A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

agosto/2000Iolanda Cortelazzo Pedagogia do Projeto Profa. Dra. Iolanda Cortelazzo

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "agosto/2000Iolanda Cortelazzo Pedagogia do Projeto Profa. Dra. Iolanda Cortelazzo"— Transcrição da apresentação:

1

2 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Pedagogia do Projeto Profa. Dra. Iolanda Cortelazzo

3 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Objetivo Orientar os professores para o trabalho com projetos tanto no seu desenvolvimento contínuo quanto na sua ação docente.projetos

4 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Pilares da Educação segundo a UNESCO Aprender a aprender Aprender a ser Aprender a fazer Aprender a viver em comunidade

5 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Projeto “O projeto não é uma simples representação do futuro, do amanhã, do possível, de uma idéia, é o futuro a fazer, um amanhã a concretizar, um possível a transformar em real, uma idéia a transformar em ato”projeto ( Barbier, 1994:52 apud Machado, 1997:64)

6 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Objetivos comuns Valores Realidade humana ColaboraçãoResponsabilidade Realidade externa à escola Tecnologia Projeto

7 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Realidade Humana É fundamental, para a saúde mental, espiritual e mesmo física do ser humano, o projeto de vida que anima, que dirige, que motiva e que empurra o indivíduo a seguir o seu sonho mesmo diante dos muitos revezes, do cansaço, dos obstáculos.

8 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Colaboração A colaboração se dá quando os participantes de um projeto ou de uma ação coletiva compõem uma rede. Alguns critérios são básicos para que o processo colaborativo se concretize como projeto conjunto: * entendimento pessoal, * compatibilidade filosófica e * visão compartilhada.

9 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Objetivos Comuns... outro fator indispensável é que os participantes da ação tenham objetivos comuns. Na verdade, cada participante tem seus objetivos de longo prazo, próprios aos seus projetos individuais, mas há aqueles com os quais os objetivos do projeto coletivo se interrelacionam.

10 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Responsabilidade Se há uma interdependência entre as fases, entre as partes, entre as diversas funções para a realização do projeto, é fundamental que cada um saiba exatamente qual é o seu papel e qual é a sua responsabilidade; o que esses limites permitem e quais são os eventuais benefícios ou prejuízos inerentes a essas funções e responsabilidades.

11 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Valores Respeito mútuo, tolerância e confiança são essenciais para a colaboração.... buscar trabalhar com a excelência e não com a fraqueza de cada um..... se comportar de modo a justificar a confiança mútua. Não... usar as informações conseguidas pelo grupo em proveito próprio e em detrimento dos outros, nem buscar enfraquecer ou submeter uns aos outros.

12 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Realidade externa à escola Os projetos desenvolvidos em ambiente escolar não devem ser desconectados da realidade em que nós, seus participantes, vivemos. Uma via de mão dupla permite que tragamos, da realidade externa à escola, elementos para o projeto e que resultados ou descobertas encontrados nesses projetos se revertam para aquela realidade.

13 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Tecnologias Uma vez que tenhamos a idéia clara do que colaboração significa e o que se necessita para desenvolver ações e projetos colaborativos, poderemos transformar as tecnologias de informação e de comunicação em tecnologias colaborativas. Essas tecnologias, em particular a multimídia e a telemática, nos possibilitam a construção de ambientes propícios à interação e participação ativa, otimizando os projetos.

14 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Aprender a ser Desenvolvendo suas habilidades e competências específicas de forma colaborativa no projeto, o aluno tem sua auto-estima aumentada, torna-se mais produtivo, mais efetivo e aprende a ser em relação ao outro. Isto é, aprende a conhecer o outro e se conhecer através do outro.

15 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Aprender a fazer “... a atuação gerenciadora do professor é essencial para o aluno aprender a fazer, e a transferir a sua aprendizagem para outras situações, de modo que possam tomar decisões e resolver problemas quando esses se lhes apresentarem (Cortelazzo, 1997).

16 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Aprender a aprender Desenvolvimento de habilidades e procedimentos que levem o indivíduo a aprender a conhecer,... na escola, em museus e bibliotecas,..., através das mídias e em ambientes fora da escola,..., desenvolvendo uma educação permanente que permita uma "construção contínua do ser humano, de seu saber e de suas aptidões, como também de sua faculdade de julgar e de agir" (Delors, 1996:8).

17 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Aprender a viver em comunidade POSTMAN (1996:45) chama a atenção para o fato de só poder existir uma comunidade democrática e civilizada, se as pessoas que aí vivem, fazem-no de forma disciplinada como participantes de um grupo e que, portanto, precisam aprender a viver em grupo, onde as necessidades individuais estão subordinadas aos interesses do grupo (Cortelazzo, 2000)

18 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Exemplos de Projetos Projeto Reciclagem

19 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Projeto Reciclagem

20 agosto/2000Iolanda Cortelazzo Bibliografia Cortelazzo, Iolanda B. C. Colaboração, Trabalho em Equipe e as Tecnologias de Comunicação: Relações de Proximidade em Cursos de Pós-Graduação. São Paulo, FE- USP, 2000 (Tese de Doutorado). Machado, Nilson José. Cidadania e Educação. São Paulo, Escrituras, 1992.


Carregar ppt "agosto/2000Iolanda Cortelazzo Pedagogia do Projeto Profa. Dra. Iolanda Cortelazzo"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google