A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Possibilitar entendimento do processo de comunicação dos Espíritos com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Possibilitar entendimento do processo de comunicação dos Espíritos com."— Transcrição da apresentação:

1

2 Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Possibilitar entendimento do processo de comunicação dos Espíritos com o mundo corporal. Objetivo Geral

3 1.Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos, e nos acontecimentos da vida. 2.Mediunidade e médium. 3.Mediunidade com Jesus. 1.Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos, e nos acontecimentos da vida. 2.Mediunidade e médium. 3.Mediunidade com Jesus. RoteirosRoteiros Comunicabilidade dos Espíritos Módulo V

4 Roteiro 2: Mediunidade e médium Objetivos específicos:  Emitir conceito de mediunidade e de médium.  Esclarecer a finalidade da mediunidade.  Emitir conceito de mediunidade e de médium.  Esclarecer a finalidade da mediunidade.

5 A Mediunidade foi descoberta pelo Espiritismo?

6  Os profetas eram médiuns;  Os Caldeus e os Assírios tinham médiuns;  Sócrates era dirigido por um Espírito;  As inspirações de Joana d'Arc não eram mais do que vozes de Espíritos. O dom da mediunidade é antigo! KARDEC, Allan. O livro dos médiuns. Cap. 31, item 11.

7 Então. O que é Mediunidade? [...] a mediunidade é inerente a uma disposição orgânica, de que qualquer homem [Espírito encarnado] pode ser dotado, como da de ver, de ouvir, de falar. [...] KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o Espiritismo. Cap. 24, item 12 ConceitoConceito

8 Outro Conceito de Mediunidade A faculdade mediúnica é uma propriedade do organismo e não depende das qualidades morais do médium; [...] KARDEC, Allan. O que é o Espiritismo. Cap. 2, item 79

9 Mais um conceito de Mediunidade Faculdade orgânica, a mediunidade se encontra, em quase todos os indivíduos, não constituindo patrimônio especial de grupos culturais, econômicos e etnias; [...] FRANCO, Divaldo. Estudos Espíritas. (Joanna de Ângelis). Cap. 18

10 Conceito fisiopsíquico de Mediunidade A mediunidade é expressão fisiopsíquica inerente ao homem [Espírito encarnado], por cujo meio é-lhe possível entrar em contato com outras faixas vibratórias, além e aquém daquelas que são captadas pelos seus equipamentos sensoriais. FRANCO, Divaldo. Temas da vida e da morte. (Manoel Philomeno). Capítulo: Psiquismo mediúnico.

11 Se a mediunidade é “inerente a uma disposição orgânica”, onde ela estaria localizada?

12 [...] “a mediunidade está ligada ao corpo pelo espírito que a ele se liga, mas não pertence ao corpo e sim ao perispírito” [...] PIRES, José Herculano. Mediunidade. 9 ed. São Paulo: Editora Paidéia, Cap. 9, p. 72. Opiniões de especialistas …

13 Nessa ligação entre o perispírito e o corpo físico, [...] “acredita-se que a mediunidade acontece pelo funcionamento da pineal, que capta o campo eletromagnético, através do qual a espiritualidade interfere.” SOUZA, Paula Calloni de. Pineal - A União do Corpo e da Alma. SOUZA, Paula Calloni de. Pineal - A União do Corpo e da Alma. Opiniões de especialistas …

14

15 [...] “No exercício mediúnico de qualquer modalidade, a epífise [glândula pineal] desempenha o papel mais importante. Através de suas forças equilibradas, a mente humana intensifica o poder de emissão e recepção de raios peculiares à nossa esfera.” [...] (1) (1) XAVIER, Francisco Cândido. Missionários da luz. Pelo Espírito André Luiz. Cap. 1: O psicógrafo. Explicações do Espírito Alexandre (1)

16 O que é ser médium?

17 Conceito de Médium [...] “O médium é o indivíduo que serve de traço de união aos Espíritos, para que estes possam comunicar-se facilmente com os homens: Espíritos encarnados. Por conseguinte, sem médium, não há comunicações tangíveis, mentais, escritas, físicas, de qualquer natureza que seja.” [...] KARDEC, Allan. O livro dos médiuns. Cap. 24, item 12.

