A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pronome É a palavra que acompanha ou substitui o substantivo, indicando sua posição em relação às pessoas do discurso ou mesmo situando-o no espaço e no.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pronome É a palavra que acompanha ou substitui o substantivo, indicando sua posição em relação às pessoas do discurso ou mesmo situando-o no espaço e no."— Transcrição da apresentação:

1 Pronome É a palavra que acompanha ou substitui o substantivo, indicando sua posição em relação às pessoas do discurso ou mesmo situando-o no espaço e no tempo.

2 OS PRONOMES PODEM SER: •Pronomes substantivos: são aqueles que tomam o lugar do substantivo. Ela era a mais animada da festa. •Pronomes adjetivos: são aqueles que acompanham o substantivo. Minha bicicleta quebrou.

3 CLASSIFICAÇÃO DOS PRONOMES •Pronome pessoal •Pronome possessivo •Pronome demonstrativo •Pronome relativo •Pronome indefinido •Pronome interrogativo

4 Pronome pessoais. Os pronome pessoais são aqueles que indicam as pessoas do discurso. Dividem-se em retos que exercem a função de sujeito e os oblíquos que exercem a função de complemento. RETOS Número1ª pessoa2ª pessoa3ª pessoa Singular*Eu*Tu (você)Ele PluralNósVós (Vocês)Eles EXERCEM A FUNÇÃO DE SUJEITO / PODEM EXERCER A FUNÇÃO DE COMPLEMENTO

5 NÚMEROPESSOACASO RETO PRONOMES OBLÍQUO ÁTONOS SEM/PREP TÔNICOS COM/PREP SINGULAR 1ªEUMEMIM, COMIGO 2ªTUTETI, CONTIGO 3ªELEO, A, LHE, SE SI, ELE, ELA CONSIGO 1ªNÓSNOS NÓS, CONOSCO 2ªVÓSVOS VÓS, CONVOSCO 3ªELES OS, AS, LHES SE SI, ELES, ELAS CONSIGO. QUADRO DOS PRONOMES PESSOAIS

6 Emprego dos pronomes pessoais Os pronomes pessoais retos funcionam como sujeitos de frases: Eu vou à loja, talvez ele esteja lá. Retos: Eu, tu, ele, nós, vós, eles..Os pronomes pessoais retos nunca aparecem depois de uma preposição. Torna-se obrigatório o uso dos pronomes oblíquos: Entre mim e ti há uma distância enorme.

7 Os pronomes pessoais oblíquos podem ser átonos ou tônicos. • São pronomes oblíquos átonos: me, te, o, a, lhe, se, nos, vos, os, as, lhes. Os pronomes pessoais oblíquos átonos, com formas verbais: A mãe esperava-o ansiosa • São pronomes oblíquos tônicos: mim, ti, ele, ela, si, nos, vos, eles, elas. Os pronomes pessoais oblíquos tônicos são usados com preposição: A mãe ansiosa esperava por mim.

8 EMPREGO DOS PRONOMES PESSOAIS • Os pronomes oblíquos átonos o, a, os, as exercem a função de objeto direto: A enfermeira examinou o garoto. Objeto direto A enfermeira examinou-o •Os pronomes oblíquos átonos lhe, lhes exercem a função de objeto indireto. O garçom oferece-lhe bebida.

9 •Antes de verbo no infinitivo só usamos eu e tu, jamais mim e ti. Fizeram de tudo para eu me emocionar. Fizeram de tudo para tu comprares a casa. Nos casos acima os pronomes “eu e tu” são sujeitos dos verbos emocionar e comprares. Obs: Os pronomes retos “eu e tu” nunca serão complementos, mesmo regidos de preposição.

10 Como regra prática podemos perceber o seguinte: quando precedidos de preposição, não se usam as formas retas “eu e tu”, mas as formas oblíquos “mim e ti”. Ninguém irá sem (eu). Ninguém irá sem mim. Nunca houve discussões entre (eu e tu). Nunca houve discussões entre mim e ti. Apenas um caso em que empregamos as formas retas eu e tu mesmo precedidas por preposições: quando essas formas funcionam como sujeito de um verbo no infinitivo. Deram um livro pra eu ler. ( eu: sujeito do verbo ler) Deram um livro pra tu leres. ( tu: sujeito do verbo leres)

11 Os pronomes oblíquos “se, si, consigo” são pronomes reflexivos ou recíprocos, portanto só poderão ser usados na voz reflexiva ou na voz reflexiva recíproca. Ex.* Quem não se cuida, acaba ficando doente. * Quem só pensa em si, acaba ficando sozinho. * Gilberto trouxe consigo os três irmãos. Conosco e convosco - são utilizados normalmente em sua forma sintética. Caso haja palavra de reforço, tais pronomes devem ser substituídos por formas analíticas. Queria falar conosco. Queria falar com nós dois.

12 Os oblíquos o, os,a,as quando precedidos de verbos que terminem em “r, s, z” assumem as formas: lo, los, la, las. (VTD). Vou (amar) amá-lo por toda a vida. O jogo (fiz) fi-lo sozinho. Tu (amas) ama-lo como a ti mesma. Quando precedidos de verbos que terminam em “- m, -ão, -õe, assumem a forma no, nas, nos, nas. Entregaram-no ao professor. Entregaram o livro ao professor. – objeto direto. O assunto, dão-no por encerrado.

