A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Transistor Bipolar de Junção TBJ – Parte IV Jadsonlee.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Transistor Bipolar de Junção TBJ – Parte IV Jadsonlee."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Transistor Bipolar de Junção TBJ – Parte IV Jadsonlee da Silva Sá

2 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Circuitos TBJ - CC.   Determine todas as tensões nodais e todas as correntes nos ramos.   Observe que a JEB está diretamente polarizada.   Supondo que o TBJ está no modo ativo.   Como v CB = -5,4 V e v CB < 0,4 V, o TBJ está no modo ativo. β não afetará o modo de operação do TBJ.

3 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Circuitos TBJ - CC   Determine todas as tensões nodais e todas as correntes nos ramos. Considere β = 100.   Observe que JEB está diretamente polarizada.   Como V B = 0,7 V, V BC = -0,7 V que é < 0,4 V.   Observe que I C e I E dependem fortemente de β. Se β fosse 12% maior, o TBJ entraria na saturação – Projeto ruim!!

4 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Circuitos TBJ - CC   Determine todas as tensões nodais e todas as correntes nos ramos. O valor mínimo de β é 30.   Supondo que o TBJ está saturado.   Como I E = I B + I C, temos:

5 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Problemas a serem resolvidos.   Estabelecer I C - Insensível às variações de temperatura e a grandes variações dos β encontrados em TBJs do mesmo tipo.   Estabelecer o ponto de polarização no plano i C -v CE - Possibilitar a máxima excursão do sinal de saída.   Algumas abordagens para resolver estes problemas.

6 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Relembrando...   Estabilizar I E equivale a estabilizar I C, pois I C = αI E e α varia pouco.   V BE diminui de 2mV/°C.   β varia com a temperatura e I C.

7 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Arranjo para polarização mais utilizado.   Para I E (I C ) ser insensível à temperatura e às variações de β, as seguintes condições devem ser satisfeitas.

8 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Garante que pequenas variações em V BE são desprezíveis se V BB for grande.   Problema: existe um limite superior para V BB.   Para V CC constante, se V BB cresce, V CB diminui (V CB > -0,4).   É desejável que a queda de tensão em R C seja grande para obtermos um ganho alto e uma grande excursão do sinal (antes de entrar em corte).

9 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Além disso, V CB (ou V CE ) deve ser alto para proporcionar uma grande excursão do sinal (antes de entrar na saturação).   Regra prática.

10 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Torna I E insensível às variações de β.   Pode ser satisfeito se R B for pequeno, ou seja, para R 1 e R 2 pequenos.   Isso implica em uma maior corrente drenada da fonte e na redução da resistência de entrada do amplificador.   Regra prática: escolher R 1 e R 2 de forma que a soma de suas correntes esteja na faixa de I E a 0,1I E.

11 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Arranjo com duas fontes de tensão.   Idêntica a equação do circuito anterior, exceto que V EE substitui V BB. As duas condições anteriores também se aplicam.

12 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Polarização utilizando um resistor de realimentação de coletor para base – Emissor comum.   Neste circuito, V CC substitui V BB e R C substitui R E. As duas condições anteriores também se aplicam. R B determina a máxima excursão do sinal no coletor.

13 Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Polarização de Circuitos Amplificadores   Polarização usando uma fonte de corrente constante.   Vantagem: I E não depende de β e de R B. Então, a resistência de entrada da base pode ser alta e não afetará a polarização.   Se os β de Q 1 e Q 2 forem altos, I B1 e I B2 podem ser desprezados. Espelho de corrente.


Carregar ppt "Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia da Computação – CECOMP Transistor Bipolar de Junção TBJ – Parte IV Jadsonlee."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google