A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PATERNIDADE DE DEUS I João 3.1-3. A revelação de Deus como Pai “Você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai... E o seu Pai,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PATERNIDADE DE DEUS I João 3.1-3. A revelação de Deus como Pai “Você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai... E o seu Pai,"— Transcrição da apresentação:

1 PATERNIDADE DE DEUS I João 3.1-3

2 A revelação de Deus como Pai “Você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai... E o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa.” (Mateus 6.6) “Orem assim: Pai nosso que estás no céu...” (v.9)

3 A revelação de Deus como Pai “Vejam como é grande o amor do Pai por nós! O seu amor é tão grande, que somos chamados de filhos de Deus e somos, de fato, seus filhos.” (I João 3.1)

4 Diferença entre criaturas e filhos alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus. O João 1.12 : “Porém, alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus. Eles não se tornam filhos de Deus pelos meios naturais, isto é, não nasceram como nascem os filhos de um pai humano: o próprio Deus é quem foi o Pai deles.” O Jesus e os mestres da Lei e os fariseus (João ): filhos de Deus e filhos do diabo.

5 Nossa filiação é um ato do amor de Deus “Não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou o seu Filho...” (I João 4.10)

6 PRIVILÉGIOS DE FILHOS O Recebemos o Espírito de adoção “O Espírito que vocês receberam de Deus... Torna vocês filhos de Deus e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: ‘Pai, meu Pai!’. O Espírito de Deus se une com o nosso espírito para afirmar que somos filhos de Deus” (Romanos 8.15,16). O Encontramos intimidade e amizade com Deus “Pai, meu Pai” ou “Paizinho”.

7 PRIVILÉGIOS DE FILHOS O Recebemos a herança da família do Pai “Vocês não são mais escravos, vocês são filhos. E, já que são filhos, Deus lhes dará tudo o que ele tem para dar aos seus filhos” (Gálatas 4.7).

8 PRIVILÉGIOS DE FILHOS O Seremos aperfeiçoados como filhos “Meus amigos, agora nós somos filhos de Deus, mas ainda não sabemos o que vamos ser. Porém, sabemos isto: quando Cristo aparecer, ficaremos parecidos com ele, pois o veremos como ele realmente é” (I João 3.2).

9 RESPONSABILIDADES DOS FILHOS DE DEUS O Viver no status de filho “E todo aquele que tem essa esperança em Cristo purifica-se a si mesmo, assim como Cristo é puro” (I João 3.3) O Compromisso com a nova família "Peço a vocês que vivam de uma maneira que esteja de acordo com o que Deus quis quando chamou vocês" (Ef 4.1).

10 kjlklkl O Sente-se só: Falta uma intimidade vital diária com Deus; é muito preocupado consigo mesmo. O Vive ansioso com necessidades sentidas: amigos, dinheiro, etc; “Eu estou sozinho e ninguém se importa”, nunca está bem. O Tem uma segurança crescente de que “Deus é realmente seu amado Pai celestial” (I João 4.16). O Confia no Pai e tem uma confiança que cresce dia a dia no amor Paterno, vive livre de preocupação (Mt 6.25ss).

11 kjlklkl O Vive uma vida baseada no fracasso/sucesso. Quer parecer bom a todo custo, é orientado para performance. O Sente-se condenado, culpado e indigno diante de Deus e dos outros. O Aprende a viver numa consciência diária de que sua vida é uma sociedade com Deus. Não se sente amedrontado. O Sente-se amado, perdoado e totalmente aceito porque reconhece que os méritos de Cristo o cobrem realmente.

12 kjlklkl O Tem uma fé frágil, muito medo e nenhuma habilidade para confiar em Deus. “Eu tenho que consertar isto”. O Trabalha com um forte senso de obrigação, trabalha duro e sempre vive esgotado. O Vive confiando diariamente no soberano plano de Deus para sua vida, sabendo que este plano é sábio, amoroso e o melhor. O Oração é seu primeiro recurso. “Vou perguntar primeiramente ao meu Pai, meu paizinho.”

13 kjlklkl O É rebelde diante de Deus e dos outros, frequentemente é frio e de coração duro. O É auto confiante, mas desencorajado, derrotado, sem o poder do Espírito Santo. O Tem a coragem de ser submisso, tem um coração quebrado e contrito. (Sl.51:17). O Está confiado em Cristo e encorajado nEle. Porque o Espírito Santo está trabalhando.

14 kjlklkl O Murmurador e sem gratidão diante de Deus e dos outros; precisa humilhar os outros, demonstra um espírito amargo e crítico. O Está sempre se comparando com outros. Seus sentimentos variam do orgulho à depressão. O Confia no Santo Espírito para guiar sua palavra para adoração, edificação, gratidão e encorajamento (Ef. 4:29) O Está firmemente fundamentado em Cristo. Seu valor pessoal vem do sangue de Jesus, sua justiça não está fundamentada em ação humana. (Fp.3:9)

15 kjlklkl O Quase não ora. Oração é seu “último recurso”, quando tudo o mais falha... ora frequentemente em público, raramente na vida privada. O É auto centrado; “Se eles vissem as coisas da forma como eu vejo!”. Tem uma profunda necessidade de estar no controle de toda situação, sua e dos outros. O Oração é uma parte vital do seu dia, oração não é limitada ao “momento devocional”, tem prazer em falar com o Pai (I Ts.5:16-18). O Tem sido controlado por Cristo; ministra no poder do Espírito Santo - não na força de sua carne.


Carregar ppt "PATERNIDADE DE DEUS I João 3.1-3. A revelação de Deus como Pai “Você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai... E o seu Pai,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google