A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA MEC-2386 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROFESSOR: SERGIO LEAL BRAGA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA MEC-2386 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROFESSOR: SERGIO LEAL BRAGA."— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA MEC-2386 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROFESSOR: SERGIO LEAL BRAGA ALUNO: PEDRO CAMPOS CLAUDIO VIDAL TEIXEIRA

2 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA ENERGIA HÍDRICA Energia obtida a partir da energia potencial de uma massa de água.

3 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA SUMÁRIO VANTAGENS DESVANTAGENS IMPACTOS AMBIENTAIS UTILIZAÇÀO PASSADO ATUAL PREVISÕES

4 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. Fonte renovável de energia. 2. Viabiliza a utilização de outras fontes renováveis. 3. Viabiliza a segurança energética e a estabilidade dos preços. 4. Contribui para o armazenamento de água potável. 5. Aumenta a estabilidade e a confiabilidade do sistema elétrico. 6. Ajuda a combater mudanças climáticas. 7. Melhora a qualidade do ar. 8. Oferece contribuição significativa para o desenvolvimento. 9. Energia limpa e barata. 10. Fundamental para o desenvolvimento sustentável. VANTAGENS

5 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. Fonte renovável de energia. - Possibilidade de uso sem esgotamento - Final do processo: m água entrada = m água saída - Originária de fontes naturais - Regeneração através de processo natural: Ciclo da Água VANTAGENS

6 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. Fonte renovável de energia. VANTAGENS

7 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 2. Viabiliza a utilização de outras fontes renováveis. VANTAGENS

8 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Viabiliza a segurança energética e a estabilidade dos preços. VANTAGENS - não está sujeita a flutuações de mercado - otimiza o uso das usinas térmicas

9 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 4. Contribui para o armazenamento de água potável. - coletam a água da chuva - usado para consumo ou para irrigação - protegem os aqüíferos contra o esgotamento VANTAGENS - reduzem a vulnerabilidade contra inundações e seca Inundação Seca

10 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 5. Aumenta a estabilidade e a confiabilidade do sistema elétrico. - geração rápidas e flexíveis - atender às demandas de pico - manter os níveis de tensão do sistema - restabelecer prontamente o fornecimento após um blecaute. VANTAGENS

11 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 6. Ajuda a combater mudanças climáticas. - produz quantidades muito pequenas de gases do efeito estufa. - retardar o aquecimento global. - evita a emissão de GHG correspondente à queima de 4,4 milhões de barris de petróleo diariamente, em âmbito mundial. VANTAGENS

12 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 7. Melhora a qualidade do ar - não produzem poluentes do ar. - reduz a chuva ácida e a fumaça. - não geram subprodutos tóxicos. VANTAGENS

13 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 8. Oferece contribuição significativa para o desenvolvimento. As instalações hidrelétricas promovem: - construção de estradas. - ampliação da indústria e do comércio. VANTAGENS

14 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 9. Energia limpa e barata. - tempo médio de vida de 50 a 100 anos. - podem ser atualizados. - custos baixos de operação e manutenção. VANTAGENS

15 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 10. Fundamental para o desenvolvimento sustentável. Isto é, “desenvolvimento que atende hoje às necessidades das pessoas, sem comprometer a capacidade das futuras gerações de atender suas próprias necessidades” (Comissão Mundial de Meio Ambiente e Desenvolvimento). VANTAGENS

16 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1.A formação de grandes reservatórios de água provoca profundas alterações nos ecossistemas. 2. Ocasionam o alargamento de terras e o descolamento de populações ribeirinhas. 3. Provoca a erosão de solos o que afeta a vegetação local. 4. Elevados custos de instalação. DESVANTAGENS

17 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. A formação de grandes reservatórios de água provoca profundas alterações nos ecossistemas. DESVANTAGENS

18 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 2. Ocasionam o alargamento de terras e o descolamento de populações ribeirinhas. DESVANTAGENS

19 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Provoca a erosão de solos o que afeta a vegetação local. DESVANTAGENS

20 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 4. Elevados custos de instalação. DESVANTAGENS USINACUSTO DE IMPLANTAÇÃO Bilhões de dólares/ MW Hidrelétrica De 2,8 a 3,2 Nuclear De 1,2 a 2

21 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. População deslocada e o conceito de atingido IMPACTOS SOCIAIS I Encontro Nacional de Trabalhadores Atingidos por Barragens (abril de 1989) “ Todo mundo que tenha sua vida afetada de alguma forma pela construção da barragem é um atingido.”

