A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenvolvimento Sustentável Pela Reciclagem Segundo a Comissão Mundial do Meio Ambiente é: Desenvolvimento Sustentável é quando se possibilita as futuras.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenvolvimento Sustentável Pela Reciclagem Segundo a Comissão Mundial do Meio Ambiente é: Desenvolvimento Sustentável é quando se possibilita as futuras."— Transcrição da apresentação:

1

2 Desenvolvimento Sustentável Pela Reciclagem

3 Segundo a Comissão Mundial do Meio Ambiente é: Desenvolvimento Sustentável é quando se possibilita as futuras gerações a atenderem às próprias necessidades.

4 Principais Mudanças do Planeta anos encerrou a ultimo Era Glacial; começou os desmatamentos pela agricultura (inicio do efeito estufa); Com o degelo, o solo exposto aumenta o efeito estufa com previsões catastróficas; Quase 50% das geleiras desapareceram.

5 Fotos do degelo

6 Consequencias das mudanças: 95% das plantações de trigo desapareceram do norte da Africa, Grécia e outros países; O nível do mar já subiu 30 cm nos últimos 50 anos e subirá mais 1 metro nos próximos 50; Aumento das áreas desertificadas; Inundações de grandes áreas litorâneas; Mudanças na geografia agrícola. Ex. Mais cultivo de banana e menos cultivo de Maçã. 75% da alimentação mundial baseada em três produtos: trigo, milho e soja.

7 Áreas alagadas em Florianópolis

8 Resíduos Sólidos: Um problema com solução O aumento do consumo humano e o descarte inadequado dos resíduos é um dos principais causadores da degradação do planeta Terra.

9 GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS PER CAPITA Brasil1,00 kg/dia EU/UE2,00 kg/dia

10 No Brasil apenas 12% do lixo urbano é reciclado Pode ser reciclado até 50% dos resíduos. Mais de 40% pode ser transformando em energias ou compostagem. Menos de 10% não é reaproveitável e pode ser considerado lixo.

11 DESTINO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS País Aterros e/ou lixões Incineração para energia Compostagem Reciclagem Brasil *1 89% % Argentina *5 95% % Colômbia *1 95% % Hungria *2 92%6%2% Portugal *2 73%20%7% Espanha *2 62%6%32% Itália *2 58%8%34% Estados Unidos *4 54%13,6%32% França *2 41%32%27% Tailândia *6 30%54%16% Suécia *3 9,7%46,7%43,6%

12 Reciclagem x Incineração Cada tonelada de material reciclado gera economia de três megawatts/hora de energia; Na incineração do lixo, cada ton. gera energia de um megawatt/hora. a incineração é capaz de produzir cerca de 10 vezes mais energias que nos aterros sanitários; o projeto da usina é muito mais caro do que campanhas educacionais para a reciclagem de lixo. Fonte: Maria Fernanda Ziegler/ Portal iG)

13 - Apenas 8% dos municípios brasileiros tem programas de coleta seletiva; - Cerca de 12% dos brasileiros têm acesso a programas municipais de coleta seletiva; - Contudo,na maior parte das cidades a coleta não cobre mais que 10% da população local;

14

15 443 municípios brasileiros operam programas de coleta seletiva (cerca de 8% do total);

16

17

18

19 - A maior parte dos municípios realiza a coleta seletiva de porta em porta (78%); - Os Postos de Entrega Voluntária são alternativas na coleta seletiva (44%); - Cresce a participação das cooperativas de catadores na coleta seletiva municipal (74%). - Os municípios podem conciliar mais de um método para promover a coleta seletiva.

20 Modelos de coleta seletiva

21 - A coleta seletiva é feita pela própria Prefeitura em 52%; - Empresas contratadas para executar a coleta em 26%; - Mais da metade (62%) apoia ou mantém cooperativas de catadores como agentes executores da coleta seletiva.

