A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA MECÂNICA 2012.1 Danielle Dornelles.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA MECÂNICA 2012.1 Danielle Dornelles."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA MECÂNICA Danielle Dornelles dos Santos Thiago Silva Farias

2

3 Temos como objetivo deste trabalho apresentar definição, histórico, algumas de suas aplicações e também dar certas característica a favor e contra a nanotecnologia.

4 É a ciência que procura manipular átomos e moléculas e seu princípio básico é a construção a partir dos átomos. Essa tecnologia é proporcionada pelo nanometro, que equivale a bilionésima parte do metro.

5

6 A diferença de um nanometro para um metro é a mesma diferença de uma bola de futebol para o planeta Terra. É o mesmo que dividirmos 1 metro em 1 bilhão de partes e pegarmos apenas uma, este será 1 nanometro.

7 Os Romanos, sem saber, já utilizavam a nanotecnologia. Eles misturavam cloreto de ouro com vidro derretido para fazer os vitrais vermelhos. Esse processo resultou em partículas nanométricas, as quais, em virtude de seu tamanho, refletem a luz de modo peculiar.

8 Em 1959, o físico Richard Feynman apresentou uma palestra, na qual antecipou os conceitos que hoje fazem parte da atividade experimental em nanotecnologia. Em 1981 foi inventado o microscópio de tunelamento (STM), pelos cientistas Gerd Binning e Heinrich Rohrer, no laboratório da IBM em Zurique. Este dispensa a utilização de qualquer tipo de luz e funciona pelo efeito túnel.

9 É um sistema que permite não só observar pequenas estruturas através de emissão de sondas ou íons, mas também medi-las e manuseá-las. Nas extremidades do microscópio há uma ponta metálica de dimensões atômicas que é varrida pela superfície permitindo o escaneamento da superfície, registrando irregularidades atômicas e seus espaçamentos.

10

11 Incorporação em pneus, diminuindo o desgaste e aumentando a vida útil dos mesmos. Permitem o desenvolvimento de eletrólitos sólidos de baterias de Lítio (utilizados em baterias de celular e computadores portáteis) com desempenho superior aos atuais. Uma nova célula solar, baseada em nanopartículas de TiO2, tem apresentado excelente rendimento e um custo de fabricação menor. São utilizadas em filtros solares para absorver radiação ultravioleta do sol, evitando assim problemas como câncer de pele.

12 Na Informática, substituição dos filamentos de silício por nanotubos de carbono, nanofios de ouro, nanofios e nanofitas de materiais semicondutores em memórias e processadores de computadores. Estes desenvolvimentos estão sendo patrocinados por grandes empresas do setor de semicondutores (IBM, INTEL, HP e outras), visando uma miniaturização ainda maior dos circuitos eletrônicos, tentando gerar nanocircuitos.

13 Foram descobertos, em São a terceira forma mais estável do carbono, após o grafite e o diamante, e tornaram-se populares pela sua estrutura e por sua versatilidade para a síntese de novos compostos químicos. Fulerenos a base de Urânio.

14 São estruturas cilíndricas formadas por carbono que, dependendo da sua disposição e número de camadas, adquirem diversas propriedades diferentes.

15

16 Não quebram nem deformam plasticamente quando dobrados ou submetidos a alta pressão (alta resistência mecânica). Baixa densidade  Muito leves, ideais para as indústrias automobilística e aeroespacial. Possuem alta eficiência na condução de calor e eletricidade, ideais para uso como semi-condutores. Podem ser até 100 vezes mais resistentes e suportar temperaturas 3 vezes maiores que o aço.

17 Ainda não é tão utilizado em grande escala pelo seu alto custo para ser fabricado e para retirar suas impurezas. E ainda não há tanto conhecimento em relação à combinação dos nanotubos com outros materiais.

18 Protetor Solar Muitos protetores solares contêm nanopartículas de óxido de zinco ou de óxido de Titânio. As fórmulas antigas usam partículas maiores que proporcionam aquela cor esbranquiçada. Já essas menores não ficam esbranquiçadas por causa das nanopartículas.

19 Nanoquímica

20 Vidro auto-limpante Um produto chamado “Activ Glass” utiliza nanopartículas para fazer vidros fotocatalíticos e hidrófilos. No efeito fotocatalítico a radiação da luz, quando atinge o vidro, as nanopartículas se quebram e soltam resíduos orgânicos. No efeito hidrófilo a água da chuva entra em contato com o vidro e espalha-se igualmente lavando-o e limpando-o.

21 nanotecnologia.html ogia_responsavel/introducao_nanotecnologia.htm sunto=nanotecnologia


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA MECÂNICA 2012.1 Danielle Dornelles."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google