A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rui Matias Lima NESASE Educação Alimentar. Rui Matias Lima NESASE Alimentação vs Nutrição.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rui Matias Lima NESASE Educação Alimentar. Rui Matias Lima NESASE Alimentação vs Nutrição."— Transcrição da apresentação:

1 Rui Matias Lima NESASE Educação Alimentar

2 Rui Matias Lima NESASE Alimentação vs Nutrição

3 Rui Matias Lima NESASE Alimentação Acção ou efeito de alimentar. Conjunto de alimentos, provimento, abastecimento. Acto voluntário Figueiredo, C. (1996) Grande Dicionário da Língua Portuguesa 25.ª Edição Venda Nova, Bertrand Editora

4 Rui Matias Lima NESASE Nutrição Acção ou efeito de nutrir. Assimilação dos alimentos. Acto involuntário Figueiredo, C. (1996) Grande Dicionário da Língua Portuguesa 25.ª Edição Venda Nova, Bertrand Editora

5 Rui Matias Lima NESASE Nutrimentos Proteínas Glúcidos (Hidratos de Carbono) Lípidos (Gorduras) Vitaminas Minerais Fibras Água

6 Rui Matias Lima NESASE Nutrimentos Função Energética: Glúcidos, Lípidos … 1 g. de Glúcidos = 4 kcal. 1 g. de Lípidos = 9 kcal. 1 g. de Proteínas = 4 kcal. 1 g. de Álcool = 7 kcal. Plástica: Proteínas, Minerais, Água Protectora: Vitaminas, Minerais Reguladora: Fibras

7 Rui Matias Lima NESASE Glúcidos Substâncias químicas que incluem moléculas constituídas por 5 (ribose) ou 6 (glucose e fructose) átomos de carbono. Possuem uma função álcool ligada a cada um dos átomos de carbono, à excepção de um único e desempenham uma função energética

8 Rui Matias Lima NESASE Glúcidos A unidade, o açúcar simples, é directamente assimilada. Os açúcares mais complexos podem ser substituídos por duas unidades (dissacáridos); estes são facilmente assimilados após uma hidrólise. No caso de açúcares constituídos por um número superior de unidades, a absorção é incompleta (amidos) ou inexistente (celulose)

9 Rui Matias Lima NESASE Proteínas São substâncias químicas formadas por moléculas enormes, constituídas por cadeias complexas de ácidos aminados (aminoácidos) e outras moléculas aglomeradas.

10 Rui Matias Lima NESASE Proteínas Os ácidos aminados (aminoácidos) podem ser: ESSENCIAIS – os que não podem ser “fabricados” pelo nosso organismo: ou NÃO ESSENCIAIS – os que podem ser sintetizados no nosso organismo, a partir de outros

11 Rui Matias Lima NESASE Proteínas O seu papel é fornecer, directamente ou não, os elementos estruturais, dependendo da relação entre os aminoácidos essenciais e os não essenciais. Daí, que para avaliar o valor das proteínas, seja mais importante a sua qualidade do que a sua quantidade.

12 Rui Matias Lima NESASE Lípidos Os lípidos são definidos pela suas semelhanças químicas (associação de glicerídeos e de substâncias insaponifcáveis). É mais simples evocar as três grandes classes de lípidos: colesterol, fosfolipídeos e ácidos gordos.

13 Rui Matias Lima NESASE Lípidos O seu papel é múltiplo: fornecem energia, participam nas estruturas celulares (sobretudo no sistema nervoso), são indispensáveis a certos sistemas enzimáticos (lipoproteínas, prostaglandinas…) e servem de veículo a um tipo de vitaminas (lipossolúveis) – A, D, E e K.

14 Rui Matias Lima NESASE Vitaminas Substâncias químicas indispensáveis ao organismo, que não podem ser fabricadas sem recurso a um sistema enzimático.

15 Rui Matias Lima NESASE Vitaminas É uma familia muito heterogénea, mas que podem ser divididas em dois grandes sub-grupos: Hidrossolúveis, que recorrem à água como veículo (todas as do Complexo B e a C) e as Lipossolúveis que, como anteriormente foi referido, recorrem às gorduras como veículo (A, D, E e K).

16 Rui Matias Lima NESASE Minerais Incluem uma série enorme de substâncias necessárias ao nosso organismo, quer sejam como um papel plástico (Ca, P…) quer sejam como um papel regulador (Na…) ou ainda um papel protector (Se…). Por isso não são de fácil nem universalmente aceite classificação.

17 Rui Matias Lima NESASE Fibras A Fibra Alimentar inclui um elevado numero de substâncias que não são absorvidas ao nível intestinal, desempenhando um papel fundamental na saúde do trato intestinal devido ao seu importante papel na formação do bolo fecal. Incluem substâncias como as celuloses, as hemiceluloses, as pectinas, a lenhina, entre muitas outras substâncias.

