A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Tema 2 - Gestão do programa, administração das bolsas e relação institucional PIBID USP – Edital.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Tema 2 - Gestão do programa, administração das bolsas e relação institucional PIBID USP – Edital."— Transcrição da apresentação:

1 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Tema 2 - Gestão do programa, administração das bolsas e relação institucional PIBID USP – Edital 2011 Projeto: A docência como componente articulador da teoria e prática na formação inicial e continuada do professor Coordenador Institucional: Vinício de Macedo Santos Coordenadora de Gestão: Lúcia Helena Sasseron Projeto: A docência como componente articulador da teoria e prática na formação inicial e continuada do professor Coordenador Institucional: Vinício de Macedo Santos Coordenadora de Gestão: Lúcia Helena Sasseron

2 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Informações recentes sobre a formação de professores Comissão Permanente de Licenciatura ( ) Elaboração do Programa de Formação de Professores da USP (PFPUSP) – Finalizado 2004 Para gerir o PFPUSP: Criação da Comissão Inter-unidades de Licenciatura (CIL) articulada com as Comissões Coordenadoras de Curso (CoC) Função assessora respectivamente com instâncias da Prograd e com as Comissões de Graduação Comissão Permanente de Licenciatura ( ) Elaboração do Programa de Formação de Professores da USP (PFPUSP) – Finalizado 2004 Para gerir o PFPUSP: Criação da Comissão Inter-unidades de Licenciatura (CIL) articulada com as Comissões Coordenadoras de Curso (CoC) Função assessora respectivamente com instâncias da Prograd e com as Comissões de Graduação

3 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Alguns aspectos relativos à criação do PIBID-USP Primeira tentativa para o 1º Edital (iniciativa parte da Pró - Reitoria de Graduação articulada com a FEUSP e a Comissão Inter unidades de Licenciaturas - Impedimento institucional Iniciativa isolada - Protagonismo da FEUSP e, particularmente, do EDM (Depto. de Metodologia do Ensino) na criação do PIBID-USP- Edital 2011 Motivações para entrar no Pibid: - Aproximar e articular projetos de licenciaturas fragmentados - Catalizar o processo de desenvolvimento do PFPUSP - Incorporar bandeiras históricas dos formadores - O Pibid não coincide com o estágio que temos e representa o “estágio” que gostaríamos de ter nos cursos de formação Primeira tentativa para o 1º Edital (iniciativa parte da Pró - Reitoria de Graduação articulada com a FEUSP e a Comissão Inter unidades de Licenciaturas - Impedimento institucional Iniciativa isolada - Protagonismo da FEUSP e, particularmente, do EDM (Depto. de Metodologia do Ensino) na criação do PIBID-USP- Edital 2011 Motivações para entrar no Pibid: - Aproximar e articular projetos de licenciaturas fragmentados - Catalizar o processo de desenvolvimento do PFPUSP - Incorporar bandeiras históricas dos formadores - O Pibid não coincide com o estágio que temos e representa o “estágio” que gostaríamos de ter nos cursos de formação

4 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Alguns aspectos relativos à criação do PIBID-USP Relação com a Instituição de Ensino Superior -Pró Reitoria (2012 – Comunicação/apresentação sobre o projeto, Participação de representante no I Encontro Pibid-USP ) -Comissão Inter unidades de Licenciaturas (CIL) -Unidades/Comissão coordenação de curso (CoC) -Órgãos colegiados das unidades Relação com o Sistema de Ensino Público (do início até hoje) -Secretaria Estadual e escolas (apoio ) -Secretaria Municipal e escolas (recusa 2011 e 2012, em 2013 está havendo solicitação da SME para participar) Relação com a Instituição de Ensino Superior -Pró Reitoria (2012 – Comunicação/apresentação sobre o projeto, Participação de representante no I Encontro Pibid-USP ) -Comissão Inter unidades de Licenciaturas (CIL) -Unidades/Comissão coordenação de curso (CoC) -Órgãos colegiados das unidades Relação com o Sistema de Ensino Público (do início até hoje) -Secretaria Estadual e escolas (apoio ) -Secretaria Municipal e escolas (recusa 2011 e 2012, em 2013 está havendo solicitação da SME para participar)

