A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mercado Eletrônico e Contabilidade Nivaldo Cleto Maio de 2013 – Salvador-BA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mercado Eletrônico e Contabilidade Nivaldo Cleto Maio de 2013 – Salvador-BA."— Transcrição da apresentação:

1 Mercado Eletrônico e Contabilidade Nivaldo Cleto Maio de 2013 – Salvador-BA

2  Conceito  transação eletrônica que realiza da venda ou compra de bens e serviços, quer seja entre empresas, famílias, indivíduos, governos e outras organizações públicas ou privadas, conduzidas através de uma rede gerenciada por computadores – (Organization for Economic Co-operation and Development – OECD)

3  Conceito  Fóruns que reúnem compradores e vendedores não somente para a transação de bens e serviços, mas também para dividir uma série de valor agregado. Ex. destes serviços: atendimento 24 hs a seus participantes, montagem de toda a infraestrutura tecnológica para a operação, segurança nas transações, etc...  Exemplos: Wall-Mart´s retail, Covisint, Portal do Mercado Eletrônico.com.br, Transora (Coca-cola, Campbels) Fonte: PUC Rio CD /CA

4  B2B - Business-to-business, expressão identifica pela sigla B2B, é a denominação do comércio estabelecido entre empresas ("de empresa para empresa"). Ex: Petrobrás, Souza Cruz, Roche, Basfcomércio  B2C - Business-to-consumer, também business- to-customer, é o comércio efetuado diretamente entre a empresa produtora, vendedora ou prestadora de serviços e o consumidor final, através da Internet. TAM, GOL, Americanas, Submarino, etc...comércioempresaconsumidor

5  C2C (do inglês Consumer to Consumer) é uma referência ao comércio eletrônico que se desenvolve entre usuários pessoas físicas da Internet. Mercado Livre, eBaycomércio eletrônicoInternet  C2B (do inglês Consumer to Business) é uma referência ao comércio eletrônico que se desenvolve entre consumidores e empresas na Internet. Os consumidores que possuem o que a empresa quer faz a oferta. Enviar Currículo para empresas, Portal bomnegocio.comcomércio eletrônicoInternet

6 + 78 milhões - Usuários de Internet + 22 Bilhões de Reais Vendas Online milhões - linhas de celular 160 milhões - Usuários Banda Larga até – milhões de e-Consumers ( Mercosul = 60 mi )

7 Mais vendidos Ticket Médio Online R$ 340,00

8 Fonte: camara-e.net – Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico E-Commerce: Primeira Década 8

9  Redes Sociais – Facebook e Twitter  Oferecer Serviços – Google AD Words  Elo entre o contribuinte e o Fisco  Tudo que está relacionado às obrigações acessórias das empresas para com o Fisco o contador está envolvido como intermediário  Varejo de Serviços Digitais ***  Startups!!!! ?????

10  pequena empresa em seu período inicial  empresa com custos de manutenção muito baixos, mas que consegue crescer rapidamente e gerar lucros cada vez maiores.  startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

11  Holding Familiar  C2C  C2B  Oportunidade de gerar riqueza no Mercado Eletrônico prestando os serviços, utilizando a expertise adquirida no longo de 35 anos de carreira

12  Case Nivaldo Cleto  Holding Familiar

13 Utilizando um Certificado Digital ICP Brasil  Tribunal Regional do Trabalho  Tribunais de Justiça  Perícias Judiciais  Cálculos Trabalhistas  Cálculos Previdenciários  Perícias Contábeis  PEC das Domésticas

14  Emissão de Guias  Transmissão de Obrigações Acessórias  GFIP  SPED – Fiscal e Contábil  DIRF – DACON – DCTF – DIMOB – DIPJ  Declarações de Impostos Estaduais e Municipais  Notas Fiscais Eletrônicas  Tudo com o uso dos Certificados Digitais ICP Brasil – eCPF, eCNPF, eNFe, eSimples, etc...  Agente arrecadador não remunerado!!!!

15  Novo Mercado Eletrônico de Serviços  Certificação Digital  Capilaridade dos Contabilistas  Elo Contribuinte e Fisco  Como gerar riqueza neste Mercado Eletrônico  Os Contabilistas são os principais atores neste processo  A primeira pessoa que o cliente/contribuinte pensa quando se fala em Certificação Digital é no Contador

16 Estrutura da ICP-Brasil

17 ENTIDADES CREDENCIADAS Fonte: ITI Maio/2013 * Obs: 47 AC credenciadas e 7 AC em credenciamento

18 QUANTIDADE DE MUNICÍPIOS COM INSTALAÇÕES TÉCNICAS - ICP-BRASIL Fonte: ITI Março/2012 Fonte: ITI Abril/2013

19 INSTALAÇÕES TÉCNICAS FÍSICAS E POSTOS PROVISÓRIOS E PONTOS DE ATENDIMENTO Fonte: ITI Maio/2013 RegiãoQtde ITQtde PPQtde P. Atendimento CENTRO-OESTE NORDESTE NORTE SUDESTE SUL TOTAL Fonte: ITI Abril/2013

20 Evolução da ICP-Brasil Fonte: ITI Abril/2013 Certificados - Abril 2012 / Abril 2013

21 Certificados emitidos 3 anos Fonte: ITI Abril/2013

22 Aquilo que vocês já fazem hoje com os seus clientes na hora de ajudá-lo a comprar e utilizar o certificado digital é um tipo de prestação de serviço que se encaixa no Varejo de Serviços Digitais A Rede de Autoridade Certificadoras remunera todos os parceiros que fazem parte deste processo, e o contabilista é um dos principais disseminadores da usabilidade dos certificados digitais no Brasil O Governo Federal incentiva diariamente que os cidadãos e governo desmaterializem os processos e migrem para o meio digital.

23 Procurar uma Autoridade de Registro que disponibilize a Campanha do Contador AR In Result Contato: Lays Cedraz AR ZCR Contato: Mariela Santana Fecomércio-BA Contato: Cristina Maeda

24 Obrigado


Carregar ppt "Mercado Eletrônico e Contabilidade Nivaldo Cleto Maio de 2013 – Salvador-BA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google