A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema de Informações de Produtos Versão 3.0.0

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema de Informações de Produtos Versão 3.0.0"— Transcrição da apresentação:

1 Sistema de Informações de Produtos Versão 3.0.0
SIP Sistema de Informações de Produtos Versão 3.0.0

2 SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS
SIP SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS Acompanhamento da assistência prestada aos beneficiários de planos privados de assistência à saúde Instituído pela RDC 85 de 21 de Setembro de 2001 Alterado pelas: - RN 61de 19/Dezembro/2003; - RN 86 de 15/dezembro/2004; - RN 96 de 01/abril/2005.

3 Comitê Gerencial do SIP
DIPRO Diretoria de Normas e Habilitação de Produtos COMITÊ GERENCIAL DO SIP E S T R A T É G I C O CIPRO Coordenação de Informações da DIPRO GGEOP Gerência Geral de Estrutura e Operação dos Produtos GGEFP Gerência Geral Econômico-Financeira dos Produtos GGTAP Gerência Geral Técnico-Assistencial dos Produtos OPERACIONAL Coordenação: GGTAP

4 Diferenças entre Anexos - RN 61 e RN 96

5 Outras alterações

6 Acompanhamento de entrega do SIP
FONTE: Relatório de Acompanhamento da Entrega do SIP – 4º Trimestre de Processado em 31/05/2005

7 Acompanhamento de entrega do SIP
FONTE: Relatório de Acompanhamento da Entrega do SIP – 4º Trimestre de Processado em 31/05/2005

8 Acompanhamento de entrega do SIP
Situação de Envio do SIP no 4° Trimestre de 2004 , por modalidade % 63,3% das operadoras ativas enviaram o SIP no 4º Trim/2004, ou seja, (91,6 %) beneficiários do mercado. FONTE: Relatório de Acompanhamento da Entrega do SIP – 4º Trimestre de Processado em 31/05/2005

9 Acesso ao site - SIP 2 cliques no módulo OPERADORAS

10 Acesso ao site - SIP

11 Baixar Arquivo Link para acesso à cópia do aplicativo.
Opção em que a operadora baixa o arquivo para envio e incorporação dos dados na base da ANS

12 Baixar Arquivo É necessário baixar e descompactar os 4 arquivos.

13 Selecionar operadora

14 Seleção do diretório para salvar o arquivo

15 Registrados por competência contábil
Definição do Período Registrados por competência contábil

16 Tipos de Planos Individual e Familiar Coletivo sem Patrocinador
Contratado por pessoas físicas. A contraprestação pecuniária é integralmente paga pelo beneficiário. Individual e Familiar Coletivo sem Patrocinador Coletivo com Patrocinador Contratado por pessoa jurídica. A contraprestação pecuniária é integralmente paga pelo beneficiário diretamente à operadora. Contratado por pessoa jurídica. A contraprestação pecuniária é total ou parcialmente paga pela pessoa jurídica contratante à operadora.

17 Grupos de Beneficiários
Beneficiários da operadora cujo serviço de assistência à saúde é prestado majoritariamente por ela. Beneficiários de outra operadora cujo serviço de assistência à saúde é prestado majoritariamente pela operadora. Beneficiário Exposto (BE) Exposto Não Beneficiário (ENB) Beneficiário Não Exposto (BNE) Beneficiários da operadora cujo serviço de assistência à saúde é prestado majoritariamente por outra operadora.

