A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PORQUE É FUNDAMENTAL CONSOLIDAR O ENSINO FUNDAMENTAL NO BRASIL APONTAMENTOS PARA REFLEXÃO E INTERVENÇÃO NA POLITICA EDUCACIONAL

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PORQUE É FUNDAMENTAL CONSOLIDAR O ENSINO FUNDAMENTAL NO BRASIL APONTAMENTOS PARA REFLEXÃO E INTERVENÇÃO NA POLITICA EDUCACIONAL"— Transcrição da apresentação:

1 PORQUE É FUNDAMENTAL CONSOLIDAR O ENSINO FUNDAMENTAL NO BRASIL APONTAMENTOS PARA REFLEXÃO E INTERVENÇÃO NA POLITICA EDUCACIONAL

2 DIRETRIZES DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NA GARANTIA DE DIREITOS. Democratização do Acesso e da Permanência;. Democratização do Acesso e da Permanência;. Qualidade do Atendimento;. Qualidade do Atendimento;. Gestão Democrática.. Gestão Democrática.

3 A DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO:NEM TUDO SÃO FLORES... A) ensino fundamental de 9 anos – a exclusão por dentro do sistema; A) ensino fundamental de 9 anos – a exclusão por dentro do sistema; B) educação infantil (de zero a cinco anos) – o baixo percentual de atendimento e a “comunitarização”/ terceirização das creches (ATÉ QUANDO?); B) educação infantil (de zero a cinco anos) – o baixo percentual de atendimento e a “comunitarização”/ terceirização das creches (ATÉ QUANDO?); C) ensino médio – estabilização da matrícula pela desigualdade social; C) ensino médio – estabilização da matrícula pela desigualdade social; D) educação de jovens e adultos – a “clandestinidade” dos analfabetos (10,1% = 20 milhões) e dos 49 milhões que não concluíram o ensino fundamental... D) educação de jovens e adultos – a “clandestinidade” dos analfabetos (10,1% = 20 milhões) e dos 49 milhões que não concluíram o ensino fundamental... E) educação especial: avançamos na matrícula das pessoas com deficiência nas redes de ensino, mas, a não ser na educação infantil, o caminho ainda é longo … E) educação especial: avançamos na matrícula das pessoas com deficiência nas redes de ensino, mas, a não ser na educação infantil, o caminho ainda é longo …

4 DADOS GERAIS – BRASIL Região Urbana = 19,5/ Rural = 6,4%; PRÉ-ESCOLA (DE ANOS) = 70,1%; EDUC. INFANTIL – DE 0 A 3 (CRECHE) = atendimento de 17,1 %, sendo: Região Urbana = 19,5/ Rural = 6,4%; PRÉ-ESCOLA (DE ANOS) = 70,1%; ENS. FUNDAMENTAL DE ANOS = 97%, mas somente 53,8% concluem a 8ª. série e destes, apenas 43,8% vão para o Ensino Médio. ENS. FUNDAMENTAL DE ANOS = 97%, mas somente 53,8% concluem a 8ª. série e destes, apenas 43,8% vão para o Ensino Médio. Concluintes das 4ª. Séries/EF = 87,6%. Concluintes das 4ª. Séries/EF = 87,6%.

5 OUTROS PROBLEMAS… REPETÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL = 20,1%. REPETÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL = 20,1%. EVASÃO/ EXPULSÃO NO ENSINO FUNDAMENTAL = 6,9%. EVASÃO/ EXPULSÃO NO ENSINO FUNDAMENTAL = 6,9%. MÉDIA DE ANOS DE ESTUDOS – 15 OU + = 7,2 ANOS, E ENTRE OS 20% + POBRES = 4,8 ; ENTRE OS 20% + RICOS = 10,3 ANOS. MÉDIA DE ANOS DE ESTUDOS – 15 OU + = 7,2 ANOS, E ENTRE OS 20% + POBRES = 4,8 ; ENTRE OS 20% + RICOS = 10,3 ANOS. E SOBRE OS QUE CONCLUEM: COM QUE QUALIDADE DE ENSINO? E SOBRE OS QUE CONCLUEM: COM QUE QUALIDADE DE ENSINO?