22

23 - O custo médio da coleta seletiva nas grandes cidades é R$ 367,00 /ton. - Considera-se o valor médio da Coleta de Lixo urbano é de R$85,00. - O custo da coleta seletiva é 4 vezes maior que a coleta convencional;

24

25 - Papel/papelão são os materiais recicláveis mais coletados nas coleta seletiva (em peso), seguidos dos plásticos em geral, vidros, metais e embalagens longa vida; - A porcentagem de rejeito ainda é grande, o que reforça a ideia que é preciso melhorar o serviço de coleta e conscientizar a população para separar o lixo corretamente em suas casas.

26

27

28 Índice nacional de Reciclagem por produto (urbana+industrial) Alumínio: 96% Papelão: 78% Pet: 51% Papel: 40% Vidro: 46% Aço: 29% Longa vida: 23% Plástico: 20%

29 Plástico o grande Vilão São produzidos anualmente mais de 100 milhões de toneladas de plástico 10% deste total acabam nos oceanos.

30 Composição dos Resíduos Domésticos Orgânicos (62%) Semanas Papel e Papelão (25%) Meses Plásticos (5%) Décadas/Séculos Metais (4%) Séculos/Séculos Vidros (3%) Séculos/Milênios Outros (1%)

31 60 mil sacolas plásticas, descartadas a cada 5 segundos.

32 2 milhões de garrafas plásticas são descartadas a cada 5 minutos.

33 No oceano pacífico há uma enorme camada flutuante de plástico, com cerca de km de extensão e profundidade de 10 metros. Acredita-se que haja cerca de 100 milhões de toneladas de plásticos de todos os tipos nesta concentração.

34 Um Oceano de plástico

35 Todo plástico descartado e não reciclado ainda está em algum lugar. É responsável pela morte de animais,aves e peixes.

36 Tartaruga deformada por aro plástico

37 Ave morta com estômago cheio de pedaços de plástico..

38 - A q uantidade de plástico nos mares pode ser 2,5 vezes maior - O vento empurra pequenos pedaços de plástico para baixo da superfície d'água

39 Pesquisadores descobriram que pedaços minúsculos de plástico são empurrados para até cinco metros de profundidade.

40 Por tudo isso devemos praticar os TRES `R`s: 1º: Reduzir 2º: Reutilizar 3º: Reciclar

41 Análise da Indústria de Reciclagem Mecânica de Plásticos em Santa Catarina Pesquisa realizada pela MAXIQUIM Santa Catarina - Agosto 2011 Encomendada pelo SINDIPLAC

42 MÉTODO E PROCEDIMENTOS  Foram contatadas 187 empresas;  Respondeu pesquisa 55 empresas.

43 POTENCIAL DAS RECICLADORAS DE SC  Empregam 4,4 mil funcionários ;  O nível operacional é de 67%.

44 VOLUME INDUSTRIALIZADO EM SC  O volume reciclado em 2010 foi 150,6 mil ton.  A maior parte do resíduo (79%) é pós-consumo.  Na Região Sul, 65% são pós consumo.  Enquanto que no Brasil é 64%.

45 PRODUÇÃO DE MATERIAL RECICLADO SC  Os polietilenos dominam a produção em SC;  Destaques também ao Polipropileno e PET.

46 COMPARAÇÃO DE SC COM BRASIL

47  Santa Catarina tem 1% em área do Brasil, e 3% em população  Representa 15% do Brasil em faturamento e 13,3% em volume.  Os polietilenos são os mais reciclados em SC,  O PET é o mais reciclado no Brasil.

48 COMPARAÇÃO DE SC COM A REGIÃO SUL  SC tem 39% das industrias recicladoras do Sul do Pais

49 49 COMPARAÇÃO DE SC COM REGIÃO SUL  Santa Catarina representa 44% do total reciclado na Região Sul.  É mais representativa em N* de funcionários e faturamento.  Tem o maior Faturamento/empresa e Funcionário/empresa.  O menor índice de Produção/funcionários.

