A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENSINO DE GRADUAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO CONTINUADA PROF. TITULAR RICARDO VICTORIA FILHO DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL ESALQ/USP CoC-I – Engenharia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENSINO DE GRADUAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO CONTINUADA PROF. TITULAR RICARDO VICTORIA FILHO DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL ESALQ/USP CoC-I – Engenharia."— Transcrição da apresentação:

1 ENSINO DE GRADUAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO CONTINUADA PROF. TITULAR RICARDO VICTORIA FILHO DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL ESALQ/USP CoC-I – Engenharia Agronômica

2 2 1- Situação Atual  Educação é prioridade para o país  IBGE – PNAD 2012  1/5 dos jovens no Brasil de 15 a 29 anos não estuda e nem trabalha (“geração nem-nem”)  Desafio é manter o aluno a partir dos 15 anos

3 3  Apenas 12% dos jovens tem nível superior completo, contra mais de 80% nos EUA e Coreia do Sul, 50% na Franca e mais de 20% na Argentina e Equador.  Mais jovens entre 25 a 34 anos moram com os pais – 24,3% (“Geração Canguru”).

4 4 2- Educação Superior  1930 – Criação do Ministério da Educação.  1961 – Primeira Lei de Diretrizes e Bases – LDB  Lei 4024/61  1996 – LDB 9394/96 de 20 de dezembro de 1996

5 5 3- LDB – Lei 9394/96 MODIFICAÇÕES  Recomenda a extinção dos departamentos nas universidades.  Extingue os currículos mínimos.  Introdução das diretrizes curriculares.  Redução da duração dos cursos.  Educação continuada e permanente.  Inserção de até 20% de EAD

6 DIRETRIZ CURRICULAR X CURRÍCULO MÍNIMO

7 7 4 - Evolução da Ciência e Tecnologia  Gigantesca massa de conhecimentos.  Repensar os conteúdos e seus métodos de ensino.  Incentivo a investir na inteligência e empreendorismo.  Escritórios de transferência de tecnologia de grandes universidades ampliam seu papel e estreitam cooperação com empresas.

8 CRESCIMENTO DA MASSA DE INFORMAÇÕES  2% ao mês  100% a cada três anos  Em 2050, a massa de informações será vezes a atual  Em 2024, a massa atual de informações será produzida a cada 30 dias 8

9 9

10 Formação de nível superior  Formação em ciclos.  Processo de Bolonha.  Grande equívoco na Engenharia e na Agronomia está nas especializações na graduação.  Proliferação de cursos.  1100 títulos profissionais nas engenharias.

11 11 MODELO DE MELBURNE Em 2008 consolidou 96 cursos antigos em 6 novos bacharelados de conteúdo mais amplo nas áreas de artes, ciências, comércio, meio ambiente, música e biomedicina Bacharelado em 3 anos Roberto Macedo O Estado de São Paulo 09/03/2009

12 Disciplinas Obrigatórias Depto.Obriga.C HoráriaObriga.C HoráriaObriga.C HoráriaObriga.C Horária LAN LCB LCE LCF LEA LEB LES LFN LGN LPV LSO LZT TOTAL

13 Disciplinas Optativas Eletivas Depto. ELETIVASC HORARIAELETIVASC HORARIA ELETIVASC HORARIAELETIVASC HORARIA CENA LAN LCB LCE LCF LEA LEB LES LFN LGN LPV LSO LZT TOTAL

14 ÁREA DE CONCENTRAÇÃO – NÚMERO DE INSCRITOS E NÚMERO DE CERTIFICADOS – 1997 A 2005 CURSONúmero de inscritos Número de certificados Agroindústria, Alimentos e Nutrição4014 Biotecnologia4727 Economia e Administração Agroindustrial16277 Engenharia Rural186 Manejo Ambiental5016 Produção Animal9350 Produção Vegetal18074 Alunos inscritos590 Certificados emitidos264

15 15 6- Recomendações  Formação eclética.  Processo contínuo, autônomo e permanente na educação.  Incentivo a inteligência e empreendorismo  Áreas das ciências Agrárias (Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Zootecnia) com ciclo básico comum.  Integração das áreas das ciências.


Carregar ppt "ENSINO DE GRADUAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO CONTINUADA PROF. TITULAR RICARDO VICTORIA FILHO DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL ESALQ/USP CoC-I – Engenharia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google