6 QUALIDADE DE ENSINO = CONDIÇÃO DE PERMANÊNCIA 1) Projeto Pedagógico consistente, próprio e adequado ao grupo social atendido. 1) Projeto Pedagógico consistente, próprio e adequado ao grupo social atendido. 2) Professores Bem Formados. 2) Professores Bem Formados. 3) Condições Pedagógicas de Trabalho: 3) Condições Pedagógicas de Trabalho: - jornada de trabalho (numa escola só...); - jornada de trabalho (numa escola só...); - número de alunos/professor; - número de alunos/professor; - salário digno. - salário digno. 4) Ambiente Educativo “estimulante” na Escola; 4) Ambiente Educativo “estimulante” na Escola; 5) Existência de “Espaços Pedagógicos”: 5) Existência de “Espaços Pedagógicos”: - salas adequadas; - salas adequadas; - bibliotecas; - bibliotecas; - quadras de esporte. - quadras de esporte.

7 GESTÃO DEMOCRÁTICA = CONDIÇÃO DE QUALIDADE DE ENSINO Gestão democrática começa na sala de aula – a relação dialógica no processo ensino aprendizagem e a formação de cidadania; Gestão democrática começa na sala de aula – a relação dialógica no processo ensino aprendizagem e a formação de cidadania; A importância da autonomia escolar na elaboração do seu projeto pedagógico; A importância da autonomia escolar na elaboração do seu projeto pedagógico; A autonomia dos alunos: os grêmios e seu papel estratégico para ampliar a participação; A autonomia dos alunos: os grêmios e seu papel estratégico para ampliar a participação; Os Conselhos de Escola e seu papel deliberativo: funções atuais, contradições e possibilidades... Os Conselhos de Escola e seu papel deliberativo: funções atuais, contradições e possibilidades...

8 OS CONSELHOS... 1) MUNICIPAIS, ESTADUAIS E NACIONAL DE EDUCAÇÃO: INSTITUIÇÕES CRIADAS VISANDO A DIVISÃO DO PODER DO EXECUTIVO E EXERCÍCIO DE PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL NA DEFINIÇAO/ DECISAO DE POL[TICAS E PROJETOS EDUCACIONAIS; 1) MUNICIPAIS, ESTADUAIS E NACIONAL DE EDUCAÇÃO: INSTITUIÇÕES CRIADAS VISANDO A DIVISÃO DO PODER DO EXECUTIVO E EXERCÍCIO DE PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL NA DEFINIÇAO/ DECISAO DE POL[TICAS E PROJETOS EDUCACIONAIS; 2) MUNICIPAIS, ESTADUAIS E NACIONAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: LOCUS “VIRTUAL” DO EXERCÍCIO DO CONTROLE SOCIAL DOS RECURSOS FINANCEIROS DA EDUCAÇÃO; 2) MUNICIPAIS, ESTADUAIS E NACIONAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: LOCUS “VIRTUAL” DO EXERCÍCIO DO CONTROLE SOCIAL DOS RECURSOS FINANCEIROS DA EDUCAÇÃO; O PAPEL DOS FÓRUNS COMO ESTRATÉGIA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR... O PAPEL DOS FÓRUNS COMO ESTRATÉGIA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR...

9 TENDÊNCIAS: 1) DESCRÉDITO EM PLANOS DE EDUCAÇÃO (PNE/PEE/PME) versus ATUAÇÃO POR PROGRAMAS. 1) DESCRÉDITO EM PLANOS DE EDUCAÇÃO (PNE/PEE/PME) versus ATUAÇÃO POR PROGRAMAS. 2) MANUTENÇÃO DA ÊNFASE NUMA FORMAÇÃO “CONTEUDISTA” E CONTRADIÇÕES TEÓRICO- METODOLÓGICAS. 2) MANUTENÇÃO DA ÊNFASE NUMA FORMAÇÃO “CONTEUDISTA” E CONTRADIÇÕES TEÓRICO- METODOLÓGICAS. 3) VALORIZAÇÃO CADA MAIS MAIOR ÀS PROVAS NACIONAIS. 3) VALORIZAÇÃO CADA MAIS MAIOR ÀS PROVAS NACIONAIS. 4) (DES)ESTÍMULO AO TRABALHO COLETIVO NA ESCOLA E A UMA PARTICIPAÇÃO ATIVA, CRIATIVA E RESPONSÁVEL... 4) (DES)ESTÍMULO AO TRABALHO COLETIVO NA ESCOLA E A UMA PARTICIPAÇÃO ATIVA, CRIATIVA E RESPONSÁVEL... 5) INCENTIVO À FORMAÇÃO DE PROFESSORES E OUTROS PROFISSIONAIS A DISTÂNCIA. 5) INCENTIVO À FORMAÇÃO DE PROFESSORES E OUTROS PROFISSIONAIS A DISTÂNCIA.

