A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Aspectos a considerar no delineamento da Estrutura  Componentes  Condicionantes  Níveis de influência  Níveis de abrangência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Aspectos a considerar no delineamento da Estrutura  Componentes  Condicionantes  Níveis de influência  Níveis de abrangência."— Transcrição da apresentação:

1 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Aspectos a considerar no delineamento da Estrutura  Componentes  Condicionantes  Níveis de influência  Níveis de abrangência –Sistema de responsabilidade –Sistema de autoridade –Sistema de comunicações –Sistema de decisão  Objetivos, estratégias e políticas  Ambiente da empresa  Tecnologia  Recursos humanos  Nível estratégico  Nível tático  Nível operacional.  Nível da Empresa,  Nível da Unidade Estratégica de Negócio  Nível da Corporação.

2 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistemas de responsabilidade -Alocação das atividades inerentes a obrigação da pessoa -Constituído por:  Departamentalização  Linha e assessoria  Especialização do trabalho –Departamentalização - agrupamento, de acordo com um critério específico de homogeneidade, das atividades e correspondentes recursos em unidades organizacionais

3 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria Linha Tem ação de comando Ligadas às atividades fim da empresa Ligadas operacionalização da empresa Assessoria Não tem ação de comando Ligadas às atividades-meio da empresa Ligadas ao aconselhamento e análise das atividades Observação -As unidades organizacionais inerentes à atividade-fim devem ser as primeiras a ser estruturadas -As unidades organizacionais inerentes à atividade-meio devem ser estruturadas posteriormente

4 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria Desvantagens no uso da assessoria  Quando usada como válvula de escape para os erros do superior - unidade de linha.  Quando a assessoria dificultar a delegação de tarefas ao pessoal de linha de linha.  Quando a assessoria assumir funções de linha, dificultando o processo administrativo.  Quando o executivo tender a ignorar seus subordinados de linhas em benefício dos subordinados de assessoria.  Quando ocorrer diferenças pessoais entre o pessoal de linha e assessoria, prejudicando o desenvolvimento dos trabalhos na empresa.  Quando os custos operacionais da unidade organizacional de assessoria forem muito elevados em relação aos benefícios proporcionados à empresa.

5 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria Condições que favorecem o uso da assessoria quando abrange apenas um aspecto secundário da operação total considerada; quando os chefes das unidades de linha não possuem conhecimento técnico para o desenvolvimento do trabalho considerado; quando é essencial assegurar ação uniforme em e entre várias unidades organizacionais de linha.

6 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria

7 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria Algumas considerações sobre a atuação da linha –Os executivos encarregados pelas funções básicas da empresa têm responsabilidade e autoridade globais no que tange às atividades, direta ou indiretamente, relacionadas com as funções principais da empresa. –A autoridade desce numa linha direta, do supervisor ao subordinado, até o nível operativo, com cada executivo tendo jurisdição e responsabilidade pelo desempenho de todas as atividades necessárias a essa função principal considerada no processo.

8 Linha (Argumentos contra a assessoria) Assessoria (Argumentos contra o pessoal de linha) Ameaça da autoridadeRessente-se por não ser unidade organizacional fim. Longe da realidade (da prática)Não tem autoridade. Não assume a responsabilidade pela operação. Seu trabalho não é utilizado como deveria ser. Consultar o assessor leva tempo. Pessoal de linha está envolvido com a rotina Assessor não agrega valor ao produto ou ao serviço Linha não tem visão do conjunto. Linha não quer mudar.

9 Principais sugestões para reduzir os conflitos entre linha e assessoria:  Verificar se o assessor realiza tarefas de linha.  Especificar, divulgar e provocar conversa quanto às atribuições do assessor.  Promover a participação da linha nas atividades de assessoria.  Procurar assessores com experiência de linha.  Dividir o crédito ou fracasso entre assessor e linha.  Sensibilizar o assessor e a linha para possíveis causas de conflito. –Contratar, principalmente os assessores, com habilidades interpessoais. COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria

10 ASSESSORIA INTERNA E EXTERNA  Vantagens do assessor interno: –Maior conhecimento da empresa, –Possibilidade de maior sigilo com referência a dados e informações da empresa, –Possibilidade de vivenciar os resultados do trabalho executado.  Vantagens do assessor externo:  Maior imparcialidade, pelo fato de estar menos envolvido no problema; –Traz conhecimentos e experiências de trabalhos de outras empresas. COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Linha e Assessoria

11 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Especialização do trabalho Divisão do Trabalho – especialização  VANTAGENS –Maior qualidade de trabalho. –Maior eficiência (o indivíduo faz mais vezes o trabalho). –Maior facilidade de treinar os funcionários.  DESVANTAGENS –Funcionário perde a visão do conjunto. –Pode provocar desmotivação para os vários funcionários da empresa. – Maior dependência entre as várias unidades organizacionais. – Menor flexibilidade pela maior rigidez de alocação das atividades.

