A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tecnologias para a reutilização e reciclagem dos resíduos da construção civil – Classe D Autor e Apresentador: Elizabeth Freitas de Souza¹ Co-autor: Daniel.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tecnologias para a reutilização e reciclagem dos resíduos da construção civil – Classe D Autor e Apresentador: Elizabeth Freitas de Souza¹ Co-autor: Daniel."— Transcrição da apresentação:

1 Tecnologias para a reutilização e reciclagem dos resíduos da construção civil – Classe D Autor e Apresentador: Elizabeth Freitas de Souza¹ Co-autor: Daniel Dutra Melo² Co-autor: Narjara da Silva Dias¹ Orientador: Jhose Iale C. da Cunha³ 1 - Discente do curso Gestão Ambiental – UNP - Mossoró 2 - Discente do curso Engenharia Civil – UNP - Mossoró 3 - Docente do curso de Engenharia Civil – UNP - Mossoró

2 Introdução A responsabilidade da administração correta dos resíduos é dos seus geradores. A construção civil é considerada um grande agente de agressão ao o meio ambiente; seja através das suas ações diárias, como no manuseio incorreto dos materiais, que implica na geração de resíduos que são lançados indevidamente no Meio Ambiente.

3 Objetivo Geral Observar as tecnologias existentes para reutilização e reciclagem dos resíduos de Classe D, bem como o seu processamento.

4 Metodologia Foi realizada uma pesquisa bibliográfica em materiais institucionais que tratam da temática sustentável: - Departamento de Segurança e Meio Ambiente do SITIVESP; - Manual de gerenciamento de resíduos SEBRAE-RJ; - Ciclo de debates sobre construção civil sustentável. Secretaria de Estado do Meio Ambiente. - Gestão de resíduos em canteiro de obras. SINDUSCON-SP.

5 Fundamentação Teórica Segundo a Resolução N°307 do CONAMA, é preciso que os geradores adotem de diretrizes e critérios, especificamente as do Conselho de Meio Ambiente, para que estes resíduos sejam descartados de forma adequada. Os resíduos da construção civil são classificados em A, B, C e D. Os de classe D representam perigo a saúde humana e do meio ambiente, compostos por tintas, solventes, óleos, entre outros. Existem algumas alternativas para a utilização e reciclagem dos resíduos Classe D, mas são bastante limitadas, restando apenas o seu uso consciente, e seu descarte correto. (amianto)

6 Resultados  Os restos da tinta podem ser reciclados, de forma que se transformem em outras tintas, com espaço reservado no mercado e preços acessíveis;  As embalagens podem ser devolvidas ao fornecedor, que irá tratar de enviá-las a um Centro de Reciclagem;  Projetos de gerenciamento de resíduos;  Tipos de tecnologias: -Incineração; -Co-processamento;

7 - EMBALAGENS, LATAS, TAMBORES VAZIOS; - BORRAS OLEOSAS; - RESÍDUOS ASSOCIADOS (TRAPOS, EPIS, MADEIRA, ETC. CONTAMINADOS COM ÓLEO); - PRODUTOS QUÍMICOS; - RESÍDUOS DE PINTURA E OUTROS REVESTIMENTOS; - SERRAGEM COM ÓLEO; - SOLVENTES. ALGUNS RESÍDUOS QUE PODEM SER TRATADOS POR INCINERAÇÃO ALGUNS RESÍDUOS QUE PODEM SER TRATADOS POR CO-PROCESSAMENTO - BORRAS OLEOSAS; - ÓLEOS E GRAXAS; - TINTAS E SOLVENTES; - SOLOS CONTAMINADOS; - REFRATÁRIOS USADOS; - EPI’s CONTAMINADOS.

8 INCINERAÇÃO CO-PROCESSAMENTO - Degrada completamente os resíduos, quebrando as moléculas dos componentes perigosos; - Tecnologia aceita pelos órgãos ambientais, desde que em instalações licenciadas; - Aplicada a grande número de tipos de resíduos. - Gera cinzas, que devem ser corretamente dispostas; de acordo com a sua composição. - Gera emissões atmosféricas, que devem ser controladas. - Alto custo. VANTAGENS DESVANTAGENS - Resíduos podem ser reaproveitados energeticamente; - Baixo custo; - Não gera cinzas, pois toda a matéria queimada é incorporada ao produto final. - Necessita controle de emissões atmosféricas - Alguns resíduos perigosos não podem ser co-processados devido à sua composição.

9 Reciclador de Solvente Latas de Tinta Reutilizadas Latas de Tinta - Cachepôs

10 Conclusão É possível que a empresa/organização desenvolva uma atitude mais sustentável e social, de modo que se beneficie evitando os desperdícios, e para isso ela precisa estar aliada ao poder publico, realizando doações de materiais que não serão mais utilizados, e assim exigindo e buscando alternativas para o crescimento dessa atitude ambiental/social. Os fabricantes dos materiais que compõem a Classe D, podem auxiliar através da adoção de medidas de fabricação onde seus produtos e embalagens passem a ter a possibilidade de serem reutilizados e reciclados. Uma empresa com pensamentos e ações sustentáveis, trabalhando aliada com a Educação Ambiental, obterá bons resultados, visto que os colaboradores se mostram abertos a esse tipo de capacitação.

11 Referências bibliográficas  Departamento de Segurança e Meio Ambiente do SITIVESP;  Manual de gerenciamento de resíduos SEBRAE- RJ;  Ciclo de debates sobre construção civil sustentável. Secretaria de Estado do Meio Ambiente. Gestão de resíduos em canteiro de obras. SINDUSCON-SP; 


Carregar ppt "Tecnologias para a reutilização e reciclagem dos resíduos da construção civil – Classe D Autor e Apresentador: Elizabeth Freitas de Souza¹ Co-autor: Daniel."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google