5 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Engajamento das escolas no Pibid 1 – Proximidade de professor da Universidade com a escola – Relações acadêmicas (projetos de extensão e pesquisa) 2 – Relação pessoal do professor da Universidade com pessoas da escola: (ex)alunos, orientandos. 3 – Quando não há relações acadêmicas – convite a escolas (aceitação por ter IDEB baixo) 4 – Envolvimento de escolas campo (por causa do PFPUSP) 5 – Criar imagem positiva da escola - Vaidade 1 – Proximidade de professor da Universidade com a escola – Relações acadêmicas (projetos de extensão e pesquisa) 2 – Relação pessoal do professor da Universidade com pessoas da escola: (ex)alunos, orientandos. 3 – Quando não há relações acadêmicas – convite a escolas (aceitação por ter IDEB baixo) 4 – Envolvimento de escolas campo (por causa do PFPUSP) 5 – Criar imagem positiva da escola - Vaidade

6 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Relação com instituições Relação com outros Pibid -Articulação Pibid de São Paulo -Influir sobre a Secretaria de Educação para agilizar convênios e apoiar o programa -Portaria do secretário Relação com outros Pibid -Articulação Pibid de São Paulo -Influir sobre a Secretaria de Educação para agilizar convênios e apoiar o programa -Portaria do secretário

7 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Emergência de subprojetos e engajamento das escolas 2011 – 3 subprojetos - 66 bolsistas ID – 11 superv. 9 escolas (Rede Estadual) 2012 – 15 subprojetos – 251 bolsistas ID – 43 superv. 35 escolas (Rede estadual e municipal) Projeção para 2013*: 24 subprojetos – 405 bolsistas ID – 75 supervisores Maior demanda da SE Municipal * Até agora grande parte dos projetos de área são desenvolvidos em escolas do Ensino Médio em virtude das disciplinas ligadas a algumas das Licenciaturas serem oferecidas majoritariamente nesse nível de ensino – 3 subprojetos - 66 bolsistas ID – 11 superv. 9 escolas (Rede Estadual) 2012 – 15 subprojetos – 251 bolsistas ID – 43 superv. 35 escolas (Rede estadual e municipal) Projeção para 2013*: 24 subprojetos – 405 bolsistas ID – 75 supervisores Maior demanda da SE Municipal * Até agora grande parte dos projetos de área são desenvolvidos em escolas do Ensino Médio em virtude das disciplinas ligadas a algumas das Licenciaturas serem oferecidas majoritariamente nesse nível de ensino.

8 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Seleção dos bolsistas Coordenadores – quem se dispõe e por convite Supervisores: - Por edital (critérios da portaria) - Espontânea - Seleção induzida – professor que tem inserção/vínculo com a escola por indicação da coordenação pedagógica (esse professor tem maiores condições para desempenhar o papel de formação) – observando-se os critérios do edital Coordenadores – quem se dispõe e por convite Supervisores: - Por edital (critérios da portaria) - Espontânea - Seleção induzida – professor que tem inserção/vínculo com a escola por indicação da coordenação pedagógica (esse professor tem maiores condições para desempenhar o papel de formação) – observando-se os critérios do edital

9 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Seleção dos bolsistas Bolsistas ID - Edital – critérios CAPES – Entrevista – Manifestação de intenções Avaliação semestral: análise do histórico – relato do supervisor – relatório do bolsista Casos de troca de bolsistas e substituição de escolas Bolsistas ID - Edital – critérios CAPES – Entrevista – Manifestação de intenções Avaliação semestral: análise do histórico – relato do supervisor – relatório do bolsista Casos de troca de bolsistas e substituição de escolas