10 O QUE TEMOS A DIZER SOBRE ISSO? PROPOSTAS: 1) INCENTIVAR A REALIZAÇÃO DE PROJETOS POLÍTICO-PEDAGOGICOS EM CADA ESCOLA, ENVOLVENDO OS DIFERENTES SEGMENTOS DA COMUNIDADE ESCOLAR 1) INCENTIVAR A REALIZAÇÃO DE PROJETOS POLÍTICO-PEDAGOGICOS EM CADA ESCOLA, ENVOLVENDO OS DIFERENTES SEGMENTOS DA COMUNIDADE ESCOLAR 2) ACOMPANHAR COM ESPECIAL ATENÇÃO PEDAGÓGICA A IMPLEMENTAÇÃO DO 1º. ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS, PELA DESCARACTERIZAÇÃO DO MESMO EM RELAÇÃO AO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO; 2) ACOMPANHAR COM ESPECIAL ATENÇÃO PEDAGÓGICA A IMPLEMENTAÇÃO DO 1º. ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS, PELA DESCARACTERIZAÇÃO DO MESMO EM RELAÇÃO AO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO; 3) MOTIVAR A PARTICIPAÇÃO E PROPOR CURSOS E EXCONTROS QUE POSSIBILITEM CADA VEZ MAIS OS CONSELHEIROS A REALIZAREM SUA FUNÇÃO COM COMPETÊNCIA; 3) MOTIVAR A PARTICIPAÇÃO E PROPOR CURSOS E EXCONTROS QUE POSSIBILITEM CADA VEZ MAIS OS CONSELHEIROS A REALIZAREM SUA FUNÇÃO COM COMPETÊNCIA;

11 E AINDA… 4) DISPUTAR A FORMAÇÃO INICIAL DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DE FORMA PRESENCIAL, EXCLUSIVAMENTE; 4) DISPUTAR A FORMAÇÃO INICIAL DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DE FORMA PRESENCIAL, EXCLUSIVAMENTE; 5) PROPOR AÇÃO POPULAR CONTRA A REALIZAÇÃO DE CONTRATOS OU CONVÊNIOS DAS SECRETARIAS DE EDUCAÇÃO COM EMPRESAS DE ENSINO PARA PRODUÇÃO DE MATERIAL PEDAGÓGICO ÚNICO, DE ORIENTAÇAO INSTRUCIONAL, POIS CONTRARIA O DIREITO À DIVERSIDADE E AUTONOMIA DE PENSAMENTO ENTRE E DOS PROFISSIONAIS DE ENSINO DAS REDES PÚBLICAS DE ENSINO 5) PROPOR AÇÃO POPULAR CONTRA A REALIZAÇÃO DE CONTRATOS OU CONVÊNIOS DAS SECRETARIAS DE EDUCAÇÃO COM EMPRESAS DE ENSINO PARA PRODUÇÃO DE MATERIAL PEDAGÓGICO ÚNICO, DE ORIENTAÇAO INSTRUCIONAL, POIS CONTRARIA O DIREITO À DIVERSIDADE E AUTONOMIA DE PENSAMENTO ENTRE E DOS PROFISSIONAIS DE ENSINO DAS REDES PÚBLICAS DE ENSINO


Carregar ppt "PORQUE É FUNDAMENTAL CONSOLIDAR O ENSINO FUNDAMENTAL NO BRASIL APONTAMENTOS PARA REFLEXÃO E INTERVENÇÃO NA POLITICA EDUCACIONAL"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google