides.  Vesículas seminais: responsáveis pela produção de um líquido que age como fonte de energia para os espermatozóides  constituído principalmente por frutose.

13 Glândulas Anexas  Glândulas bulbouretrais ou de Cowper: sua secreção transparente é lançada dentro da uretra para limpá-la e preparar a passagem dos espermatozóides. Também tem função na lubrificação do pênis durante o ato sexual.

14 HORMÔNIOS MASCULINOS

15 Testosterona  Produzida nos testículos pelas células intersticiais ou de Leydig.  Efeitos no feto:  acelera a formação do pênis, da bolsa escrotal, da próstata, das vesículas seminais, dos ductos deferentes e dos outros órgãos sexuais masculinos.  faz com que os testículos desçam da cavidade abdominal para a bolsa escrotal.

16 Testosterona  Efeitos a partir da puberdade:  A- Efeito nos caracteres sexuais secundários: 1- Estimula os folículos pilosos  crescimento de pêlos na face, ao longo da linha média do abdome, no púbis e no tórax. 2- Estimula o crescimento das glândulas sebáceas e a elaboração do sebo  CUIDADO COM A ACNE! 3- Promove aumento de massa muscular  deposição de proteína nos músculos. 4- Amplia a laringe e torna a voz mais grave. 5- Promove aumento da massa óssea. 6- Promove aumento e amadurecimento dos órgãos genitais.

17 SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

18  É constituído por:  uma vulva (genitália externa),  uma vagina,  um útero,  duas tubas uterinas (ovidutos ou trompas de Falópio),  dois ovários.  Está localizado no interior da cavidade pélvica.

19  Delimitada e protegida por duas pregas cutâneo-mucosas intensamente irrigadas e inervadas - os grandes lábios  recobertos por pêlos pubianos na mulher reprodutivamente madura.  Mais internamente, outra prega cutâneo- mucosa envolve a abertura da vagina - os pequenos lábios  protegem a abertura da uretra e da vagina.  Na vulva também está o clitóris, formado por tecido esponjoso erétil  homólogo ao pênis do homem. Genitália Externa (Vulva)

20  Hímen: membrana circular que protege a entrada (óstio) da vagina  fecha parcialmente o orifício vulvo-vaginal e é perfurado no centro, podendo ter diversas formas  geralmente se rompe nas primeiras relações sexuais.  Carúncula himenal: é o que restou do hímen após várias relações sexuais  principalmente após o parto.

21 HOMOLOGIA DOS ÓRGÃOS GENITAIS EXTERNOS

22  Canal de 8 a 10 cm de comprimento, de paredes elásticas, que liga o colo do útero aos genitais externos  é o órgão feminino de cópula.  Contém de cada lado de sua abertura, porém internamente, duas glândulas denominadas glândulas de Bartholin  secretam um muco lubrificante.  Possibilita também a expulsão da menstruação e, na hora do parto, a saída do bebê. Vagina

23  Órgão oco situado na cavidade pélvica anteriormente à bexiga e posteriormente ao reto, de parede muscular espessa (miométrio) e com formato de pêra invertida.  É revestido internamente por um tecido vascularizado rico em glândulas - o endométrio.  Está subdividido em fundo, corpo, istmo e cérvix (colo do útero). Útero

24  Também chamadas ovidutos ou trompas de Falópio.  Dois ductos com cerca de 10 cm de comprimento que unem o ovário ao útero.  Seu epitélio de revestimento é formados por células ciliadas  batimentos dos cílios microscópicos e movimentos peristálticos impelem o gameta feminino até o útero.  Está subdividida em 4 partes, desde o útero até ovário: parte uterina, istmo, ampola e infundíbulo. Tubas Uterinas

25  São as gônadas femininas  responsáveis pela produção dos gametas femininos  ovogênese.  Produzem estrógeno e progesterona  hormônios sexuais femininos. Ovários

