A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DESMISTIFICANDO TI A P2HE tem foco no entendimento e na capacidade de compreender e sugerir aos seus clientes, em suas estratégias e processos de negócios.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DESMISTIFICANDO TI A P2HE tem foco no entendimento e na capacidade de compreender e sugerir aos seus clientes, em suas estratégias e processos de negócios."— Transcrição da apresentação:

1 DESMISTIFICANDO TI A P2HE tem foco no entendimento e na capacidade de compreender e sugerir aos seus clientes, em suas estratégias e processos de negócios soluções de TI adequadas as necessidades. Sua missão é sempre propor soluções corporativas onde todos ganhem. Edmilson J. Rosa

2 O que é Tecnologia da Informação?  O termo “Informática” foi substituído nos anos 90 pela expressão “Tecnologia da Informação”, que serve para designar o conjunto de recursos tecnológicos e computacionais para a geração e uso da informação. Porque usar Tecnologia da Informação?  Agregar valor e inteligência aos serviços e produtos ofertados por uma organização. Atualmente, é impossível imaginar uma empresa sem uma forte área de sistemas de informações(TI), para manipular os dados operacionais e prover informações gerenciais aos executivos para tomada de decisões. “APENAS COMPRAR COMPUTADORES E SISTEMAS NÃO GARANTE QUE A EMPRESA SERÁ MAIS PRODUTIVA E ORGANIZADA” Na chamada “Era da Informação”, a base da riqueza das organizações não provém mais do ativo contábil ou da massificação da produção, mas sim do capital intelectual, do uso sistemático do conhecimento de mercados, domínios de processos e tecnologias e relacionamento com organizações, como geradores de vantagens competitivas. Para se adaptarem a esta visão, os Gestores de Empresas que trabalham com TI devem estar aptos a responder à seguinte pergunta: “Em que nível de maturidade se encontra a TI em minha organização?”. Entendimento e Conceituação

3 Pré Informático Introdução Informática Euforia Tecnológica Caos Retomada Controle Gestão Informação Maturidade empresas de pequeno porte que necessitam de pouco ou nenhum recurso de TI, processos informais Pré Informático Estágios de Maturidade em TI segundo Institutos de tecnologia e autores especializados O elemento de TI mais marcante neste estágio, “o computador”. Nesta etapa, as primeiras aplicações desenvolvidas são tipicamente utilizadas para controle básico, como folha de pagamento, contabilidade e estoque Introdução Informática conscientes do grande volume de trabalho que será requerido, as organi- zações optam pela criação de um Centro de Processamento de Dados (o famoso CPD). Euforia Tecnológica Certos de que a simples utilização de novas técnicas e ferramentas de TI resolvem todos os problemas, as organizações se deparam com resultados abaixo do esperado, além de elevados custos associados aos profissionais e infra-estrutura alocados no CPD Caos Retomada do controle ocorre quando se põe ordem na casa para evitar maiores prejuízos pela falta de uso da tecnologia já adquirida e por gastos adicionais com a proliferação de soluções isoladas. Retomada Controle É consolidado o processo de eliminação de redundâncias de ferramentas e estabelecida a unificação das bases de dados. É de fundamental importância a existência de uma figura chamada de Gestor de Informações. Gestão Informação Todos os setores da empresa são atendidos por aplicações que fazem uso de uma base de dados unificada sob uma infra-estrutura sólida de TI de alta disponibilidade. Maturidade

4 Lenda ou Verdade

5  Hardware e Manutenção de Hardware  Suporte a Software básico  Serviços Profissionais e de Assessoria  Links de acesso e telecomunicações  Data Center Utilizamos Tecnologia da Informação (TI) de forma estratégica em nossos negócios como diferencial para nossos clientes ou simplesmente como suporte para termos informações sobre nossos negócios??? CIO O principal negócio da empresa não é TI, preciso me envolver mais na estratégia... Cada vez mais os CIOs tem que entender do negócio, e assim tirar proveito estratégico de TI como diferencial competitivo para as empresas.  Desenvolvimento e Gerenciamento de Aplicações de Sistemas  Suporte à Infra-estrutura de Computadores  Gerenciamento de Rede (interna e externa)  Segurança (física e da rede)  Gestão e Mapeamento dos Processos Áreas de TI na Avaliação das Empresas

