A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Já estudámos, em aulas anteriores, que: a atmosfera terrestre é essencialmente constituída por azoto e oxigénio e por uma variedade de gases e partículas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Já estudámos, em aulas anteriores, que: a atmosfera terrestre é essencialmente constituída por azoto e oxigénio e por uma variedade de gases e partículas."— Transcrição da apresentação:

1

2 Já estudámos, em aulas anteriores, que: a atmosfera terrestre é essencialmente constituída por azoto e oxigénio e por uma variedade de gases e partículas que constituem os componentes vestigiais e que existem em percentagens diferentes; a pressão e a densidade da atmosfera variam com a altitude, dependendo da quantidade dos componentes da atmosfera que existem em cada camada; a atmosfera terrestre é constituída por soluções, colóides e suspensões; a atmosfera está dividida em camadas de acordo com a variação da temperatura.

3 A que se deve a variação da temperatura nas diferentes camadas da atmosfera? Variação da temperatura nas diferentes camadas da atmosfera

4 Para dar resposta a esta questão temos que pensar: De onde vem a energia que aquece a Terra? O Solemite uma grande gama de radiações O Sol emite uma grande gama de radiações 9,94 x J Ultravioletavisívelvisívelinfravermelha 4,95 x J 2,50 x J 1,98 x J UV-CUV-BUV-A 9,94 x J 7,10 x J 6,32 x J 4,95 x J Só cerca de 70% da radiação emitida pelo Sol atinge a Terra das quais destacamos:Só cerca de 70% da radiação emitida pelo Sol atinge a Terra das quais destacamos: ☼ 50% de radiação infravermelha ☼ 40% de radiação visível ☼ 10% de radiação ultravioleta UV-A (λ~315 a 400 nm) UV-B (λ~280 a 315 nm) UV-C (λ~200 a 280 nm)

5 As radiações UV-C e algumas UV-B são absorvidas por N 2, O 2 e O 3, a altitudes diferentes. Nem todas as radiações emitidas pelo Sol atingem a superfície da Terra. As radiações UV-A, algumas UV-B, a radiação visível e a IV, atingem a superfície da Terra. +

6 Efeito térmico – a energia absorvida aumenta a energia cinética das partículas, o que faz aumentar a temperatura. Ao entrar na atmosfera as radiações colidem com as partículas aí existentes, transferindo para elas a energia que transportam, podendo causar dois efeitos: Efeito químico – a energia absorvida vai desencadear reacções químicas.

7 Efeito químico da radiação – reacções fotoquímicas ou fotólises As partículas absorvem as radiações solares, utilizando a sua energia para: Quebrar ligações nas moléculas Quebrar ligações nas moléculas – levando à dissociação da molécula com a formação de radicais livres. Ocorrem na zona superior da troposfera e na estratosfera. Ionizar átomos ou moléculas Ionizar átomos ou moléculas – levando à formação de iões com carga +1. Ocorrem na termosfera e com menor frequência na mesosfera.

8 A energia das radiações ao ser absorvida por átomos ou moléculas estáveis provoca a excitação de um electrão da orbital mais exterior para outra mais energética que se encontra vazia. Radicais livres Radicais livres são partículas com electrões desemparelhados, que se formam quando átomos ou moléculas estáveis absorvem radiações visível e ultravioleta.

9 O electrão excitado pode manter o seu spin (estado de singleto) ou inverter o seu spin (estado de tripleto = radical livre). Radicais livres A partícula radical livre apresenta intensa reactividade mas tem tempo de vida muito curto (10 µs a 10 ms)

10 Radicais livres Na atmosfera contribuem para a formação e decomposição do ozono. Na atmosfera contribuem para a formação e decomposição do ozono. São responsáveis pela alteração das gorduras, quando em contacto com o ar. São responsáveis pela alteração das gorduras, quando em contacto com o ar. São responsáveis pela degradação de plásticos na presença da luz solar. São responsáveis pela degradação de plásticos na presença da luz solar. São responsáveis pelo surgimento de rugas, flacidez e perda de vitalidade da pele e portanto causa básica do envelhecimento. São responsáveis pelo surgimento de rugas, flacidez e perda de vitalidade da pele e portanto causa básica do envelhecimento. Têm implicações no desenvolvimento do cancro, da diabetes, da asma, da depressão e de doenças reumatológicas e cardiovasculares. Têm implicações no desenvolvimento do cancro, da diabetes, da asma, da depressão e de doenças reumatológicas e cardiovasculares. Têm implicações na lesão cerebral mediada pela idade (radiações de oxigénio). Têm implicações na lesão cerebral mediada pela idade (radiações de oxigénio). Efeitos nocivos

