A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEPENDÊNCIA QUÍMICA CAPS AD Centro de Atenção Psicossocial Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEPENDÊNCIA QUÍMICA CAPS AD Centro de Atenção Psicossocial Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas."— Transcrição da apresentação:

1 DEPENDÊNCIA QUÍMICA CAPS AD Centro de Atenção Psicossocial Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas

2 “ Parece improvável que a humanidade em geral seja algum dia capaz de dispensar os “paraísos artificiais” isto é,...a busca de autotranscendência através das drogas ou...umas férias químicas de si mesmo...A maioria dos homens e mulheres levam vidas tão dolorosas – ou tão monótonas, pobres e limitadas, que a tentação de transcender a si mesmo, ainda que por alguns momentos, é e sempre foi um dos principais apetites da alma” ALDOUS HUXLEY, escritor inglês

3 Saúde (OMS) : É um estado de completo bem estar físico, mental, social e não apenas ausência de lesões ou doenças Dependência Química = DOENÇA

4 O QUE SÃO DROGAS?  As drogas são substâncias químicas, naturais ou sintéticas, que provocam alterações psíquicas e físicas a quem as consome e levam à dependência física e psicológica. Seu uso sistemático traz sérias conseqüências físicas, psicológicas e sociais, podendo levar à morte em casos extremos, em geral por problemas circulatórios ou respiratórios. É o que se chama overdose. Além das drogas tradicionais, podemos incluir na lista o cigarro e o álcool.

5 HISTÓRICO DO USO DE SUBSTÂNCIAS Uso de substâncias presente em diferentes culturas e em todos os séculos: Não houve civilização que não procurasse fugir à anormalidade com a ajuda do álcool, tabaco, chá, café e plantas de todas as espécies (Zeldin, 1997).

6 SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS ALTERAM: ALTERAM: O PENSAMENTO DANIFICAM: MENTE E CORPO MENTE E CORPOAFETAM: COMPORTAMENTOS E RELACIONAMENTOS COMPREENDENDO A DEPENDÊNCIA QUÍMICA

7 SEJAM USADAS ADICTIVAMENTE OU NÃO.

8 SISTEMA RECOMPENSA CEREBRAL

9 TIPOS DE DROGAS DEPRESSORAS  Substâncias que diminuem a atividade cerebral, deixando os estímulos nervosos mais lentos. Fazem parte desse grupo o álcool, os tranqüilizantes, o ópio (extraído da planta Papoula somniferum) e seus derivados, como a morfina e a heroína.

10 *Álcool: seu uso abusivo mata mais do que todas as drogas ilegais juntas *30% das pessoas: uso se torna abusivo *90% do álcool é metabolizado no fígado, tornando-se acetaldeído, aumentando a pressão arterial, os batimentos cardíacos, rubor facial, náuseas e vômitos *Efeito bifásico no organismo *Dieta x álcool *Bebidas energéticas x álcool *Trânsito x álcool *Gravidez x álcool *Efeitos do uso crônico no SN, SCV, SGI

11 * Benzodiazepínicos e opiáceos: são usados com fins médicos como indutores do sono, ansiolíticos e alívio de dor intensa *Sintomas de uso regular: Sonolência, vertigem, confusão mental, dificuldade mnemônica, náusea, dor de cabeça, problemas de sono, ansiedade, depressão, tolerância e dependência, além de sintomas significativos de abstinência, overdose e morte *Solventes e Inalantes: efeito rápido, baixo custo, variedade e ausência de legislação. Excitação à depressão profunda do SNC

12  Estimulantes - Aumentam a atividade cerebral, deixando os estímulos nervosos mais rápidos. Excitam especialmente as áreas sensorial e motora. Nesse grupo estão as anfetaminas, a cocaína (produzida das folhas da planta da coca, Erytroxylum coca) e seus derivados, como o crack. ESTIMULANTES

13 *Cocaína (crack, oxi), Anfetamina e Nicotina *C e A: Alteram o raciocínio, as emoções e os sentidos da visão e audição *Crack/Oxi: efeitos mais rápidos *Euforia, grandiosidade, hipervigilância, irritabilidade, taquicardia, aumento da PA, arritmia cardíaca, suor, calafrios, dilatação das pupilas, alucinações ou ilusões visuais e táteis, idéias paranóides, convulsões *Abstinência: depressão, ansiedade, irrtabilidade, perda de prazer nas atividades, insônia, agitação, fissura

14 *Nicotina: Principal causa das mortes evitáveis no mundo *Sensação de bem-estar mais branda, com dependência rápida e intensa *Abstinência: irritabilidade, ansiedade, hostilidade, humor depressivo, lentificação da frequencia cardíaca, aumento do apetite, fissura

15  Perturbadoras - São substâncias que fazem o cérebro funcionar de uma maneira diferente, muitas vezes com efeito alucinógeno. Não alteram a velocidade dos estímulos cerebrais, mas causam perturbações na mente do usuário. Incluem a maconha, o haxixe (produzidos da planta Cannabis sativa), os solventes orgânicos (como a cola de sapateiro) e o LSD (ácido lisérgico). PERTURBADORAS

16 *Indólicos, feniletilaminas, anticolinérgicos, anestésicos dissociativos e canabinóides (maconha) *LSD: mais potente droga alucinógena *Efeitos dependem do indivíduo, da situação de uso e do estado de humor (“boa” ou “má” viagem) *Efeitos psíquicos: distorções perceptivas, sinestesia, perda de discriminação tempo/espaço, alucinações visuais e auditivas, flashback, delírios *Efeitos sistêmicos: aumento da PA, midríase, sudorese, náuseas e vômitos

