A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Março/2010. 2 A Nossa Caixa Desenvolvimento é a Agência de Fomento Paulista, instituição financeira regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Março/2010. 2 A Nossa Caixa Desenvolvimento é a Agência de Fomento Paulista, instituição financeira regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional."— Transcrição da apresentação:

1 1 Março/2010

2 2 A Nossa Caixa Desenvolvimento é a Agência de Fomento Paulista, instituição financeira regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional. -Controlada pelo Estado de SP -Capital autorizado de R$ 1 bilhão -Capital integralizado de R$ 600 milhões A NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO

3 3 Promover o desenvolvimento econômico e social do Estado, mediante o financiamento de projetos produtivos, buscando a ampliação e racionalização das políticas financeiras e de fomento. MISSÃO

4 4 MODELO DE NEGÓCIO MODELO DE ATUAÇÃO CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO CONCESSÃO DE CRÉDITO PÚBLICO ALVO PRODUTOS

5 5 CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO  PARCEIROS

6 6 BENEFICIÁRIOS  Pessoas jurídicas com sede ou filial no Estado  Os beneficiários devem consumir mercadoria produzida em São Paulo e adquirida de estabelecimento paulista PORTE  Faturamento anual entre R$ 240 mil e R$ 100 milhões  Aproximadamente 36 mil empresas no estado PÚBLICO ALVO

7 7 FIP – FINANCIAMENTO AO INVESTIMENTO PAULISTA Financiamento para a aquisição de máquinas e equipamentos novos, fabricados em São Paulo, projetos, obras civis, montagens e instalações e capital de giro associado ao investimento. Características:  Prazos: até 60 meses  Carência de 6 a 12 meses, dependendo da modalidade  Participação até 100% dos valores dos itens financiáveis Encargos financeiros:  Taxa de Juros: 0,65% ao mês, acrescido da variação do IPC-FIPE.;  TAC: até 1% do valor da operação;  IOF legislação vigente LINHAS DE INVESTIMENTO COM RECURSOS PRÓPRIOS

8 8 LINHA ECONOMIA VERDE Financiamento de projetos enquadrados no PEMC - Política Estadual de Mudanças Climáticas, Lei Estadual nº , para adequação às metas de redução de emissões de Gases de Efeito Estufa. Características:  Prazos: até 60 meses, incluindo a carência de até 12 meses  Participação até 100% do projeto Encargos financeiros:  Taxa de Juros: 0,49% ao mês, acrescido da variação do IPC-FIPE  TAC: até 1% do valor da operação  IOF: legislação vigente LINHAS DE INVESTIMENTO COM RECURSOS PRÓPRIOS

9 9 LINHA ECONOMIA VERDE Itens Financiáveis : Mudança de combustíveis Saneamento, tratamento e aproveitamento de resíduos Energias renováveis Eficiência energética Transporte Processos Industriais Recuperação florestal em áreas urbanas e rurais Manejo de resíduos Construção Civil: Edificações com parâmetros de construção civil sustentável - reuso de água, eficiência energética; retrofit de edifícios existentes Agroindústria Outros : LINHAS DE INVESTIMENTO COM RECURSOS PRÓPRIOS

10 10 LEI – LINHA ESPECIAL DE INVESTIMENTO LEI – LINHA ESPECIAL DE INVESTIMENTO Fornecer apoio financeiro para micro e pequenas empresas, comerciais, industriais e prestadores de serviços, com faturamento anual de até R$ 2,4 milhões, para aquisição de máquinas e equipamentos, veículos utilitários e abertura de franquia. Composta por 3 modalidades de financiamento: LINHAS DE INVESTIMENTO COM RECURSOS PRÓPRIOS

11 11 1.Aquisição de máquinas e equipamentos novos, inclusive automação comercial Valor máximo: R$ ,00. Participação: Até 100% do valor do investimento 2.Aquisição e adequação de veículos automotivos, furgões e caminhões nacionais novos: Valor máximo: R$ ,00. Participação: Até 100% do valor do investimento 3. Aquisição de máquinas, equipamentos, instalações e obras civis para abertura a partir da segunda franquia: Valor máximo: R$ ,00. Participação: Até 50% do valor do investimento LEI – LINHA ESPECIAL DE INVESTIMENTO

12 12 BNDES AUTOMÁTICO Financiamento de projetos de ampliação, recuperação e modernização, inclusive investimentos em meio ambiente. Características do Financiamento:  Prazo: até 72 meses, incluindo a carência até 12 meses  Participação de até 100% do projeto Encargos financeiros:  Taxa de juros: custo financeiro + remuneração BNDES + 3,5% a.a.  TAC: até 1% do valor da operação  IOF: isento LINHAS DE INVESTIMENTO COM REPASSE DO BNDES

13 13 BNDES FINAME COMPRADOR Características do Financiamento:  Aquisição de máquinas e equipamentos novos credenciados no BNDES  Prazo até 60 meses, incluindo a carência até 12 meses  Crédito direto ao fabricante; Encargos financeiros:  Taxa de juros: custo financeiro + remuneração BNDES + 3,5% a.a.  TAC: até 1% do valor da operação  IOF: isento LINHAS DE INVESTIMENTO COM REPASSE DO BNDES

