A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

JUST IN TIME Professor - José Francisco Martinez Engenharia de produção Mecânica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "JUST IN TIME Professor - José Francisco Martinez Engenharia de produção Mecânica."— Transcrição da apresentação:

1 JUST IN TIME Professor - José Francisco Martinez Engenharia de produção Mecânica

2 JUST IN TIME HISTÓRICO A técnica, filosofia de Gestão Just in Time tem merecido recentemente grande destaque em todo mundo, tendo em vista a grande necessidade de redução de custos à área de produção.

3 Definição  O sistema JIT é uma filosofia de administração da produção, surgiu no Japão, na década de 60 na empresa Toyota, por isso também conhecido como “Sistema Toyota de Produção”. O “idealista” maior desse sistema foi o vice-presidente da Toyota: Taiichi Ohno. Este novo enfoque na administração da manufatura surgiu de uma visão estratégica e inovadora das pessoas envolvidas na gestão empresarial, buscando vantagem competitiva com uma melhor utilização do processo produtivo.

4 FILOSOFIA JUST IN TIME Filosofia Just in Time:  Eliminação de estoques;  Eliminação de desperdícios;  Manufatura de fluxo contínuo,  Esforço contínuo na resolução de problemas;  Melhoria contínua dos processos.

5 Definição Existem três idéias básicas sobre as quais se desenvolve o sistema JIT:  A primeira idéia é a otimização e integração do processo como um todo, tudo aquilo que não agrega valor ao produto precisa ser eliminado. O JIT visa reduzir e/ou eliminar funções e sistemas não necessários ao processo de manufatura, tais como retrabalho, inspeção, estoque, etc...  A segunda idéia do JIT é o Kaisen (melhoria contínua).

6 Definição  A terceira idéia básica do Just in time é entender e responder às necessidades dos clientes. Isto significa atender de forma plena o cliente nos requisitos de qualidade do produto, prazo de entrega, custo, dentre outros. O JIT vê o custo do cliente numa visão maior, assim, a empresa deve assumir a responsabilidade de reduzir o custo total do cliente na aquisição e uso do produto. Logo, os fornecedores devem estar comprometidos com os requisitos igualmente, já que a empresa fabricante é cliente dos seus fornecedores. Clientes e fornecedores formam, então, uma cadeia produtiva com benefícios mútuos.

7 JUST IN TIME Assume a meta de eliminação de erros, não considerando como inevitáveis; Coloca ênfase no fluxo de materiais e não na maximização da utilização da capacidade; Transfere a responsabilidade de funções como balanceamento das linhas, o controle da qualidade e a manutenção preventiva à mão-de-obra direta, deixando à mão-de-obra indireta as funções de apoio e auditoria; Coloca ênfase na ordem e limpeza da fábrica como pré-requisitos fundamentais para o atingimento dos objetivos pretendidos.

8 JUST IN TIME Tipos de desperdícios: Desperdício de transporte Desperdício de super produção Desperdício de material esperando no processo Desperdício de processamento Desperdício de movimento nas operações Desperdício de produzir produtos defeituosos Desperdício de estoques

9 JUST IN TIME METAS Zero defeitos; Tempo zero de preparação (SETUP); Estoque zero; Movimentação zero; Quebra zero; Lead time zero; Lote unitário (uma peça).

10 O Estoque e os problemas de produção  O estoque tem sido usado para evitar a descontinuidade do processo produtivo, diante de problemas de produção, caracterizado em tres tipos básicos de problemas:

11 O Estoque e os problemas de produção  Problemas de qualidade.  Problemas de quebra de máquina.  Problemas de preparação de máquina

12 O Estoque e os problemas de produção  O estoque funciona como um mal necessário, quando um dos problemas citados está presente no sistema produtivo

13 O Estoque e os problemas de produção  O JIT faz reduzir o nível de estoque para que esses problemas se aflorem: estoque faz aumentar o custo do produto.  Exemplo do nível de água num tanque: quanto mais alto menos se vê as pedras

14 Comparação com a abordagem tradicional  O papel do estoque: estoque mascara os problemas de qualidade. a redução do estoque ajuda a identificar os problemas.

