A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

História da informática educacional no Brasil observada a partir de três projetos públicos. Lidiane Mayumi Hieda Magna Heringer Mariano 4ª ano de licenciatura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "História da informática educacional no Brasil observada a partir de três projetos públicos. Lidiane Mayumi Hieda Magna Heringer Mariano 4ª ano de licenciatura."— Transcrição da apresentação:

1 História da informática educacional no Brasil observada a partir de três projetos públicos. Lidiane Mayumi Hieda Magna Heringer Mariano 4ª ano de licenciatura em Matemática Neide Rodriguez Barea Tavares Informática no Ensino de Matemática

2 Introdução Computador na escola! - até bem pouco tempo, um "privilégio" quase que exclusivo das escolas particulares que investiram na criação de disciplinas de informática nas quais se ensinava a informática e não se ensinava com informática. Computador na escola! - até bem pouco tempo, um "privilégio" quase que exclusivo das escolas particulares que investiram na criação de disciplinas de informática nas quais se ensinava a informática e não se ensinava com informática. Surgiram os projetos públicos a tratar de informática educacional: EDUCOM, PROINFO e Ensino On Line. Surgiram os projetos públicos a tratar de informática educacional: EDUCOM, PROINFO e Ensino On Line.

3 Integrantes da Secretaria Especial de Informática (SEI), Ministério da Educação e Cultura (MEC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) realizaram o I Seminário Nacional de Informática Educacional – agosto/1981. Integrantes da Secretaria Especial de Informática (SEI), Ministério da Educação e Cultura (MEC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) realizaram o I Seminário Nacional de Informática Educacional – agosto/1981. Objetivo: ampliar a função do professor ao invés de substituí-lo. Objetivo: ampliar a função do professor ao invés de substituí-lo. EDUCOM

4 1983 – uma comissão da SEI elaborou o projeto EDUCOM, implantando cinco centros-piloto em universidades públicas voltados à pesquisa educacional e à capacitação de professores dos quais desenvolveram-se independentemente de acordo com o projeto que havia submetido – uma comissão da SEI elaborou o projeto EDUCOM, implantando cinco centros-piloto em universidades públicas voltados à pesquisa educacional e à capacitação de professores dos quais desenvolveram-se independentemente de acordo com o projeto que havia submetido. São eles: UFRJ, UFMG, UFPE, UFRGS e Unicamp. São eles: UFRJ, UFMG, UFPE, UFRGS e Unicamp.

5 Metas Desenvolver a pesquisa do uso educacional da informática; e Desenvolver a pesquisa do uso educacional da informática; e Levar os computadores às escolas públicas, para possibilitar as mesmas oportunidades que as escolas particulares ofereciam aos seus alunos. Levar os computadores às escolas públicas, para possibilitar as mesmas oportunidades que as escolas particulares ofereciam aos seus alunos.

6 Alguns Problemas 1984 – Centro de Informática do MEC (CENINFOR) foi reestruturado para assumir o projeto EDUCOM, inclusive mantendo o respaldo financeiro; 1984 – Centro de Informática do MEC (CENINFOR) foi reestruturado para assumir o projeto EDUCOM, inclusive mantendo o respaldo financeiro; Devido a burocratização, as bolsas de estudo e o respaldo financeiro governamental demoraram para chegar; Devido a burocratização, as bolsas de estudo e o respaldo financeiro governamental demoraram para chegar; 1985 – CENINFOR foi desestruturado 1985 – CENINFOR foi desestruturado

7 PRONINFE- Programa Nacional de Informática Educativa Baseado no EDUCOM, o governo federal lança, em 1989, o PRONINFE Baseado no EDUCOM, o governo federal lança, em 1989, o PRONINFE Objetivos: Objetivos: Desenvolver a informática educativa no Brasil através de projetos apoiados com fundamentação pedagógica; Desenvolver a informática educativa no Brasil através de projetos apoiados com fundamentação pedagógica; apoiava o desenvolvimento e utilização da informática nos três graus, hoje Ensinos Fundamental, Médio e Superior, e na Educação Especial; apoiava o desenvolvimento e utilização da informática nos três graus, hoje Ensinos Fundamental, Médio e Superior, e na Educação Especial; formação de professores. formação de professores.

