A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema de Gerenciamento de Hospitais de Pronto-Socorro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema de Gerenciamento de Hospitais de Pronto-Socorro."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema de Gerenciamento de Hospitais de Pronto-Socorro

2 Motivação “Com o intuito de facilitar o gerenciamento interno de um hospital, mais especificamente de um pronto-socorro, procuramos desenvolver um software que fosse o mais próximo possível do usuário e, ainda, tivesse uma profunda utilidade no ambiente hospitalar, auxiliando da melhor forma funcionários e administração,[…]” Plano de Projeto – S.G.H.P.S. “O sistema envolve um cadastro de pessoal e setores de maneira a facilitar o acesso a um dos componentes descritos acima e assim agilizar o processo de atendimento e organização departamental.” Plano de Projeto – S.G.H.P.S.

3 Visão Geral do Projeto “Este projeto tem como abordagem um sistema de gerenciamento de um pronto socorro, levando em conta os pacientes, funcionários, diagnósticos, exames, departamentos e outros componentes característicos de um ambiente hospitalar. O sistema envolve um cadastro de pessoal e setores de maneira a facilitar o acesso a um dos componentes descritos acima e assim agilizar o processo de atendimento e organização departamental.” Plano de Projeto – S.G.H.P.S.

4 Planejamento AtividadeDuraçãoInícioTérmino Primeira reunião com o cliente4 Horas15/3/2008 Entrega da Definição do Projeto /3/2008 Definição/Revisão do plano de Projeto5 Dias24/3/200828/3/2008 Entrega do Plano de Projeto /4/2008 Estudo dos Requisitos e Prioridades4 Dias1/4/20084/4/2008 Definição do Documento de Requisitos3 Dias5/4/20087/4/2008 Validação do Documento de Requisitos com o Cliente2 Horas8/4/2008 Revisão do Documento de Requisitos2 Dias8/4/20089/4/2008 Entrega do Documento de Requisitos /4/2008 Elaboração do Primeiro Protótipo em Papel2 Dias10/4/200811/4/2008 Validação do Protótipo com o Cliente3 Horas12/4/2008 Modelagem da Arquitetura do Sistema8 Dias13/4/200820/4/2008 Definição/Revisão do Documento de Plano de Testes2 Dias21/4/200822/4/2008 Definição/Revisão do Documento de Projeto de Testes2 Dias23/4/200824/4/2008 Entrega do Plano e Projeto de Testes de Sistema/Aceitação /4/2008 Definição/Revisão do Documento de Análise10 Dias25/4/20084/4/2008 Definição/Revisão do Documento de Modelo de Projeto10 Dias5/5/200814/5/2008 Entrega do Documento de Análise e Projeto /5/2008 Desenvolvimento do Projeto12 Dias16/5/200827/5/2008 Definição/Revisão do Documento de Projeto de Testes2 Dias23/4/200824/4/2008 Entrega do Plano e Projeto de Testes de Sistema/Aceitação /4/2008 Definição/Revisão do Documento de Análise10 Dias25/4/20084/4/2008

5 Análise de Riscos RiscoImpactoProbabilidade Atividades Paralelas Não-relacionadas ao DesenvolvimentoAltoElevada Fraco Domínio da Tecnologia de Gerenciamento de Bancos de DadosAltoModerada Fraco Domínio do Paradigma de Programação UtilizadoAltoBaixa Perda de Integrante da EquipeMédioBaixa Mudança de RequisitosAltoModerada Dificuldades na Integração dos ComponentesAltoModerada RiscoEstratégia de Mitigação / Contingência Fraco Domínio da Tecnologia de Gerenciamento de Bancos de Dados Mitigação: Alocar uma margem de acomodação após a fase de desenvolvimento do sistema de bancos de dados permitindo maior flexibilidade no cronograma de entregas em caso de atraso. Contingência: Re-analizar os requisitos do sistema visando simplificar os casos de uso relacionados a esta tecnologia. Mudança de Requisitos Mitigação: Efetuar uma análise de requisitos bem fundamentada, visando minimizar o impacto e freqüência de modificações futuras. Contingência: Analizar a real necessidade das modificações requisitadas e adaptar o cronograma caso se faça necessário.