18 Conceito de Médium Médiuns, meu amigo, inclusive nós outros, os desencarnados, todos o somos, em vista de sermos intermediários do bem que procede de mais alto, quando nos elevamos, ou portadores do mal, colhido nas zonas inferiores, quando caímos em desequilíbrio. [...] XAVIER, Francisco Cândido. Missionários da luz. Pelo Espírito André Luiz. 39 ed. RJ: FEB, Cap. 18.

19 MECANISMOS DA MEDIUNIDADE O Espírito transmite sua vontade ao médium Uma atmosfera fluídico- perispiritual comum é formada

20 Informativo ComCiência Ano I – N. 2 (Jan-Fev/2006) O Espírito comunicante transmite seu pensamento ao perispírito do médium, o qual após ser captado, é encaminhado ao seu cérebro. O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO MEDIÚNICO

21 Informativo ComCiência Ano I – N. 2 (Jan-Fev/2006) O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO MEDIÚNICO

22 Pontos para nossa reflexão... “A mediunidade é a faculdade humana, natural, pela qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos.” ( PIRES, J. Herculano. Mediunidade. Cap. 1, pag. 9 )

23 Pontos para nossa reflexão... [...] “O médium é o indivíduo que serve de traço de união aos Espíritos, para que estes possam comunicar-se facilmente com os homens: Espíritos encarnados.” [...] ( KARDEC, A. O livro dos médiuns. Cap. XXVII, Item 306 )

24 Pontos para nossa reflexão... [...] “A moral do médium determina seu comportamento como criatura humana e regula as suas relações com os espíritos.” [...] ( PIRES, J. Herculano. Mediunidade. Cap. 9, pag. 71 ).

25 4 Grupos

26 Resultados do estudo em grupo

27 Questão 01: Que se entende por mediunidade? Grupo 01: Faculdade inerente a humanidade que permite o intercâmbio entre encarnados e desencarnados. Grupo 02: Propriedade orgânica, faculdade inerente aos homens que permite a comunicação entre o mundo espiritual e o físico. Grupo 03: Capacidade orgânica que o homem (encarnado) tem que o permite comunicar-se com os espíritos desencarnados. Grupo 04: É uma disposição orgânica inerente ao corpo físico

28 Questão 1 Que se entende por mediunidade? A mediunidade é uma faculdade inerente ao homem [Espírito encarnado] que possibilita o intercâmbio entre os habitantes dos mundos: espiritual e físico.

29 Questão 02: Dar um conceito de médium. Grupo 01: Espírito encarnado, capaz de receber e transmitir mensagens do mundo espiritual (médium ostensivo) Grupo 02: Todos somos médiuns, pois qualquer um que possa sentir a influência do mundo espiritual, de qualquer forma é médium. Embora somente alguns de forma ostensiva. Grupo 03: É o receptor e codificador da comunicação entre o plano espiritual e o plano material. Grupo 04: O indivíduo responsável pelo intercâmbio do mundo espiritual e o plano físico

30 Questão 2 Dar um conceito de médium. [...] “Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. [...] Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns.” [...] KARDEC, Allan. O livro dos médiuns. Cap. 24, item 12.

31 Questão 03: O desenvolvimento da mediunidade guarda relação com o desenvolvimento moral dos médiuns? Explique. Grupo 01: Sim. Se através do pensamento conectamos o mundo espiritual, se tivermos bons pensamentos seremos bem assistidos. Grupo 02: Não. A mediunidade é orgânica como outras faculdades que possuímos, e não depende das qualidades morais do médium. Grupo 03: Não. O desenvolvimento moral tem relação com a natureza das comunicações recebidas e não com a capacidade mediúnica em si. Grupo 04: Não. A faculdade mediúnica independe das qualidades morais do médium.

32 Questão 3 O desenvolvimento da mediunidade guarda relação com o desenvolvimento moral dos médiuns? Explique. "Não; a faculdade propriamente dita se radica no organismo; independe do moral. O mesmo, porém, não se dá com o seu uso, que pode ser bom, ou mau, conforme as qualidades do médium." KARDEC, Allan. O livro dos médiuns. Cap. 20, item 226.

