A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMINÁRIO SEMINÁRIO Grupo de pesquisa em processamento de sinais Sobre colaborações científicas: Axiomas de Hardy e Littlewood e outras colaborações frutuosas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMINÁRIO SEMINÁRIO Grupo de pesquisa em processamento de sinais Sobre colaborações científicas: Axiomas de Hardy e Littlewood e outras colaborações frutuosas."— Transcrição da apresentação:

1

2 SEMINÁRIO SEMINÁRIO Grupo de pesquisa em processamento de sinais Sobre colaborações científicas: Axiomas de Hardy e Littlewood e outras colaborações frutuosas. 06 de Setembro 2012 Por prof H.M. de Oliveira et al.*

3 Os Axiomas de Hardy-Littlewood para Colaboração Científica Para ilustrar o forte sentimento de independência, parte das tradições características do espírito Inglês, Hardy e Littlewood planejaram e iniciaram o seu longo e intensivo trabalho cooperativo, temendo ter invadida (ou invadir) a sua liberdade pessoal, tão vitalmente importante para eles.

4 Eles mantiveram uma longa e harmoniosa colaboração matemática com base nas seguintes regras:

5 Hardy-Littlewood: Colaboração Científica E, como medida de segurança... eles se divertiram, formulando os chamados 'axiomas' de colaboração mútua. Havia ao todo quatro axiomas. Raramente - ou nunca - foi como uma colaboração importante e harmonioso fundada em tais axiomas aparentemente negativos.

6 Os Axiomas de Hardy-Littlewood  Eles deveriam ser completamente indiferentes se o que um deles escreveu estava certo ou errado.....  Ao receber um esboço de artigo do outro, não havia nenhuma obrigação de lê-lo, muito menos de comentá-lo.....  Eles não deveria tentar pensar em concordância ou em trabalhar sobre um mesmo tema.  E, finalmente, o quarto axioma, e talvez mais importante, cada declarava que era completamente indiferente o quanto (ou nada) um deles havia contribuído para o conteúdo de um artigo em coautoria.

7 CITAÇÃO (merece comentário): “Nenhuma descoberta minha fez, nem é provável que venha a fazer, direta ou indiretamente, para o bem ou para o mal, a menor diferença para bem-estar do mundo!”

8 Nesta importante cooperação, eis que surge uma luz: FIAT LUX!

9 M contém dígitos 2 43,112,609 −1

10 CARTA DE HARDY: "Tive grande interesse na sua carta e nos teoremas que me enviou. Deverá, no entanto, compreender que, antes de poder julgar o valor do seu trabalho, é essencial que analise as demonstrações de alguns dos seus teoremas. Os seus resultados parecem-me ser de três tipos:

11 1- Há uma série de resultados que já são conhecidos ou que são facilmente deduzidos de outros teoremas também conhecidos; 2- Há resultados que, pelo que sei, são novos e interessantes, mas interessantes mais pela sua curiosidade e aparente dificuldade do que pela sua importância; 3- Há outros resultados que parecem ser novos e importantes.”

12 Uma “deixa”... A quem isso agrada? Estátua em LONDRES WW II

13 E AS COOPERAÇÕES LOCAIS, NA UFPE? O QUE DIZER? Aqui, seriam tupiniquins: seo Durinho (prof. Ricardo) Florestinha (prof.Hélio) Coautores & colautores...

14 « Le sort fait les parents, le choix fait les amis » « Fate makes our relatives, choice makes our friends » de Jacques Delille [Extrait du Malheur et pitié]

15

16

17

18

19 Caros Colegas Eis aqui uma relação alumni cuja formação está fortemente ligada ao prof. Ricardo Campello. No ano de 2012, ele estará comemorando o seu sexagésimo aniversário. Eu planejo realizar uma cerimônia comemorativa em sua (dele) homenagem, no mês de Setembro de Vou apresentar um seminário (surpresa) sobre Cooperação Científica, com base na cooperação entre os matemáticos ingleses Hardy e Littlewood. CÓPIA DE TRECHO DE

20 Há uma forte correlação com o prof. Ricardo: são Ingleses, matemáticos que trabalham sobre teoria dos números e estão entre os favoritos dele. Farei uma descrição (surpresa) sobre a nossa cooperação técnico-científica (temos muitos artigos em coautoria), como um agradecimento pessoal, além de “resgatar” a história.