18 Grupos de Beneficiários
Operadora “A” Operadora “B” Os beneficiários de “A” que têm sua assistência majoritariamente prestada pela operadora “B” são EXPOSTOS NÃO BENEFICIÁRIOS de “B” . Os beneficiários de “A” que têm assistência prestada em “A” são BENEFICIÁRIOS EXPOSTOS de “A” Os beneficiários de “A” que têm sua assistência majoritariamente prestada pela operadora “B” são BENEFICIÁRIOS NÃO EXPOSTOS de “A”

19 Número de Expostos É definido como o usuário que tem o direito de usufruir da assistência à saúde no item de despesa assistencial em questão, durante o período devido. Número de expostos = número dias de exposição do usuário 1 durante o período devido + nº dias de exposição do usuário 2 durante o período devido +.. + nº dias de exposição do usuário “n” durante o período devido) nº dias do período devido Exemplo: Um usuário que tem o direito a consultas médicas é um exposto para o item de despesa assistencial consultas médicas, podendo não ser um exposto para o item de despesa internação, se não houver cumprido o período de carência estabelecido para internação.

20 Cálculo do Número de Expostos
Trimestre: Julho à Setembro/04 Item de despesa: Exames Complementares Razão entre os dias de exposição do beneficiário e o n.º de dias do trimestre. Exemplos do Cálculo Fórmula 1: Grupos de Dias de Condição Expostos Período de Exposição Usuários Exposição sem carência no trimestre 200 90 200,00 jul. a set./04 carência no trimestre 50 0,00 - em carência parcial no trimestre 80 30 26,67 a partir de set./04 em carência parcial no trimestre 70 60 273,33 46,66 ago. e set./04 total de beneficiários expostos 400 Informação do nº de expostos para o SIP no item exames complementares: 273 Informação

21 Cálculo do Número de Expostos
Exemplo: item de despesa “Exames Complementares” Razão entre o total de beneficiários aptos a utilizar o serviço no trimestre e n.º de meses do trimestre. Fórmula 2: u u Informação do n.º de expostos para o SIP no item exames complementares: 273 OBS: Se o cálculo fosse feito com número de beneficiários ao invés de número de expostos, o valor da freqüência de utilização seria distorcido.

22 Freqüência de Utilização Exemplo: item de despesa “internação”
Período de Carência Período de Exposição Nenhuma internação 2 internações 45 90 Fórmula de cálculo N.º de eventos para o item de despesa de internação N.º de expostos para o item de despesa internação OBS: Se o cálculo fosse feito com número de beneficiários ao invés de número de expostos, o valor da freqüência de utilização seria subestimado: Freqüência de utilização = 2 internações / beneficiário

23 Anexo I Identificação e caracterização da operadora
Para todas as operadoras até o 4º Trimestre de 2004 Só precisa ser preenchido uma vez, durante o cadastramento da operadora

24 Anexo I Identificação e caracterização da operadora
Para todas as operadoras, a partir do 1º Trimestre de 2005 Só precisa ser preenchido uma vez, durante o cadastramento da operadora

25 Anexo II Operadoras de planos de assistência médica-hospitalar com ou sem assistência odontológica com até beneficiários até o 4º Trimestre de 2004 Barra de rolagem permite acesso a todos os outros itens de despesa do Anexo II

26 Anexo II Operadoras de planos de assistência médica-hospitalar com ou sem assistência odontológica com mais de beneficiários até o 4º Trimestre de 2004 Barra de rolagem permite acesso a todos os outros itens de despesa do Anexo II

27 Operadoras exclusivamente odontológicas com até 20.000 beneficiários
Anexo II Operadoras exclusivamente odontológicas com até beneficiários até o 4º Trimestre de 2004

28 Anexo II Operadoras exclusivamente odontológicas com mais de beneficiários até o 4º Trimestre de 2004

29 a partir do 1º Trimestre de 2005
Anexo II Para todas as operadoras – por tipo de plano e relativo aos Expostos Beneficiários (EB) e Expostos Não Beneficiários (ENB) - a partir do 1º Trimestre de 2005 Barra de rolagem permite acesso a todos os outros itens de despesa do Anexo II