11 A produção de radicais livres no nosso organismo é aumentada por: Alimentação inadequada.Alimentação inadequada. Com a hipoglicemia.Com a hipoglicemia. Stress profissional, escolar e familiar.Stress profissional, escolar e familiar. Hábito de fumar.Hábito de fumar. Uso de drogas e de álcool.Uso de drogas e de álcool. Exercício físico intenso sem condição física apropriada.Exercício físico intenso sem condição física apropriada. Exposição à poluição ambiental.Exposição à poluição ambiental. Exposição às radiações solares.Exposição às radiações solares. Controlo da produção de radicais livres de modo a não causarem dano no organismo. Ingerir alimentos com ferro, manganésio e selénio, vitaminas A, C, E, β-caroteno e riboflavina que actuam como antioxidantes. Procurar não frequentar ambientes poluídos. Não fumar. Não beber bebidas alcoólicas em demasia. Praticar exercício físico moderado e de acordo com a condição física de cada um. Proteger-se contra a radiação UV com protectores adequados.

12 O Alguns radicais livres existentes na atmosfera Forma-se por fotodissociação das moléculas de O 2 O2O2 + OO Radiação UV Ao valor mínimo necessário para dissociar uma molécula chama- se energia de dissociação. Para uma mole de moléculas será energia de dissociação por mole. Neste caso é absorvida a energia de 498 kJ/mol. A energia libertada quando se forma uma ligação química chama- se energia de ligação, para uma molécula formada, ou, se se formar uma mole de moléculas, será energia de ligação por mole.

13 Alguns radicais livres existentes na atmosfera HO Forma-se por fotólise das moléculas de H 2 O H2OH2O+ HOH· Radiação UV Ou por fotólise das moléculas de HONO (vapor de ácido nitroso) HONO+ HO NO· Radiação UV

14 CH 3 CH 3 Alguns radicais livres existentes na atmosfera Forma-se por fotodissociação das moléculas de metano – CH 4 H 3 C - H+ CH 3 CH 3 H Radiação UV

15 Formação de iões na atmosfera Se a energia da radiação solar for igual ou superior à primeira energia de ionização consegue arrancar um electrão à partícula sobre a qual incide, ionizando-a. Como as energias de ionização são relativamente elevadas ocorrem na termosfera e em menor quantidade na mesosfera por absorção da radiação UV – C.

16 Formação de iões na atmosfera Na termosfera e na mesosfera os gases predominantes são o oxigénio (O 2 ) e o azoto (N 2 ). São eles que absorvem a radiação solar e que se ionizam. O 2 + O 2  O e - N 2 + N 2  N e - O+ O  O+ + 1e -

17 A atmosfera funciona como um filtro das radiações solares Deixa passar as radiações de menor energia e retém as de maior energia.

18 Por que motivo na termosfera a temperatura é tão elevada? Se a energia da radiação é muito elevada, parte dela vai ser usada para aumentar a energia cinética das partículas, aumentando assim a temperatura ambiente. E radiação absorvida = E necessária para o efeito químico + E cinética

19 O que acontece às radiações que atingem as zonas mais baixas da atmosfera? O dióxido de carbono e a água absorvem radiação de grandes comprimentos de onda, emitidas da superfície da Terra (radiação IV de 7 µm a 13 µm). Os gases que mais absorvem a radiação IV térmica (4<λ < 50 μm) emitida pela superfície da Terra são: O 3 (troposférico), H 2 O, CH 4, N 2 O, CO 2 e CFC (clorofluorocarbonetos), designados gases de estufa. ALERTA : Uma pequena variação da concentração destes gases pode causar alterações significativas no balanço energético da Terra. Efeito de estufa

20 Gases responsáveis: O 3, CO 2, CFC, CH 4, H 2 O e N 2 O Aquecimento global Os gases de estufa absorvem essencialmente na região dos infravermelhos. Por isso uma pequena variação na concentração destes gases provoca alterações no balanço energético da Terra.


Carregar ppt "Já estudámos, em aulas anteriores, que: a atmosfera terrestre é essencialmente constituída por azoto e oxigénio e por uma variedade de gases e partículas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google