A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O CORPO FALA A Comunicação Silenciosa da Comunicação Não-Verbal. WEIL, Pierre; TOMPAKOW, Roland. O corpo fala: a linguagem silenciosa da comunicação não-verbal.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O CORPO FALA A Comunicação Silenciosa da Comunicação Não-Verbal. WEIL, Pierre; TOMPAKOW, Roland. O corpo fala: a linguagem silenciosa da comunicação não-verbal."— Transcrição da apresentação:

1 O CORPO FALA A Comunicação Silenciosa da Comunicação Não-Verbal. WEIL, Pierre; TOMPAKOW, Roland. O corpo fala: a linguagem silenciosa da comunicação não-verbal. 54a ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

2 By prof. Edson d´Avila 2 O Corpo Fala Sem Palavras Pela Linguagem do corpo, você diz muitas coisas aos outros. E eles tem muitas coisas a dizer para você. Também nosso corpo é antes de tudo um centro de informações para nós mesmos. É uma linguagem que não mente

3 By prof. Edson d´Avila 3 O Corpo Fala Sem Palavras Alguém à sua frente cruza ou descruza os braços, muda a posição do pé esquerdo ou vira as palmas das mãos para cima. Todos esses gestos são inconscientes e estão relacionados com o que se passa no íntimo das pessoas.

4 By prof. Edson d´Avila 4 O Homem e Seus Símbolos Símbolos: Um nome, um objeto ou mesmo uma imagem que nos pode ser familiar na vida diária, embora possua conotações especiais além do seu significado evidente e convencional. Implica alguma coisa vaga, desconhecida ou oculta para nós. É simbólico quando implica alguma coisa além do seu significado manifesto e imediato. JUNG, Carl Gustav. O homem e seus símbolos. 21 impr. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2003.

5 By prof. Edson d´Avila 5 O Homem e Seus Símbolos O homem contemporâneo não consegue perceber que, apesar de todas a sua racionalização e toda a sua eficiência, continau possuído por “forças” além do seu controle. Seus deuses e demônios absolutamente não desaparecem; têm apenas novos nomes. E conservam-no em contato íntimo com a inquietude, apreensões vagas, complicações pisicológicas, uma insaciável necessidade de pílulas, álcool, fumo, alimento e, acima de tudo, com uma enorme coleção de neuroses. Jung (1964)

6 By prof. Edson d´Avila 6 Os Símbolos Ferramentas da mente

7 By prof. Edson d´Avila 7 Os Símbolos O boi oferecendo-lhe um prato de bolo; O leão que estufa e encolhe; A águia de motocicleta.

8 By prof. Edson d´Avila 8 Os Símbolos Usamos símbolos – mensagens sintéticas de significado convencional. São como Ferramentas especializadas que a inteligência humana cria e procura padronizar para facilitar a tarefa de compreender. Característica dominante do símbolo: Fugir da palavra ou frase escrita por extenso. Weil & Tompakow (2002, p. 25)

9 By prof. Edson d´Avila 9 Os Símbolos Frase: É um grupo de símbolos (palavras); Palavra: Composta de Símbolos (letras). Frases e palavras sujeitas á um código gramatical de origem empírica e lastrado com a inevitável imprecisão semântica, especialmente a deterioração do significado percebido através de gerações. Weil & Tompakow (2002, p. 25)

10 By prof. Edson d´Avila 10 Os Símbolos  Símbolo que resolveu o problema da transmissão inconfundível do conceito de infinito (criado por John Wallis).

11 By prof. Edson d´Avila 11 Teoria da Comunicação: Sinal e Ruído de Fundo Homem das cavernas ao ver o sangue vermelho vertendo de uma ferida incisa. Percebe um sinal destacando-se como mensagem prioritária sobre o “ruído de fundo”. Sinal  Taxa de originalidade; Ruído de Fundo  Banal. De mera cor passou a ser símbolo.

12 By prof. Edson d´Avila 12 Sinal e Ruído de Fundo Hoje, milhões de anos mais tarde, a cor vermelha exige, em certas circunstâncias, a nossa atenção e “feedback” específicos. Por que o carro do corpo de bombeiros tem a cor que tem?

13 By prof. Edson d´Avila 13 Kerub: Esfinge Assíria Boi: Abdômen; (Física) Vida Instintiva e Vegetativa. (Psicológica) Leão: Tórax; Vida Emocional. Águia: Cabeça; Vida Mental (Intelectual e Espiritual).

14 By prof. Edson d´Avila 14 Expressão Corporal: O Boi Acentuação do Adômen; Requebrar das Mulheres; Homens com os polegares no cinto; Observe o Boi: Imagine uma pessoa magra que recusa um alimento: durante um instante ele avança o abdômen (motivo: barriga cheia).