30 a partir do 1º Trimestre de 2005
Anexo II Para todas as operadoras – por tipo de plano e relativo aos Expostos Beneficiários (EB) e Expostos Não Beneficiários (ENB) - a partir do 1º Trimestre de 2005 Neste item não devem ser incluídas as consultas de caráter emergencial ou pericial. Atendimentos com procedimentos de extrações dentárias de dentes permanentes, normalmente implantados à exceção das extrações de siso incluso/semi-incluso e extrações com indicação ortodôntica. Não estão incluídas neste item as extrações dentárias de dentes permanentes, normalmente implantados. Barra de rolagem permite acesso a todos os outros itens de despesa do Anexo II

31 Para todas as operadoras - partir do 1º Trimestre de 2005
Anexo II – A Para todas as operadoras - partir do 1º Trimestre de 2005

32 Anexo III Para as operadoras médico-hospitalares com ou sem assistência odontológica a partir do 1º Trimestre de 2005 A barra de rolagem permite acesso a todos os itens de despesa

33 Anexo IV Para as operadoras médico-hospitalares com ou sem assistência odontológica a partir do 1º Trimestre de 2005 Itens novos A barra de rolagem permite acesso a todos os itens de despesa

34 A partir do 1º Trimestre de 2005
Relatório Gerencial Até o 4º Trimestre de 2004 A partir do 1º Trimestre de 2005

35 Validação dos dados

36 Validação dos dados

37 Validação dos dados

38 Envio dos dados

39 Envio dos dados

40 Envio dos dados Evolução da autenticação
de algumas credenciais da operadora Evolução dos processos de geração de chaves Evolução do envio dos dados do arquivo

41 Atualizações no Sistema
versão 3.0.0 Aviso de Erro na Transmissão por Versão incorreta OBS: Essa mensagem de erro aparecerá sempre que for utilizada a versão incorreta, não atualizada, do aplicativo do SIP.

42 Envio dos dados

43 Envio dos dados Após o envio do arquivo com sucesso, o aparecimento da tela do protocolo de transmissão indica a confirmação do recebimento dos dados pelo servidor.

44 Protocolo de envio do arquivo

45 Nomenclatura do Arquivo

46 Verificação da Incorporação dos dados ao Sistema
versão 3.0.0 OBS: É importante que a operadora 48 hs , após o envio dos dados verifique a incorporação dos mesmos pelo sistema.

47 Verificação da Incorporação dos dados ao Sistema
versão 3.0.0

48 Relatório Gerencial do SIP
Significa que foi informado valor “0” Significa que não houve preenchimento do campo

49 Exemplo de Relatório Gerencial do SIP informou todos os dados zerados.
Informou apenas o n.ºde consultas Não enviou os dados ou informou todos os dados zerados.

50 Exemplo de Relatório Gerencial do SIP
O nºdos eventos gera dúvida. Não informou os dados dos procedimentos das especialidades

51 Exemplo de Relatório Gerencial do SIP Todos os valores iguais a “1”

52 Exemplo de operadora com dados coerentes

53 Programa de Qualificação - Atenção à Saúde
Distribuição das operadoras com Dados Inconsistentes

54 Indicadores das versões antigas que sofreram modificações
Indicadores de Saúde Indicadores das versões antigas que sofreram modificações Taxa de parto normal Taxa de parto cesárea Taxa de atendimento ao RN na sala de parto Taxa de prematuridade - Houve mudança no nome dos indicadores que era Coeficiente de prematuridade; - Houve mudança na fórmula de cálculo: denominador era Nº de partos. Fórmula atual substitui a antiga devendo ser utilizada para valores a partir de 2002. Taxa de natimortalidade - Houve mudança no nome do indicador que era Coeficiente de Natimortalidade; - Houve mudança na fórmula de cálculo:denominador era Nº de partos . Taxa de natalidade - Houve mudança no nome do indicador que era Coeficiente de Natalidade; Taxa de utilização de UTI e CTI neonatal Aplicada aos dados de 2002 a 2004.

