A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TUBERCULOSE Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB SAÚDE COLETIVA - 4 a série de Medicina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TUBERCULOSE Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB SAÚDE COLETIVA - 4 a série de Medicina."— Transcrição da apresentação:

1 TUBERCULOSE Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB SAÚDE COLETIVA - 4 a série de Medicina VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA das das Doenças Respiratórias Crônicas

2 Tuberculose – problema de saúde pública. Brasil e 21 países em desenvolvimento 80% dos casos mundiais ! MLMS - FAMERP

3 Doença em Estado de Urgência a Nível Mundial (OMS, 2005) Mundo - 1/3 população infectada pelo M. tuberculosis - 9 milhões de casos novos / ano - 3 mihões mortes / ano pessoas infectadas com M. tuberculosis e HIV Mundo - 1/3 população infectada pelo M. tuberculosis - 9 milhões de casos novos / ano - 3 mihões mortes / ano pessoas infectadas com M. tuberculosis e HIV MLMS - FAMERP

4 Doença em Estado de Urgência a Nível Mundial (OMS, 2005 ) Brasil - 90 mil casos novos / ano - 10 novos doentes / hora - 14 óbitos / dia óbitos Brasil - 90 mil casos novos / ano - 10 novos doentes / hora - 14 óbitos / dia óbitos MLMS - FAMERP

5 Estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS, 2005) Casos novos Óbitos MLMS - FAMERP

6 Cadeia de Adoecimento 5% dos casos bacilos no parênquima pulmonar ou linfonodos – TBC 1ária Via Aerógena Partículas secas – Núcleos de Wells Estado Bacteriológico - Bacilífero = baciloscopia do escarro (+) > 5000 bac./m Não bacilífero = baciloscopia do escarro ( - ) Intensidade do contato: Intradomiciliar Extradomiciliar Via Aerógena Partículas secas – Núcleos de Wells Estado Bacteriológico - Bacilífero = baciloscopia do escarro (+) > 5000 bac./m Não bacilífero = baciloscopia do escarro ( - ) Intensidade do contato: Intradomiciliar Extradomiciliar Manual de Normas / Minist. Saúde, 1994 MLMS - FAMERP

7 MLMS - FAMERP

8 Etiologia Robert Koch (1882): identifica o agente responsável pela Tuberculose Bastonete fino, mede 0,4 x 3um, aeróbio, álcool-ácido resistente. Rico em lípídeos (ac. micólico) – crescimento lento. Robert Koch (1882): identifica o agente responsável pela Tuberculose Bastonete fino, mede 0,4 x 3um, aeróbio, álcool-ácido resistente. Rico em lípídeos (ac. micólico) – crescimento lento. Mycobacterium tuberculosis Jawetz et al., 1991; Kendig, E.L., 1997 MLMS - FAMERP

9 MLMS - FAMERP

10 Cadeia do Adoecimento Adulto Doente - Foco - Adulto Doente - Foco - Foco de Infecção Criança – Muito susceptível - Meio Ambiente Raram. Foco de Infecção (Paucibacilar) Manual de Normas / Minist. Saúde, 1994 MLMS - FAMERP

11 MLMS - FAMERP

12 Sinais e Sintomas + Freqüentes Adulto – forma pulmonar mais frequente Criança – parênquima e ganglios Comum a todos grupos etários - Assintomtico - Tosse persistente - Mal estar geral - Febre baixa prolongada - Apatia - Perda de peso - Sudorese noturna - Hemoptise Lactentes e Pré-escolares - Convulsão - Diarréia e vômitos - Alt. do sensório - Insuf. Respiratória Escolares - Dor torácica Comum a todos grupos etários - Assintomtico - Tosse persistente - Mal estar geral - Febre baixa prolongada - Apatia - Perda de peso - Sudorese noturna - Hemoptise Lactentes e Pré-escolares - Convulsão - Diarréia e vômitos - Alt. do sensório - Insuf. Respiratória Escolares - Dor torácica Benites e col., 1990 MLMS - FAMERP Acometimento de outros Órgãos

13 Exame Físico Aparelho Respiratório: Aparelho Respiratório: - Normal - Normal - Sinais de condensação - Sinais de condensação - Roncos e/ou sibilos - Roncos e/ou sibilos Sistema Reticuloendotelial em criança Sistema Reticuloendotelial em criança - Adenomegalia – cervical é + comum - Adenomegalia – cervical é + comum Aparelho Respiratório: Aparelho Respiratório: - Normal - Normal - Sinais de condensação - Sinais de condensação - Roncos e/ou sibilos - Roncos e/ou sibilos Sistema Reticuloendotelial em criança Sistema Reticuloendotelial em criança - Adenomegalia – cervical é + comum - Adenomegalia – cervical é + comum Benites e col., 1990 MLMS - FAMERP