17 Combinam dois ou mais efeitos. A droga mais conhecida desse grupo é o ecstasy, metileno dioxi-metanfetamina (MDMA), que produz uma sensação ao mesmo tempo estimulante e alucinógena. EFEITO MISTO

18 PREDISPOSIÇÃO PREDISPOSIÇÃO PSICOATIVOS PSICOATIVOS MEIO AMBIENTE MEIO AMBIENTE DEPENDÊNCIA DEPENDÊNCIA QUÍMICA QUÍMICA CAUSAS DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

19 Principais motivos para usar drogas: Busca de prazer Ser aceito no grupo Curiosidade Quebrar barreiras sociais Conseguir status Diminuir a timidez Pressão da mídia Exemplo dos pais

20 Adolescência Formação neurológica Tendência grupal Surgimento de Transtornos Mentais Motivação social Resiliência

21 Alterações de comportamento ● Mudança brusca de comportamento ● Irritabilidades sem motivo aparente e “explosões” nervosas ● Inquietação motora ● Crises depressivas repentinas ● Queda do aproveitamento escolar ou desistência ● Insônia ● Isolamento ● Mudança de hábitos ● Desaparecimento de objetos de valor ou constante pedido por $ ● Más companhias (monitoramento parental)

22 USO Bebedor social ABUSO Bebedor problema DEPENDÊNCIA CRACK

23  EXPERIÊNCIA UNIVERSAL  APRENDE ALTERAÇÃO DE HUMOR (NORMAL EUFÓRICO)  BUSCA A ALTERAÇÃO DO ESTADO DE HUMOR  PERIODICIDADE REGULAR  “RESSACAS” OCASIONAIS  EXPERIÊNCIA EMOCIONALMENTE POSITIVA E GRATIFICANTE  HÁ SEMPRE VANTAGENS NO USO HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA EVOLUÇÃO 1º. FASE: USO SOCIAL

24  DESENVOLVIMENTO DA TOLERÂNCIA AO QUÍMICO  BUSCA NORMALIZAR O ESTADO DE HUMOR  (DEPRESSIVO NORMAL)  PRIMEIROS LAPSOS DE MEMÓRIA  FAMILIARES E AMIGOS COMEÇAM A QUESTIONAR  QUEDA DA PRODUTIVIDADE / RENDIMENTO NO TRABALHO / ESCOLA HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA 2ª. FASE: MANIFESTAÇÃO DA DEPENDÊNCIA MANIFESTAÇÃO DA DEPENDÊNCIA

25  DIFICULDADES DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL  “RESSACAS” CADA VEZ MAIS FREQÜENTES  RIGIDEZ NOS MECANISMOS DE DEFESA (INCONSCIENTE)  INSTALAÇÃO DO SISTEMA DE AUTO-ILUSÃO  DRÁSTICA ALTERAÇÃO DE COMPORTAMENTO  ISOLAMENTO  GRANDE SOFRIMENTO EMOCIONAL HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA 2ª. FASE: MANIFESTAÇÃO DA DEPENDÊNCIA MANIFESTAÇÃO DA DEPENDÊNCIA

26  DEPENDÊNCIA FÍSICA (NÃO FUNCIONA MAIS SEM O QUÍMICO)  NECESSIDADE DE MANTER PERMANENTEMENTE CERTA QUANTIDADE DO QUÍMICO NO ORGANISMO PARA EVITAR “ABSTINÊNCIA”  DELÍRIOS DE CIÚMES  LAPSOS MAIS FREQÜENTES E AMPLOS  ALUCINAÇÕES HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA 3ª. FASE: ADICÇÃO TOTAL

27  PROFUNDAS DEPRESSÕES DO HUMOR  (DEPRESSIVO DEPRESSIVO)  ISOLAMENTO  BAIXA AUTO-ESTIMA  IDÉIAS FIXAS DE AUTO-ELIMINAÇÃO  EMBOTAMENTO FÍSICO E EMOCIONAL HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA 3ª. FASE: ADICÇÃO TOTAL

28 Qual o papel de cada um? Família Escola Sociedade

29 TRATAMENTO ABSTINÊNCIA DE QUALQUER SUBSTÂNCIA PSICOATIVA, ESTRATÉGIA DE REDUÇÃO DE DANOS; MUDANÇA DE VELHOS HÁBITOS E COMPORTAMENTOS; EVITAR GATILHOS (PESSOAS, HÁBITOS E LUGARES) DO USO; PEDIR AJUDA (MAIOR CHANCES DE SUCESSO);

30 TRATAMENTO ABERTURA NAS EMPRESAS P/ O TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUIMICA; DIFERENTES MODALIDADES DE TRATAMENTO (INTERNAÇÃO/AMBULATÓRIO); AVANÇO DO TRATAMENTO MEDICAMENTOSO; AJUDA DE GRUPOS DE APOIO NA COMUNIDADE

31 CONTATOS CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ÁLCOOL E DROGAS ÁLCOOL E DROGAS CAPS-AD CAPS-AD RUA PAISSANDU, 785 CENTRO MOGI MIRIM – SP MOGI MIRIM – SP (19) (19) COORDENADORA: SOLANGE BRAGA


Carregar ppt "DEPENDÊNCIA QUÍMICA CAPS AD Centro de Atenção Psicossocial Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google