22 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. População deslocada IMPACTOS SOCIAIS - pelas grandes barragens. - a montante e a jusante da barragem. - trabalhadores da área inundada. - por causa de outras partes do projeto (linhas de transmissão). - acesso obstruído em função da destruição e alagamento de estradas. - dependiam da população deslocada.

23 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 2. Interrupção de investimentos IMPACTOS SOCIAIS - investimentos públicos e privados. - empréstimos bancários. - agricultura (pode gerar um período, muitas vezes longo, de escassez de comida, agravando a fome a má nutrição)

24 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Aumento de doenças IMPACTOS SOCIAIS - os trabalhadores que circulam por toda parte carregam consigo doenças contagiosas como tuberculose, sífilis, Aids e outras.

25 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Aumento de doenças IMPACTOS SOCIAIS - os trabalhadores que circulam por toda parte carregam consigo doenças contagiosas como tuberculose, sífilis, Aids e outras.

26 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 4. Migração da população para centros urbanos IMPACTOS SOCIAIS Deslocamento compulsório Migração masculina para áreas urbanas Aumento no número de casas chefiadas por mulheres

27 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 4. Destruição do Patrimônio Cultural IMPACTOS SOCIAIS Patrimônio Cultural Igrejas fósseis Pontos turísticos cemitérios

28 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. Qualidade da água IMPACTOS AMBIENTAIS Mudanças ao interromper o fluxo normal do curso do rio - temperatura da água. - composição da água.

29 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 1. Erosão e depósito de sedimentos IMPACTOS AMBIENTAIS - os rios não transportam sedimentos. - os sedimentos se depositam no fundo e não seguem rio abaixo. - o rio aumenta o processo de erosão das margens. - aprofundamento do leito e alargamento do rio

30 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Perda da Biodiversidade IMPACTOS AMBIENTAIS - interferência na migração de peixes para procriação. Hidrelétrica de Santo Antônio (Rio Madeira) - construção de usina interrompe fenômeno da piracema e já ameaça o extermínio de peixe 27/04/12 Canal da Piracema Usina de Itaipu

31 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Perda da Biodiversidade IMPACTOS AMBIENTAIS Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERSG)

32 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 3. Perda da Biodiversidade IMPACTOS AMBIENTAIS Inundação de áreas com vegetação e florestas nativas tem consequências - terras férteis. - fauna (perda do habitat). - flora. - mudança de rota das aves migratórias

33 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA 4. Tremores de Terra IMPACTOS AMBIENTAIS As barragens podem provocar ou intensificar tremores de terras e movimentação do solo nas vizinhanças dos reservatórios. - durante o enchimento dos lagos. - depois dos lagos cheios e estabilizados.

34 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA Potência produzida por hectare de área inundada de usinas hidrelétricas brasileiras INDICADOR DE IMPACTO AMBIENTAL

35 SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA HÍDRICA -HISTÓRICA -PRESENTE -PREVISÕES UTILIZAÇÃO

36 Energia Hídrica - História Primero uso - Rodas d’água: A. C. – Gregos: - Moer o trigo -200 B.C. – Dinastia Han (China) - Elevação de água para canais de irrigação -Fundir Ferro -240 B.C – Romanos -Serrar mármore e pedra -100 B.C – Europa - Abatimento Hidráulico (mineração)

37 Energia Hídrica - História Idade Média - Séc I a Séc XVIII - Moinhos amplamente utilizados - Inglaterra 1086 A.D: 5600 moinhos - Diversas aplicações Revolução Industrial - Até então maior fonte de energia - Utilização em teares mecânicos - Preterido pelas máquinas a vapor