12 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Autoridade é o direito para fazer alguma coisa, tomar decisões, dar ordens e requerer obediência Aspectos relacionados: –Delegação –Centralização e descentralização –Níveis Hierárquicos –Amplitude de controle

13 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Delegação Transferência de determinado nível de autoridade de um chefe para seu subordinado Elementos básicos da delegação –A tarefa que foi transferida do chefe para o subordinado –A obrigação (responsabilidade ou compromisso) que o subordinado tem para com o chefe na realização dessa tarefa transferida

14 Importância da delegação –Permite coordenar trabalhos mais complexos e de abrangência maior –Permite maior produtividade da equipe de trabalho, por meio de maior motivação, menor tempo de espera para a tomada de decisões, maior desenvolvimento da equipe e maior interação entre as unidades organizacionais –Permite amplitude de controle mais adequada –Exige melhor planejamento e programação de atividades e proporciona condições para isso, pois o chefe que delega tem mais tempo para executar suas tarefas prioritárias –Permite melhor aproveitamento de recursos –Proporciona maior segurança para a empresa, pois, quando o chefe deixa a empresa, existem subordinados treinados e em condições de substituí-lo de maneira adequada. COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Delegação

15 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Delegação Alguns obstáculos para a delegação  Empresa –Filosofia de atuação estabelecida pela alta administração –Nível de controle –Barreiras legais  Chefe –Medo de perder o poder e o cargo –Falta de tempo para treinar os subordinados –Falta de subordinados capacitados e habilitados –Autovalorização –Desconfiança da capacidade e habilidade dos subordinados –Gosta de fazer o trabalho do subordinado –Falta de habilidade de dirigir e coordenar –Dificuldade para identificar tarefas que não exigem sua atenção direta –Mania de perfeição –Inabilidade para encorajar colaboração entre os subordinados –Ausência de controles

16 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Delegação Alguns obstáculos para a delegação  Subordinado –Medo de assumir responsabilidade: medo de críticas pelos erros e falta de confiança própria; –Não se julga capacitado para a tarefa, por falta de conhecimento e falta de informações necessárias e de recursos –Não tem tempo disponível para as novas tarefas –Preguiça, julgando que é mais fácil perguntar ao chefe do que decidir por si; –Possibilidade de não ser reconhecido –Incentivos inadequados –Falta de informações ou recursos necessários

17 Medidas para uma delegação eficaz  saber exatamente o que delegar;  selecionar o subordinado adequado;  transferir autoridade compatível com a tarefa delegada;  explicitar claramente a tarefa e os resultados esperados;  checar se o subordinado entendeu o que foi delegado;  criar um ambiente favorável à satisfação dos subordinados;  implantar controles adequados;  treinar e ajudar os subordinados;  reconhecer o mérito pelo trabalho fruto da delegação;  desenvolver uma estrutura organizacional que proporcione incremento no processo de delegação etc. COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Delegação

18 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização Centralização - a maior concentração de poder decisório na alta direção de uma empresa Descentralização - a menor concentração do poder decisório na Alta Administração da empresa O estilo da empresa pode ser influenciado  Pelas condições internas encontradas na empresa  Pelos fatores do ambiente da empresa  Pela maneira de ser do executivo e/ou preferência da alta administração.

19 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização  Situações em que ocorre a centralização  Para manter maior nível de integração das atividades da empresa;  Para manter uniformidade de decisões e ações  Para melhor administrar as urgências  Quando o executivo não quer uma segunda pessoa que lhe faça sombra  Quando a estrutura organizacional da empresa não possibilita a descentralização  Para aumentar o nível de controle das atividades da empresa

20 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização Vantagens da Centralização: –Menor número de níveis hierárquicos; –Melhor uso dos recursos humanos, materiais e tecnológicos; –Melhor interação no processo de planejamento, controle e avaliação; –Uniformidade nos processos técnicos e administrativos; –Decisões estratégicas mais rápidas; –Maior segurança nas informações.