6 Análise de Requisitos SiglaDefinição RF-XXRequisito Funcional Número XX RNF-XXRequisito Não-Funcional Número XX UC-XXCaso de Uso Número XX RNF-PROC-XXRequisito Não-Funcional de Processo RNF-SEG -XX Requisito Não-Funcional de Segurança RNF-PER -XX Requisito Não-Funcional de Performance RNF-CON -XX Requisito Não-Funcional de Confiabilidade RNF-MAN -XX Requisito Não-Funcional de Manutenção RNF-DOC -XX Requisito Não-Funcional de Documentação RNF-ECO -XX Requisito Não-Funcional Econômico RNF-LEG -XX Requisito Não-Funcional Legal  Definição de Siglas

7 Análise de Requisitos IdentificaçãoDescriçãoPrioridade RF-01Cadastrar FuncionárioEssencial RF-02Descadastrar FuncionárioEssencial RF-03Cadastrar PacienteEssencial RF-04 Descadastrar Paciente (Diagnóstico e Exame) Essencial RF-05Inserir DepartamentoEssential RF-06Remover DepartamentoEssencial RF-07Criar DiagnósticoEssencial RF-08 Alterar Diagnóstico (Inserir Exame) Importante RF-09Efetuar LoginEssencial RF-10Modificar SenhaEssencial RF-11Imprimir DiagnósticoImportante  Requisitos Funcionais

8 Análise de Requisitos IdentificaçãoDescriçãoPrioridade RF-12Imprimir RelatórioImportante RF-13Gerar Relatório de ÓbitosImportante RF-14Gerar Relatório de Médicos em PlantãoImportante RF-15Gerar Relatório de Doenças FrequentesImportante RF-16Gerar Relatório de Gastos GeraisImportante RF-17Gerar Relatório de Departamento CheioImportante RF-18Consultar FuncionárioEssencial RF-19Consultar DiagnósticoEssencial RF-20Consultar PacienteEssencial RF-21Consultar ExameEssencial RF-22Inserir FotoDesejável Obs: Foram implementados todos os UC de RF Essenciais, assim como grande parte dos Importantes.  Requisitos Funcionais (Continuação)

9 Análise de Requisitos IdentificaçãoDescrição RNF/PROC-01O sistema deverá funcionar nas plataformas Windows e Unix (Linux). RNF/PROC-02Deverá ser feita a documentação apropriada durante o andamento do projeto. RNF/PROC-03Deverá ser feito uso de ferramentas CASE.  Requisitos Não-Funcionais: De Processo IdentificaçãoDescrição RNF/ECO-14O sistema não poderá utilizar muitos recursos da máquina. RNF/LEG-15Será de responsabilidade do Hospital inserir informações verídicas no sistema.  Requisitos Não-Funcionais: Externos

10 Análise de Requisitos IdentificaçãoDescrição RNF/SEG-04Todos os usuários que forem usar o sistema necessitarão de um login e uma senha. RNF/SEG-05Somente o administrador do sistema poderá cadastrar novos usuários. RNF/SEG-06 O nível de cada usuário será verificasistema do ao efetuar login, o que fará com que o acesso a determinadas partes do dependa do tipo do usuário. RNF/PER-07 O tempo de inserções e consultas no sistema não pode ser maior do que 5 segundos para o caso de texto, e deve ser menor de 30 segundos para conteúdos que envolvam multimídia, como imagens. RNF/PER-08 O tempo de geração de relatórios do sistema não deve ser maior do que 90 segundos. RNF/CON-09 O sistema deve manter a integridade das informações a cada nova inserção e atualização efetuada. Essa integridade pode ser garantida tanto pelo próprio sistema, como pelo Banco de Dados. RNF/USA-10 O sistema deve apresentar uma interface simples e intuitiva. Deste modo, os usuários farão suas atividades com maior eficiência e não serão necessários gastos com treinamentos dos mesmos. RNF/MAN-11 A modularização será essencial na manutenção do sistema. Deste modo, apenas as partes necessárias serão modificadas, preservando a integridade dos demais módulos. RNF/MAN-12Um tratamento de exceções é essencial para facilitar a manutenção do sistema. RNF/DOC-13 O sistema será entregue junto com um manual do usuário. Este manual descreverá as funcionalidades desempenhadas pelo sistema.  Requisitos Não-Funcionais: De Produto

