A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perfil das crianças de 3 a 6 anos Prof. Dr. Hugo Tourinho Filho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perfil das crianças de 3 a 6 anos Prof. Dr. Hugo Tourinho Filho."— Transcrição da apresentação:

1 Perfil das crianças de 3 a 6 anos Prof. Dr. Hugo Tourinho Filho

2 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO NA INFÂNCIA O PERÍODO DA INFÂNCIA É MARCADO POR AUMENTO ESTÁVEIS DA ALTURA, DO PESO E DA MASSA MUSCULAR; O PERÍODO DA INFÂNCIA É MARCADO POR AUMENTO ESTÁVEIS DA ALTURA, DO PESO E DA MASSA MUSCULAR; O CRESCIMENTO NÃO É TÃO RÁPIDO NESSE PERÍODO. O CRESCIMENTO NÃO É TÃO RÁPIDO NESSE PERÍODO.

3 PODEMOS DIVIDIR A INFÂNCIA EM DOIS PERÍODOS : INÍCIO DA INFÂNCIA (2-6 anos) INÍCIO DA INFÂNCIA (2-6 anos) POSTERIOR DA INFÂNCIA (6-10 anos) POSTERIOR DA INFÂNCIA (6-10 anos)

4 INÍCIO DA INFÂNCIA COMPREENDE O PERÍODO DE 2 A 6 ANOS DE IDADE; COMPREENDE O PERÍODO DE 2 A 6 ANOS DE IDADE; O AUMENTO DA ALTURA E DO PESO NÃO É TÃO RÁPIDA; O AUMENTO DA ALTURA E DO PESO NÃO É TÃO RÁPIDA; A TAXA DE CRESCIMENTO DESACELERA NO INÍCIO DA INFÂNCIA. A TAXA DE CRESCIMENTO DESACELERA NO INÍCIO DA INFÂNCIA.

5 TEM AUMENTO DE PESO APROXIMADAMENTE DE 2,3 Kg AO ANO; TEM AUMENTO DE PESO APROXIMADAMENTE DE 2,3 Kg AO ANO; O TOTAL DE PESO GANHO DOS 2 AOS 5 ANOS É MENOR QUE A QUANTIDADE GANHA NO PRIMEIRO ANO DE VIDA; O TOTAL DE PESO GANHO DOS 2 AOS 5 ANOS É MENOR QUE A QUANTIDADE GANHA NO PRIMEIRO ANO DE VIDA; TEM AUMENTO DE ALTURA APROXIMADAMENTE DE 5 cm. TEM AUMENTO DE ALTURA APROXIMADAMENTE DE 5 cm.

6 CRESCIMENTO NA INFÂNCIA O CEREBRO ATINGE CERCA DE 75% DE SEU PESO ADULTO POR VOLTA DE 3 ANOS DE IDADE E QUASE 90% AOS 6 ANOS; O CEREBRO ATINGE CERCA DE 75% DE SEU PESO ADULTO POR VOLTA DE 3 ANOS DE IDADE E QUASE 90% AOS 6 ANOS; APENAS AOS 4 ANOS DE IDADE O CÓRTEX MOTOR CEREBRAL ESTÁ COMPLETAMENTE DESENVOLVIDO. APENAS AOS 4 ANOS DE IDADE O CÓRTEX MOTOR CEREBRAL ESTÁ COMPLETAMENTE DESENVOLVIDO.

7 CRESCIMENTO NA INFÂNCIA Os padrões motores da criança ganham crescente complexidade após a mielinização do cerebelo; Os padrões motores da criança ganham crescente complexidade após a mielinização do cerebelo; A mielinização está em sua maior parte completa no final do período inicial da infância. A mielinização está em sua maior parte completa no final do período inicial da infância.

8 NO INÍCIO DA INFÂNCIA AS DIFERENÇAS DE SEXOS SÃO MÍNIMAS; NO INÍCIO DA INFÂNCIA AS DIFERENÇAS DE SEXOS SÃO MÍNIMAS; É O PERIODO IDEAL PARA QUE A CRIANÇA DESENVOLVA E REFINE GRANDE NUMEROS DE TAREFAS MOTORAS. É O PERIODO IDEAL PARA QUE A CRIANÇA DESENVOLVA E REFINE GRANDE NUMEROS DE TAREFAS MOTORAS.

