A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE TESTES RÁPIDOS DPP- PLATAFORMA DE DUPLO PERCURSO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE TESTES RÁPIDOS DPP- PLATAFORMA DE DUPLO PERCURSO."— Transcrição da apresentação:

1 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE TESTES RÁPIDOS DPP- PLATAFORMA DE DUPLO PERCURSO

2 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

3 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

4 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  Separe os componentes necessários do kit Teste Rápido DPP® HIV Bio-Manguinhos e coloque-os sobre uma superfície plana.  Para cada amostra coletada são necessários o Tampão de corrida, 1 (uma) lanceta descartável, 1 (uma) alça coletora descartável, 1 (um) frasco para eluição e 1 (um) suporte de teste DPP® HIV embalado individualmente. TR DPP HIV 1/2

5 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

6 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  Retire o suporte de teste do envelope laminado, identifique-o com as iniciais do nome/número de identificação do indivíduo.  Verifique a integridade de todos os componentes e a existência de 2 (duas) linhas na janela de teste do suporte, sendo uma de cor azul (linha Teste) e outra de cor verde (Linha controle).  Caso uma ou ambas as linhas esteja(m) ausente(s), não o utilize e comunique o ocorrido ao SAC de Bio-Manguinhos TR DPP HIV 1/2

7 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

8 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

9 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  Antes de coletar a amostra de sangue identifique o frasco para eluição com as iniciais do nome do indivíduo/número de identificação e desenrosque o dosador (parte branca) do frasco, mantendo a tampa azul rosqueada no dosador. TR DPP HIV 1/2

10 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

11 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  Colete a amostra por punção digital.  Perfure a extremidade do dedo com a lanceta fornecida no kit.  Encoste a alça coletora na gota de sangue a ser testado, permitindo que a alça seja preenchida TR DPP HIV 1/2

12 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

13 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

14 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2  Insira a alça coletora com a amostra no frasco de eluição identificado de modo que toque no fundo do frasco.  Coloque a alça com a amostra dentro do frasco, quebrando a haste coletora na região marcada.

15 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

16 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

17 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2  Recoloque o dosador no frasco de eluição certificando-se que tanto o dosador quanto a tampa azul estejam bem fechados e agite levemente por 10 (dez) segundos.  Retire somente a tampa azul do dosador e adicione 2 (duas) gotas da solução ao poço 1, mantendo o frasco na posição vertical.

18 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

19 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

20 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  Marque 5 (cinco) minutos no cronômetro ou relógio. Após esse tempo, a linha azul (Teste) e a linha verde (Controle) devem desaparecer da janela de teste.  Adicione 4 (gotas) do Tampão de corrida ao poço 2, mantendo o frasco na posição vertical.  Faça a leitura após término de 10 minutos. TR DPP HIV 1/2

21 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

22 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP HIV 1/2

23 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde INTERPRETAÇÃOVISUALIZAÇÃO RESULTADO NÃO REAGENTE/ NEGATIVO RESULTADO REAGENTE/ POSITIVO RESULTADO INVÁLIDO

24 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Duas linhas roxa/rosa, uma na área de TESTE (T) e uma na área de CONTROLE (C), indicam um resultado reativo. A linha na área de TESTE (T) pode ter aparência diferente da linha na área de CONTROLE (C). A intensidade da linha na área de TESTE (T) varia de claro a muito escura conforme a concentração de anticorpos específicos. TR DPP HIV 1/2

25 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Um resultado não reativo é indicado por uma linha roxa/rosa na área de CONTROLE (C). e nenhuma linha colorida na área de TESTE (T). Um resultado não reativo indica que não há anticorpos HIV 1/2 detectáveis na amostra do indivíduo, mas este resultado não exclui totalmente a infecção por HIV. TR DPP HIV 1/2

26 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Uma linha roxa/rosa deve sempre aparecer na área de CONTROLE (C), não importando se a LINHA TESTE aparece ou não. Caso uma linha roxa/rosa não seja visível na área de CONTROLE (C), o teste deve ser considerado como inválido. Recomenda-se que o teste seja repetido. TR DPP HIV 1/2

27 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

28 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR1 RAPID CHECK NEGATIVO AMOSTRA NÃO REAGENTE PARA HIV POSITIVO TR2 BIOMANGUINHOS DPP HIV POSITIVO AMOSTRA REAGENTE PARA HIV NEGATIVO ENCAMINHAR AO LABORATÓRIO DE REFERÊNCIA – FLUXOGRAMA MÍNIMO

29 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP SÍFILIS

30 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Agente: Treponema pallidum Transmissão sexual, vertical, contato lesões abertas aparecimento dos sintomas: 21 dias após contato FasesPrimáriaSecundáriaLatente Adquirida Tardia Congênita Manifestaçãocancro reações dermatológicas sem manifestações após 1 ano sem tratamento ou inadequado via transplacentári a após 4º mês Sintomas1 a 3 semanas4 a 8 semanas forma cutânea, óssea, cardiovascular, nervosa manifestações primeiros dias de vida-óbito Exames 5-10d Fta-abs 10-20d TPHA 20d VDRL Todos testes Positivos % VDRL TPHA e Fta- abs Positivos 37-94% VDRL TPHA e Fta- abs Positivos Positividade exames positivos na 2 semana exames positivos

31 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP SÍFILIS

32 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  PROCEDIMENTO É O MESMO (DPP) – MUDAM APENAS AS CORES DAS TAMPAS TR DPP SÍFILIS

33 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP SÍFILIS

34 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP SÍFILIS

35 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP SÍFILIS

36 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

37 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR SÍFILIS NEGATIVO AMOSTRA NÃO REAGENTE PARA SÍFILIS POSITIVO ENCAMINHAR AO LABORATÓRIO DE REFERÊNCIA – FLUXOGRAMA LABORATORIAL DE SÍFILIS TR DPP SÍFILIS

38 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde  É UM TESTE DE TRIAGEM  CASO O RESULTADO SEJA POSITIVO - NECESSITA DE UMA NOVA COLETA DE SANGUE EM TUBO PARA SER ENCAMINHADO PARA O LABORATÓRIO DAR SEQUÊNCIA NO FLUXOGRAMA LABORATORIAL DE SÍFILIS TR DPP SÍFILIS

39 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde TR DPP SÍFILIS  RESULTADO NÃO REAGENTE:  "O resultado laboratorial indica o estado sorológico do indivíduo e deve ser associado à sua história clínica e/ou epidemiológica".  RESULTADO REAGENTE:  "Uma amostra por punção venosa deverá ser colhida imediatamente para a realização do Fluxograma Laboratorial da Sífilis.“  "O resultado laboratorial indica o estado sorológico do indivíduo e deve ser associado à sua história clínica e/ou epidemiológica".


Carregar ppt "Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE TESTES RÁPIDOS DPP- PLATAFORMA DE DUPLO PERCURSO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google