15 By prof. Edson d´Avila 15 Expressão Corporal: O Leão Evidencia-se pelo tórax onde reside o coração; é o centro da emoção; o centro do EU. Preponderância do tórax: São pessoas vaidosas, egocêntricas e extremamente narcisistas; ou naquele momento querem impor. Tórax encolhido: Eu diminuído; pessoas tímidas, submissas, retraídas ou que naquele momento se sentem dominadas pela situação. Tórax Normal: Pessoa com o EU equilibrado.

16 By prof. Edson d´Avila 16 Expressão Corporal: O Leão Exercício: Observe o Leão. Converse com um amigo fazendo com que ele relate alguma proeza ou sucesso concernente à sua vida emocional e observe a modificação para maior ênfase da região torácica.

17 By prof. Edson d´Avila 17 Expressão Corporal: O Leão Pode-se observar o estado emocional do interlocutor. Olhe atentamente para o tórax: Aumento da respiração significa tensão e forte emoção; Suspiros são indicadores de ansiedade e angústia. Dependendo da vestimenta pode-se observar:  O palpitar do coração;  O aumento do ritmo cardíaco. Não dê bandeira: caso o observado perceba a sua intenção, poderá modificar propositalmente o ritmo respiratório.

18 By prof. Edson d´Avila 18 Expressão Corporal: A Águia Representada pela Cabeça: Estado de controle do corpo e da mente. Cabeça Erguida: Hipertrofia do controle mental; Cabeça Baixa: Controlado pelos estímulos externos; Posição Normal: Controle normal da mente.

19 By prof. Edson d´Avila 19 Expressão Corporal: A Águia Exercício: O magro recusando o bolo Cabeça avançada; Abdômen proeminente; Braços recusam.

20 By prof. Edson d´Avila 20 Expressão Corporal É preciso Treinar Veja a figura ilustrativa e perceba que a atitude da mulher mudou. Observe duas pessoas conversando: cruzam, descruzam as pernas, tomam diversas posições de tórax e braços.  Note que uma está praticamente imitando a outra. Sinal de simpatia entre ambas; Quem primeiro modificar a posição é o líder momentâneo da conversa.

21 By prof. Edson d´Avila 21 Cultura Ocidental e a Linguagem Corporal Estatueta de Buda, mas não o busto de Buda. A cultura oriental percebe melhor a linguagem do corpo.

22 By prof. Edson d´Avila 22 Expressão Corporal: A Águia A cabeça e o tórax, de forma harmoniosa, podem expressar a mesma coisa.

23 By prof. Edson d´Avila 23 Expressão Corporal: Aplicando o que Aprendeu Lembra daquela senhora que estava segurando a bolsa. Qual será o melhor momento para vender- lhe alguma coisa?

24 By prof. Edson d´Avila 24 Análise de um Sorriso Na própria cabeça temos representados os três animais: O Boi: representado pela boca por onde entram os alimentos. O Leão: representado pelo nariz onde entra o oxigênio para os pulmões; A Águia: representadas pelos olhos que são o espelho da mente.

25 By prof. Edson d´Avila 25 Região Ocular Imensa importância expressiva; Revela a atitude da mente; Sobrancelhas abaixadas Concentração; reflexão; seriedade. Sobrancelhas levantadas: Surpresa; espanto; alegria.

26 By prof. Edson d´Avila 26 Região Ocular Olhos Brilhantes: Entusiasmo; alegria. Olhos Baços (sem brilho) : Desânimo; tristeza.

27 By prof. Edson d´Avila 27 Região Labial Lábios arqueados para cima: Prazer; alegria; satisfação. Lábios arqueados para baixo: Desprazer; tristeza; insatisfação. Lábios em bico: Dúvida; contrariedade; raiva.

28 By prof. Edson d´Avila 28 Análise do Sorriso A. Canto curva para cima: basicamente um sorriso. B. Costas encurvadas; cabeça encolhida entre os ombros: Atitude de animal à espreita de inimigo; agressividade. C. Músculo orbicular das pálpebras contraído: Observação aguda, firme. D. Lábios comprimidos: Propósito firme. E. Queixo apoiado nas mãos: Espera firme; paciente, desafiadora.

29 By prof. Edson d´Avila 29 Análise do Sorriso Resultado: 4 Negativos; 1 Positivo: Sorriso-Maldade.

30 By prof. Edson d´Avila 30 Análise Sorriso A. Meio sorriso unilateral B. Distenção do músculo orbicular mais contração do frontal: Surpresa mais desaprovação. C. Músculos elevadores do lábio superior, zigomáticos, bucinador e risórius em contração: Amargura temperada com senso de futilidade.


Carregar ppt "O CORPO FALA A Comunicação Silenciosa da Comunicação Não-Verbal. WEIL, Pierre; TOMPAKOW, Roland. O corpo fala: a linguagem silenciosa da comunicação não-verbal."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google