A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho realizado por: Catarina Braga nº4 8ºC Inês Colino nº12 8ºC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho realizado por: Catarina Braga nº4 8ºC Inês Colino nº12 8ºC."— Transcrição da apresentação:

1

2 Trabalho realizado por: Catarina Braga nº4 8ºC Inês Colino nº12 8ºC

3  Algumas sugestões práticas para melhorares a eficiência energética na tua escola e que podes utilizar também em tua casa.  Para minimizar os impactos directos, estas são algumas das intervenções possíveis: Impactos directos

4 Para evitar grandes variações da temperatura ambiente das salas e situações de desconforto, pode-se:  Calafetar portas e as janelas, isto é, tapar as portas e janelas com fita adesiva de espuma, própria para o efeito, e que pode reduzir em 5% o consumo de energia;  Reparar as frinchas das janelas e das portas;  Plantar árvores de folha caduca (são árvores que permitem obter sombra apenas no Verão, sem comprometer a iluminação natural);  Verificar se as portas necessitam de molas para fecho automático;

5  Substituir os vidros partidos;  Instalar vidros duplos nas janelas (pode poupar-se até 10% de consumo de energia, para além de minimizar o ruído exterior);  Instalar persianas exteriores.

6 Para usar o espaço de forma eficiente e contribuir para um uso racional da energia pode-se:  Privilegiar as salas viradas a Sul como locais de trabalho (estão mais expostas à luz solar);  Dispor os lugares de trabalho junto das janelas para aproveitar ao máximo a luz solar;  Nos espaços sem entrada de luz solar, dispor os lugares de trabalho junto da iluminação geral.

7 De forma a aproveitar ao máximo a luz solar e a usar a iluminação artificial de maneira eficiente, podem tomar-se as seguintes medidas:  Instalar lâmpadas de baixo consumo em toda a escola (fluorescentes tubulares e compactas);  Adequar as características das lâmpadas à utilização dos espaços;  Instalar temporizadores de iluminação nos locais de passagem (para as luzes ligarem e desligarem automaticamente);

8  Desligar as lâmpadas desnecessárias nos locais (menos utilizados);  Desligar a iluminação desnecessária no exterior da escola;  Utilizar correctamente estores e / ou cortinas para melhor aproveitar a entrada de luz solar directa.

9 Seguir as recomendações do fabricante na instalação de equipamentos e aparelhos não é suficiente. Podem ainda tomar-se as seguintes medidas:  Instalar equipamentos de baixo consumo energético, deve-se optar pelos equipamentos que têm etiquetas energéticas das Classes A++ e A+;  Seleccionar eficazmente a localização dos equipamentos. Por exemplo: um frigorifico nunca deve ser colocado junto a uma fonte de calor, etc.;  Seleccionar os programas de baixo consumo. Por exemplo: as máquinas de roupa e de loiça só devem ser utilizados quando estão completamente cheias;  Estabelecer regras de uso para os equipamentos. Por exemplo: a porta de um frigorífico não deve ser aberta desnecessariamente e deve reduzir-se o tempo da abertura;

10  Garantir a manutenção periódica dos equipamentos;  Nunca deixar um equipamento eléctrico ligado se não estiver a ser utilizado. Por exemplo: os televisores, computadores, etc. devem ser desligados sempre das tomadas e não devem ser deixados em modo stand-by;  Activar opções de poupança de energia. Por exemplo: nas máquinas de lavar roupa seleccionar a tecla económica.

11 Tanto no Verão como no Inverno sabe bem trabalhar num ambiente confortável, mas sempre de forma energeticamente eficiente. Para isso, é preciso:  Estabelecer um plano de uso e/ou gestão da climatização (Ar condicionado, ventoinha);  Desligar os equipamentos desnecessários nos espaços menos utilizados;  Ligar os equipamentos apenas quando são estritamente necessários;  Desligar os equipamentos momentos antes de abandonar os espaços;  Garantir a manutenção periódica dos equipamentos;  No Inverno, procurar tirar o maior partido dos ganhos solares directos.

12  Para além destas medidas que têm um impacto directo no consumo de energia, há ainda outro tipo de acções cujo impacto é indirecto.  É o caso do tratamento de resíduos, do consumo de água ou da utilização de transportes.  Para minimizar impactos indirectos, aqui ficam algumas das intervenções possíveis: Impactos indirectos

13 O papel é um produto que consome muitos recursos durante o processo de produção, assim deve-se gerir eficazmente o seu consumo. Para isso pode-se:  Sempre que possível, preferir as versões electrónicas dos documentos;  Fazer a impressão de documentos em frente e verso;  Instalar um sistema de separação e recolha de papel para incluir no circuito normal de reciclagem.

14 A individual de resíduos é um dos problemas mais graves de poluição ambiental, gastando-se muita energia no tratamento e eliminação dos mesmos. Medidas mais importantes:  Sensibilizar para a redução da produção individual de resíduos. Por exemplo: opta por embalagens de tamanho familiar, reduzindo assim o número de embalagens individuais;  Diminuir a produção de resíduos nos vários serviços escolares. Por exemplo: modera a utilização de papel de alumínio e de plástico para envolver alimentos;  Verificar se existe separação de resíduos nos vários sectores escolares.

15 Fazer um consumo de água equilibrado e adaptado às necessidades individuais é outra forma de reduzir o consumo de recursos. Para isso, é preciso:  Diminuir o consumo de água nas tarefas diárias;  Não deixar a torneira aberta enquanto se lava os dentes ou se esfrega as mãos;  Regular o fluxo de água nas torneiras do balneário;  Instalar torneiras com temporizador nos lavatórios;  Detectar periodicamente a existência de eventuais fugas ou perdas de água.

16 As pilhas são um resíduo demasiado importante (e perigoso) para ser esquecido, pelo que é necessário:  Usar pilhas recarregáveis sempre que possível;  Separar as pilhas do restante lixo;  Instalar um sistema de recolha de pilhas na escola.

17 Privilegiar o uso de meios de transporte colectivos e/ou não poluentes, contribui decisivamente para usar os recursos energéticos de forma eficiente, sugerimos:  Privilegiar o uso de meios de transporte amigos do ambiente (bicicleta, por exemplo);  Sensibilizar as pessoas da tua escola para uso de transportes colectivos;  Desaconselhar o uso de meios de transporte individuais;  Promover o hábito de andar a pé em todos os trajectos curtos ou sempre que possível;  Organizar sistemas de partilha de automóveis;  Sensibilizar a empresa local de transportes públicos para a necessidade de alterar/criar novas rotas dos seus transportes.


Carregar ppt "Trabalho realizado por: Catarina Braga nº4 8ºC Inês Colino nº12 8ºC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google