A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Crescimento Económico em Moçambique

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Crescimento Económico em Moçambique"— Transcrição da apresentação:

1 Crescimento Económico em Moçambique
Experiência e Desafios para a Política Económica Crispolti, V. (AFR) Vitek, F. (SPR)

2 Objectivos da apresentação
Fazer um balanço da experiência do crescimento de Moçambique nos últimos quinze anos, examinando os factores que contribuíram para o crescimento e traçando paralelos com a experiência de outros países. Identificar áreas que ajudariam a acelerar o crescimento económico de maneira justa e sustentável, aumentar a competitividade externa, diversificar a base das exportações e fortalecer a formulação da política económica perspectivando o futuro. Desenvolver recomendações de políticas apropriadas para alcançar o desenvolvimento económico sem pôr em risco a estabilidade macroeconómica.

3 Estrutura da apresentação
Parte 1: A Experiência do Crescimento de Moçambique em Perspectiva (Crispolti, V.) Factores que contribuem para o crescimento económico Comparações internacionais Parte 2: Evidências Empíricas sobre os Determinantes do Crescimento Económico (Vitek, F.) Medição da abundância de capital Vínculo entre investimento e crescimento Recomendações em matéria de políticas

4 Parte 1: A Experiência do Crescimento de Moçambique em Perspectiva
V. Crispolti

5 Forte expansão no pós-guerra
Desde o início dos anos 90, o produto real cresceu à média de 8,2 por cento ao ano, produzindo grandes melhorias nas condições de vida dos moçambicanos (PARPA, 2007) Since the end of a protracted civil war in 1992, at which time Mozambique was one of the poorest countries in the world, output has grown by 8.2 percent per year on average. This nearly doubled living standards as measured by output per capita, achieving a significant reduction in poverty.

6 Fontes do crescimento: Produção
A expansão económica está bem distribuída entre os sectores produtivos, com os mega projectos a ditar os moldes da actividade económica no sector secundário. The strong postwar economic expansion experienced by Mozambique has been spread across sectors, yet accompanied by a structural transformation towards the secondary sector away from the primary and tertiary sectors. During this economic expansion, the secondary sector grew by 12.8 percent on average, while the primary sector grew by 7.7 percent on average, and the tertiary sector grew by 7.4 percent on average. Accordingly, the production share of the secondary sector rose from 12 to 23 percent, while that of the primary sector fell from 29 to 26 percent, and that of the tertiary sector fell from 59 to 52 percent.

7 Fontes do crescimento: Despesa
O crescimento do produto foi apoiado pela forte procura interna, que abrange os investimentos relacionados aos mega projectos. The geographical characteristics and natural resource endowments of Mozambique confer comparative advantage on its agriculture, fishing, mining, electricity, transportation, and tourism industries. The postwar economic expansion was stimulated by robust growth in export demand for the goods and services produced by these industries, inducing the reallocation of production to exploit this strengthening pattern of comparative advantage. While export supply growth consistently contributed to the economic expansion, high import demand growth often dominated it, reflecting high domestic demand growth.

8 O crescimento foi seguido da maior inserção na economia mundial
O crescimento conduziu à maior abertura ao comércio internacional, o que contribuiu para a melhor sincronização com os ciclos económicos de outras regiões do mundo.

9 Outros factores que afectam o crescimento
Factores de apoio: Gestão prudente da política macroeconómica; Implementação de reformas estruturais chaves; Período prolongado de estabilidade política após a guerra civil. Potencial inexplorado: Medidas para melhorar o ambiente de negócios; Integração regional.

10 Tendências recentes: Crescimento
Mais recentemente, porém, a economia começou a perder fôlego, o que reflecte a tendência descendente de crescimento do produto potencial.

11 Tendências recentes: Pobreza
Além disso, a pobreza continua alta, como indica o baixo nível do PIB per capita de Moçambique, que em 2008 ainda estava abaixo do 25º percentil da distribuição dos países subsarianos. 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1 1995 - 99 2000 04 2005 09 Moçambique PIB per capita à PPP nos países subsarianos (classificados segundo o percentil)

12 Comparações internacionais
Para facilitar a análise, o desempenho de Moçambique em termos de crescimento pode ser comparado com a experiência de países semelhantes em diferentes regiões do mundo. Isto ajuda a esclarecer os grandes desafios que as autoridades terão de enfrentar daqui para a frente. As conquistas de Moçambique são comparadas aos êxitos obtidos por diversos países subsarianos não exportadores de combustíveis e por economias comparáveis na Ásia.