8 ProInfo: Programa Nacional de Informática na Educação É um programa educacional criado pela Portaria Nº 522/MEC, de 9 de abril de 1997, para promover o uso pedagógico das Tecnologias de Informática e Comunicações (TICs) na rede pública de Ensino Fundamental e Médio. É um programa educacional criado pela Portaria Nº 522/MEC, de 9 de abril de 1997, para promover o uso pedagógico das Tecnologias de Informática e Comunicações (TICs) na rede pública de Ensino Fundamental e Médio.

9 Objetivos: Objetivos: Igualdade no acesso aos instrumentos tecnológicos; Igualdade no acesso aos instrumentos tecnológicos; Propiciar uma educação voltada para a criatividade, agilidade na resolução de problemas, raciocínio. Propiciar uma educação voltada para a criatividade, agilidade na resolução de problemas, raciocínio. Formação de professores Formação de professores O programa prevê ao atendimento a 25 mil professores; O programa prevê ao atendimento a 25 mil professores; Não visa prepará-los para usar novas tecnologias, mas criar uma consciência crítica sobre sua utilidade e utilização educacional. Não visa prepará-los para usar novas tecnologias, mas criar uma consciência crítica sobre sua utilidade e utilização educacional.

10 Composição do laboratório 10 microcomputadores (CPU, monitor, mouse, teclado e caixa de som); 10 microcomputadores (CPU, monitor, mouse, teclado e caixa de som); 10 cabos de segurança; 10 cabos de segurança; 10 estabilizadores; 10 estabilizadores; 01 impressora; 01 impressora; 01 switch; 01 switch; 10 cabos lógicos de ligação dos micros à rede; 10 cabos lógicos de ligação dos micros à rede; 01 cabo lógico de ligação da impressora ao micro (padrão RJ45 com 1,5 metros). 01 cabo lógico de ligação da impressora ao micro (padrão RJ45 com 1,5 metros).

11 a escola deve dirigir-se à Coordenação Estadual do ProInfo na Secretaria de Educação do Estado; a escola deve dirigir-se à Coordenação Estadual do ProInfo na Secretaria de Educação do Estado; Todas as escolas, secretarias e outras entidades que participam do programa precisam apresentar um Projeto Político Pedagógico de uso das TIC na educação e formalizar o compromisso de prover a infra-estrutura para o adequado funcionamento dos laboratórios ProInfo. Todas as escolas, secretarias e outras entidades que participam do programa precisam apresentar um Projeto Político Pedagógico de uso das TIC na educação e formalizar o compromisso de prover a infra-estrutura para o adequado funcionamento dos laboratórios ProInfo. Para participar do ProInfo

12 Ensino On Line Em 1997, experimentalmente, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) em São Paulo enviou computadores às escolas, que participaram voluntariamente, através do Plano de Adesão, para sensibilização e capacitação de professores e para emprego educacional da informática através de softwares pedagógicos. Em 1997, experimentalmente, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) em São Paulo enviou computadores às escolas, que participaram voluntariamente, através do Plano de Adesão, para sensibilização e capacitação de professores e para emprego educacional da informática através de softwares pedagógicos.

13 O projeto Ensino On Line viabilizava apenas a utilização de um pacote de softwares educacionais em situação de aula e/ou pesquisa, não contava com o envolvimento da Internet e de outras redes de comunicação. O projeto Ensino On Line viabilizava apenas a utilização de um pacote de softwares educacionais em situação de aula e/ou pesquisa, não contava com o envolvimento da Internet e de outras redes de comunicação. Também faz parte do programa “A Escola de Cara Nova na Era da Informática – o computador a serviço da maioria da qualidade de ensino”, que servia de apoio didático-pedagógico para o professor. Também faz parte do programa “A Escola de Cara Nova na Era da Informática – o computador a serviço da maioria da qualidade de ensino”, que servia de apoio didático-pedagógico para o professor.