26 HORMÔNIOS FEMININOS

27 HORMÔNIOS OVARIANOS FEMININOS  A- Que apresentam secreção controlada pelos hormônios gonadotróficos da hipófise: 1- Estrogênio (estrógeno): secretado pelo folículo ovariano  controla o desenvolvimento das características sexuais secundárias, inicia o crescimento do endométrio durante o ciclo menstrual. 2- Progesterona: secretada pelo corpo lúteo  indispensável para a implantação do óvulo fertilizado e para o desenvolvimento inicial do embrião.  B- Relaxina: secretada pelo corpo lúteo e pela placenta durante a gravidez:  aumenta o número de receptores para ocitocina  preparação para o trabalho de parto.  produz ligeiro amolecimento das articulações pélvicas e de suas cápsulas articulares  flexibilidade necessária para o parto.

28 - Estrogênio - Características Sexuais Secundárias - Estrogênio - Características Sexuais Secundárias  Aumento da musculatura lisa do útero e mais...

29 – Progesterona – – Progesterona – Preparação Para a Nidação

30 CICLO MENSTRUAL

31  1° dia do ciclo  1° dia da menstruação.  Ovulação  ocorre sempre por volta do 14° dia antes da próxima menstruação  dia da menstruação (n) – 14 = dia da ovulação. Período fértil  geralmente entre 7 e 9 dias no mês  3 a 4 dias antes da ovulação + ovulação + 3 a 4 dias após a ovulação  viabilidade dos gametas. CICLO MENSTRUAL

32 ATO SEXUAL  Orgasmo: quando o grau de estimulação sexual (maior na área do clitóris) atinge intensidade suficiente, o útero e as tubas uterinas iniciam contrações peristálticas rítmicas, em direção à cavidade abdominal (orgasmo). Acredita-se que as contrações peristálticas impulsionem o sêmen para as tubas uterinas.

33 FECUNDAÇÃO  1- Espermatozóide atravessa a corona radiata.  2- Cabeça do espermatozóide adere à zona pelúcida.  3- Reação acrossômica: o conteúdo do acrossomo é liberado do espermatozóide  enzimas digerem a zona pelúcida naquele ponto de contato.  4- Fusão das membranas plasmáticas (espermatozóide e ovócito)  cabeça e cauda do espermatozóide penetram no ovócito.

34 FECUNDAÇÃO  5- Reação cortical ou zonal: conteúdo das vesículas corticais é liberado do ovócito por exocitose  alteram as propriedades da zona pelúcida  impede penetração de outros espermatozóides.  6- Ovócito completa a segunda divisão meiótica  óvulo  núcleo chamado pronúcleo feminino.  7- Cauda do espermatozóide degenera no interior do óvulo  cabeça aumenta de volume  pronúcleo masculino.  8- Pronúcleos aproximam-se, tomam contato e perdem sua membrana plasmática  anfimixia (fusão dos pronúcleos masculino e feminino)  zigoto.

35 OVULAÇÃO, FECUNDAÇÃO, DESENVOLVIMENTO INICIAL E NIDAÇÃO

36 HORMÔNIOS DA GRAVIDEZ  1- Gonadotrofina coriônica humana (HCG): hormônio glicoproteíco, secretado pelas células do trofoblasto após nidação  mantém o corpo lúteo  manutenção das taxas de progesterona e estrogênio  manutenção da gravidez, inibição da menstruação e ausência de nova ovulação.

37  Concede imunossupressão à mulher  não rejeição do embrião.  Tem atividade tireotrófica.  Estimula a produção de testosterona pelas células de Leydig do testículo fetal  diferenciação sexual do feto do sexo masculino.  Por volta da 15ª semana de gestação, com a placenta já formada e madura produzindo estrógeno e progesterona, ocorre declínio acentuado na concentração de HCG e involução do corpo lúteo. HCG


Carregar ppt "SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO www.lasarohenrique.com.br."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google