13 Comparações internacionais: países subsarianos
O crescimento de Moçambique se sobressai no plano regional… Convergence of living standards in developing countries towards those in developed countries requires supportive macroeconomic and structural policies. The appropriate policy mix depends on a variety of country specific factors which influence the pattern of comparative advantage, and much can be learned from the economic development experiences of other countries.

14 Comparações internacionais: países asiáticos
… e em relação à experiência bem sucedida dos seus homólogos asiáticos.

15 Comparações internacionais: Tendências recentes
Contudo, o crescimento está a arrefecer, o que reflecte, em parte, o recente declínio nas taxas de investimento…

16 Comparações internacionais: Investimento total
…que, em contrapartida, estão a aumentar entre os países homólogos…

17 Comparações internacionais: Investimento privado
… como reflexo, sobretudo, do maior investimento privado.

18 Parte 2: Evidências Empíricas sobre os Determinantes do Crescimento Económico
F. Vitek

19 Medição da abundância de capital
Os principais determinantes da melhoria das condições de vida a longo prazo são: Aumento da produtividade Intensificação do capital Medidas da abundância do capital ajudariam a definir as prioridades em termos de objectivos do desenvolvimento económico. The fundamental drivers of long run growth in living standards, as measured by output per capita, are productivity advancement, and physical and human capital deepening. Measures of capital stock depth indicate the abundance of different types of capital relative to other factors of production. They reveal where a country lies along the economic development spectrum, and can help prioritize its economic development objectives.

20 Construímos índices da intensidade do stock de capital com uma análise das principais componentes
Agregamos os indicadores observados da abundância de capital físico privado, capital físico público e capital humano em relação a outros factores de produção. Os dados transversais cobrem 182 economias We construct capital stock depth indexes by aggregating observed indicators of the abundance of private physical capital, public physical capital, and human capital relative to other factors of production. In particular, these capital stock depth indexes are the leading principal components of representative sets of standardized capital stock depth indicators. The cross sectional data set consists of the latest available annual observations on these indicators for 182 advanced, emerging, and developing economies.

21 Resultados da estimação das principais componentes em Moçambique
In constructing an index of the depth of the private capital stock, we consider indicators of the abundance of machinery and equipment in the primary, secondary, and tertiary sectors. For the public capital stock, we consider indicators of the abundance of telecommunications, electricity, and transportation infrastructure. For the human capital stock, we consider indicators of the health and educational attainment of the labor force. Where possible, these capital stock depth indicators capture both quality and quantity.

22 A abundância de capital em Moçambique está próxima à base da distribuição global
Our capital stock depth indexes indicate that Mozambique ranks near the bottom of the economic development spectrum. Indeed, we estimate that private capital abundance in Mozambique lies in the fourth percentile of the global distribution, while public capital abundance lies in the seventh percentile, and human capital abundance lies in the second percentile.

23 Abundância de capital é baixa também se comparada com países similares

24 O vínculo entre investimento e crescimento
Realizamos uma análise empírica dos determinantes das condições de vida em Moçambique. A base teórica é o modelo de crescimento neoclássico A base empírica é o modelo de correcção de erros We conduct an empirical analysis of the determinants of growth in living standards in Mozambique, with an emphasis on the relationship between investment and growth. The theoretical framework underlying this empirical analysis is a neoclassical growth model featuring a distinction between private physical capital, public physical capital, and human capital. The empirical framework is a panel error correction model in which the short run dynamics of growth in output per capita are driven by standard determinants of business cycle dynamics, while its long run trend is derived from the neoclassical growth model.

25 Resultados da estimação do modelo de correcção de erros para 182 economias entre 1980 e 2008
We estimate this panel error correction model by the generalized method of moments. The panel data set covers 182 advanced, emerging, and developing economies over the period 1980 through 2008. Our panel error correction model estimation results support our theoretical predictions concerning the determinants of economic growth, and are very robust to excluding advanced economies from the data set.