21 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização  Situações básicas que ocorrem a descentralização  A carga de trabalho da alta administração está volumosa e/ou demasiadamente complexa  A situação anterior provoca morosidade no processo decisório  Para encorajar o processo decisório de seus executivos lotados na média e baixa administração  Para proporcionar maiores participação, motivação e comprometimento dos executivos e funcionários da empresa.

22 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização  Questões a serem consideradas no processo de descentralização  Grau de confiança dos chefes sobre os subordinados  Capacidade do subordinado de lidar com suas responsabilidades  Nível de treinamento e preparo da chefia  Forma de atuação das unidades organizacionais de assessoria  Vantagens da descentralização:  Geração de maior especialização nas unidades organizacionais –Menor exigência de tempo nas informações e decisões –Maior tempo à alta administração para outras atividades –Possibilidade de gerar efeito competitivo

23 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização  Vantagens da descentralização: –Maior facilidade de definição de objetivos e metas para as unidades organizacionais e as pessoas –Possibilidade de maior desenvolvimento das pessoas –Maior motivação e comprometimento –Possibilidade de maior participação –Possibilidade de atendimento mais rápido às necessidades da empresa –Melhor desenvolvimento da capacitação –Tomada de decisões mais próximas dos fatos –diminuição de conflitos entre os níveis hierárquicos –Maior criatividade e inovações

24 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização Desvantagens da descentralização  Sistemas inadequados no sentido de compreensão do desenvolvimento dos subordinados  Possibilidade de efeitos negativos na motivação  Maior necessidade de controle e de coordenação  Risco de duplicar esforços para executar determinadas atividades  Maior dificuldade de normatização e de padronização  Maior ineficiência na utilização de recursos (humanos, financeiros, materiais e equipamentos) da empresa  Maior dificuldade de coordenação de atividades que envolvem alto nível de interdependência

25 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização Descentralização X Delegação

26 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização Contribuição da descentralização para o aumento da produtividade: –a amplitude e/ou profundidade dos cargos crescem; –as pessoas são solicitadas a aceitar maior responsabilidade; –as perícias em decisão aumentam com a prática e a liberdade para aprender por meio dos enganos cometidos; e –as empresas podem responder, mais rapidamente, às necessidades dos empregados e dos clientes

27 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Centralização e descentralização Critérios para a centralização e a descentralização –maior o número de decisões a serem tomadas nos escalões mais baixos da hierarquia - maior o grau de descentralização –mais importantes as decisões a serem tomadas nos escalões mais baixos da hierarquia - maior o grau de descentralização –maior número de funções afetadas por decisões tomadas em níveis mais baixos - maior descentralização –menos verificação se exigir nas decisões - maior descentralização; –menor o número de pessoas a serem consultadas e quanto mais baixos estiverem na hierarquia - maior descentralização

28 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Amplitude de controle Refere-se ao número de subordinados que um chefe pode supervisionar pessoalmente, de maneira efetiva e adequada. Fatores que influenciam a amplitude prática de controle: −Nível de capacitação profissional do chefe; −Nível de mutação e estabilidade da empresa; −Habilidade de relacionamento interpessoal; −Grau de delegação de autoridade existente; −Nível de motivação e liderança existente; −Existência de restrições pessoais à amplitude de controle; −Nível de clareza, comunicação e aceitação dos objetivos; −Nível de definição, simplicidade e repetitividade das atividades dos subordinados

29 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Amplitude de controle Quando o número de subordinados é maior que a amplitude administrativa, ocorrerá:  perda de controle;  sobrecarga  ineficiência de comunicações;  queda do nível de qualidade;  demora na tomada de decisões; e  desmotivação dos funcionários.

30 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Amplitude de controle  Quando o número de subordinados é menor que a amplitude administrativa, ocorrerá:  falta de delegação;  custos maiores;  ociosidade;  desmotivação; e  pequeno desenvolvimento de RH

31 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Amplitude de controle  Maior o número de subordinados por chefe – menor será o número de níveis hierárquicos  Menor o número de subordinados por chefe – maior será o número de níveis hierárquicos  Número ideal de subordinados – não há consenso.

32 COMPONENTES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Sistema de autoridade Níveis Hierárquicos  Representam o conjunto de cargos na empresa com um mesmo nível de autoridade  No delineamento dos níveis hierárquicos deve-se partir do topo da pirâmide  Tendência – redução dos níveis hierárquicos


Carregar ppt "ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Aspectos a considerar no delineamento da Estrutura  Componentes  Condicionantes  Níveis de influência  Níveis de abrangência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google