A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A perturbadora imagem da velhice

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A perturbadora imagem da velhice"— Transcrição da apresentação:

1 A perturbadora imagem da velhice
Prof. Dr. Ricardo Iacub Universidade de Buenos Aires

2 A perturbadora imagem da velhice
A imagem é um fragmento narrativo que estabelece um modo de conexão entre o indivíduo e o Outro. A imagem pode funcionar como proteção e vínculo ou como fragilização e ruptura.

3 A perturbadora imagem da velhice
A imagem da velhice que foi conformada desde a visão greco-romana, se associa com a fealdade, a perda de erotismo e a proximidade da morte. O escárnio do homem e mulher velhos, ressoam imagens de feiúra e fragilidade. ... Como cadavéricas sombras sem brilho.

4 A perturbadora imagem da velhice
A vida como um passar se associa a velhice, com representações mortuárias, de reflexão sobre as vaidades do corpo e desejo. A imagem cristã do corpo velho em descontinuidade da alma jovem.

5 A perturbadora imagem da velhice
Imagens da doença são particularmente eloqüentes com a visão médica.

6 A perturbadora imagem da velhice
A questão estética novamente assume um lugar central na pós-modernidade com corpos macios. Eles criam a ilusão de transformação das imagens do envelhecimento.

7 A perturbadora imagem da velhice
Estas imagens de envelhecimento geraram várias posições que alteram a relação do sujeito consigo mesmo e com outro. “ Quando vou à rua e olho em uma janela, eu digo quem é esta mulher” (mulher, 86).

8 A perturbadora imagem da velhice
A descontinuidade como resposta subjetiva: A descontinuidade, baseada na incapacidade física para atender aos desejos sempre jovens” é uma prioridade em homens jovens. A descontinuidade do corpo velho- identidade jovem e idêntica. Um corpo transformado até ao ponto de não ser reconhecível para o próprio sujeito, somente em mulheres idosas. Um corpo não modificado, sustentado a partir de uma idéia de excepcionalidade em descontinuidade com outros idosos, somente em homens mais velhos.

9 A perturbadora imagem da velhice
Integridade (Erikson, 1988) para abordar as imagens perturbadoras: Modelos narrativos para os idosos que fornecem representações positivas e valiosas. Inclusão em marcos sociais. Antecipação ativa da morte. Práticas corporais.

10 A perturbadora imagem da velhice
As práticas físicas como novas estratégias a partir da qual o sujeito recupera controle e níveis de eficiência, enquanto deseja retomar um relacionamento com o corpo. Práticas corporais formam um apoio narrativo que funciona como uma identificação que permitem adequadas representações positivas do corpo.

11 A perturbadora imagem da velhice
Estratégias: Ser ativo: fazer coisas e movimentar-se, diferentemente de outros abandonados. Trabalhar para o corpo: lutar pelo desenvolvimento e auto-controle (presente e futuro). Permanecer: continuidade esportiva. Modelar o corpo: implica uma conexão com um corpo desejável. Conhecer o corpo: particularmente associada às práticas orientais (possibilidades e limitações). Reconhecido no outro: refletir e dizer quem somos.

12 A perturbadora imagem da velhice
A relação do idoso com seu corpo é interpelada e desafiada por uma variabilidade de práticas interpretativas e contextos que produzem múltiples significados e sentidos. As imagens são espaços de lutas, confronto de poder e de recuperação de si mesmo.

13 Muito obrigado!


Carregar ppt "A perturbadora imagem da velhice"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google