10 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Consolidação do programa na USP - Construção no grupo de coordenação de uma perspectiva de formação comum - Discussão e acompanhamento de cada subprojeto /análise de inconsistências e fragmentação -Visibilidade do Pibid nas unidades - maior espaço para a formação docente – Reconhecimento na USP e na FEUSP -Estratégia: capilarização do Pibid na Universidade - -Interação com órgãos colegiados nas unidades e na Universidade -Despersonalizar e Institucionalizar o Pibid -Aumentar a participação nas CoC e na CIL -Convênios morosos: ausência do convênio – ausência de controle – por vias tortas há liberdade para fazermos o projeto que queremos - Construção no grupo de coordenação de uma perspectiva de formação comum - Discussão e acompanhamento de cada subprojeto /análise de inconsistências e fragmentação -Visibilidade do Pibid nas unidades - maior espaço para a formação docente – Reconhecimento na USP e na FEUSP -Estratégia: capilarização do Pibid na Universidade - -Interação com órgãos colegiados nas unidades e na Universidade -Despersonalizar e Institucionalizar o Pibid -Aumentar a participação nas CoC e na CIL -Convênios morosos: ausência do convênio – ausência de controle – por vias tortas há liberdade para fazermos o projeto que queremos

11 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Pontos de análise Fixação do licenciando no programa: Pressuposto: o aluno vai se formar pelo Pibid em condições adversas – que formação é essa? O princípio formativo emerge com o choque de realidade. O princípio é: como ensinar nessa realidade adversa que não deixa ensinar Há alunos que vêm da escola pública e tem o desejo de voltar e retribuir de algum modo pela formação recebida Há alunos que vêm da escola particular e reconhecem que não conhecem nem vivenciaram a realidade escolar que encontram e passam a se interessar Alunos são convidados em reuniões de trabalho pedagógico da escola para contar a outros professores o que estão fazendo no Pibid Divulgação interna do Pibid nas unidades durante a recepção de alunos novos Fixação do licenciando no programa: Pressuposto: o aluno vai se formar pelo Pibid em condições adversas – que formação é essa? O princípio formativo emerge com o choque de realidade. O princípio é: como ensinar nessa realidade adversa que não deixa ensinar Há alunos que vêm da escola pública e tem o desejo de voltar e retribuir de algum modo pela formação recebida Há alunos que vêm da escola particular e reconhecem que não conhecem nem vivenciaram a realidade escolar que encontram e passam a se interessar Alunos são convidados em reuniões de trabalho pedagógico da escola para contar a outros professores o que estão fazendo no Pibid Divulgação interna do Pibid nas unidades durante a recepção de alunos novos

12 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Pontos de análise Predisposição do aluno: - se estagiário: se distancia da realidade da escola pública -se pibidiano: acompanhando os embates e o trabalho do supervisor ele passa a acreditar na sua capacidade de enfrentar essa realidade Os egressos (o que já se pode ver): vão para a escola particular; escola pública e para a pesquisa. Dependendo do curso de Licenciatura há alunos que Predisposição do aluno: - se estagiário: se distancia da realidade da escola pública -se pibidiano: acompanhando os embates e o trabalho do supervisor ele passa a acreditar na sua capacidade de enfrentar essa realidade Os egressos (o que já se pode ver): vão para a escola particular; escola pública e para a pesquisa. Dependendo do curso de Licenciatura há alunos que

13 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Pontos de análise Na relação licenciando e supervisor verifica-se : -O supervisor entra com o saber do ofício para lidar com os alunos, gerir a situação (o que encoraja o aluno) -O licenciando traz elementos que também motivam e alavancam a participação do supervisor. Com a participação dele circulam novos saberes que beneficiam o supervisor e a escola. Na relação licenciando e supervisor verifica-se : -O supervisor entra com o saber do ofício para lidar com os alunos, gerir a situação (o que encoraja o aluno) -O licenciando traz elementos que também motivam e alavancam a participação do supervisor. Com a participação dele circulam novos saberes que beneficiam o supervisor e a escola.

14 III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid


Carregar ppt "III Encontro dos Coordenadores Institucionais do Pibid Tema 2 - Gestão do programa, administração das bolsas e relação institucional PIBID USP – Edital."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google