14 Objetivos Oferecer aos alunos e professores uma proposta educacional tecnológica possibilitando a apropriação didático-pedagógico; Oferecer aos alunos e professores uma proposta educacional tecnológica possibilitando a apropriação didático-pedagógico; Democratizando os acessos de informações e diminuindo as desigualdades regionais; Democratizando os acessos de informações e diminuindo as desigualdades regionais; Elevar a qualidade do ensino público; Elevar a qualidade do ensino público; Preparar às mudanças da sociedade para a modernização tecnológica e de competitividade; Preparar às mudanças da sociedade para a modernização tecnológica e de competitividade; Propiciar ao acesso a bibliotecas virtuais e comunicação com outras escolas através da Internet e multimídias. Propiciar ao acesso a bibliotecas virtuais e comunicação com outras escolas através da Internet e multimídias.

15 Metas Disponibilizar salas-ambiente de informática, visando a integração do trabalho dos professores das diversas disciplinas; Disponibilizar salas-ambiente de informática, visando a integração do trabalho dos professores das diversas disciplinas; Servir-se de apoio didático-pedagógico para o professor; Servir-se de apoio didático-pedagógico para o professor; Tornar a escola mais atrativa para os jovens. Tornar a escola mais atrativa para os jovens.

16 Composição do Projeto On Line Pacote de Softwares: Pacote de Softwares: composto de 42 títulos, dentre eles, 12 são matemáticos e os outros abrangem todas as disciplinas da grade curricular das escolas.

17 Equipamentos 05 computadores pentium 166 com 16Mb de memória RAM, equipados com kit multimídia, unidade de CD-ROM e microfone; 05 computadores pentium 166 com 16Mb de memória RAM, equipados com kit multimídia, unidade de CD-ROM e microfone; 02 impressoras a jato de tinta da Hewllett Packard (HP série 800) coloridas; 02 impressoras a jato de tinta da Hewllett Packard (HP série 800) coloridas; 02 no breaks; 02 no breaks; 01 placa de faz/modem; 01 placa de faz/modem; 01 microcâmera de vídeo; 01 microcâmera de vídeo; 01 scanner de mão. 01 scanner de mão.

18 Formação de professores: foram oferecidos cursos no Programa de Educação Continuada (PEC) em informática cujo objetivo era formar professores multiplicadores neste projeto, estes recebiam todos os cursos, iniciando o processo com cursos para conhecerem o Windows, Word, Excel e PowerPoint. Posteriormente a este trabalho, instituições como USP, UNICAMP, PUC-SP, UFSCar e UNESP, entre outras, começaram a desenvolver cursos de capacitação. Formação de professores: foram oferecidos cursos no Programa de Educação Continuada (PEC) em informática cujo objetivo era formar professores multiplicadores neste projeto, estes recebiam todos os cursos, iniciando o processo com cursos para conhecerem o Windows, Word, Excel e PowerPoint. Posteriormente a este trabalho, instituições como USP, UNICAMP, PUC-SP, UFSCar e UNESP, entre outras, começaram a desenvolver cursos de capacitação.

19 Conclusão Os três projetos possuem iniciativas valiosas na área de informática educacional: o primeiro diz respeito ao papel que se espera da escola em relação aos projetos pedagógicos; o segundo voltado também para informatizar as escolas e a última proporcionar um maior acesso aos softwares educacionais. Os três projetos possuem iniciativas valiosas na área de informática educacional: o primeiro diz respeito ao papel que se espera da escola em relação aos projetos pedagógicos; o segundo voltado também para informatizar as escolas e a última proporcionar um maior acesso aos softwares educacionais.

20 Esses projetos partem da idéia de que as escolas são autônomas e capazes de articular propostas inovadoras aos investimentos realizados. Esses projetos partem da idéia de que as escolas são autônomas e capazes de articular propostas inovadoras aos investimentos realizados. Existem inúmeras dificuldades na escola pública (burocracia, espaço físico, violência) no entanto o governo esta fazendo sua parte de disponibilizar estrutura e equipamentos para implantação da informática educacional. Existem inúmeras dificuldades na escola pública (burocracia, espaço físico, violência) no entanto o governo esta fazendo sua parte de disponibilizar estrutura e equipamentos para implantação da informática educacional. Consideram que aos professores bastam cursos rápidos para a atuação pedagógica empregando a informática educacional seja bem sucedida. Consideram que aos professores bastam cursos rápidos para a atuação pedagógica empregando a informática educacional seja bem sucedida.


Carregar ppt "História da informática educacional no Brasil observada a partir de três projetos públicos. Lidiane Mayumi Hieda Magna Heringer Mariano 4ª ano de licenciatura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google