A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Textos Massoréticos séc. III a.C (LXX) AT em Grego pelo rei Ptolomeu II em Alexandria no Egito (283-246 aC) 0 séc. II d.C Vetus Latina – NT em Latim (+-

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Textos Massoréticos séc. III a.C (LXX) AT em Grego pelo rei Ptolomeu II em Alexandria no Egito (283-246 aC) 0 séc. II d.C Vetus Latina – NT em Latim (+-"— Transcrição da apresentação:

1

2 Textos Massoréticos séc. III a.C (LXX) AT em Grego pelo rei Ptolomeu II em Alexandria no Egito ( aC) 0 séc. II d.C Vetus Latina – NT em Latim (+- 182) Vulgata (S. Jerônimo) AT – LXX; NT – Vetus Latina (+- 320) 1534 Tradução para o Alemão com a Reforma Protestante séc. IV d.C Martinho Lutero ª tradução para o Português João Ferreira de Almeida - Calvinista

3 FUNDAMENTALISTA DOGMÁTICA/ ESPIRITUAL CRÍTICA TEXTO CAIU DO CÉUFONTE DA FÉ LITERATURA INSPIRADA CRITÉRIO VALE O QUE ESTÁ ESCRITO VALE O QUE EMOCIONA VALE A HISTÓRIA E AS CIRCUNSTÂNCIAS OBJETIVO OBEDIÊNCIA CONVERSÃO E ORAÇÃO DESCOBERTA DA FÉ DAS COMUNIDADES

4  São os livros que contém o primeiro desenvolvimento da pregação dos primeiros discípulos.  A Igreja não os chama de “Vida de Jesus” ou “História de Jesus” porque eles tem algo a mais! É uma interpretação para a Salvação à luz dos textos do Antigo Testamento. Euangélion (  ): que significa “Boa-Nova” ANTES DE JESUSA PARTIR DE JESUS Entre os pagãos era usada em sentido político e religioso para designar um acontecimento produzido pelos deuses que traria benefícios para o império. Já no tempo de Isaías (587 a 538 a.C.) era identificada como grito de alegria dirigido ao povo oprimido, triste, esmagado...visto que Deus virá libertá-los e perdoá-los. A Boa-Nova é que Deus virá como Rei (cf. cap. 52) Jesus aparece e anuncia que é chegado o Reino de Deus...”Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo; fazei penitência e crede no Evangelho (Mc 1, 14-15). O próprio Jesus é a Boa- Nova...por meio do seu comportamento mostra que é chegada a hora do Reino de Deus. Mt 11, 4-6: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são limpos, os surdos ouvem...

5  A tradição antiga atribui esse Ev. a Mateus apóstolo...porém é uma autoria bastante duvidosa. Mais provável que tenha sido um judeus convertido pela pregação de Mateus e se utiliza bastante da tradução dos LXX. Autoria  Data provável: década de Datação  Localização provável: Antioquia da Síria. Localização

6  Foi escrito para cristãos convertidos do judaísmo. Por isso apresenta forte tensão com os fariseus e os doutores da lei. Destinatá rios Ano 70: destruição do templo de Jerusalém pelo imperador romano Tito Os grupos dos saduceus, sacerdotes, essênios, zelotas...desapareceram. Restaram apenas alguns fariseus e as comunidades cristã – entre elas a comunidade mateana. Ano 75: os fariseus fundam uma escola religiosa em Jâmnia. Por ser uma escola muito dura e fechada os cristãos começaram a serem perseguidos pelos judeus Será que erramos ao nos tornar seguidores de Jesus de Nazaré??? O Evangelho segundo Mateus é uma resposta a essa pergunta e uma injeção de esperança e ânimo para os novos cristãos vindos do judaísmo!

7 Evangelho e data provável Destinatários Apresentação de Jesus Genealogia Marcos (50-65) Gentios cristãos de Roma. Servo incansável de Deus e dos homens. Mc 1, 11: Filho de Deus. Mateus (65-70) Judeus, que esperavam a vinda do messias em cumprimento da aliança de Deus com Abraão e Davi. REI Mt 1, 1-17: focaliza Abraão e Davi. Lucas (65) Gentios – povos pobres em especial. Homem perfeito, autor da salvação universal. Lc 3, 23-38: principia em Adão. João (80) Toda a Igreja da época, que estava pretes a perder a última testemunha ocular de Cristo e já enfrentava embates com a heresia gnóstica DEUS ENCARNADO Jo 1, 1-4: o Verbo que se encarna e dá a luz para os homens.

