A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Síntese: INCORPORAÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NA ESCOLA: VENCENDO DESAFIOS, ARTICULANDO SABERES, TECENDO A REDE Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Síntese: INCORPORAÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NA ESCOLA: VENCENDO DESAFIOS, ARTICULANDO SABERES, TECENDO A REDE Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida."— Transcrição da apresentação:

1 Síntese: INCORPORAÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NA ESCOLA: VENCENDO DESAFIOS, ARTICULANDO SABERES, TECENDO A REDE Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida Cristyanne de Souza Leal Natália Moratelli Padilha Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Sociais e Aplicadas Departamento de Ciência e Gestão da Informação Disciplina: Tópicos em Tecnologias Eletrônicas I Professor: Celso

2 INCORPORAÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NA ESCOLA: VENCENDO DESAFIOS, ARTICULANDO SABERES, TECENDO A REDE TI na prática pedagógica é um desafio Para incorporação das TI é necessário: –Disponibilidade de equipamentos e software com configuração atualizada; –a constante designação de verbas; –o apoio político-pedagógico; –a adoção de um novo paradigma educacional; –a importância de atribuir ao professor um papel primordial nessa mudança; –a formação continuada dos educadores dentro de uma perspectiva de contextualização e de resgate dos valores humanos

3 AUTONOMIA E INTERATIVIDADE (1/ 2) O objetivo de um programa de formação continuada para o uso das TI é promover a autonomia em: –aprender a aprender; –aprender a pensar e a tomar decisões; –estar aberto para o novo, o inesperado e o imprevisível; –utilizar as TI para a interação, busca, seleção, articulação e troca de informações e experiências; –acompanhar a evolução dos recursos tecnológicos e identificar suas principais potencialidades e limitações para uso educacional; –participar, em parceria com seus pares, da proposição, execução e reflexão constante de projetos inovadores da escola, incluindo os programas de formação continuada.

4 AUTONOMIA E INTERATIVIDADE (2/ 2) A autonomia consta das políticas educacionais como meta da educação; Piaget conceitua a autonomia como a capacidade de se autogovernar. Autonomia é a capacidade de pensar por si mesmo e decidir entre o certo e o errado na esfera moral, independentemente de recompensa ou punição. “[...] à medida que os sujeitos atuantes na escola vão desenvolvendo sua autonomia, geram uma trama de dependências que cria um fluxo recorrente entre a escola e os sujeitos, interferindo e modificando a escola.”

5 SUCESSO DA TI NAS ESCOLAS O sucesso da incorporação da TI na escola depende de: –participação e compromisso de formandos e formadores; –abertura e flexibilidade em desnudar concepções, valores, crenças e limitações; –interatividade no interior do ambiente de aprendizagem que integra a dimensão presencial com a dimensão virtual.

6 PROJETO PRÁXIS DA PUCSP-OEA(1/3) Foi selecionada uma escola da rede municipal de São Paulo; Exemplo de comunidade virtual de aprendizagem; Rede interativa de cooperação e colaboração entre pesquisadores da universidade e educadores da escola; Uso da TI para capacitação dos educadores e condições de incorporá-la na prática pedagógica e na melhoria da gestão escolar; Integraçaõ - educação presencial e a distância;

7 PROJETO PRÁXIS DA PUCSP-OEA(2/3) Levantamento: – Liberdade e respeito ao tempo do aluno para construir conhecimento; –integração do computador aos projetos de trabalho dos alunos; –socialização do conhecimento pelas diferentes disciplinas; –integração entre o trabalho da sala de aula e do laboratório; –novos métodos de intervenção no processo de aprendizagem do aluno; –a escola como fonte de dados e reflexão.

8 PROJETO PRÁXIS DA PUCSP-OEA(3/3) Ferramenta Teleduc (Unicamp/NIED, 2000) que permite disponibilizar no interior do próprio ambiente arquivos de dados (textos, fotos, imagens, sons etc) oferecendo a opção de compartilhá-los apenas com os mediadores ou também com todos os participantes; Importância da utilização de recursos da comunicação a distância para apoio a busca,seleção e articulação de informações, interação, troca de experiências e construção colaborativa de conhecimento.

9 CONSIDERAÇÕES FINAIS Inter-relação entre as modalidades presencial e a distância Metodologia desenvolvida pode servir de referência para outras experiências de formação de professores; Para incorporar a tecnologia de informação na escola, é preciso ousar, vencer desafios; Autonomia é uma conquista decorrente das reflexões e relações dialógicas que se estabelecem nas vivências da formação; A integração entre as dimensões presencial e virtual nessa formação, favorece a criação de comunidades virtuais de aprendizagem.

10 Referências ALMEIDA, M.E.B. INCORPORAÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NA ESCOLA: VENCENDO DESAFIOS, ARTICULANDO SABERES, TECENDO A REDE, Cáp 4 p


Carregar ppt "Síntese: INCORPORAÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NA ESCOLA: VENCENDO DESAFIOS, ARTICULANDO SABERES, TECENDO A REDE Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google