9 CARACTERÍSTICAS DO DESENVOLVIMENTO FÍSICO E MOTOR MENINOS E MENINAS VARIAM DE APROXIMADAMENTE DE 83,8-119,4 cm DE ALTURA E 11,3-24,0 Kg ; MENINOS E MENINAS VARIAM DE APROXIMADAMENTE DE 83,8-119,4 cm DE ALTURA E 11,3-24,0 Kg ; AS HABILIDADES PERCEPTIVO-MOTORAS DESENVOLVEM-SE RÁPIDO, MAS FREQUENTEMENTE EXISTE CONFUSÃO NAS CONSCIÊNCIAS DE CORPO, DE DIREÇÃO, DE TEMPO E DE ESPAÇO. AS HABILIDADES PERCEPTIVO-MOTORAS DESENVOLVEM-SE RÁPIDO, MAS FREQUENTEMENTE EXISTE CONFUSÃO NAS CONSCIÊNCIAS DE CORPO, DE DIREÇÃO, DE TEMPO E DE ESPAÇO.

10 ESTABELECEM UM BOM CONTROLE DA BEXIGA E DO INTESTINO, MAS ACIDENTES AINDA OCORREM; ESTABELECEM UM BOM CONTROLE DA BEXIGA E DO INTESTINO, MAS ACIDENTES AINDA OCORREM; NESSE PERÍODO AS CRIANÇAS DESENVOLVEM UMA VARIEDADE DE HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS; NESSE PERÍODO AS CRIANÇAS DESENVOLVEM UMA VARIEDADE DE HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS; AS CRIANÇAS SÃO ATIVAS E ENÉRGICAS E PREFEREM CORRER A ANDAR, MAS AINDA PRECISAM DE PERÍODOS CURTOS DE DESCANSO. AS CRIANÇAS SÃO ATIVAS E ENÉRGICAS E PREFEREM CORRER A ANDAR, MAS AINDA PRECISAM DE PERÍODOS CURTOS DE DESCANSO.

11 DESENVOLVEM AS HABILIDADES ATÉ CONSEGUIREM SE VESTIR SOZINHAS; DESENVOLVEM AS HABILIDADES ATÉ CONSEGUIREM SE VESTIR SOZINHAS; AS ESTRUTURAS CORPORAIS DE MENINOS E MENINAS SÃO SIMILARES; AS ESTRUTURAS CORPORAIS DE MENINOS E MENINAS SÃO SIMILARES; O CONTROLE MOTOR REFINADO AINDA NÃO ESTÁ TOTALMENTE ESTABELECIDO, EMBORA O CONTROLE MOTOR RUDIMENTAR ESTEJA DESENVOLVENDO-SE RAPIDAMENTE; O CONTROLE MOTOR REFINADO AINDA NÃO ESTÁ TOTALMENTE ESTABELECIDO, EMBORA O CONTROLE MOTOR RUDIMENTAR ESTEJA DESENVOLVENDO-SE RAPIDAMENTE; APRESENTAM HIPERMETROPIA NATURAL COM DIFICULDADE PARA PERÍODOS EXTENSOS DE ATIVIDADES MINUCIOSAS. APRESENTAM HIPERMETROPIA NATURAL COM DIFICULDADE PARA PERÍODOS EXTENSOS DE ATIVIDADES MINUCIOSAS.

12 CARACTERÍSTICAS DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO EXISTE UMA HABILIDADE CRESCENTE DE EXPRESSAR PENSAMENTOS E IDÉIAS VERBALMENTE; EXISTE UMA HABILIDADE CRESCENTE DE EXPRESSAR PENSAMENTOS E IDÉIAS VERBALMENTE; CURIOSIDADE QUE SE EXPRIME NITIDAMENTE NA “IDADE DAS PERGUNTAS”, POR VOLTA DOS 4-5 ANOS; CURIOSIDADE QUE SE EXPRIME NITIDAMENTE NA “IDADE DAS PERGUNTAS”, POR VOLTA DOS 4-5 ANOS; O “COMO” E O “PORQUÊ” DAS AÇÕES DA CRIANÇA SÃO APRENDIDOS PELAS QUASE CONSTANTES BRINCADEIRAS. O “COMO” E O “PORQUÊ” DAS AÇÕES DA CRIANÇA SÃO APRENDIDOS PELAS QUASE CONSTANTES BRINCADEIRAS.