26 A melhoria das condições de vida foi impulsionada pelo aumento da produtividade, e não pela intensificação do capital During the postwar economic expansion, purchasing power parity adjusted output per capita has grown by 3.6 percent per year on average. An estimated structural decomposition based on our panel error correction model suggests that the average contribution of productivity advancement was 3.8 percent per year, whereas that of capital deepening was −0.6 percent per year. This estimated negative average contribution of capital deepening reflects a decline in the private investment rate from 6.1 percent in 1992 to 4.4 percent in 2007, together with a decline in the public investment rate from 13.6 percent to 11.7 percent over this period.

27 Os efeitos expansionistas estimados do alargamento do investimento são consideráveis
Estima-se que um aumento de um por cento na taxa de investimento privado cause um aumento de 1,3 por cento no crescimento do produto. Estima-se que um aumento de um por cento na taxa de investimento público cause um aumento de 0,5 por cento no crescimento do produto. Developing economies in which capital is relatively scarce are predicted to realize relatively large expansionary effects from scaling up investment. In the case of Mozambique, a one percent increase in the rate of private investment from its relatively low level of 4.1 percent in 2008 is estimated to raise output growth by 1.3 percent on impact. Meanwhile, a one percent increase in the rate of public investment from its relatively high level of 11.6 percent in 2008 is estimated to raise output growth by 0.5 percent on impact.

28 Os efeitos expansionistas estimados do investimento em infra-estruturas são coerentes com os resultados existentes Estima-se que, nos países de baixo rendimento com políticas macroeconómicas prudentes, um aumento de um por cento na taxa de investimento em infra-estrutura financiado por donativos produza um crescimento do produto da ordem de: 0,4 por cento, segundo Burnside e Dollar (1997, WB) 0,3 por cento, segundo Spinetto, Teresa e Moll (2005, WB) Our estimate of the expansionary effect of infrastructure investment for Mozambique is consistent with the results of existing research. In a cross sectional empirical analysis, Burnside and Dollar (1997) of the International Monetary Fund estimated that a one percent increase in the rate of grant financed infrastructure investment raises output growth in low income countries with prudent macroeconomic policies by 0.4 percent. A similar empirical analysis by Spinetto, Teresa and Moll (2005) of the World Bank which focused on Mozambique estimated an expansionary effect of 0.3 percent.

29 O investimento público em infra-estruturas deveria ser bem dirigido para maximizar o efeito expansionista A persistência do efeito expansionista do investimento público dependerá da medida em que este promove o investimento privado no futuro. Deve ser bem dirigido, para potenciar os benefícios e baixar os custos do investimento privado. Construir “pontes para lugar nenhum” não produzirá um aumento sustentado do crescimento económico. The persistence of the expansionary effect of public investment in infrastructure will depend on the degree to which it promotes future private investment in physical capital. If well targeted to raise the benefits and reduce the costs of private investment, perhaps by eliminating production or distribution bottlenecks, then this persistence is likely to be high. In contrast, building “bridges to nowhere” will not yield a sustained increase in economic growth.

30 Conclusão Desde o fim da guerra civil, o produto de Moçambique cresceu a um ritmo vertiginoso, que quase dobrou as condições de vida. Contudo, apesar do contributo positivo dos mega projectos, o crescimento tem vindo a arrefecer, e a pobreza continua alta. As comparações internacionais indicam que Moçambique tem condições de alargar o seu crescimento económico e reduzir a pobreza no longo prazo. Dada a necessidade de preservar a estabilização macroeconómica e a sustentabilidade da dívida, deve-se promover o crescimento económico de bases amplas, através de: Investimentos públicos em infra-estruturas que contribuam para estimular o investimento privado; Reforma estrutural sequenciada das instituições; Esforço concentrado no sentido de melhorar o ambiente de negócios e alargar a integração regional; Políticas monetárias e fiscais prudentes. To induce strong and sustainable growth in living standards, prudent macroeconomic policies must operate within a supportive business environment. As the provider of public infrastructure and institutions, the government influences the incentives to invest in physical and human capital. Our analysis indicates that the postwar economic expansion in Mozambique has been broad based, but has been gradually decelerating and skewed towards the megaproject export sector, creating a dual economic structure. We conclude that if the government of Mozambique can access sufficient external financing without jeopardizing public debt sustainability, then broad based economic growth should be promoted by well targeted public investment in infrastructure, well sequenced structural reforms which improve economic institutions, and prudent monetary and fiscal policies.

31 Muito obrigado


Carregar ppt "Crescimento Económico em Moçambique"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google