8 1-2 O nascimento do Messias 3-13 A proclamação do Reino em palavra e ações O conflito e o caminho da cruz 3-4 Abertura da atividade de Jesus 8-9 Milagres e curas Atividade na Galiléia 13,53-17,29: Constituindo comunidade 19-23: Controvérsias em Jerusalém Paixão, morte e ressurreição 5-7 Sermão da Montanha 10 Sermão da Missão 13 Sermão das Parábolas 18 Sermão da Comunida- de Sermão escatológico Jesus Mestre e o “escriba no reino de Deus” (13, 52). A nova Justiça: justiça é em primeiro lugar o que Deus faz conosco...e nossa justiça consiste em procurar a vontade do Pai (5, 17-47). O Pai-nosso e a Vontade do Pai: é o evangelho que mais acentua Deus como Pai, cuja vontade é o programa de vida de seu Filho e dos “filhos” que esta congrega (6,10).

9

10 Rejeições e ataques de Mateus à liderança judaica permeiam todo Evangelho e se culmina no cap. 23 contra os escribas e fariseus; Em Mt 23: modifica a tradição afim de tratar da natureza da liderança judaica em seu meio e instruir sua comunidade sobre o perigo que aquela apresenta. O Cap. 23 tem uma função Pedagógica! Ensina sobre lideranças verdadeiras e falsas! Mas o Evangelho de Mateus, em especial o cap. 23, não demonstra os diferentes grupos judaicos que operavam na Palestina; Mateus aglutina em uma só liderança dominante “Escribas e Fariseus”. As denúncias e os epítetos são feitos de maneira dura e com emoção.

11 Porém, a hostilidade à liderança e os termos duros de denúncia e rejeição, utilizados por Mateus, os localiza como uma comunidade sectária no período pós 70. Grupos Sectários : eram grupos que não ditavam as regras, constituíam- se a minoria, impotentes, estranhos aos olhos daqueles que estão no controle. Ideal : a comunidade sectária é justa, fiel e verdadeiro Povo de Deus Mateus tenta condenar as lideranças judaicas por meio de paralelos com as gerações iníqüoas do passado de Israel. A perseguição dos Apóstolos e da comunidade sectária de Mateus...é comparada com a perseguição e rejeição dos profetas pelos falsos líderes da história de Israel. Mat 23, 34: Vede, eu vos envio profetas, sábios e escribas: a uns matareis e crucificareis; outros açoitareis nas vossas sinagogas e expulsareis de cidade em cidade.

12 Os maus (  ) devem ser evitados...eles mentem e não são dignos de crédito...segui-los leva à destruição...seu ensinamento deve ser evitado. Mateus quer mostrar que o líderes de Israel são a antítese dos discípulos. Eles representam tudo que o discípulo não deve ser ou fazer. Mateus demonstra a autoridade que os Escribas e Fariseus tinham em relação à Lei (23, 2 “Os escribas e os fariseus sentaram-se no lugar de Moisés para ensinar )... É por isso que eles recebem lugares de honra em jantares e nas sinagoga (23.6)...são chamados de mestres (“rabi”) pelo público...participam de atividades missionárias. Tudo isso nos revela que os escribas e fariseus eram pessoas de grande autoridade no ambiente de Mateus...É contra esse grupo dominante e em consolidação de autoridades judaicas que a comunidade de Mateus se rebela.

13 Mateus procurava defender sua comunidade diante do judaísmo formativo e não fazia nenhuma tentativa de harmonizar a vida de sua comunidade com a liderança e as autoridades em desenvolvimento. Frente ao judaísmo formativo, Mateus apresenta Jesus como “pleno complemento da lei”. Jesus é o verdadeiro líder escolhido por Deus. ELE é o cumprimento das previsões dos profetas e dos próprio desejo e plano de Deus. Mateus, e sua comunidade, afirmam ter o verdadeiro entendimento da Lei, possuir os líderes verdadeiros e ter verdadeiramente cumprido a “vontade do Pai dos céus”. Mateus e sua comunidade afirmam ser o verdadeiro Israel, apresentando os líderes do judaísmo formativo como falsos líderes que serão rejeitados no julgamento, enquanto comunidade de Mateus será vingada. Deus encontrou (  ) na comunidade de Mateus um povo que escutará seu chamado e fará sua vontade (22, 10). Assim: a comunidade de Mateus, como outras do período, afirma ser o verdadeiro Israel, o único povo fiel e os cumpridores do plano e da Lei divinos.


Carregar ppt "Textos Massoréticos séc. III a.C (LXX) AT em Grego pelo rei Ptolomeu II em Alexandria no Egito (283-246 aC) 0 séc. II d.C Vetus Latina – NT em Latim (+-"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google