13 CERTA IMAGINAÇÃO FANTÁSTICA LEVA TANTO À IMITAÇÃO DE AÇÕES QUANTO DE SÍMBOLOS, SEM PREOCUPAÇÃO COM A SEQÜÊNCIA LÓGICA DOS FATOS; CERTA IMAGINAÇÃO FANTÁSTICA LEVA TANTO À IMITAÇÃO DE AÇÕES QUANTO DE SÍMBOLOS, SEM PREOCUPAÇÃO COM A SEQÜÊNCIA LÓGICA DOS FATOS; CONTÍNUA PROCURA POR NOVOS SÍMBOLOS DE REFERÊNCIA PRÓPRIA. CONTÍNUA PROCURA POR NOVOS SÍMBOLOS DE REFERÊNCIA PRÓPRIA.

14 CARACTERÍSTICAS DO DESENVOLVIMENTO AFETIVO AS CRIANÇAS FREQUENTEMENTE TEM MEDO DE SITUAÇÕES NOVAS PORQUE SÃO TÍMIDAS; AS CRIANÇAS FREQUENTEMENTE TEM MEDO DE SITUAÇÕES NOVAS PORQUE SÃO TÍMIDAS; ELAS ESTÃO APRENDENDO A DESTINGUIR O CERTO DO ERRADO E COMEÇANDO A DESENVOLVER SUAS CONSCIÊNCIAS; ELAS ESTÃO APRENDENDO A DESTINGUIR O CERTO DO ERRADO E COMEÇANDO A DESENVOLVER SUAS CONSCIÊNCIAS; O AUTOCONCEITO ESTÁ SE DESENVOLVENDO RAPIDAMENTE. O AUTOCONCEITO ESTÁ SE DESENVOLVENDO RAPIDAMENTE.

15 AS CRIANÇAS SÃO EGOCÊNTRICAS E SUPÕE QUE TODAS AS PESSOAS RACIOCINAM COMO ELAS, PARECEM SER BRIGUENTAS E RELUTANTES EM COMPARTILHAR OBJETOS, SENTIMENTOS E EM SOCIALIZAR-SE COM OS OUTROS; AS CRIANÇAS SÃO EGOCÊNTRICAS E SUPÕE QUE TODAS AS PESSOAS RACIOCINAM COMO ELAS, PARECEM SER BRIGUENTAS E RELUTANTES EM COMPARTILHAR OBJETOS, SENTIMENTOS E EM SOCIALIZAR-SE COM OS OUTROS; AS CRIANÇAS DE 2 E 4 ANOS TEM COMPORTAMENTO IRREGULAR, ENQUANTO AS DE 3 A 5 ANOS DE IDADE ESTÃO ESTÁVEIS E BEM ADAPTADAS. AS CRIANÇAS DE 2 E 4 ANOS TEM COMPORTAMENTO IRREGULAR, ENQUANTO AS DE 3 A 5 ANOS DE IDADE ESTÃO ESTÁVEIS E BEM ADAPTADAS.

16 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO ABUNDANTES ATIVIDADES RUDIMENTARES; ABUNDANTES ATIVIDADES RUDIMENTARES; AS ATIVIDADES DEVEM FAVORECER A EXPLORAÇÃO MOTORA E A SOLUÇÃO DE PROBLEMAS; AS ATIVIDADES DEVEM FAVORECER A EXPLORAÇÃO MOTORA E A SOLUÇÃO DE PROBLEMAS; DEVE TER UM ABUNDANTE ENCORAJAMENTO POSITIVO PARA ESTABELECER O AUTOCONCEITO SAUDÁVEL E REDUZIR O MEDO DO FRACASSO. DEVE TER UM ABUNDANTE ENCORAJAMENTO POSITIVO PARA ESTABELECER O AUTOCONCEITO SAUDÁVEL E REDUZIR O MEDO DO FRACASSO.

