A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Disciplina de Redes de Computadores II Noções de WLAN Prof. M.Sc. Alessandro Kraemer

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Disciplina de Redes de Computadores II Noções de WLAN Prof. M.Sc. Alessandro Kraemer"— Transcrição da apresentação:

1 1 Disciplina de Redes de Computadores II Noções de WLAN Prof. M.Sc. Alessandro Kraemer

2 2 Cronograma • Padrões IEEE –Comparação dos padrões IEEE • Definição de Roaming • Tipos de varredura • Comparação entre Ethernet e WLAN • Autenticação e Associação • Informações sobre o Espectro

3 IEEE é o principal organizador de padrões de redes sem fio • Padrão  1 a 2 Mbps (FHSS ou DSSS) • Padrão b (ou Wi-fi)  11 Mbps, Retro-compatível e 2.4 Ghz (DSSS) • Padrão a  54 Mbps e 5 Ghz (DSSS) • Padrão g  54 Mbps e 2.4 Ghz (OFDM) • Padrão n → 300 Mbps e 2.4 Ghz (OFDM) Padrões IEEE

4 Espalhamento Espectral (camada física) • DSSS (Espalhamento Espectral por Sequência Direta)  multiplica os bits de informação (uma espécie de fórmula) para serem trafegados • FHSS (Espalhamento Espectral por Frequência Pseudoaleatória)  rápida variação de frequência • OFDM (Multiplexação por Divisão de Frequência Ortogonal)  o sinal passa por várias etapas antes de ser modulado (simplificação de sequência de bits e controle de erro). Padrões IEEE

5 Canais do Sinal Wireless Existem várias faixas de onda (frequência) que podem ser utilizadas para transmissão. Essas faixas também são chamadas de Canais. É importante que os equipamentos permitam mudar o canal porque assim podem evitar situações de conflito com sinais de outros equipamentos. Padrões IEEE O comando iwconfig apresenta o detalhamento da WLAN no Linux.

6 Taxa de transmissão e Alcance Padrões IEEE

7 Comparação dos Padrões IEEE

8 Taxa de transmissão e Alcance Comparação dos Padrões IEEE

9 Comparação dos Padrões IEEE

10 Access Point Definição de Roaming

11 • Varredura ativa • O nó sem fio procura ligar-se à rede (envia uma sonda com SSID – Serviço de Identificação) • O AP com mesmo SSID responde a sonda (autenticação e associação) • Varredura Passiva • O nó sem fio procura observar Beacon (quadro de gerenciamento) • Quando o nó recebe um Beacon com mesmo SSID, então liga-se á rede Tipos de Varredura

12 Tipos de quadros IEEE • A compatibilidade com o padrão (Ethernet) é necessária e acontece no quadro de dados (Payload) • No padrão Ethernet o Payload é de no máximo 1518 Bytes. Mas nos padrões pode chegar a 2346 Bytes. Em virtude da compatibilidade não se usa mais que 1500 Bytes. • Existem 3 tipos de quadros: • Gerenciamento  associação, autenticação, beacon, etc • Controle  pedido para enviar (RTS), pronto para receber (CTS) e confirmação • Dados Comparação entre Ethernet e WLAN

13 Tipos de quadros IEEE • WLAN não usam detecção de colisão igual ao padrão Ethernet • WLAN  CSMA/CA. Confirma (ACK) toda interação, consumindo cerca de 50% da largura de banda • Ethernet  CSMA/CD Comparação entre Ethernet e WLAN

14 Autenticação • Em WLAN se autentica o equipamento e não o usuário • A Autenticação ocorre na camada 2 Associação • Realizado após a Autenticação • Uma espécie de liberação do AP para transferir dados Autenticação e Associação

15 Tipos de Autenticação e Associação • Não autenticado e não associado: • O nó está desconectado da rede e não associado a um AP • Autenticado e não associado: • O nó foi autenticado na rede, mas ainda não foi associado a um AP • Autenticado e associado: • O nó está conectado e livre para enviar/receber dados pelo AP Autenticação e Associação

16 Métodos de Autenticação • O IEEE admite dois tipos de autenticação: • Aberto  só é necessário um SSID correspondente • Chave compartilhada  uso de criptografia WEP. O nó e o AP possuem a chave. • Atualmente também se usa WPA (ou WEP2, ou TKIP)  gera automaticamente chaves de criptografia temporárias, mas não tão forte (RC4). • WPA2 → evolução do WPA utilizando criptografia mais forte (AES). Autenticação e Associação

17 • Onde existe rede sem fio, há pouca segurança • As principais soluções envolvem VPN (camada 3) e EAP (Protocolo de Autorização Extensível, na camada 2) • Com EAP, a autenticação não é feita pelo AP. Um servidor se encarrega desta tarefa • Autenticações EAP: • EAP-MD5-Challenge  autenticação simples por senha (semelhante ao CHAP) – LEAP  EAP da CISCO. Troca credenciais e criptografia dinâmica com chaves Wep Autenticação e Associação

18 O Espectro da WLAN • WLAN utiliza ondas de rádio • Essas ondas também sofrem interferência, atenuação e absorção • Modulação de ondas: Informações sobre o Espectro

19 Sinais e Ruídos em WLAN • As principais tecnologias que afetam uma WLan são telefones sem fio e aparelhos com Bluetooth • Os aparelhos BlueTooth podem usar a frequência de 2.4 Ghz, efetando o padrão b • A principal fonte de problema é normalmente a Estação transmissora e a Antena • Recomenda-se o uso de antena Omnidirecional (todas as direções) Informações sobre o Espectro


Carregar ppt "1 Disciplina de Redes de Computadores II Noções de WLAN Prof. M.Sc. Alessandro Kraemer"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google