A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo 1 – Introdução à fotografia, cinema e design.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo 1 – Introdução à fotografia, cinema e design."— Transcrição da apresentação:

1 Módulo 1 – Introdução à fotografia, cinema e design

2  Eadweard J. Muybridge ( 9 de abril de 1830 – 8 de maio de 1904) foi um fotógrafo inglês  Inventor do zoopraxiscópio (dispositivo para projectar os retratos de movimento que seria o precursor da película de celuloide que é usada ainda hoje)  Uso de múltiplas câmaras para captar o movimento  Câmaras estereoscopias, 21 polegadas

3 Película de celuloide = Zoopraxiscópio =

4 Câmaras estereoscopias, 21polegadas Múltiplas câmaras para captar o movimento

5 Louis e Auguste Lumière fundaram a primeira sala de cinema comercial. As primeiras fitas projectadas reproduziam cenas do quotidiano: saída de operários de uma fábrica, a hora da refeição, um ferreiro a trabalhar... O cinematógrafo foi uma invenção dos Irmãos Lumière, que combinava as funções de câmara e projector.

6

7 Na Exposição Universal de Paris em 1900, foram apresentados pela primeira vez filmes com som. Foi montado sob a Torre Eiffel um écran gigante com 15 metros de altura e 21 de largura. Cerca de espectadores por dia podiam apreciar imagem e som em simultâneo.

8 Georges Méliès utilizou pela primeira vez efeitos especiais e cenários, transformando a fotografia animada numa nova forma de expressão artística. A Sétima Arte

9 Nesta mesma época, um mágico ilusionista chamado Georges Méliès( ), que comandava um teatro nas vizinhanças do local da primeira exibição mencionada, quis comprar um cinematógrafo, para utilizá-lo em seus números de mágica. No entanto, os Lumière não quiseram vender-lhe, e o pai dos irmãos inventores chegou a dizer a Meliès que o aparelho tinha finalidade científica e que o mágico teria prejuízo, se gastasse dinheiro com a máquina, para fazer entretenimento.

10 Meliès conseguiu um aparelho semelhante, depois, na Inglaterra, e foi o primeiro grande produtor de filmes de ficção, com narrativas, voltados para o entretenimento. Nas suas experiências, o mágico descobriu vários truques que resultaram nos primeiros efeitos especiais da história do cinema. Foi o responsável, portanto, pela inserção da fantasia na realização de filmes. Georges Méliès( ), diretor, ator, produtor, fotógrafo e figurinista, é considerado o pai da arte do cinema.

11 Pioneiro na utilização de figurinos, atores, cenários e maquiagens, opõe-se ao estilo documentarista. Realiza os primeiros filmes de ficção: -Viagem À Lua (Le Voyage dans la lune ) - A Conquista do Pólo (LaConquête du Pôle – 1912) Desenvolve diversas técnicas: - fusão, - Exposição múltipla, - Uso de maquetes e truques ópticos, - Precursores dos efeitos especiais.

12

13 Max Linder Sarah Bernhardt

14 Charles Pathé cria a primeira grande indústria de filmes. Surgem as primeiras comédias, dramas, séries policiais... Nasce a primeira estrela cómica –Max Linder (antecessor de Chaplin) e Sarah Bernhardt (actriz de teatro que se dedicou ao cinema)

15 Pequenos documentários e ficções são os primeiros géneros do cinema. A linguagem cinematográfica desenvolve-se, criando estruturas narrativas. Na França, na primeira década do século XX, são filmadas peças de teatro, com grandes nomes do palco, como Sarah Bernhardt.

16 No cinema, é o primeiro a utilizar dramaticamente o close, a montagem paralela, o suspense e os movimentos de câmara. Em 1915, com Nascimento de Uma Nação (TheBirth of a Nation), realiza a primeira longa-metragem americana, tida como a base da criação da indústria cinematográfica de Hollywood. Com Intolerância (Intolerance), de 1916,faz uma ousada experiência, com montagens e histórias paralelas. Em 1913 surgem, com Max Linder – que mais tarde inspiraria Chaplin–,o primeiro ator cómico e, com o Fantasmas, de Louis Feuillade, as primeiras series policiais. David W. Griffith ( ) Nascido nos Estados Unidos, é considerado o criador da linguagem cinematográfica.