14 14 BNDES FINAME PSI Características:  Financiamento para a aquisição de máquinas e equipamentos novos:  Vigência até ;  Protocolo no BNDES até ;  Prazo: até 72 meses, incluindo a carência de até 12 meses  Participação: 100% MPME 80% Grande empresa Encargos financeiros:  Taxa de juros fixa: 7,00%a.a.: Ônibus, caminhões, chassis, carretas, caminhões-tratores, cavalos mecânicos, reboques, semi-reboques, tanques;  4,50%a.a.: demais bens;  TAC: até 1% do valor da operação;  IOF: isento; LINHAS DE INVESTIMENTO COM REPASSE DO BNDES

15 15 LEP – LINHA ESPECIAL PARCELADA Características:  Prazo: até 13 meses, incluindo carência de 1 mês.  Garantias: contratos performados, a performar, caução de duplicatas, máquinas e equipamentos e imóveis. Encargos financeiros:  Taxa de juros: 0,96% a.m.;  TAC: até 1% do valor da operação;  IOF: legislação vigente. LINHAS DE CAPITAL DE GIRO COM RECURSOS PRÓPRIOS

16 16 LEG – LINHA ESPECIAL DE GIRO COM RECEBÍVEIS Características:  Desconto de títulos;  Prazo do limite do crédito: 180 dias;  Liberação por borderô;  Crédito por TED no banco do cliente;  Garantias: aval dos sócios. Encargos financeiros:  Taxa de juros: 0,96% a.m.;  TAC: 0,1% do valor da operação;  IOF: legislação vigente. LINHAS DE CAPITAL DE GIRO COM RECURSOS PRÓPRIOS

17 17 QUALIDADE  Foco em empresas com capacidade de pagamento ou com garantias de boa liquidez. PROCESSO  Consulta Prévia e posterior aprovação de limites de crédito. CRITÉRIO DE CONCESSÃO  Resolução nº 2.682/99 do CMN CONCESSÃO DE CRÉDITO

18 18 CONCESSÃO DE CRÉDITO Principais aspectos analisados para a concessão de crédito: a) situação econômico-financeira b) nível de endividamento c) capacidade de geração de resultados d) fluxo de caixa (prazos de pagamento e recebimento) e) pontualidade e atrasos nos pagamentos f) setor de atividade econômica g) natureza e finalidade da linha h) características das garantias quanto a suficiência e liquidez i) limite de crédito

19 19 A Resolução determina que as instituições financeiras devem classificar as operações de crédito em função do risco Metodologia do cálculo do risco dos clientes (RATING)  Para apuração do rating a Nossa Caixa Desenvolvimento realiza a análise citada no slide anterior  A probabilidade da empresa tornar-se inadimplente em um horizonte de doze meses Com base nessas informações a Nossa Caixa Desenvolvimento atribui um rating para o cliente CONCESSÃO DE CRÉDITO

20 20 CONCESSÃO DE CRÉDITO Tabela de Nível de Risco (rating) e provisão necessária em função da classificação atribuída à empresa Nível de riscoProvisão AA0,0% A0,5% B1,0% C3,0% D10,0% E30,0% F50,0% G70,0% H100,0%

21 21 LIMITES DE CRÉDITO Os limites potenciais de crédito serão apurados com base no:  Porte, Receita Operacional Bruta e Rating OUE

22 22 Convocar os associados para reunião com a Nossa Caixa Desenvolvimento Utilização da sede da entidade como ponto de apoio para atendimento dos associados Manter funcionários treinados sobre os produtos da Nossa Caixa Desenvolvimento Disponibilizar local na sede da entidade para funcionários da NCD atender diretamente seus associados Executar a triagem e remessa da documentação dos associados necessários para a aprovação de linha ATRIBUIÇÕES DO PARCEIRO

23 FLUXO PARA OBTENÇÃO DE LINHA 23 Para Linhas de Capital de Giro deverá ser preenchido e atendido as instruções do Formulário de Análise Prévia (SAP) Para as linhas de Investimento, deverá ser preenchido e atendido as instruções do Formulário de CONSULTA PRÉVIA

24 FLUXO PARA OBTENÇÃO DE LINHA 24

25 FLUXO PARA OBTENÇÃO DE LINHA 25

26 26 Através dos formulários enviados, a NCD realiza a avaliação da empresa Em função do resultado dessa avaliação, é atribuído um rating para a empresa NCD entra em contato com a empresa e informa o rating, as linhas de financiamentos e as garantias que podem ser oferecidas para cada operação Confirmado o interesse, a empresa encaminha documentação de cadastro para a NCD, por intermédio da entidade PARCEIRA, para aprovação do financiamento. PARA OBTENÇÃO DE LINHA FLUXO PARA OBTENÇÃO DE LINHA

27 27 NCD aprova: Limite de crédito Garantias oferecidas NCD Formaliza o Contrato de Crédito NCD libera a Operação via TED no banco escolhido pela empresa ou diretamente ao fabricante no caso de financiamento de máquinas e equipamentos. PARA OBTENÇÃO DE LINHA FLUXO PARA OBTENÇÃO DE LINHA

28 28 SUPERINTEDÊNCIA DE NEGÓCIOS E OPERAÇÕES


Carregar ppt "1 Março/2010. 2 A Nossa Caixa Desenvolvimento é a Agência de Fomento Paulista, instituição financeira regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google