38 Energia Hídrica - História Século XIX em diante – Michael Faraday - Desenvolvimento do primeiro gerador elétrico – Primeira Usina Hidrelétrica do Mundo – -Appleton, Winsconsin - Potencial Nominal de 12.5 kW - 7 anos após – 200 usinas apenas nos EUA - 1ª metade do Séc XX: -Principal fonte de energia elétrica mundial

39 Energia Hídrica - História Consumo na segunda metade do século XX

40 Energia Hídrica - História 2ª Metade do Século XX

41 Energia Hídrica - História

42

43 - 16% do consumo de eletricidade (2010) - 3.4% do consumo de energia (2010) GW instalados (2013)

44 Energia Hídrica - Usina Hidrelétrica com Reservatório - Capacidades podem variar de alguns kW a GW - Armazenamento (Geração de base e de pico) - Segurança Energética - Maiores produtores: - China (864 TWh), Brasil (441 TWh), Canada (376 TWh), EUA (277 TWh) (2012)

45 SISTEMAS DE ENERGIA MAIORES HIDRELÉTRICAS EM CAPACIDADE DE GERAÇÃO

46 Energia Hídrica - Fio dágua - Impacto ambiental reduzido - Não há armazenamento na prática - Aplicações Especificas - Maior imprevisibilidade de geração Lower Granite Dam, Snake River, Washington

47 Energia Hídrica - Pumped Storage - Geração “negativa” - Excesso de geração  Energia armazenada - Pico de demanda  Utilização da energia - Combinado com outros tipos de geração - Eficiência ~ 75% GW instalados (2009)

48 SISTEMAS DE ENERGIA USINAS HIDRELÉTRICAS NO BRASIL

49 SISTEMAS DE ENERGIA POTENCIAL HIDROELÉTRICO MUNDIAL Alguns países se destacam na produção de energia hidrelétrica. Juntos, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos e Rússia respondem por mais de 50% do total.

50 SISTEMAS DE ENERGIA POTENCIAL HIDROELÉTRICO MUNDIAL  Países Industrializados: Potencial Saturado  Emergentes: Maiores Potenciais  Oposição de grupos ambientalistas para grandes empreedimentos  Dificuldade de se obter crédito  Não classificado como MDL

51 SISTEMAS DE ENERGIA OFERTA INTERNA DE ENERGIA ELÉTRICA POR FONTE – 2011 / 2012

52 SISTEMAS DE ENERGIA PRODUÇÃO DE ENERGIA HIDRÁULICA NO BRASIL FONTE: BALANÇO ENERGÉTICO NACIONAL 2013 | ano base 2012

53 SISTEMAS DE ENERGIA PRODUÇÃO DE ENERGIA HIDRÁULICA NO BRASIL FONTE: BALANÇO ENERGÉTICO NACIONAL 2013 | ano base 2012

54 Energia Hídrica - Alternativas Energia de Ondas - Experimental – Diversos tipos - Potencial mundial de 2 TW MW instalados em Portugal.

55 Energia Hídrica - Alternativas Energia de Marés - Previsibilidade - Baixo Impacto ambiental – Energia interação Terra- Lua - Instalação em locais muito específicos (20 ao redor do mundo) MW instalados em 1966 na França (26% f.c.) - Maior = 251 MW, Coréia do Sul. - Outros tipos: DTP & Turbinas sumbrinas

56 SISTEMAS DE ENERGIA PRODUÇÃO DE ENERGIA HIDRÁULICA NO MUNDO PARTICIPAÇÃO DE RENOVÁVEIS MUNDO Na geração de eletricidade, as energias renováveis ​​ e o gás natural são as fontes de crescimento mais rápido. Entretanto o carvão ainda se mantem com a maior fatia em 2040.

57 SISTEMAS DE ENERGIA FIM


Carregar ppt "SISTEMAS DE ENERGIA - ENERGIA MEC-2386 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROFESSOR: SERGIO LEAL BRAGA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google