17 A produção de comédias intensifica-se nos Estados Unidos e chega à Inglaterra e Rússia. Na Itália, Giovanni Pastrone realiza superproduções épicas e históricas, como Cabíria, de 1914.

18 Ascensão de Hollyood Com o recesso do cinema europeu durante a 1ª Guerra Mundial, a produção de filmes concentra-se em Hollywood, na Califórnia, onde surgem os primeiros grandes estúdios. Em 1912, MackSennett, o maior produtor de comédias do cinema mudo, que descobriu Charles Chaplin e Buster Keaton, instala a sua KeystoneCompany. No mesmo ano, surge a Famous Players (futura Paramount) e, em 1915, a Fox Films Corporation

19 Para enfrentar os altos salários e custos de produção, exibidores e distribuidores reúnem-se em conglomerados autonomos, como a UnitedArtists, fundada em A década de 20 consolida a indústria cinematográfica americana e os grandes generos – western, policial, musical e, principalmente, a comédia –, todos ligados diretamente ao estrelismo. https://www.youtube. com/watch?v=_us6n0 SEFlk

20 O desenvolvimento dos grandes estúdios proporciona o surgimento do star system, o sistema de "fabricação” de estrelas que encantam as plateias. Mary Pickford, a "noivinha da América“, ThedaBara, Tom Mix, Douglas Fairbankse Rodolfo Valentino são alguns dos nomes mais expressivos. ThedaBara Rodolfo Valentino

21 Sombras, loucura e grotesco. O movimento tenta representar o clima pós-guerra e dura até a ascensão de Hitler, que proibiu as “artes degenaradas” e afugentou grandes artistas. Destacam-se os filmes "Das Cabinetdes Dr. Caligari“ ("O gabinete do doutor Caligari"), de 1920, do diretor Robert Wiene, "Nosferatu", "Phantom“ ambos de 1922 e do diretor Friedrich Wilhelm Murnaue Metrópolis de Fritz Lang de 1929.

22 Já tinham sido feitas experiências com som,mas com problemas de sincronização e amplificação. As primeiras experiências de sonorização, feitas por Thomas Edison, em 1889, são seguidas pelo grafonoscópio de Auguste Baron (1896) e pelo cronógrafo de Henri Joly (1900), sistemas ainda falhos desincronização imagem-som.

23 Em 1926, a Warner Brothers introduziu o sistema de som Vitaphone (gravação de som sobre um disco) e, em 1927, a lançou o filme "The Jazz Singer", um musical que pela primeira vez na história do cinema possuía alguns diálogos e cantorias sincronizados aliados a partes totalmente sem som. Em 1928 o filme "The Lights of NewYork“, (também da Warner), tornaria-se o primeiro filme com som totalmente sincronizado.

24 1928 – Walt Disney realiza o primeiro filme de animação sonoro com o rato Mickey como protagonista: Steamboat Willie (O Barco a Vapor Willie) O som gravado no disco do sistema Vitaphone foi logo sendo substituído por outro sistema como o Movietone da Fox, De Forest Phono filme Photophoneda RCA com sistema de som no próprio filme. O Beijo, lançado em 1929 e protagonizado pela atriz sueca Greta Garbo, foi o último filme mudo da MGM e o último da história de Hollywood, com exceção de duas jóias raras de Chaplin: Luzes da Cidade e Tempos Modernos. SteamboatWillie – 1928 Tempos Modernos https://www.youtube.c om/watch?v=BBgghnQ F6E4

25 As experiências com filme colorido começaram em 1906, mas só como curiosidade. Os sistemas experimentados, como o Technicolor de duas cores, foram decepcionantes e fracassaram na tentativa de entusiasmar o público. Mas por volta de 1933, o Technicolor foi aperfeiçoado com um sistema de três cores comercializável, empregado pela primeira vez no filme Vaidade e beleza (1935), de Rouben Mamoulian. Na década de 1950, o uso da cor generalizou-se tanto que o preto e branco ficou praticamente relegado a"pequenos” filmes.


Carregar ppt "Módulo 1 – Introdução à fotografia, cinema e design."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google