17 DESENVOLVER AS HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS LOCOMOTORAS, MANIPULATIVAS, E DE ESTABILIDADE, TRABALHANDO DAS MAIS SIMPLES PARA AS MAIS COMPLEXAS; DESENVOLVER AS HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS LOCOMOTORAS, MANIPULATIVAS, E DE ESTABILIDADE, TRABALHANDO DAS MAIS SIMPLES PARA AS MAIS COMPLEXAS; O INTERESSE DE MENINOS E MENINAS SÃO SIMILARES, SEM NECESSIDADE DE SEPARÁ-LOS NESSA IDADE. O INTERESSE DE MENINOS E MENINAS SÃO SIMILARES, SEM NECESSIDADE DE SEPARÁ-LOS NESSA IDADE.

18 UM GRANDE NÚMERO DE ATIVIDADES PARA DESENVOLVER O FUNCIONAMENTO PERCEPTIVOMOTOR; UM GRANDE NÚMERO DE ATIVIDADES PARA DESENVOLVER O FUNCIONAMENTO PERCEPTIVOMOTOR; DEVE-SE TIRAR VANTAGEM DA IMAGINAÇÃO DA CRIANÇA, PODENDO-SE INCLUIR TEATRO E IMAGENS; DEVE-SE TIRAR VANTAGEM DA IMAGINAÇÃO DA CRIANÇA, PODENDO-SE INCLUIR TEATRO E IMAGENS; DEVIDO A CRIANÇA SER MAIS DESAJEITADA NESTA FASE DEVE-SE AJUSTAR AS ATIVIDADES AO SEU NÍVEL DE MATURAÇÃO. DEVIDO A CRIANÇA SER MAIS DESAJEITADA NESTA FASE DEVE-SE AJUSTAR AS ATIVIDADES AO SEU NÍVEL DE MATURAÇÃO.

19 ATIVIDADES QUE TRABALHEM COM MANUSEIO DE OBJETOS E COORDENAÇÃO VISUAL E MANUAL; ATIVIDADES QUE TRABALHEM COM MANUSEIO DE OBJETOS E COORDENAÇÃO VISUAL E MANUAL; COMEÇAR A INCORPORAR ATIVIDADES BILATERAIS E TRANSVERSAIS, COMO GALOPAR E PULAR, DEPOIS QUE OS MOVIMENTOS UNILATERAIS, COMO PULAR EM UM SÓ PÉ, TENHAM SIDO BEM ESTABELECIDOS. COMEÇAR A INCORPORAR ATIVIDADES BILATERAIS E TRANSVERSAIS, COMO GALOPAR E PULAR, DEPOIS QUE OS MOVIMENTOS UNILATERAIS, COMO PULAR EM UM SÓ PÉ, TENHAM SIDO BEM ESTABELECIDOS.

20 ENCORAJAR AS CRIANÇAS A SUPERAR A TIMIDEZ E A INSTROSPECÇÃO, INCENTIVANDO A SE TORNAREM PARTE ATIVA DO PROGRAMA, DEMONSTRANDO E CONTANDO O QUE ELAS CONSEGUEM FAZER; ENCORAJAR AS CRIANÇAS A SUPERAR A TIMIDEZ E A INSTROSPECÇÃO, INCENTIVANDO A SE TORNAREM PARTE ATIVA DO PROGRAMA, DEMONSTRANDO E CONTANDO O QUE ELAS CONSEGUEM FAZER; AS ATIVIDADES DEVEM FAVORECER O EMPREGO DOS BRAÇOS, OMBROS E DA PARTE SUPERIOR DO CORPO. AS ATIVIDADES DEVEM FAVORECER O EMPREGO DOS BRAÇOS, OMBROS E DA PARTE SUPERIOR DO CORPO.

21 A CORRETA EXECUÇÃO DE MOVIMENTOS FUNDAMENTAIS, SEM ESFORÇOS MECÂNICOS DESNECESSÁRIOS, É O OBJETIVO BÁSICO, EM TERMOS DOS PADRÕES MOTORES; A CORRETA EXECUÇÃO DE MOVIMENTOS FUNDAMENTAIS, SEM ESFORÇOS MECÂNICOS DESNECESSÁRIOS, É O OBJETIVO BÁSICO, EM TERMOS DOS PADRÕES MOTORES; NÃO PRESSIONAR A COORDENAÇÃO JUNTO COM VELOCIDADE E AGILIDADE. NÃO PRESSIONAR A COORDENAÇÃO JUNTO COM VELOCIDADE E AGILIDADE.