15 JUST IN TIME CARACTERÍSTICAS O sistema JIT não se adapta perfeitamente à produção de muitos produtos diferentes, pois, em geral, isto requer extrema flexibilidade de faixa do sistema produtivo em dimensões que não são conseguidas com filosofia JIT. Conseqüentemente, deve ser dada ênfase ao projeto adequado de manufatura e ao projeto adequado à montagem, de modo a permitir que os setores produtivos tenham um foco definido, sem, entretanto restringir demais variedade de produtos oferecidos ao mercado.

16 JUST IN TIME O layout do processo de produção deve ser celular, dividindo-se os componentes produzidos em famílias com determinado roteiro de produção e formas similares; dessa forma, pode-se montar pequenas linhas de produção (células), de modo a tornar o processo mais eficiente, reduzir a movimentação e o tempo gasto com a preparação da máquina.

17 JUST IN TIME A gerência da linha de produção coloca ênfase na autonomia dos encarregados no balanceamento da linha, na não aceitação de erros, paralisando-se a linha até que os erros sejam eliminados, se for necessário, e na produção de modelos mesclados.

18 JUST IN TIME A responsabilidade pela qualidade é transferida à produção e é dada ênfase ao controle da qualidade na fonte, adotando os princípios do controle de qualidade total. A redução de estoque e a resolução dos problemas de qualidade forma um ciclo positivo de aprimoramento contínuo.

19 JUST IN TIME É dada ênfase na redução dos tempos do processo, como forma de conseguir flexibilidade. Os tempos gastos com atividades que não agregam valor ao produto, devem ser eliminados, enquanto os tempos gastos com atividades que agregam valor devem ser utilizados de forma a maximizar a qualidade dos produtos produzidos.

20 JUST IN TIME O fornecimento de materiais no sistema JIT deve ser uma extensão dos princípios aplicados dentro da fábrica tendo com principais objetivos os lotes de fornecimento reduzidos, recebimentos freqüentes e confiáveis, lead times de fornecimento reduzidos e altos níveis de qualidade.

21 JUST IN TIME O elemento humano tem participação fundamental no sistema just in time, sendo o envolvimento da mão-de-obra e o trabalho em equipe pré-requisitos para a implementação do JIT.

22 JUST IN TIME O planejamento da produção do sistema JIT deve garantir uma carga de trabalho diária estável, que possibilite o estabelecimento de um fluxo contínuo de material. O sistema de programação e controle de produção está baseado no uso de cartões para a transmissão de informações entre os centros produtivos. Esse sistema é denominado de sistema KANBAN, e segue a lógica de “puxar” a produção, produzindo somente a quantidade necessária e no momento necessário, de modo a atender à demanda dos centros consumidores.

23 JUST IN TIME VANTAGENS Custos: Dados os preços já pagos pelos equipamentos, materiais e mão de obra, o JIT, busca que os custos de cada um destes fatores seja reduzido ao essencialmente necessário. As características do sistema JIT, o planejamento e a responsabilidade dos encarregados da produção pelo refinamento do processo produtivo favorecem a redução de desperdícios. Existe também uma grande redução dos tempos de setup, além da redução dos tempos de movimentação, dentro e fora da empresa.

24 JUST IN TIME Qualidade: O projeto do sistema evita que os defeitos fluam ao longo do fluxo de produção; o único nível aceitável de defeitos é zero. A pena pela produção de itens defeituosos é alta. Isto motiva a busca das causas dos problemas e das soluções que eliminem as causas fundamentais destes problemas. Os trabalhadores são treinados em todas as tarefas de suas respectivas áreas, incluindo a verificação da qualidade. Sabem, portanto, o que é uma peça com qualidade e como produzi-la. Se um lote inteiro for gerado de peças defeituosas, o tamanho reduzido dos lotes minimizará o número de peças afetadas. O aprimoramento de qualidade faz parte da responsabilidade dos trabalhadores da produção, estando incluída na descrição de seus cargos.

