A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Quanto desejei ardentemente cear convosco Quinta-feira Santa. João 13, 1-15.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Quanto desejei ardentemente cear convosco Quinta-feira Santa. João 13, 1-15."— Transcrição da apresentação:

1

2 Quanto desejei ardentemente cear convosco Quinta-feira Santa. João 13, 1-15.

3 Muitos quadros e estampas nos fazem imaginar esta Ceia de forma que não corresponde ao costume do tempo. Representam Jesus comendo só com os Doze Apóstolos. A tradição de Israel reunia naquela noite homens e mulheres por igual. Portanto, Jesus reuniu-Se com os Doze e com os seguidores e seguidoras que ordinariamente andavam com Ele no grupo. E com sua Mãe.

4 Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora de passar deste mundo para o Pai, Ele, que amara os seus que estavan no mundo, amou-os até ao fim. No decorrer da ceia, tendo já o Demónio metido no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, a ideia de O entregar, Jesus, sabendo que o Pai Lhe tinha dado toda a autoridade, sabendo que saíra de Deus e para Deus voltava, levantou-Se da mesa, tirou o manto e tomou uma toalha que pôs à cintura. Depois, deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos e a enxugá-los com a toalha que pusera à cintura. Jesus aos pés de todos, feito escravo, é um pão difícil de tragar. O gesto não é só para dar exemplo mas uma orientação de comportamento para os seus seguidores e seguidoras. A entrega “até ao fim” começa pelas entregas próximas e quotidianas.

5 Quando chegou a Simão Pedro, este disse- Lhe: «Senhor, Tu vais lavar-me os pés?» Jesus respondeu: «O que estou a fazer, não o podes entender agora, mas compreendê-lo-ás mais tarde». Pedro insistiu: «Nunca consentirei que me laves os pés». Jesus respondeu-lhe: «Se não tos lavar, não terás parte comigo». Simão Pedro replicou: «Senhor, então não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça». Ver Jesus fazendo-se pequeno, é uma denúncia às nossas formas e desejos de ser “senhores”. A ideia de que “os de cima” têm que ser servidos não é a de Jesus.

6 Jesus respondeu-lhe: «Aquele que já tomou banho está limpo e não precisa de lavar senão os pés. Vós estais limpos, mas não todos». Jesus bem sabia quem O havia de entregar. Foi por isso que acrescentou: «Nem todos estais limpos». Amar é acolher e pôr-se ao serviço dos outros, respeitando a liberdade do outro e respondendo sempre com amor.

7 Depois de lhes lavar os pés, Jesus tomou o manto e pôs-Se de novo à mesa. Então disse-lhes: «Compreendeis o que vos fiz? Vós chamais-Me Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque o sou. 14 Se Eu, que sou Mestre e Senhor, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros. 15 Dei-vos o exemplo, para que, assim como Eu fiz, vós façais também». Talvez nos fixemos muito em que o pão é Jesus e menos em que Jesus é pão. Mais na adoração pessoal que na comunhão e no compromisso. Comungar Jesus é aceitar ser pão partilhado e repartido. Os que nos rodeiam vêem-nos com a mesma atitude de Jesus, à disposição de todos? Recuperemos a Ceia do Senhor, comunidade de crentes à volta da leitura e compreensão da Palavra, da Fracção do Pão, da oração em comum, do compromisso vital com Jesus e com os outros.

8 Cear com os amigos, abrir-lhes o coração sem medo, lavar-lhes os pés com mimo e respeito, fazer-se pão terno partilhado e vinho novo bebido. Embriagar-se de Deus, e convidar todos a fazer o mesmo. Trabalhar pela justiça, empenhar-se numa paz duradoira; dizer não às armas, empenhar-se em projectos solidários, reduzir as nossas contas e carteiras. Amar até ao fim, e convidar todos a fazer o mesmo. Criar desconcerto evangélico. Amar como Ele nos ama, e convidar todos a fazer o mesmo. Se nos deixamos alcançar e lavar, ficamos limpos, como crianças recém banhadas, para descansar no teu regaço. Lava-me, Senhor! Lava-nos, Senhor!


Carregar ppt "Quanto desejei ardentemente cear convosco Quinta-feira Santa. João 13, 1-15."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google