21 ABERTURA: Iniciando... Loading...

22 Colaboração CAM et al. Segue o desafio : Quantos trabalhos publicados em coautoria? Ao vencedor (por aproximação), prêmio de uma barra de chocolate: [atenção à identidade do superman!]

23 Homenagem à BOZORA... buuuuuu

24 INSPIRAÇÕES

25

26 Seo Claude Shannon alma mater

27 Campo mais “local”... Ops...

28 Dear Ricardo, This is to wish you a very Happy 60 th Birthday, and to express my sincere hope that you will celebrate many more Happy Birthdays! After all, reaching 60 is important but not that important! The way to think of it is that your very best work will be done in the future!! As we said when we met recently in Dover, I always remember those happy days when you were an outstanding doctoral student in my Research Group (actually there were many excellent students in the Group during those years). I am sending a photo taken at that time to remind you how young you looked then! We worked together on many interesting problems in coding and communications, and have continued to do so over the intervening years.

29 I learnt a lot from our interactions, so I still have a wish to work with you on a coding topic at some time in the future. For these reasons, I think it is entirely appropriate that the Seminar to be held tomorrow in your honour is on the theme of collaboration. Enjoy! I send you my warmest regards, Paddy Farrell.

30 Manchester 1983 Paddy Far well

31 Uma mulher Linear! Contínua & discreta TEOREMA INSPIRAÇÕES...

32 Me ocorre quase invariavelmente, exprimir tentando descobrir os reais valores das coisas: um bom exercício. Em uma curta lista: Cite apenas as 5 músicas mais tocantes Cite apenas os 5 melhores amigos Cite apenas os 5 professores mais marcantes Cite apenas as 5 disciplinas mais relevantes ao curso.... Descobre-se algo: SOMOS FORÇADOS a incluir e excluir. Qual a frase-chave para traduzir o prof Ricardo? >

33 QUESTÃO TÉCNICA FUNDAMENTAL: AFINAL, a pergunta que não cala: Robin Hood existiu mesmo ou não? Com a palavra, professor Ricardo! LA VEM O “home” das “tranformadas” & “da cripta”...

34 LA VEM O “home” das “tranformadas” & “cripta”... CRIPTOGRAFIA??????????????????????????????? Sistema perfeito!

35 A GRANDE DESCENDÊNCIA 01. Gilson Jerônimo da Silva Jr. Banco de Filtros e Wavelets sobre Corpos Finitos ME Uma Nova Transformada Rápida de Fourier Tese

36 02. Juliano Bandeira Lima. Decodificação de Sinais DTMF via Transformada Aritmética de Fourier ME Trigonometria sobre Corpos Finitos: Novas Definições e Cenários de Aplicação Tese (Transformada )

37 A GRANDE DESCENDÊNCIA 03. Raimundo Correa de Oliveira. Atrasou! Criptoanálise Diferencial ME (criptografia) Novos Algoritmos Rápidos para Computação de Transformadas Discretas Tese

38 04. Sobral Cintra. (& Dimitri off ). Transformada Rápida de Hartley: Novas Fatorações e um Algoritmo Aritmético. Permisso: Lá vai mais uma apresentação no symposium

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64 05. Rafael Menezes Cardim. Construção de Códigos de Bloco Lineares MDS via Transformadas Trigonométricas Digitais. 2012

65 06. Maria Aparecida da Silva. Um Sistema de Acesso Múltiplo Baseado na Transformada Numérica de Fourier

66 07. Eduarda Simões Veloso Freire. Construção de Códigos de Bloco Lineares via Transformadas Digitais ME

67 08. Jinnett Pamela Carrión Casiera. Não chegou a tempo... Implementação de um Sistema Esteganográfico para Inserção de Textos em Sinais de Áudio ME Transformada

68 09. Paulo César de Souza Cavalcante. O Protocolo SET Para Segurança de Compras Eletrônicas ME (criptografia)

69 10. Sérgio Alves Prazin de Barros. O Cripto-Sistema RIJNDAEL ME (criptografia)

70 11. Danielle Paes Barreto de Arruda Camara. Cifras Iterativas IC (criptografia) Criptografia de Chave Pública baseada em Curvas Elípticas ME (criptografia) Espaço e pausa para presente...