11 Análise de Requisitos RequisitoCaso de Uso RF-01UC-01 RF-02UC-02 RF-03UC-03 RF-04UC-04 RF-05UC-05 RF-06UC-06 RF-07UC-07 RF-08UC-08 RF-09UC-09 RF-10UC-10 RF-11UC-11 RequisitoCaso de Uso RF-12UC-12 RF-13UC-13 RF-14UC-14 RF-15UC-15 RF-16UC-16 RF-17UC-17 RF-18UC-18 RF-19UC-19 RF-20UC-20 RF-21UC-21 RF-22UC-22  Atribuição de Casos de Uso

12 Visão Geral dos Casos de Uso Funcionário Administrador Efeturar Login

13 UC-09: Efetuar Login IdentificaçãoNomeStatus UC-09Efetuar LoginValidado Referências:RF-09 Autor:Felipe Kühner Criado em:06/04/2008Revisado em:16/05/2008 Atores: Administrador do Hospital e Funcionário Entradas: Login e senha. Pré-condições: Sistema inicializado. Fluxo Principal: 1. O usuário insere o cpf de usuário (login) no campo correspondente. 2. O usuário insere sua senha no campo correspondente. 3. O usuário seleciona o tipo de login que está efetuando (por administrador ou funcionário). 4. O usuário é autenticado. Fluxos Secundários: No item 4 do fluxo principal, caso o nome de usuário ou senha não estejam cadastrados no Banco de Dados, uma mensagem de erro é exibida ao usuário. No item 4 do fluxo principal, caso o usuário não possua permissão para logar com o modo de acesso selecionado, uma mensagem de erro é exibida ao usuário.  Descrição do Caso de Uso

14 UC-09: Efetuar Login  Diagrama de Seqüência

15 UC-09: Efetuar Login  Diagrama de Classes

16 UC-09: Efetuar Login IDCT-003Tipo de teste Funcional ObjetivoVerificar se a funcionalidade de Efetuar Login está funcionando corretamente. Requisito[RF-09] Efetuar Login Pré-condiçãoO usuário não pode estar logado. Nº de PassoPassosResultados Esperados 1.Selecionar a opção de Efetuar Login.A tela para efetuar login é exibida. 2. Informar dados para login, como “login” e senha. O sistema retorna uma mensagem informando que o login foi realizado com sucesso. 3. Verificar se usuário está realmente logado ao sistema. O usuário foi logado com sucesso. CenárioDescriçãoResultado Esperado CN-001Digitar algum dado inválido. É mostrada uma tela com a mensagem informando que o login não pode ser efetuado com sucesso.  Descrição de um Caso de Teste

17 UC-03: Cadastrar Paciente IdentificaçãoNomeStatus UC-03Cadastrar PacienteValidado Referências:RF-03 Autor:João Rufino Criado em:06/04/2008Revisado em:16/05/2008 Atores: Administrador do Hospital e Funcionário Entradas: Nome, Código (previamente definido pela administração do hospital), Filiação, CPF, Identidade, Tipo Sangüíneo, Fator RH. Pré-condições: O paciente não pode existir. Fluxo Principal: 1. O usuário seleciona a opção de cadastro de pacientes. 2. Feito isso, o usuário terá a sua disposição várias ferramentas (campos de texto) para que insira todos os dados do novo paciente. 3. O sistema mostra uma tela de confirmação. 4. O sistema informa que a operação foi realizada com sucesso. Fluxos Secundários: No fluxo principal 2, caso o usuário digite alguma informação errada, como por exemplo um código interno num formato inválido, o sistema deverá verificar o erro e informar ao usuário, através de uma janela informativa, que retome as atividades anteriores, pois um erro foi detectado. Antes do fluxo principal 3, caso o sistema tenha detectado algum conflito de dados, como paciente já existente, ou até mesmo que o código interno não está disponível (já existe), o sistema deverá avisar ao usuário que ocorra uma nova tentativa, também através de uma janela informativa, com formato semelhante à janela de sucesso.  Descrição do Caso de Uso