33 Questão 04: Por que a mediunidade não implica relações habituais com os Espíritos superiores? Grupo 01: Porque mediunidade é essencialmente para os irmãos necessitados (espírito sofredor) Grupo 02: É uma propriedade orgânica que serve de canal de comunicação para o mundo espiritual, isto não quer dizer que médium pelo fato de o ser, esteja preparado para comunicar com os espíritos superiores. Grupo 03: Não. Porque a mediunidade é uma aptidão que nos dá a oportunidade de praticar a caridade para si e para os outros (espíritos desencarnados) por isso a comunicação com espíritos necessitados e sofredores. Grupo 04: Não. Porque os espíritos estão na faixa mais baixa tem mais necessidade desta comunicação. E também os espíritos superiores se encontram em faixas vibratórias mais elevadas

34 Questão 4 Por que a mediunidade não implica relações habituais com os Espíritos superiores? “A mediunidade é uma aptidão de que dispõe o Espírito encarnado para servir de instrumento mais ou menos dúctil aos Espíritos, em geral.” Isso não significa que o médium esteja automaticamente pronto para se comunicar com os Espíritos superiores. XAVIER, Francisco Cândido. Dicionário da alma. Verbete: Mediunidade.

35 Questão 05: Qual a finalidade da mediunidade? Grupo 01: Servir com Jesus, daí de graça aquilo que de graça resebestes. Grupo 02: Caridade, aprendizado e o canal pelo qual o mundo espiritual vem nos trazer conhecimento, nos auxiliando na nossa evolução. Grupo 03: Estabelecer co unicação entre os mundos material e espiritual e serve de instrumento mais ou menos ductil aos espíritos. Grupo 04: Auxiliar os espíritos necessitados e a nos mesmos.

36 Questão 5 Qual a finalidade da mediunidade? A mediunidade tem por finalidade estabelecer um canal de comunicação entre os Espíritos encarnados e desencarnados, visando contribuir para a renovação moral e intelectual da criatura terrena.

37 CONSIDERAÇÕESFINAISCONSIDERAÇÕESFINAIS

38 KARDEC, Allan. A prece segundo o Evangelho. Parte III. Item 9. “Para que o homem conheça as coisas do mundo visível e desvende os segredos da Natureza material, Deus lhe deu a vista do corpo, os sentidos e instrumentos especiais. Com o telescópio ele mergulha o olhar nas profundezas do espaço e com o microscópio descobre o mundo dos infinitamente pequenos. Para que penetre no mundo invisível, deu-lhe a mediunidade.” Sobre a Mediunidade...

39 “A mediunidade é conferida sem distinção, a fim de que os Espíritos possam trazer a luz a todas as camadas, a todas as classes da sociedade, ao pobre como ao rico; aos retos, para fortificar no bem, aos viciosos, para os corrigir. FRANCO, Divaldo. Temas da vida e da morte. (Manoel Philomeno). Capítulo: Psiquismo mediúnico. Outra visão sobre a Mediunidade...

40 Ser médium não é apenas receber Espíritos. [...] Ser médium é, acima de tudo, ser discípulo do bem, habilitando- se dia a dia, no intercâmbio regenerador com o Alto a proveito da reforma geral da Humanidade, do planeta e de si próprio. [...] PEREIRA, Yvonne A. À luz do Consolador. 2 ed. RJ: FEB, Capítulo: O grande compromisso. O que é ser médium...

41 [...] Ser médium é, sobretudo, viver o Evangelho, seguir os ensinamentos de Jesus, amando o próximo, perdoando e respeitando o semelhante, ajudando-o, inclusive, a crescer. SCHUBERT, Suely. Testemunhos de Chico Xavier. 2 ed. RJ: FEB, Capítulo: Novos médiuns. Outra visão sobre médium...

42 Não é a mediunidade que te distingue. É aquilo que fazes dela. XAVIER, Francisco Cândido. Seara dos médiuns. Pelo Espírito Emmanuel. Capítulo: Na mediunidade


Carregar ppt "Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Módulo V Comunicabilidade dos Espíritos Possibilitar entendimento do processo de comunicação dos Espíritos com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google