6 Operacional  Fazer mais por menos  Garantir disponibilidade  Garantir performance  Preocupar-se com o futuro (capacidade)  Acompanhar as tendências tecnológicas  Gerenciar contratos  Manter pessoal atualizado  Desenvolver indicadores de performance  Gerenciar múltiplos contratos Como conciliar Operacional com Estratégico ? Estratégico  Entender as áreas e suas necessidades  Buscar tendências tecnológicas adequadas ao segmento  Participar nos planos estratégicos e suas decisões  Rever processos x aplicações  Conteúdo compartilhado  Informação x Informação  Saber e demonstrar que TI é do negócio  Utilizar melhores práticas de mercado para transformar pontos fracos em fortes, ameaças em oportunidades  Alinhamento de TI aos requisitos do negócio, principal objetivo da Governança de TI

7 Pensamos que comprando computadores e sistemas irá garantir que nossa empresa será mais produtiva e organizada, a decepção é tão grande quando constatamos que isto não é totalmente verdade. “Como um parceiro de TI competente e experiente, o fornecedor precisa entender minhas necessidades específicas e dar expectativas reais, desta forma não gerando insegurança e incerteza. Passando o tempo necessário em meu ambiente, visando total entendimento das necessidades. Com isso posso avaliar meu Parceiro.” Vantagens percebidas com o Outsourcing de TI, podem ser:  Permitir focar no próprio negócio e suas estratégias  Redução de custos operacionais  Menos preocupações em introduzir novas tecnologias  Melhoria na qualidade das funcionalidades de TI  Alinhamento das operações do negócio  Maior flexibilidade nos processos de negócios  Tranqüilidade com relação aos processos e operação de TI  Flexibilidade para estabelecer serviços por meio de contratos  Help/Service Desk organizado e com metodologia  Relatórios Gerenciais de TI como suporte ao negócio  Prover Governança de TI. CIO Avaliação das Empresas para Outsourcing de TI

8 Governança de TI – Visão Geral Metodologias e Melhores Práticas utilizadas – Mapeamento de Processos (BPM), Gestão e Auditoria de TI (CobiT), Serviços de TI (ITIL), Segurança da Informação (ISO27001), Gestão de Projetos (PMbok) e Indicadores p/ Gestão Estratégica (BSC).

9 Gestão baseada em Processos Para gerir uma Organização, com base na Gestão de Processos é necessário levantar entre outras as seguintes variáveis, conforme figura Modelo Simplificado de Gestão de Processos: 1.A primeira questão, embora não exclusivamente do modelo de Gestão de Processos, é saber “para que a Organização existe”, qual a sua missão ou negócio; 2.quais são os processos críticos de negócio? Isto é, aqueles que mais impactam os negócios e afetam os clientes; 3.quais os recursos necessários para gerar os produtos que os clientes desejam adquirir; 4.o que de essencial a Organização oferece para os clientes; 5.como gerenciar o fluxo de informação, trabalho ou atividades e produtos, visando a satisfação dos clientes.

10 Gestão baseada em Processos Levantamento, identificação e descrição dos processos – Atividade conhecida como “Análise e Modelagem de Processos”, ou simplesmente “Mapeamento de Processos”. Para fazer o levantamento de processos algumas ferramentas são sugeridas: brainstorming (discussão em grupo) checklist (lista de verificação) diagrama de Ishikawa (causa e efeito ou espinha de peixe) Antes de iniciar o trabalho de análise e modelagem, devemos fazer: •identificar os processos-chave do negócio; •definir os objetivos e as metas que devem ser alcançados com base na gestão por processos; •desenvolver um plano de trabalho, contendo os objetivos, as atividades e os resultados de cada fase, os prazos de entrega e a equipe de trabalho; •buscar junto à direção a aprovação, todo o apoio e os recursos necessários; •fazer análises críticas periódicas e procure dar feedback a todos os responsáveis; •observar que o mapeamento de processos é um meio e não um fim. O que deve ser atingido de fato são os objetivos e as metas compromissados; •não é preciso mapear todos os processos, nem todos os níveis de processos.

11 O que o cliente informou que queria... O que nós informamos ao cliente que entendemos... REAVALIAÇÃO DO CLIENTE O que o cliente realmente quer... O que nós informamos ao cliente que entendemos... Até onde podemos ajudar o cliente em suas necessidades.. Investimento do Valor Justo nesta fase... Nosso compromisso com os Clientes


Carregar ppt "DESMISTIFICANDO TI A P2HE tem foco no entendimento e na capacidade de compreender e sugerir aos seus clientes, em suas estratégias e processos de negócios."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google