A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 01/14 Imaginem por um instante que não existe uma mente tentando quantificar, ou pelo menos, se ela estiver lá,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 01/14 Imaginem por um instante que não existe uma mente tentando quantificar, ou pelo menos, se ela estiver lá,"— Transcrição da apresentação:

1

2 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 01/14 Imaginem por um instante que não existe uma mente tentando quantificar, ou pelo menos, se ela estiver lá, que seja como a droga do ventilador que fica ali na frente. Vocês simplesmente o ignoram. Está lá, mas vocês o ignoram. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

3 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 02/14 Então, a mente tem feito muito isto – mas particularmente nas últimas semanas – se intrometendo, com pequenas mensagens: “O que está acontecendo? É perigoso? O que eu preciso fazer? Como posso juntar todas as peças? Como posso entender o que está acontecendo?” E vocês não podem. Não podem. Será que podem ficar à vontade com isso? Pode ser? Não é fácil, principalmente com um monte de programação. A mente fica enviando recadinhos, sempre tendo que analisar, enquadrar, colocar numa caixa e guardar em algum lugar. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

4 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 03/14 Será que podem fazer isso [apontando para a espiral], fazer aquelas pausas, respirar fundo e, simplesmente, se permitirem evoluir? Podem ter uma experiência sem tentar entendê-la? Vou colocar pra vocês em termos bem humanos. Será que podem ter um acidente de carro sem importância e não tentar entender por quê? [Alguém diz: “Hah.”] Ha, ha, ha. [Adamus ri.] A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

5 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 04/14 Sem importância, eu disse. Sem importância. Vejam, acontece que vocês estão dirigindo e alguém bate em você. Não uma pancada feia, mas uma batidinha. De repente, vocês entram numa: “O que é que o Espírito está tentando me dizer?” Agora, esse aí é o cérebro. Não é o seu Espírito. Isso não está aqui. [Ele mostra o próprio peito.] De repente, uma parte do corpo de vocês começa a reclamar, a doer, e vocês perguntam: “O que estou fazendo de errado?” Nada! Vocês estão simplesmente tendo uma experiência! A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

6 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 05/14 Vocês perdem um compromisso e tentam entender o que aconteceu. “O que Adamus disse há oito meses”, sabe, “na página número 14?” Não importa. Vocês estão tendo uma experiência. Vocês estão tendo uma experiência. Só se trata disso. É incrível. É belo. E, no minuto em que vocês deixam o cérebro fora dessa experiência, no minuto em que param de deixar o cérebro controlar a experiência, quero dizer, vai ficar incrível. Vocês não vão se importar com quantos carros batem em vocês. Vocês não vão se importar com as dores no corpo. E, quando pararem de focar nisso, sabem o que vai acontecer? Não há mais necessidade disso. Vocês ascendem para um novo nível de experiência. É bem incrível. Bem incrível. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

7 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 06/14 Assim, pode-se dizer que vocês têm esse padrão ocorrendo aqui no momento de dar preferência a experiências dolorosas, experiências repetitivas, experiências não muito gratificantes. O quanto é gratificante, no momento, realmente, todas essas dores? O quanto é gratificante ficar sem dinheiro? São experiências, mas, uma vez que vocês as deixam ir ou param de tentar entendê-las, uma vez que param com essa atividade mental, uma vez que apenas espiralam – fiu! – sem definições, sem definições, então, vocês entram na experiência pura. É um pouco desconcertante de início, se vocês tiveram mil, quatrocentas e tantas existências estranhas na Terra, tentando entender tudo, sendo mentais. Vocês não estão acostumados a isso. Há um medo com relação a isso. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

8 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 07/14 Mas, queridos Shaumbra, nas próximas semanas, especialmente quando as coisas ficarem um pouco mais esticadas e um pouco mais desafiadoras, deixem de tentar entendê-las. Deixem de lado as frases bonitinhas e as palavras bonitinhas. Liberem os velhos hábitos e tendências. Apenas respirem fundo e, se é pra fazer alguma coisa, que visualizem-se nessa espiral expandindo. Isso é vocês. Isso é a vida de vocês. É sua experiência de vida na Terra. Fica tudo muito mais fácil. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

9 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 08/14 Eu disse, há muito tempo... quando Tobias partiu... eu disse que chega desse negócio de ficar processando – vocês ainda fazem isso, mas bem menos – porque ficar processando as coisas é algo mental. Ao processar, presume-se que tem uma coisa errada que precisa ser resolvida. E se não tiver? E se vocês estiverem apenas nos velhos padrões de velhas experiências das quais estão fartos agora, mas não tiver nada realmente pra ser resolvido? A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

