A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS -CASAGRANDE Clas. rápida por observações texturais e de plasticidade-WOODS Clas. em função do peso específico aparente seco de campo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS -CASAGRANDE Clas. rápida por observações texturais e de plasticidade-WOODS Clas. em função do peso específico aparente seco de campo."— Transcrição da apresentação:

1 CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS -CASAGRANDE Clas. rápida por observações texturais e de plasticidade-WOODS Clas. em função do peso específico aparente seco de campo - FAA - FAA Classifica o solo em função da textura e plasticidade e granulometria-AASHTO Classifica o solo em função da textura e plasticidade Classificação segundo as dimensões das partículas de solo

2 ARTUR CASAGRANDE (1942) - visando construção de aeroportos, podendo ser empregada em rodovia Solos de granulação grossa Solos com granulometria fina Solos orgânicos fibrosos de compressibilidade elevadaClassifica os solos em 3 grandes grupos;  Solos de granulação grossa - > 50% de material com D> 0,1 mm (material retido na peneira n ), com predominância das propriedades ligadas à textura  Solos com granulometria fina - <50% de material retido na peneira n , com predominância das propriedades ligadas à plasticidade do material  Solos orgânicos fibrosos de compressibilidade elevada - CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS Casagrande

3 Classificação baseada no peso específico aparente seco máximo, obtido através de procto normal Aplicação restrita aos casos em que as necessidade de projeto prendem-se em grande parte, às características de compactação. CLASSIFICAÇÃO DE WOOD peso específico aparente seco máximo Qualidade como fundação (t/m 3 ) > 2,08 excelente 1,92 a2,08bom 1,76 a 1,92razoável 1,6 a 1,76mau 1,12 a 1,6muito mau

4 Desenvolvida para dimensionamento de pavimento rígido e flexível Características  % retida na peneira 10  % passante na peneira 10 retida na peneira 40  % passante na peneira 40 retida na peneira 200  % passante na peneira 200  LL  IP Drenagem do solo - influenciam na classificação e devem ser analisados “ in situ”. Drenagem insuficiente acarreta perda de estabilidade do sub-leito CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS FAA ( FEDERAL AVIATION AGENCY )

5 CLASSIFICAÇÃO FAA Grupo <25 do solo E-1 E-2 E-3 E-4 E-5 E-6 E-7 E-8 E-9 E-10 E-11 E-12 E-13 % ret. # 10 0% a 45% 0% a 55% % pas. # 10 e é ret. # 40 > 40 > 15 Turfa % pas. # 40 e é ret. # 200 < 40 < 85 % pas. # 200 < 15 < 25 <25 <35 <45 acima de 45% LL LP 30 Solos granular. Solos finos Tabela F-1

6 Determinado a classificação do solo verificado as condições de drenagem procede-se a classificação do sub-leito Classe do Fa F1 F2 F3 F4 F5 F6 F7 F8 F9 F10 sub-leito CBR  CARACTERÍSTICAS DO SOLO GrupoTipo de solo Estabilidade carac. Granulométrica E1 granulares grossosboa, mesmo sob má drenagem pedregulho,areias bem graduadas E2 =E1+ areias - gros. Instável sob má drenagem % de silte e argila E3-4 arenosos finos

7 CASSIFICAÇÃO DE SOLOS DA AASHTO Destinguir a estabilidade do solo sob carregamento de rodas pneumáticas, sendo o solo revestido de betume AO método permite estabelecer distinção entre comportamento de solos, e codifica o solo com uma letra, a letra A, e um número, que a medida que o solo seja pior, sob o ponto de vista da estabilidade, maior será este sufixo. Os solos são divididos em materiais granulares, siltosos e argilosos, conforme a quantidade de materiais que passa na malha 200 Primeira versão poucos ensaios laboratoriais classifica os solos em grupos e sub-grupos em função da textura e plasticidade

8 ÍNDICE DE GRUPO (IG) índice de qualidade do solo, visando qualificar o solo para uso de subleito de pavimento flexível O IG depende: da % que passa na malha 200 (P); do LL e; do IP IG = 0,2.a+0,005.a.c+0,01.b.dIG = 0,2.a+0,005.a.c+0,01.b.d Classificação do subleitoClassificação do subleito Valor de a a=P 0 75% Valor de c c=LL 0 60% Valor de b b=P 0 55% Valor de d c=IP 0 30% IG Classificação. do subleito qualidade do subleito 0 a 4 solo granular alta a excelente 5 a 12 solo siltoso regular 13 a 20 solo argiloso baixa a inadequada

9 NOTAS 1945 revisão da classificação Resultados de ensaios, usados com número inteiro Solos granulares A-1 a A-3; Solos siltosos A-4 a A7 O grupo A.2 abrange todos os materiais que possuem características granulares, passando no máximo 35% pela peneira de no Os sub-grupos identificados também por números indicam as propriedades das argamassas do solo que são características de outros grupos principais Solo A-2-7, solo granular cujo material fino (argamassa) é uma argila plástica do tipo A-7

10 CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO AS DIMENSÕES DAS PARTÍCULAS classificação baseada só na distribuição granulométrica. Uma das primeiras noções no ensino de mecânica dos solos. Pode-se classificar um solo por observações toto-visuais, ou pela observação de uma curva de distribuição granulométrica Problemas internacionais- limites dos valores dos diâmetros que dividiriam entre si pedregulhos, areia, silte e argila. Esses limites dependeriam dos órgãos técnicos

11 PAVIMENTOS ECONÔMICOS SOLOS TROPICAIS Histórico EUA - classificação através de ensaios empíricos 1950 acesso a Campinas -SP uso de solo laterítico em bases de pavimento Em Araraquara o DNER usa “ solo arenoso fino laterítico” em variantes de trânsito 300m- SP Observações em construções com uso de solo laterítico- DURABILIDADE AUSÊNCIA DE RUPTURA DE BASE PEQUENAS DEFLEXÕES TRINCAS DE REFLEXÃO NOGAMI & VILLIBOR (1981) propõem “ Uma nova classificação de solos para finalidades rodoviária” -MCT

12 Miniatura, Compactado e tropical Propõe-se 2 classes de solos, segundo sua origem pedogénica, e 7 grupos, e, ensaios realizados em corpos de prova de dimensões reduzidas Ensaios - mini-MCV e perda de massa por imersão Agrupa solos tropicais, segundo seu comportamento compactado, solos com comportamento laterítico (L) e solos com comportamento não laterítico (N) Solos lateríticos:  areias lateríticas (LA)  solos arenosos lateríticos (LA´)  solos argilosos lateríticos (LG´) Solos não lateríticos;  areia não laterítica (NA)  solos arenosos não lateríticos (NA´)  solos siltosos não lateríticos (NS´)  solos argilosos não lateríticos (NG´)


Carregar ppt "CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS -CASAGRANDE Clas. rápida por observações texturais e de plasticidade-WOODS Clas. em função do peso específico aparente seco de campo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google