71 12. Simone Lobato da Cunha Silva. Criptografia para Telefonia Celular (criptografia)

72 13. Rodrigo Gurgel Fernandes Távora. Algoritmos Rápidos para Transformadas em Corpos Finitos Prof. Ricardo, Eu aproveito esta data, em que completa 25 mod 35 anos, assim soa melhor, para participar dessa homenagem coletiva, e expressar a gratidão por sua contribuição na nossa formação. Me lembro que, logo na primeira aula, a impressão inicial de uma pessoa muito reservada mudou logo para a de um professor entusiasmado em transmitir conhecimentos e com um perfil típico de um engenheiro matemático.

73 13. Rodrigo Gurgel Fernandes Távora. Posso dizer que a aulas e o convívio foram para mim bastantes frutuosos, e me fizeram mudar meu interesse inicialmente restrito à pesquisa aplicada, e reconhecer a importância da pesquisa básica. Além disso, foi participando dessa pesquisa básica voltada à matemática, que passei a ser um admirador dessa ciência e de sua história. Digo ciência, pois pra mim matemática é descoberta e não criação, como insinuam os filósofos. Como pode ver, mais que admirador, me tornei um defensor da matemática, e isso ocorreu na medida em eu pude experimentar a realizadora sensação de garimpar minhas próprias descobertas. Posso concluir também que, para o senhor, a matemática exerce um fascínio maior, pois, pelo que me lembro de umas histórias, o que mais explicaria o fato de duas pessoas ficarem discutindo teoremas e conjecturas em pleno Galo da Madrugada?

74 13. Rodrigo Gurgel Fernandes Távora. Professor, por essa dedicação, quase um sacerdócio, pelo seu rigor matemático e espírito de colaboração, a analogia com o trabalho de Hardy é inevitável. Eu pude testemunhar a harmonia desse modelo de parceria, do senhor com o Prof. Hélio, que poderia ser comparado tanto a Littlewood quanto a Ramanujan. De um lado a busca pela prova, dos matemáticos Gregos; de outro, a observação e a busca pela conjectura, dos Babilônicos. Por fim, caro professor, desejo felicidades, e que continue transmitindo conhecimentos e entusiasmando seus alunos, ousando em fazer pesquisa básica no Brasil, e que possa, com suas inúmeras parcerias, continuar experimentando o prazer de garimpar novas descobertas. Um forte abraço, Rodrigo Távora.

75 14. Luciana Beltrão Espínola. >Oi professor. >Puxa, pensei em ir mesmo! Já que ainda é >possível enviar material, vou tentar >mandar algo até à noite. Pode ser? > >Até mais, Luciana Beltrão LINK ERRADO: há 4 min de vídeo... Transformadas Numéricas de Hartley

76 15. Jorge Campello de Souza. no ack till now. 2012/8/31 prof Helio M de Oliveira >Oops.... ack! >Sorry for the delay.... > Sistemas Criptográficos Baseados em Códigos Corretores de Erros (criptografia)

77 16. André Neumann Kaufman. A Transformada de Hartley em um Corpo Finito NB: o primeiro a enviar...

78 INICIO DE (nossa) COOPERAÇÃO 17. Arquimedes José de Araújo Paschoal. A Transformada Aritmética de Fourier

79 18. Mauro Leonardo Cardoso do Vale. Análise de Sinais Geofísicos na Prospecção de Petróleo Monografia (Transformada)

80 19. Fernanda Maria Ribeiro de Alencar. Cripto-Sistemas de Chave Pública ME (criptografia)

81 20. Adriana Maria Pessoa Léo. Aspectos Criptográficos de Funções Não Lineares de Combinação (criptografia)

82 21. Geraldo Frazão de Aquino Júnior. Codificação de Canal Através da Transformada de Fourier de Campo Finito. 1990