13 Independentemente da predicação verbal, se o verbo terminar em mos, seguido de nos ou de vos, retira-se a terminação -s. Ex.* Encontramo-nos ontem à noite. * Recolhemo-nos cedo todos os dias. Obs: Se o verbo for transitivo indireto terminado em “s”, seguido de lhe, lhes, não se retira a terminação s. Ex. * Obedecemos-lhe cegamente. * Tu obedeces-lhe?

14 Muitas vezes os pronomes oblíquos equivalem a pronomes possessivos, exercendo a função sintática de adjunto adnominal. Roubaram-me o livro. = Roubaram o meu livro. Escutei-lhe os conselhos = Escutei seus conselhos. As formas plurais nós e vós podem ser empregadas para representar uma única pessoa ( singular), adquirindo valor de modéstia. Nós – disse o prefeito – procuramos resolver o problema das enchentes.

15 COLOCAÇÃO PRONOMINAL - USO DOS PRONOMES – me, te, se, lhes,o,a,os, as,nos,vos. Próclise - antes do verbo – Nos o amamos muito. Ênclise - depois do verbo – Entregaram-me as camisas. Mesóclise - aparece no meio do verbo - Convidar-me-iam para a festa. REGRA GERAL – OS PRONOME DEVEM VIR EM ÊNCLISE. Uso da próclise – 1- Com palavras ou expressões negativas: não, nunca, jamais, nada, ninguém, nem, de modo algum. Exemplos: Nada me perturba. / Ninguém se mexeu. / De modo algum me afastarei daqui. Ela nem se importou com meus problemas.

16 2- Com conjunções subordinativas: quando, se, porque, que, conforme, embora, logo, que. Exemplos: - Quando se trata de comida, ele é um gênio. - É necessário que a deixe na escola. - Fazia a lista de convidados, conforme me lembrava dos amigos sinceros. 3 – quando aparecem advérbios Exemplos - Aqui se tem paz. - Sempre me dediquei aos estudos. -Talvez o veja na escola. OBS: Se houver vírgula depois do advérbio, este (o advérbio) deixa de atrair o pronome. -Aqui, trabalha-se.

17 4 - Pronomes relativos, demonstrativos e indefinidos. - Alguém me ligou? (indefinido) - A pessoa que me ligou era minha amiga. (relativo) -Isso me traz muita felicidade. (demonstrativo 5 – Quando aparecer frases interrogativas. Exemplo: Quanto me cobrará pela tradução? 6- Em frases exclamativas ou optativas (que exprimem desejo). - Deus o abençoe! (Exclamativa) - Macacos me mordam! (exclamativa) -Deus te abençoe, meu filho! (optativas) 7 - Com verbo no gerúndio antecedido de preposição EM. - Em se plantando tudo dá. -Em se tratando de beleza, ele é campeão.

18 8 - Com formas verbais proparoxítonas -Nós o censurávamos. ( verbo com a tonicidade proparoxítona) MESÓCLISE • Usada quando o verbo estiver no futuro do presente (vai acontecer – amarei, amarás, …) ou no futuro do pretérito (ia acontecer mas não aconteceu – amaria, amarias, …) Convidar-me-ão para a festa. - Convidar-me-iam para a festa. *Se houver uma palavra atrativa, a próclise será obrigatória. -Não (palavra atrativa) me convidarão para a festa.

19 ÊNCLISE 1 - Ênclise de verbo no futuro e particípio está sempre errada. Tornarei-me……. (errada) Tinha entregado-nos……….(errada) * Nesse caso usa-se próclise) 2 - Ênclise de verbo no infinitivo estará sempre correta. Entregar-lhe (correta) -Não posso recebê-lo. (correta) (verbo terminado em r, faz-se o objetivo direto retirando a letra “r” e colocando a letra”l”. 3 - Com o verbo no início da frase: Entregaram-me as camisas. 4 - Com o verbo no imperativo afirmativo: Alunos, comportem- se. 5 - Com o verbo no gerúndio: Saiu deixando-nos por instantes.

20 6 - Com o verbo no infinitivo impessoal: Convém contar-lhe tudo. OBS: se o gerúndio vier precedido de preposição ou de palavra atrativa, ocorrerá a próclise: Exemplos: Em se tratando de cinema, prefiro o suspense. Saiu do escritório, não nos revelando os motivos. COLOCAÇÃO PRONOMINAL NAS LOCUÇÕES VERBAIS *Locuções verbais são formadas por um verbo auxiliar + infinitivo, gerúndio ou particípio. AUX + PARTICÍPIO: o pronome deve ficar depois do verbo auxiliar. Se houver palavra atrativa, o pronome deverá ficar antes do verbo auxiliar. Havia-lhe contado a verdade. - Não (palavra atrativa) lhe havia contado a verdade.

21 AUX + GERÚNDIO OU INFINITIVO: se não houver palavra atrativa, o pronome oblíquo virá depois do verbo auxiliar ou do verbo principal. Exemplos: Infinitivo - Quero-lhe dizer o que aconteceu. - Quero dizer-lhe o que aconteceu. Gerúndio - Ia-lhe dizendo o que aconteceu. -Ia dizendo-lhe o que aconteceu. Se houver palavra atrativa, o pronome oblíquo virá antes do verbo auxiliar ou depois do verbo principal. Infinitivo - Não lhe quero dizer o que aconteceu. - Não quero dizer-lhe o que aconteceu.

22 Gerúndio - Não lhe ia dizendo a verdade. - Não ia dizendo-lhe a verdade.


Carregar ppt "Pronome É a palavra que acompanha ou substitui o substantivo, indicando sua posição em relação às pessoas do discurso ou mesmo situando-o no espaço e no."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google