A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNICAMP - FEA - DEA - LEIA ANÁLISE EMERGÉTICA METODOLOGIA EMERGÉTICA Discutir a interação entre a economia e os ecossistemas Mostrar a dependência do.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNICAMP - FEA - DEA - LEIA ANÁLISE EMERGÉTICA METODOLOGIA EMERGÉTICA Discutir a interação entre a economia e os ecossistemas Mostrar a dependência do."— Transcrição da apresentação:

1

2 UNICAMP - FEA - DEA - LEIA ANÁLISE EMERGÉTICA

3 METODOLOGIA EMERGÉTICA Discutir a interação entre a economia e os ecossistemas Mostrar a dependência do produto das diversas fontes de energia (naturais ou fósseis) Quantificar a sustentabilidade Quantificar os fluxos de energia do sistemas

4 Metodologia emergética considera dois tipos de fluxos de energia: As contribuições da natureza O fornecimento de insumos e trabalho humano da economia Como todos os fluxos são colocados em termos de energia solar incorporada (emergia solar) podemos agregar fluxos e fazer comparações

5 Emergia: é a energia disponível, previamente utilizada, para produzir um certo produto ou serviço – é o custo energético A emergia de um tipo que corresponde à energia de outro tipo denomina-se Transformidade (fator de conversão de emergia em energia)

6 Emergia Energia

7 AVALIAÇÃO DE EMERGIA Realizada em três etapas: Medida dos fluxos emergéticos de entrada e das energias produzidas pelo sistema Obtenção dos índices emergéticos Interpretação dos índices emergéticos

8 O primeiro passo para conhecer um sistema é identificar seus principais componentes, as entradas e as saídas Desenhar um diagrama para mostrar de forma simbólica os caminhos seguidos pelos fluxos de massa e energia

9 R1R1 Processo de fotossíntese Infra-estrutura e processamento R2R2 N F bens humanos Unidade de produção Energia degradada Produtos vendidos E1E1 Perdas e desperdício (sem taxar) E2E2 Serviços ambientais (sem subsídio) E3E3 Albedo Soma (E i ) = produto total Erosão Controle R 2 = estoques renováveis da biosfera e da região R 1 = energia solar, lunar e calor interno da terra (recursos renováveis diretos) N = fontes não- renováveis da natureza: destruição do capital biológico local F=Retro-alimentação (Feedback) de bens e serviços comprados da economia urbana (basicamente não renováveis)

10 Da figura temos: Contribuições da natureza (I):  I = R + N Retro-alimentação (F):  F = M + S Emergia incorporada (Y):  Y = I + F

11 EXEMPLO MILHO

12 Nas principais áreas de plantio no Brasil costuma-se plantar, na mesma área, soja no verão e milho no inverno, formando um sistema complementar. (Plantio Direto) Nesta análise foram utilizados dados do Rio Grande do Sul e Paraná. (EMATER, CENA, ESALQ-USP)

13

14 As três principais formas de produção de milho são: (a) Agroquímica (a mais usada até 5 anos atrás) (b) Herbicida (a mais promovida atualmente) (c) Orgânica (a opção que está sendo descoberta por vários produtores)

15

16

17

18 O A H

19 O A H

20


Carregar ppt "UNICAMP - FEA - DEA - LEIA ANÁLISE EMERGÉTICA METODOLOGIA EMERGÉTICA Discutir a interação entre a economia e os ecossistemas Mostrar a dependência do."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google