18 Rui Matias Lima NESASE Água É, de longe, a substância existente em maior percentagem no nosso organismo (e na generalidades dos seres vivos) e desempenha um número elevado de funções que vão desde o seu papel estruturante inter e intracelular até ao seu papel no transporte de algumas vitaminas, passando pela regulação da temperatura corporal.

19 Rui Matias Lima NESASE Alimentos GRUPO 1 – Leite e Produtos Lácteos GRUPO 2 – Carne, Criação e Caça GRUPO 3 – Pescado (peixe, moluscos e crustáceos) e Derivados GRUPO 4 – Ovos GRUPO 5 – Leguminosas Frescas e Secas e Derivadas GRUPO 6 – Cereais e Derivados GRUPO 7 – Batatas, Produtos Hortícolas e Derivados (excepto leguminosas) TABELA DE COMPOSIÇÃO DE ALIMENTOS INSTITUTO NACIONAL DE SAÚDE – Dr. RICARDO JORGE

20 Rui Matias Lima NESASE Alimentos GRUPO 8 – Frutos e Derivados GRUPO 9 – Azeite, Óleos e Gorduras GRUPO 10 – Açúcar, Produtos Açucarados e Mel GRUPO 11 – Cacau e Derivados GRUPO 12 – Sobremesas GRUPO 13 – Bebidas GRUPO 14 – Sopas, Molhos e Diversos TABELA DE COMPOSIÇÃO DE ALIMENTOS INSTITUTO NACIONAL DE SAÚDE – Dr. RICARDO JORGE

21 Rui Matias Lima NESASE Alimentos Funcionais Probióticos Light “NOVOS” ALIMENTOS

22 Rui Matias Lima NESASE Alimentos Contém um componente (seja ou não nutrimento) que beneficia algumas das funções do organismo humano de tal forma que seja relevante para o bem estar e saúde ou a redução de risco de doença. Se tem efeitos fisiológicos ou psicológicos para além dos tradicionais efeitos nutricionais. ALIMENTOS FUNCIONAIS

23 Rui Matias Lima NESASE Alimentos Possuem microrganismos vivos que têm efeitos benéficos na função intestinal e que promovam a saúde. ALIMENTOS PROBIÓTICOS

24 Rui Matias Lima NESASE Alimentos Com redução calórica por diminuição da gordura ou substituição dos açúcares por edulcorantes. ALIMENTOS LIGHT

25 Rui Matias Lima NESASE Alimentos ALIMENTOS LIGHT

26 Rui Matias Lima NESASE Educação Alimentar Educação Alimentar - Qualquer conjunto de experiências de aprendizagem destinadas a facilitar a adopção voluntária de comer e de ter outros comportamentos relativos à alimentação conducentes à saúde e bem-estar. Contendo, 1995

27 Rui Matias Lima NESASE 11 Conceitos – Chave para a abordagem da Educação Alimentar 1.Nutrição é o processo pela qual a comida é seleccionada e se torna parte do corpo humano; 2.Todas as pessoas, através da sua vida, têm necessidade de nutrientes e elementos não nutritivos, mas as quantidades requeridas são influenciadas por muitos factores e condições; Society for Nutrition Education

28 Rui Matias Lima NESASE 11 Conceitos – Chave para a abordagem da Educação Alimentar 3. Os alimentos contêm importantes nutrientes e componentes não-nutritivos em quantidades variáveis e combinações que são necessárias para manter a saúde; 4. Um indivíduo pode seleccionar diferentes combinações de comida que forneçam os nutrientes e os componentes não nutricionais que são necessários, nas quantidades adequadas; Society for Nutrition Education

29 Rui Matias Lima NESASE 11 Conceitos – Chave para a abordagem da Educação Alimentar 5. Produtos tóxicos, aditivos e contaminantes, e outros factores não-nutricionais na comida podem afectar a sua segurança e qualidade; 6. A forma como os alimentos são produzidos, processados, armazenados e preparados para serem ingeridos influencia a sua quantidade em nutrientes, a sua segurança, aspecto, gosto, custos e desperdícios; Society for Nutrition Education

30 Rui Matias Lima NESASE 11 Conceitos – Chave para a abordagem da Educação Alimentar 7. A relação da nutrição relativamente à saúde e doença, é determinada através da investigação científica em desenvolvimento; 8. Tanto os excessos como inadequações da dieta afectam a saúde; 9. As pessoas podem seleccionar um padrão alimentar promotor da saúde e consistente com a sua herança cultural; Society for Nutrition Education

31 Rui Matias Lima NESASE 11 Conceitos – Chave para a abordagem da Educação Alimentar 10. As disponibilidades alimentares e a influência do “marketing” influenciam as escolhas alimentares; 11. Um indivíduo pode seleccionar e utilizar recursos nutricionais e promotores da saúde na comunidade. Society for Nutrition Education


Carregar ppt "Rui Matias Lima NESASE Educação Alimentar. Rui Matias Lima NESASE Alimentação vs Nutrição."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google