10 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 09/14 Processar. Processar, vejam bem, essa angústia mental, essa aflição que perdura, esse... vejam, é encher o copo por um curto período de tempo. É colocar um suquinho aqui, uma aguinha ali, ou o que for, e isso faz com que aqueles que ficam processando se sintam um pouquinho melhor. Será que não entenderam que tem um vazamento em algum lugar? Não permanece ali. E, então, pagam um monte de dinheiro – um monte de dinheiro – por algo que realmente, no final das contas, não está servindo a eles muito bem. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

11 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 10/14 Processar é função da mente. Processar é uma forma de experiência mas, repito, muito limitada. Sufocante, na verdade. Sufocante, porque vocês continuam voltando pra velha porcariada, pra suas velhas coisas. Vocês continuam voltando e tentando sabe Deus lá o quê – culpar alguém, entender por quê, colocar numa perspectiva – e vocês não conseguem! Foi apenas uma experiência. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

12 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 11/14 Além do mais, como eu já disse tantas vezes nesta mesma sala... [Ele para e dá um sorriso maroto para a câmera.]... muitas vezes nesta mesma sala, o passado não é realmente o que a sua mente lembra como sendo. Não vou entrar nessa questão novamente. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011 Vamos respirar fundo.

13 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 12/14 Permitam-se ter experiências na vida. Deem uma olhada no que vocês estão vivenciando bem agora. Estão se divertindo? Se não estiverem, não tentem entender. Não leiam outro livro de autoajuda sobre o que precisam fazer em seguida. Respirem fundo e sintam o Eu Sou. Ou não sintam nada, porque nada não é nada. Nada é tudo – esse abismo. Esse abismo é tudo e não é nada. Está lá, mas não está lá. Bem, não vamos ficar muito filosóficos aqui. [Algumas risadas] A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

14 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 13/14 Vocês têm empurrado a vida. Vocês têm empurrado a vida, e vocês sabem disso. Fica evidente no seu corpo. Fica evidente no seu sono. A vida é como um grande esforço, e cada dia vocês levantam e veem se podem empurrar um pouco mais, um pouquinho mais. Em alguns dias, vocês perdem o chão, e a coisa se volta contra vocês. Mas o que é essa coisa que vocês estão empurrando, afinal? Makyo! É óbvio. Makyo. Vocês estão empurrando uma grande bola de makyo. Sabem quando uma bola de neve rola morro abaixo e fica cada vez maior? Bem, vocês estão fazendo o inverso. Vocês estão empurrando uma pilha de lixo morro acima [risadas], e ele está ficando cada vez mais podre. Cada vez mais podre. É o que eu chamo de: “levar a vida”. Uma vida empurrando, uma vida subindo escadas, escalando montanhas, tentando ascender através do esforço – e não funciona. É uma experiência, mas sei que vocês estão cansados dela agora. Não funciona. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

15 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 14/14 A vida não deve ser um esforço, de modo algum. De modo algum. Alguns de vocês têm essa coisa estranha. Vocês pensam: “Bem, preciso ter um pouco de sofrimento, do contrário, não vou receber nada. Sem dor, sem ganho.” (Em inglês, no pain, no gain.) Pode-se dizer makyo? Com certeza! Sem dor, sem ganho. Quem inventou isso?! Pessoas que fazem equipamentos de ginástica, é óbvio! [Risadas] Óbvio! Que marketing brilhante! Mas que se aplica à vida também. Disseram a vocês que precisam trabalhar duro pra ter certas coisas. Vocês precisam estudar. Precisam sofrer. Precisam passar por tudo isso. Um absurdo total. É o velho truque do “tentar encher o copo com água”. Não funciona. A vida deve ser brilhantemente graciosa e fácil. A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

16 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – Observação Desculpem-me se estou aplaudindo além da medida, mas isto aqui pareceu-me bom demais! A impressão é que, realmente, o Adamus caprichou mais do que nunca, neste Shoud. Por exemplo, isto de empurrar pilha de lixo morro acima, bem ao estilo Makyo, foi mesmo o máximo. [Egídio] A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011

17 ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – Créditos Música (Trecho): FAIRY TALE 2 - Once upon Texto Integral: Tradução para o português: Inês Fernandes Imagem: segredodasfolhas.blogspot.com Formatação: A Série (SEGUINTE): SHOUD 11 “Experiência da espiral” Canalizado por Geoffrey Hoppe, em 04/06/2011


Carregar ppt "ADAMUS – “Tem a Ver com Experiência” – 01/14 Imaginem por um instante que não existe uma mente tentando quantificar, ou pelo menos, se ela estiver lá,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google