55 Indicadores das versões antigas que sofreram modificações
Indicadores de Saúde Indicadores das versões antigas que sofreram modificações Taxa de internações por transtornos maternos na gravidez     Houve mudança no nome do indicador que era Índice de internações por transtornos maternos na gravidez. Fórmula atual deve ser utilizada com os dados de 2004 em diante. Taxa de internações por complicações no período de puerpério - Houve mudança no nome do indicador que era Índice de internações por complicações no período do puerpério         Taxa de internações por gravidezes terminadas em aborto        - Houve mudança na fórmula de cálculo: o fator de multiplicação anterior era 100 e o atual é     Taxa de mortalidade materna        Houve mudança no nome do indicador que era Coeficiente de mortalidade materna. Fórmula atual deve ser utilizada para valores a partir de 2002.

56 Indicadores das versões antigas que sofreram modificações
Indicadores de Saúde Indicadores das versões antigas que sofreram modificações   Taxa de diárias em UTI e unidade semi-intensiva             Média de permanência de internação    Índice de exames por consultas médicas          Índice de terapias por consultas médicas             Freqüência de utilização         Valor médio por evento   Taxa de incremento acumulado no ano        Taxa de incremento no período Deve ser aplicada aos dados de 2002 em diante.

57 Indicadores das versões antigas que sofreram modificações
Indicadores de Saúde Indicadores das versões antigas que sofreram modificações Índice de exames por consultas odontológicas Procedimentos odontológicos preventivos pelo total dos procedimentos do rol Procedimentos de periodontia pelo total dos procedimentos do rol Procedimentos de dentística pelo total dos procedimentos do rol Procedimentos de cirurgia odontológica ambulatorial pelo total dos procedimentos do rol Procedimentos de exodontia pelo total dos procedimentos do rol Procedimentos de endodontia pelo total dos procedimentos do rol Procedimentos do rol odontológico nos eventos odontológicos Termo “taxa” foi substituído por “índice”

58 Acrescentados pela RN n.º96
Indicadores de Saúde Acrescentados pela RN n.º96 Taxa de Internações por Transtornos Maternos Hemorrágicos durante a gravidez, parto e puerpério Taxa de Internações por Transtornos Maternos Hipertensivos durante a gravidez, parto e puerpério Taxa de Internações por Transtornos Maternos Infecciosos durante o puerpério Taxa de mortalidade neonatal total Taxa de mortalidade neonatal precoce Taxa de mortalidade neonatal tardio Taxa de Internações por Amputação de Membros Inferiores por Diabetes Mellitus Taxa de Internações por Diabetes Mellitus Taxa de Internações por Infarto Agudo do Miocárdio Taxa de Internações por Doenças Cerebrovasculares Taxa de Citologia Oncótica de Colo de Útero Taxa de mamografia Taxa de Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes Taxa de Internação por Neoplasia Maligna de Colo de Útero

59 Indicadores das versões antigas que sofreram modificações
Indicadores de Saúde Indicadores das versões antigas que sofreram modificações Taxa de Internação por Neoplasia Maligna de Mama Feminina Taxa de Internação por Neoplasia Maligna de Próstata Taxa de Internação por Neoplasia Maligna de Cólon e Reto Taxa de Mortalidade por Diabetes Mellitus Taxa de Mortalidade por Doenças do Aparelho Circulatório Letalidade por Infarto Agudo do Miocárdio Taxa de Mortalidade por Causas Mal Definidas Taxa de Mortalidade por Doenças Cerebrovasculares Taxa de Mortalidade por Infarto Agudo do Miocárdio Taxa de Mortalidade por Neoplasia Maligna de Colo de Útero Taxa de Mortalidade por Neoplasia Maligna de Mama Feminina Taxa de Mortalidade por Neoplasia Maligna de Próstata Taxa de Mortalidade por Neoplasia Maligna de Cólon e Reto

60 Esclarecimento de Dúvidas Fale Conosco / Operadoras
Telefones: (21) (21) (21) Endereço Eletrônico: Fale Conosco / Operadoras

61


Carregar ppt "Sistema de Informações de Produtos Versão 3.0.0"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google