50 Fornecedores de resíduo plástico em SC:  A maioria do resíduo plástico reciclado em SC vem de outros estados.  Apenas 41% do material tem origem no estado. Nota: Em “Outros” constam São Paulo, Distrito Federal, Bahia e Minas Gerais.

51 AVALIAÇÃO DA QUESTÃO TRIBUTÁRIA em SC  A maioria das empresas enquadra-se no Simples Nacional.

52 Fonte: Plastics News, 2009 e 2010  A Europa exportou 3,3 milhões de toneladas de resíduo plástico pós-consumo em 2009, principalmente para a China e Índia.  mesmo assim a reciclagem na Europa vem avançando muito;  Em 2008 a China importou 7,07 milhões de toneladas de resíduos plásticos de todo o mundo. PARÂMETROS INTERNACIONAIS

53 DESENVOLVIMENTO PELO PLÁSTICO O PLÁSTICO, FAZ PARTE DA REVOLUÇÃO DO MUNDO MODERNO DESENVOLVEU A AVIAÇÃO, AUTOMOBILÍSTICO, ELETRÔNICO, MEDICINA ENTRE OUTROS; É O PRINCIPAL RECURSO NA MELHORIA DO DESENVOLVIMENTO.

54 PLASTICO NA AVIAÇÃO fabricantes de avião do mundo inteiro usam este material para torná-los mais leves, mais resistentes e duráveis. O novo Boing 787 é 60% feito de plástico reforçado e consome 20% menos combustível

55 PLÁSTICO NOS AUTOMÓVEIS Cada veículo utiliza próximo a 100 kg de plástico; É econômico, aumenta a segurança, é imune a corrosão e reduz o tempo de produção. A BMW foi pioneira na fabricação de automóveis de um monobloco plástico.

56 PLÁSTICO NA MEDICINA Na área médica tem 45% de participação. Produtos como cateteres, materiais coletores, frascos, oxigenadores, bolsas de sangue e órgãos artificiais, são fabricados a partir do plástico.

57 Há no mercado pelo menos cinco tipos de plástico.

58 1 – Plástico Verde Feito de cana-de-açúcar e foi desenvolvido no Brasil. Sua vantagem é usar uma matéria-prima que não se esgota. Capta carbono da atmosfera durante o crescimento da planta. Ocupa áreas de terras que poderiam ser usadas para produzir alimento.

59 2 - Plástico Oxidegradável - É pura propaganda enganosa. - Este plástico é feito do petróleo e leva aditivos oxidantes que aceleram sua degradação. - Simplesmente se transforma em micro partículas. Vira pó. - Seus fragmentos são carregados pelo ar. Vão parar nos rios, lagos e oceanos. - Seu impacto talvez seja o maior de todos principalmente por não ser percebido.

60 3 - Plástico de Petróleo É o mais comum e mais utilizado. Em sua fabricação, emite gases que contribuem para o aquecimento do planeta. Virou vilão do meio ambiente porque dura mais de cem anos; Quando descartado inadequadamente vai parar nos oceanos.

61 4 – Plástico Biodegradável de Milho - Produzido nos EUA à base de amido de milho; - É renovável e biodegradável. - Precisa ser mandado para aterros específicos e especiais para garantir a decomposição num prazo máximo de 180 dias. - O problema é o preço muito elevado; - Para atender a demanda, utilizará toda a produção de milho dos Estados Unidos.

62 5 - Plástico Reciclado Uma das melhores alternativas; Economiza recursos naturais; Cria oportunidades de trabalho gerando 19 mil empregos diretos no pais; Tem alto apelo ambiental por eliminar a poluição gerada pelo descarte inadequado.

63

64 Na Alcaplas, plásticos descartados são transformados em oportunidade de trabalho e renda, contribuindo para a sustentabilidade e qualidade de vida.

65 Alguns outros produtos fabricados com resinas plásticas Alcaplas.


Carregar ppt "Desenvolvimento Sustentável Pela Reciclagem Segundo a Comissão Mundial do Meio Ambiente é: Desenvolvimento Sustentável é quando se possibilita as futuras."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google