83 22. Danilo Silva. Criptografia de Chave Pública baseada em Curvas Elípticas (criptografia)

84 23. Fabianna Bezerra Tenório. Criptografia Baseada em Curvas Elípticas (criptografia)

85

86 24. Rossana Claudia Cursino Lima. MENSAGEM TEXTO A SEGUIR Transformadas Discretas para Processamento de Sinais e Correção de Erros em Sistemas de Comunicação Digital

87 Prof. Ricardo, Parabéns pela data tão especial. Muitas felicidades, saúde e outros tantos anos de vida. Lembro-me quando ingressei na universidade e no programa de iniciação científica, no qual o senhor foi meu orientador. Sempre solícito, educado, prático e extremamente dedicado à pesquisa e à difusão do conhecimento. Admiro-o bastante pela competência, pelo conteúdo e, sobretudo, pela excelente pessoa que é. Feliz aniversário! Grande abraço, Rossana Lima”

88 25. Maria Antonieta Carvalho de Moraes. Transformadas Discretas para Processamento de Sinais e Correção de Erros em Sistemas de Comunicação Digital. 1998

89 26. Srta ANDREA TENÓRIO (Pinto) (WIB: a mulher da capa preta)

90 27. Hercílio Menezes* Cavalcanti *correlação Monitor Sistemas Discretos, IC

91 28. Caio Marcelo Fernandes Mensagem de parabéns: Never before and never since have I seen - and I cannot even imagine, such an amazing rapidity of chess thinking that Capablanca possessed in In blitz games he gave all the St. Petersburg players odds of five minutes to one - and he won. (Alekhine) Il ne faut point juger des hommes par ce qu'ils ignorent, mais par ce qu'ils savent et par la manière dont ils le savent. (Vauvenarges)

92 29. Tive a honra e a satisfação de contar com o Professor Ricardo Campello como membro da banca examinadora de Exame de Qualificação e de Tese de Doutorado, no ano de Desde então, em virtude das perguntas a mim formuladas pelo Professor Ricardo e das sugestões por ele registradas, tenho trabalhado com complexidade computacional. Afirmo, inequivocamente, que devo ao Professor Ricardo os desenvolvimentos de que mais me orgulho em minha carreira acadêmica. Tenho por ele grande admiração e muita estima. Trata-se de um pesquisador que reúne competência, serenidade e elegância. É oportuno, ou melhor, é imperativo registrar: os trabalhos em conjunto desenvolvidos pelos Professores Ricardo e Hélio constituem, para mim, o autêntico exemplo de parceria acadêmica bem sucedida, regida com amizade, harmonia e seriedade. Desejo ao Professor Ricardo vida longa e muita saúde. Que ele continue, por muitos e muitos anos, inspirando estudantes e professores! Francisco Madeiro 03/09/2012

93 30. Hello Ricardo from far away Canterbury. I would like to send my congratulations and birthday greetings to you and to say “Hi” to your family, friends and colleagues gathered with you today in Recife. I think it shows exceedingly good taste that you have chosen the 7th of September as your birthday.

94 That is also my birthday! It is fair to say that I am a personal friend rather than an academic colleague. That means that I get invited to the parties and the weddings rather than having to try to stay awake during seminars!

95 We met at the University of Kent long ago. It isn’t fair to ask how many years that was but here is a clue.

96 And another at Dover Castle where we took advantage of our brief summer to enjoy a picnic overlooking the English Channel.

97 60 is no age these days and there is much to be optimistic about. Science is making so many advances these days. Recently it was discovered what causes the wrinkles on our foreheads. Apparently it’s having too many birthdays. Have a very happy day and enjoy the company of all your friends, Chris.

98 I recall several happy visits to Kent in the past few years. Here is a reminder of Canterbury and the cathedral.

99 31. Deixe 31 ser primo. (Não, não importa se deixa ou não!)

100

101

102


Carregar ppt "SEMINÁRIO SEMINÁRIO Grupo de pesquisa em processamento de sinais Sobre colaborações científicas: Axiomas de Hardy e Littlewood e outras colaborações frutuosas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google