25 JUST IN TIME Flexibilidade: O sistema just in time aumenta a flexibilidade de resposta do sistema pela redução dos tempos envolvidos no processo. Embora o sistema não seja flexível com relação à faixa de produtos oferecidos ao mercado, a flexibilidade dos trabalhadores contribui para que o sistema produtivo seja mais flexível em relação às variações do mix de produtos. Através da manutenção de estoques baixos, um modelo de produto pode ser mudado sem que haja muitos componentes obsoletos. Como o projeto de componentes comprados é geralmente feito pelos próprios fornecedores a partir de especificações funcionais, ao invés de especificações detalhadas e rígidas de projeto, estes podem ser desenvolvidos de maneira consistente com o processo produtivo do fornecedor.

26 JUST IN TIME Velocidade: A flexibilidade, o baixo nível de estoques e a redução dos tempos permitem que o ciclo de produção seja curto e o fluxo veloz. A prática de diferenciar os produtos na montagem final, a partir de componentes padronizados, de acordo com as técnicas de projeto adequado de manufatura e projeto adequado à montagem, permite entregar os produtos em vários prazos mais curtos.

27 JUST IN TIME Confiabilidade: A confiabilidade das entregas também é aumentada através da ênfase na manutenção preventiva e da flexibilidade dos trabalhadores, o que torna o processo mais robusto. As regras do KANBAN e o princípio da visibilidade permitem identificar rapidamente os problemas que poderiam comprometer a confiabilidade, permitindo sua imediata resolução.

28 DESVANTAGENS A maior desvantagem deste sistema é a que decorre de incertezas na envolvente da empresa. Se algo não funcionar bem, e o exemplo de uma greve nos transportes é a mais evidente, tudo pode ficar parado. Por isso, algumas empresas, além de um sistema de Just- in-time, mantêm também o "just in case", algum estoque de segurança que permitirá evitar perdas no caso de problemas com a envolvente, nomeadamente os fornecedores.

29 Características do Just in Time  O layout deve ser em células, dividindo os componentes produzidos em “famílias” com certa gama de operações de produção, montando-se, assim, pequenas linhas de produção (células) de forma a tornar o processo mais eficiente, reduzindo a movimentação e o tempo consumido com a preparação das máquinas;  O sistema JIT não se adapta de forma perfeita à manufatura de diversos produtos diferentes, pois, em geral, isto requer extrema flexibilidade do sistema;

30 Características do Just in Time  a gestão da célula enfatiza a autonomia dos operários;  a responsabilidade pela qualidade é feita diretamente na produção, adotando os princípios de controle da qualidade total (a redução de estoques e a resolução de problemas de qualidade formam um ciclo positivo de melhoria contínua);  a produção baseia-se em grupos de trabalho, onde trabalhadores polivalentes operam dentro da célula; para que o sistema funcione os produtos tem de fluir de um grupo para o outro perfeitamente e os erros sejam imediatamente separados;

31 JUST IN TIME CONCLUSÃO O Just in Time é uma filosofia japonesa que tem por objetivo aplicar métodos que visam o melhoramento de como o trabalho deve ser feito para não gerar desperdícios com ênfase na qualidade no produto final sem estocagem. Esta técnica de gerenciamento é de grande importância no mundo atual, onde a demanda é exigente em relação a qualidade nos produtos oferecidos.

32 JUST IN TIME BIBLIOGRAFIA Just in Time. CORRÊA, Henrique & GIANESI, Irineu. Just in Time, MRP e OPT. 2 ed. São Paulo: Atlas, HUTCHINS, David. Just in Time. São Paulo: Atlas, 1993.


Carregar ppt "JUST IN TIME Professor - José Francisco Martinez Engenharia de produção Mecânica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google