18 UC-03: Cadastrar Paciente  Diagrama de Seqüência

19 UC-03: Cadastrar Paciente  Diagrama de Classes

20 UC-03: Cadastrar Paciente IDCT-003Tipo de teste Funcional ObjetivoVerificar se a funcionalidade de Cadastrar Paciente está funcionando corretamente. Requisito[RF-03] Cadastrar Paciente Pré-condição O paciente não pode estar cadastrado no sistema, não podendo existir algum paciente com dados conflitantes com o novo paciente no banco de dados. Nº do PassoPassosResultados Esperados 1.Selecionar a opção de Cadastrar Paciente.A tela de cadastro de novo paciente é exibida. 2. Informar todos os dados do novo paciente, como Nome, CPF, RG, etc. O sistema retorna uma mensagem informando que o cadastro foi realizado com sucesso. As funcionalidades relativas a Paciente, como criar um diagnóstico, estarão então disponíveis. 3. Verificar se o paciente está cadastrado no banco de dados com os dados corretos. O paciente foi cadastrado com sucesso. CenárioDescriçãoResultado Esperado CN-001 Digitar algum dado do paciente em formato inválido, ou não preencher um campo obrigatório. É mostrada uma mensagem de erro informando o campo incorreto.  Descrição de um Caso de Teste

21 UC-14: Gerar Relatório de Médicos em Plantão IdentificaçãoNomeStatus UC-14Gerar Relatório de Médicos em PlantãoAguardando Validação Referências:RF-14 Autor:Paulo Ricardo Criado em:08/04/2008Revisado em: Atores: Administrador do Hospital e Funcionário Entradas: Data inicial, data final Pré-condições: Sistema inicializado Usuário Autenticado de acordo com o UC-09. Fluxo Principal: 1.O usuário indica a data inicial e a data final para o sistema. 2.O usuário confirma a solicitação do relatório. 3.O relatório é gerado para aquele intervalo de tempo. Fluxos Secundários: 1.No fluxo principal 1, caso o usuário digite a data em formato inválido, o sistema deverá verificar o erro e informar ao usuário, para que esse possa corrigir o erro e retomar a solicitação do relatório. IdentificaçãoNomeStatus UC-14Gerar Relatório de Médicos em PlantãoValidado Referências:RF-14 Autor:Paulo Ricardo Criado em:08/04/2008Revisado em:16/05/2008 Atores: Administrador do Hospital e Funcionário Entradas: Pré-condições: Sistema inicializado. Usuário Autenticado de acordo com o UC-09. Fluxo Principal: 1. O usuário seleciona a opção de gerar relatório. 2. O sistema consulta os dias de plantão de cada médico. 3. O sistema exibe o relatório gerado. Fluxos Secundários:  Descrição do Caso de Uso

22 UC-14: Gerar Relatório de Médicos em Plantão  Diagrama de Seqüência

23 UC-14: Gerar Relatório de Médicos em Plantão  Diagrama de Classes

24 UC-14: Gerar Relatório de Médicos em Plantão IDCT-014Tipo de teste Funcional ObjetivoVerificar se a funcionalidade de Gerar Relatório de Médicos em Plantão está funcionando corretamente. Requisito[RF-14] Gerar Relatório de Médicos em Plantão Pré-condiçãoDeve existir quantidade suficiente de dados cadastrados. Nº de PassoPassosResultados Esperados 1. Selecionar a opção de Gerar Relatório de Médicos em Plantão. A tela de Gerar Relatório de Médicos em Plantão é exibida. 2.Verificar se o relatório foi realmente gerado.O relatório foi gerado com sucesso. CenárioDescriçãoResultado Esperado  Descrição de um Caso de Teste

25 Testes Executados  Teste de Integridade de Dados e do Banco de Dados  Teste Funcional  Teste do Ciclo de Negócios  Teste da Interface do Usuário  Teste de Performance  Teste de Carga  Teste de Estresse  Teste de Segurança e de Controle de Acesso  Teste de Falha/Recuperação  Teste de Instalação/Desinstalação

26 Testes de Unidade Com o JUnit  Foram executados testes com os métodos das classes básicas e da base de dados.  Erros verificados foram devidamentes corrigidos.


Carregar ppt "Sistema de Gerenciamento de Hospitais de Pronto-Socorro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google