22 REFORÇAR O HÁBITO DE UMA BOA POSTURA, QUANDO OBSERVADO; REFORÇAR O HÁBITO DE UMA BOA POSTURA, QUANDO OBSERVADO; PROVIDENCIAR O ACESSO CONVENIENTE ÀS INTALAÇÕES DOS BANHEIROS E ENCORAJAR AS CRIANÇAS A ACEITAREM A RESPONSABILIDADE POR CONTA PRÓPRIA. PROVIDENCIAR O ACESSO CONVENIENTE ÀS INTALAÇÕES DOS BANHEIROS E ENCORAJAR AS CRIANÇAS A ACEITAREM A RESPONSABILIDADE POR CONTA PRÓPRIA.

23 CUIDAR AS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS E PERMITIR A CADA CRIANÇA PROGREDIR EM SEU RITMO; CUIDAR AS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS E PERMITIR A CADA CRIANÇA PROGREDIR EM SEU RITMO; ESTABELECER PADRÕES DE COMPORTAMENTOS ACEITÁVEIS, NO SENTIDO DE FAZER O QUE É CERTO. ESTABELECER PADRÕES DE COMPORTAMENTOS ACEITÁVEIS, NO SENTIDO DE FAZER O QUE É CERTO.

24 O PROGRAMA DEVE SER NORMATIVO E BASEADO NO NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO DE CADA CRIANÇA; O PROGRAMA DEVE SER NORMATIVO E BASEADO NO NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO DE CADA CRIANÇA; UTILIZAR UMA ABORDAGEM MULTISENSORIAL – ABORDAGEM EM QUE INÚMERAS EXPERIÊNCIAS SEJAM INCORPORADAS A PARTIR DE VÁRIAS MODALIDADES SENSORIAIS. UTILIZAR UMA ABORDAGEM MULTISENSORIAL – ABORDAGEM EM QUE INÚMERAS EXPERIÊNCIAS SEJAM INCORPORADAS A PARTIR DE VÁRIAS MODALIDADES SENSORIAIS.

25 O GOSTO PELO MOVIMENTO E A DISPOSIÇÃO PARA APRENDER, PODEM SER DIRECIONADOS PARA A AQUISIÇÃO DE UMA LARGA BASE DE HABILIDADES, POR MEIO DE UMA MULTIPLICIDADE DE EXERCÍCIOS ELEMENTARES QUE LHES OFEREÇAM OPORTUNIDADE DE APRENDER. O GOSTO PELO MOVIMENTO E A DISPOSIÇÃO PARA APRENDER, PODEM SER DIRECIONADOS PARA A AQUISIÇÃO DE UMA LARGA BASE DE HABILIDADES, POR MEIO DE UMA MULTIPLICIDADE DE EXERCÍCIOS ELEMENTARES QUE LHES OFEREÇAM OPORTUNIDADE DE APRENDER.

26 CRIANÇAS NESTA FAIXA ETÁRIA NECESSITAM DE EXPERIÊNCIAS SUFICIENTES QUE SOLICITEM A IMAGINAÇÃO, E INCITEM-NAS A CORRER E SALTAR, A ARRASTAR-SE, A SUBIR NOS OBJETOS, E A PRATICAR O EQUILÍBRIO, A SUSPENDER-SE, A GIRAR EM TORNO DE SI, A PUXAR, A EMPURRAR E CARREGAR, A LANÇAR, ASSIM COMO A OUTRAS FORMAS DE MOVIMENTO. CRIANÇAS NESTA FAIXA ETÁRIA NECESSITAM DE EXPERIÊNCIAS SUFICIENTES QUE SOLICITEM A IMAGINAÇÃO, E INCITEM-NAS A CORRER E SALTAR, A ARRASTAR-SE, A SUBIR NOS OBJETOS, E A PRATICAR O EQUILÍBRIO, A SUSPENDER-SE, A GIRAR EM TORNO DE SI, A PUXAR, A EMPURRAR E CARREGAR, A LANÇAR, ASSIM COMO A OUTRAS FORMAS DE MOVIMENTO.


Carregar ppt "Perfil das crianças de 3 a 6 anos Prof. Dr. Hugo Tourinho Filho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google