A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RECURSOS HUMANOS NO CC PROFESSORA: PAULINA A.M.PEREIRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RECURSOS HUMANOS NO CC PROFESSORA: PAULINA A.M.PEREIRA."— Transcrição da apresentação:

1 RECURSOS HUMANOS NO CC PROFESSORA: PAULINA A.M.PEREIRA

2 Equipe de anestesia: Compõe-se de médicos anestesistas. É de responsabilidade prescrever a medicação pré- anestésica, planejar e executar, bem como controlar o paciente durante a cirurgia e após a mesma, até o restabelecimento de seus reflexos.

3 Equipe cirúrgica: Compõe-se de: cirurgião, assistente e instrumentador, sendo que este ultimo pode ou não ser médico. É da competência do cirurgião planejar e executar o ato cirúrgico, comandar e manter a ordem no campo operatório. Ao primeiro compete auxiliar no campo operatório e substituir o cirurgião, caso necessário.

4 EQUIPES QUE ATUAM NO CC Equipe cirúrgica:Em cirurgias maiores, torna-se indispensável a presença do segundo assistente. O instrumentador: é o integrante da equipe que se responsabiliza pelo preparo da mesa, fornece instrumentais ao cirurgião e ao assistente, mantém a mesa em ordem e deve estar atento para que não lhe falte nenhum material, solicitando a circulante de sala, sempre que preciso.

5 EQUIPES QUE ATUAM NO CC Equipe de enfermagem:Compõe-se de: enfermeira, técnico de enfermagem, auxiliar de enfermagem. A previsão de pessoal depende do tipo de hospital, número de leitos cirúrgicos e período de funcionalidade e rotatividade de leitos. A seleção de treinamento de pessoal são condições imprescindíveis para o êxito das atividades desempenhadas na UCC, no sentido de ensinar os princípios básicos e desenvolver habilidades referentes as funções que irão exercer.

6 Enfermeira: responsável pelo planejamento das ações de enfermagem que serão desenvolvidas no decorrer do ato cirúrgico, bem como pelo gerenciamento relativo aos materiais e equipes necessárias.

7 Técnico de enfermagem: Auxiliar direto da enfermeira, são lhe delegadas também tarefas especiais, como : verificar o funcionamento do centro cirúrgico; responsabilizar-se pelo encaminhamento das peças cirúrgicas aos laboratórios especializados e controlar o material esterilizado, verificando prazos de validade.

8 Circulante de sala: Papel normalmente desempenhado pelo auxiliar de enfermagem e cujas atribuições são: atendimento direto das solicitações da equipe médica e equipe de anestesia no decorrer do ato cirúrgico; posicionamento adequado do paciente e verificação e controle de todos os equipamentos, materiais esterilizados descartáveis e medicamentos exigidos pela cirurgia.

9 Principais responsabilidades e atividades do circulante de sala durante a cirurgia. Oferecer condições adequadas não só ao paciente como também toda equipe.

10 Instrumentador cirúrgico Fornecedor dos instrumentos cirúrgicos à e equipe médica no decorrer da cirurgia. Embora esse papel deva ser desempenhado pelo auxiliar de enfermagem, é muito comum em nosso meio que acadêmicos de medicina o façam.

11 Principais responsabilidades e atividades do circulante de sala durante a cirurgia. Oferecer condições adequadas não só ao paciente como também toda equipe.

12 Escriturário Registrar os pedidos de cirurgia; -Digitar diariamente o programa de cirurgia e encaminhá-lo as diferentes unidades de internação; -Responsabilizar-se pela estatística diária das cirurgias realizadas e não realizadas; -Executar outras atividades burocráticas segundo rotina da instituição;

13 Serviço de Limpeza Executar a limpeza na sala de cirurgia e demais elementos da planta física da unidade, de acordo com as normas estabelecidas pela comissão de controle de infecção hospitalar.

14 Transporte do paciente cirúrgico: Pode ser feita pelo pessoal da unidade ou do CC. Preparar a maca com roupas limpas do mesmo modo como se prepara a cama de um operado Pegar o aviso cirúrgico e verificar a edificação. Verificar cuidados do período pré-operatório e prontuário. Apresentar-se a ele como funcionário do centro cirúrgico e responsável em transportá-lo para a referida unidade. Verificar adornos, esmalte, próteses e indagar o esvaziamento da bexiga. Ajudar o cliente vestir-se. Colocar prontuário sob o colchão da cama. Conversar com paciente procurando encorajá-lo. Entregar prontuário ao responsável.

15 Recepção do paciente A recepção é uma das atribuições do enfermeiro, por este ser o profissional capacitado para avaliar-lhe o estado físico e emocional e dar-lhe o devido atendimento.

16 Bibliografia: MANUAL DO TÉCNICO E AUXILIAR DE ENFERMAGEM Lima, Ildemira L. de 6ª Edição – 2002 Ed. AB - Goiânia SITES


Carregar ppt "RECURSOS HUMANOS NO CC PROFESSORA: PAULINA A.M.PEREIRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google