A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Empresas Juniores: prescrições para um contexto de pesquisa Rio de Janeiro, 2012 Autores:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Empresas Juniores: prescrições para um contexto de pesquisa Rio de Janeiro, 2012 Autores:"— Transcrição da apresentação:

1 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Empresas Juniores: prescrições para um contexto de pesquisa Rio de Janeiro, 2012 Autores: Elziane Campos (doutoranda), Andressa Macedo (graduanda), Camila Ferreira (graduanda), Camila Gomes (graduanda), Clarissa Bonatti (mestre), João Luis Negreiros (graduando), Karinne Leissa (graduanda), Natália Silva (graduanda), Gardênia Abbad (doutora).

2 2 Introdução O Movimento Empresa Júnior (MEJ) em 2009:  EJs localizadas em todo o país (exceto no Norte);  empresários juniores;  projetos por ano;  Ganho anual médio por EJ de até 50 mil reais;  “PIB Júnior” estimado em R$ ,00. Empresa Júnior (EJ): “é uma associação civil, sem fins econômicos, constituída e gerida exclusivamente por alunos de graduação de estabelecimentos de ensino superior, que presta serviços e desenvolve projetos para empresas, entidades e sociedade em geral, nas suas áreas de atuação, sob a orientação de professores e profissionais especializados (Brasil Júnior, 2011)”.

3 3 Introdução As EJs possibilitam aos seus integrantes:  Desenvolver competências;  Desenvolver a capacidade empreendedora;  Formação diferenciada, voltada para a realidade do mercado;  Ampliação de sua rede de relacionamentos;  Aumento da empregabilidade;  Amadurecimento profissional;  Desenvolvimento do senso de responsabilidade e comprometimento;  Desenvolvimento da liderança. Objetivo da Pesquisa: Especificar limitações situacionais, oportunidades a serem aproveitadas pelas EJs e seus desafios e mudanças de modo a prescrever ações que maximizem o desenvolvimento do MEJ e de seus integrantes.

4 Método 4 Entrevistas Individuais Semi-estruturadas Participantes (22) 14 ex-empresários juniores, profissionais do mercado; 6 professores orientadores de EJs; 2 profissionais que trabalhavam diretamente no fomento do MEJ Instrumento Roteiro: Quais são as maiores fraquezas que as EJs enfrentam em sua opinião? Quais são as maiores oportunidades que as EJs podem aproveitar em sua opinião? Quais são os maiores desafios e mudanças futuros que as EJs enfrentarão em sua opinião? Procedimentos e Análise de Dados Transcrição Parcial; Análise de conteúdo.

5 Resultados 5 Limitações das EJs (7) Lacunas de Competências e de Efetividade Organizacional (Freq.=13); Imaturidade dos Membros (Freq.= 10); Inabilidade para Ganhar e Manter Espaço no Mercado (Freq.= 9); Necessidade de Valorização e Investimento no MEJ pelo próprio MEJ (Freq.= 6); Falta de Tempo dos Membros para se dedicar ao MEJ (Freq.=4); Preconceitos quanto ao MEJ (Freq.= 4); Falta de Recursos Financeiros (Freq.= 3).

6 Resultados 6 Oportunidades a serem aproveitadas pelas EJs (5) Vantagens próprias da natureza da EJ (Freq.= 14); Diversificar na atuação (Freq.= 7); Ações de Fortalecimento entre EJs, dentro das EJS e entre EJs e Departamento(Freq.= 6); Consultoria e Pesquisa (Freq.= 5); Parcerias que fortaleçam o MEJ (Freq.=4).

7 Resultados 7 Desafios e Mudanças 1.Consolidação e Divulgação da “Marca MEJ” (Freq.= 23) 2.Rotatividade e Gestão do Conhecimento (Freq.= 20) 3.Unicidade da Identidade MEJ (Freq.= 16) 4.Formalização do apoio da IES e do Departamento de Ensino do Curso e Reconhecimento quanto a Capacidade Formadora das EJs (Freq.= 9) 5.Formalização da Vinculação dos Professores na Orientação das Atividades das EJs (Freq.= 7) 6.Educação Continuada (Freq.= 4) 7.Revisão do modelo de Gestão e de Prestação de Serviços (Freq.= 4) 8.Competitividade no mercado e entre EJs (Freq.= 3) 9.REUNI (Freq.= 2) 10.Regulamentação (Freq.= 2) 11.Espaço Físico (Freq.= 2)

8 8 Discussão Unificação da identidade do MEJ (prerrogativas e diretrizes); Consolidação e divulgação da marca “MEJ”; Inibição de perdas e rupturas geradas na troca das gestões com a rotatividade; Formalização do vínculo de apoio, incentivo e reconhecimento das IES e Departamentos de Ensino quanto ao MEJ; Formalização do vínculo dos professores com as EJs; Revisão da estrutura organizacional e produtiva da EJs (efetividade das práticas); Busca pela expansão de infra-estrutura das EJs; Realização de pesquisas vinculadas aos serviços de consultoria; Composição de “equipes multidisciplinares” com membros de diferentes EJs para a realização de projetos.

9 9 A diversidade de achados indicam amplas possibilidades de fortalecimento do MEJ, considerando sua complexidade e englobando todas suas esferas. Espera-se que os aspectos identificados e relatados contribuam para:  Desenvolver e consolidar o MEJ brasileiro;  Fomentar debates quanto a políticas e perspectivas futuras do MEJ;  Promover uma discussão mais ampla sobre ações de capacitação e de experiências profissionalizantes ainda na graduação. Considerações Finais

10 Autores: Elziane Bouzada Dias Campos (mestre), Andressa Macedo (graduanda), Camila Ferreira (graduanda), Camila Gomes (graduanda), Clarissa Bonatti (mestre), João Luis Negreiros (graduando), Karinne Leissa (graduanda), Natália Silva (graduanda), Gardênia Abbad (doutora). Obrigada!


Carregar ppt "V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Empresas Juniores: prescrições para um contexto de pesquisa Rio de Janeiro, 2012 Autores:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google