14 Achados Diagnósticos da Tuberculose Grupos etáriosRN, lactentes, pré-escolaresEscolares, adolescentes e adultos Clínica Febre prolongada Sintomas gerais: inapetência, parada de crescimento, irritabilidade, emagrecimento Sintomas respiratórios : tosse, expectoração, hemoptise Ars Cvrandi, 17(6):80, 1984 MLMS - FAMERP Rx ContágioIntradomiciliar, vizinhos próximos Passado, desconhecido, escola

15 Profilaxia MLMS - FAMERP

16 PROFILAXIA BCG Obrigatória em < 1 ano BCG Obrigatória em < 1 ano Quimioprofilaxia 1 ária e 2 ária Interceptar a Cadeia de Transmissão Proteção contra a Primo Infecção Evitar o adoecimento dos infectados Descoberta e tratamento da fonte de contágio Manual de Normas / Minist. Saúde MLMS - FAMERP

17 MLMS - FAMERP

18 “ A persistência da Tuberculose apesar do tratamento de baixo custo, difundido, efetivo e acessível, representa a maior falência da saúde pública no século XX” Seminars in Pediatric Infectous Diseases, Vol. 4, nº (October), 1993: pg. 204 MLMS - FAMERP Jeffrey R. Starke

19 MLMS - FAMERP

20 Tratamento Princípios Gerais Doença grave curável em 100% dos casos novos. É necessário que se obedeça os princípios da moderna quimioterapia. Associação medicamentosa e uso regular por tempo suficiente. Doença grave curável em 100% dos casos novos. É necessário que se obedeça os princípios da moderna quimioterapia. Associação medicamentosa e uso regular por tempo suficiente. Manual de Normas / Minist. Saúde, 1994 MLMS - FAMERP

21 Tratamento Esquema I – 2RHZ/4RH* - indicado nos casos novos de todas as formas de tuberculose pulmonar e extrapulmonar, exceto meningite Manual de Normas / Minist. Saúde, 1994 MLMS - FAMERP Fase do Tratamento Drogas Peso do Doente Até 20kg + 20kg até 35kg + 35kg até 45kg + 45kg mg/kg/diamg/dia 1ª fase (2 meses) RHZRHZ ª fase ( 4 meses) RHRH

22 Tratamento Princípios Gerais Regime Ambulatorial + próximo da residência do doente. Terapêutica supervisionada competência dos Serviços de Saúde. Drogas 1 só ingestão diária, em jejum, de manhã Crianças uso de xaropes ou suspensão Regime Ambulatorial + próximo da residência do doente. Terapêutica supervisionada competência dos Serviços de Saúde. Drogas 1 só ingestão diária, em jejum, de manhã Crianças uso de xaropes ou suspensão Manual de Normas / Minist. Saúde, 1994 MLMS - FAMERP

23 Tratamento Indicações de Hospitalização Meningite Tuberculosa; Complicações graves da tuberculose; Intolerância medicamentosa incontrolável em ambulatório; Estado geral que não permita tratamento em ambulatório; Intercorrências clínicas e/ou cirúrgicas graves; Casos sociais sem residência fixa, possibilidade de abandono, casos de retratamento ou falência. Meningite Tuberculosa; Complicações graves da tuberculose; Intolerância medicamentosa incontrolável em ambulatório; Estado geral que não permita tratamento em ambulatório; Intercorrências clínicas e/ou cirúrgicas graves; Casos sociais sem residência fixa, possibilidade de abandono, casos de retratamento ou falência. Manual de Normas / Minist. Saúde, 1994 MLMS - FAMERP

24 MLMS - FAMERP

25 “ A Tuberculose, contra a qual existe intervenção eficaz, permanece abandonada e o mundo deveria envergonhar-se” De Cock, KM: Am J Public Health, 1996; 86: MLMS - FAMERP De Cock, KM: Am J Public Health, 1996; 86: MLMS - FAMERP

26

27 Vigilância Epidemiológica Objetivos transmissão da TBC Notificação – DNC Definição de caso – sint resp por 3 ou mais semanas MLMS - FAMERP

28 Medidas de controle Busca de sintomáticos respiratórios Vacinação com BCG Controle de contatos Isolamento respiratório em pacientes internados Quimioprofilaxia Educação em saúde MLMS - FAMERP

29 Obrigada! BOM DIA!


Carregar ppt "TUBERCULOSE Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB Maria Lúcia Machado Salomão/DESC/2010 FAMERP - HB SAÚDE COLETIVA - 4 a série de Medicina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google