A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Argumentaçãoemudançanasorganizações Paulo Proença de Moura 1º Congresso Nacional dos Economistas inicio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Argumentaçãoemudançanasorganizações Paulo Proença de Moura 1º Congresso Nacional dos Economistas inicio."— Transcrição da apresentação:

1 Argumentaçãoemudançanasorganizações Paulo Proença de Moura 1º Congresso Nacional dos Economistas inicio

2 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas comprem este livro!

3 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas tendência nas organizações Tendência nas organizações: Preferir o argumento da força à força dos argumentos. Mas hoje em dia os colaboradores são, regra geral, mais críticos, mais exigentes face à maneira de gerir do seu superior imediato e mesmo dos dirigentes. Os elementos da organização precisam cada vez mais de compreender o bem fundado das directrizes que recebem.

4 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas mudança como processo argumentativo Processos de mudança nas organizações: • Componentes técnicas e objectivas • Componentes sociais - subjectivas, interpessoais Processos argumentativos... como as técnicas de negociação, os sistemas de suporte à decisão ou quaisquer outras interacções no contexto organizacional.

5 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas persuasão e faláciasFalácias: armadilhas da argumentação colocadas pelos elementos da organização que resistem à mudança. persuasão Imposição vs. persuasão Adesão dos elementos da organização persuasão  persuasão argumentação racional  argumentação racional falácias  precaução contra falácias

6 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas vertentes da argumentação Vertentes a ter em conta na argumentação: • linguagem – significados | organização como arena linguística • comunicação – ambiguidades | circular (vital a interacção) • pensamento crítico – pôr em questão dados adquiridos, senso comum e estereótipos | busca de soluções • lógica formal – garantia da verdade da conclusão se as premissas forem verdadeiras • lógica informal - direccionada para a discussão de falácias • retórica – arte da persuasão racional | apelos às emoções • falácias - estruturais | de conteúdo | violações das regras da discussão racional

7 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas a mudança nunca acontece «porque sim» argumentação Processos de mudança - argumentação sempre presente: 1) percepção, pelo agente de mudança, da necessidade de mudança 2) persuasão do(s) decisor(es) pelo agente de mudança 3) tomada de decisão 4) persuasão dos seguidores 5) implementação 6) seguimento (acompanhamento, controle e eventual tomada de medidas correctivas) 7) avaliação de resultados

8 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas vantagens e perigo Análise dos argumentos -ao detectar erros e imprecisões, contribui para: • a resolução racional de conflitos, • a tomada racional de decisões • a implementação mais ajustada e racional de quaisquer acções no âmbito organizacional, nomeadamente processos de mudança. Perigo Perigo – argumentação pode ser «pau de dois bicos» se não se dominarem as suas regras.

9 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas o ensino da argumentação em Portugal Argumentação nas escolas de gestão em Portugal Argumentação nas escolas de gestão em Portugal - ao contrário de outros países, não existe uma abordagem sobre esta temática. A disciplina de filosofia do ensino secundário, não tem qualquer continuidade até à entrada na «vida real» dos economistas e gestores. É pena, porque há grandes vantagens em usar mais que o instinto e a intuição para a tomada de decisões nas organizações.

10 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas a nível europeu A nível europeu: • produzem-se trabalhos na área da argumentação • existem instituições, áreas de estudo e revistas científicas que resultam do cruzamento de saberes entre a economia/gestão e a filosofia • há diversos estabelecimentos de ensino (como o IESE, em Barcelona, a British Academy of Management, e a Business School, em Copenhaga) onde é estudada a ligação entre filosofia e gestão.

11 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas ensino nos EUA Entretanto, nos E. U. A. o ensino da retórica há cerca de 60 anos organizou-se em departamentos especializados como técnica da comunicação e do discurso persuasivo. Nesse país, nunca deixaram de ser ministrados os cursos de speech communication e, actualmente, de critical thinking.

12 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas crónica Laurinda Alves Laurinda Alves na sua crónica «À luz do dia» na revista XIS “O sistema de ensino português tem lacunas graves e não são apenas aquelas que nos habituámos a enunciar. (...) Existem alguns vazios por preencher e um deles é seguramente o da comunicação. Ao contrário do que é comum nas escolas inglesa, francesa e alemã (para dar apenas três exemplos próximos) onde há disciplinas de recitation, treino e improviso retórico, o sistema escolar português não aposta na capacidade de comunicação dos seus alunos.” Público de 19 de Março de 2005

13 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas conclusões Conclusões: • comunicação interpessoal - «calcanhar de Aquiles» de um grande número de gestores - carácter intangível, multiforme, ambíguo e subjectivo • formação onde a objectividade e a lógica quantitativa são de rigor - dificuldades em lidar com problemas de gestão ambíguos, pouco estruturados e que se inscrevem numa lógica qualitativa • hoje em dia os colaboradores são, regra geral, mais críticos - exigência face à maneira de gerir do superior imediato e dos dirigentes | necessidade de compreender o bem fundado das directrizes • espera-se dos decisores que saibam justificar as suas decisões, fundamentar os seus pontos de vista e explicá-los aos seus subordinados, superiores e colegas - persuadir e estarem receptivos para serem persuadidos

14 Argumentação e mudança nas organizações 1º Congresso Nacional dos Economistas questão Não deveria haver formação em argumentação nas licenciaturas de economia e de gestão?


Carregar ppt "Argumentaçãoemudançanasorganizações Paulo Proença de Moura 1º Congresso Nacional dos Economistas inicio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google